História Say ''I love u'' - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Rap Monster, Suga, V
Exibições 58
Palavras 2.747
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Fluffy, Lemon, Yaoi
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Oi gente <3
Bem, tenho muita coisa para explicar aqui, mas são todas IMPORTANTES, lamento se ficar muito grande ;-;
Enfim, vamos começar sobre a fic.
•Eu virei Vkook shipper antes mesmo de virar army (sim, é meu otp supremo) :'), por isso decidi escrever essa fic *u*
•Eu estou reescrevendo Say ''I love u'' por motivos de insatisfação com a fic original. Eu só a escrevi porque estava passando por um momento muito ruim em minha vida, então eu escrevia para fugir da realidade 'u' e tipo, eu criava um Capítulo por dia, então ficou muito ruim. Agora que estou bem e com tempo, estou mudando muitas coisas nela.
•Mesmo eu reescrevendo de uma fic já pronta, A ATUAL SAY ''I LOVE U'' NÃO ESTÁ COMPLETAMENTE PRONTA. ENTÃO, VOU POSTAR DE 3 EM 3 DIAS.
•Essa fic conta da vida real dos meninos, mas vou modificar muita coisa na linha de tempo. Ok?
•LEMBRANDO QUE É UMA FANFIC. MESMO SENDO BASEADA NA VIDA REAL DOS MENINOS, MUITA COISA AQUI NÃO ACONTECEU.

Só isso amores, eu espero que gostem e dêem muito amor para ela. Afinal, preciso de motivos para continuar criando capítulos.
Até as notas finais <3

Capítulo 1 - Feelings


Fanfic / Fanfiction Say ''I love u'' - Capítulo 1 - Feelings

Taehyung

 Hoje é dia de ensaio, vamos ter um show daqui a algumas semanas e precisamos reforçar as coreografias desse novo álbum.

 Quando há shows assim, nosso tempo é mínimo por estarmos sempre trabalhando. Nosso apartamento passa a servir mais como um dormitório porque sempre temos treinos, viagens, fanmeeting e entrevistas para fazer durante o mês inteiro. A rotina é cansativa, mas ainda assim, muito prazerosa.

 Nossos ensaios são sempre os mais divertidos, afinal, quando gostamos daquilo que fazemos, o verbo ''trabalhar'' deixa de existir e passa a se chamar ''viver'', não é mesmo? Esse é o nosso caso, nós vivemos.

 As pessoas que caminham ao seu lado durante esse período de sua vida vão definir como as coisas serão. Elas podem complicar ou facilitar as coisas, te derrubar ou segurar sua mão enquanto caminha a seu lado, te abandonar na primeira dificuldade ou te ajudar a superar todos os obstáculos. E fala sério, com esses meninos ao meu lado vocês acham que há alguma dificuldade que não consiga enfrentar?

   ~~~

 Hoje o clima estava alegre na sala de ensaio, todos animados e dispostos para mais um dia treino.

 Jungkook e eu nos alongamos juntos, como o de costume, enquanto ficamos esperando pelo Jimin e Yoongi chegar da consulta com o nutricionista de Jimin.

 - Kook-ah, você ainda está acompanhando One Piece? Viu o último episódio que saiu domingo? - eu disse.

 - Ainda não vi. Não me conta nada, hyung. - pede Jungkook, manhoso.

 - Hmm... - eu tinha um olhar pensativo. - Pegue um copo de água se não eu conto o que o Luffy fez!

 - Você é muito sem graça! Além de preguiçoso. - diz ele rindo e se levantando para buscar minha água. 

 Quando ele voltou, me entregou o copo e sentou-se ao meu lado com o celular já em mãos, estávamos ambos no chão com as costas encostadas na parede.

 Enquanto eu bebia a água, meus olhos se perderam nele. Observei os detalhes de Jungkook enquanto ele mexia em seu celular. Sua boca rosada estava entreaberta e mostrava os dois dentes que são  ligeiramente maiores que os demais, fazendo com que ele parecesse um coelhinho. Seus cabelos negros caiam delicados em sua testa, sua expressão era serena e aquela pele branca de suas bochechas atraía minha mão para acaricia-las.

 Eu tentei inutilmente tirar meu olhos dele, mas não dava. A paz de olha-lo os prendeu ali.

 Jungkook desviou seu olhar da tela do celular e me fitou com a testa franzida, o que me fez voltar a realidade. Percebi que eu estava parecendo um idiota o olhando daquele jeito.

 - Que foi que tanto me olha? Tem algo no meu rosto? - diz ele rindo e passando sua mão por sua pele, como se procurasse alguma sujeirinha ali.

 - O-o que? Não, não é isso. Eu só estava distraído. - eu pigarreei, desviando o olhar para baixo. 

 O que acabou de acontecer? Será que existe alguém mais indiscreto que eu? Não é possível, Kim Taehyung. Você é muito lerdo!

 - Estou muito ansioso para esse show. Vai nos promover bastante. - diz Jungkook, me tirando da briga interna que estava ocorrendo entre eu contra eu mesmo. - Só que é nesses shows que fico mais inseguro. Eu tenho medo de fazer algo errado e comprometer o grupo todo. - ele parecia cabisbaixo brincando com seus dedos.

 - Todos erram, Kook. E isso é o que menos se espera de você. Você dá muito duro em tudo que faz, ainda mais quando se trata do BTS. - eu disse à ele com um sorriso no rosto, na intenção de mantê-lo seguro.

 É aí que percebo que todos tem seus momentos de fraqueza, até mesmo o Jungkook, que tem pose de macho alfa confiante. No fundo, todos nós temos inseguranças, só devemos procurar formas certas de lidar com todas elas.

 - Não sei o que seria de mim sem um amigo como você, Tae. - pareceu que o que eu disse fez com que Jungkook ficasse realmente feliz, porque seu sorriso estava enorme e em seus olhos havia um brilho diferente. Ele se aproxima um pouco e põe sua mão em minha coxa esquerda, acariciando-a. - Me sinto sempre mais tranquilo quando converso com você. Obrigado. - diz por fim, encostando sua cabeça em meu ombro.

 Meu coração foi a mil com a aproximação acompanhada pelo toque dele, me deixando desajeitado e fazendo com que minhas bochechas esquentassem. Rezei para todos os santos para que ele não percebesse meu desespero enquanto estivesse ali, perto de mim.

 Foi apenas um toque, mas foi como se raios ecoassem por todo meu corpo. Não sei se foi essa mistura de sentimentos que me deixou desconfortável ou a palavra ''amigo'' sendo dirigida à mim ou meu apelido sendo pronunciado por ele.

 - D-de nada. Pode contar sempre comigo. - eu digo sem graça, me amaldiçoando por estar tão vergonhoso.

 - Sabe, hyung, podíamos assistir o episódio de One Piece juntos amanhã. O que acha? - convida ele, alegre.

 - Ah, claro! Seria legal. - eu estava muito feliz pelo convite, claro, adoro estar com ele, mas eu só queria sumir dali por aquele instante.

 Graças a Deus Yoongi e Jimin chegaram para cortar aquele clima. 


Jungkook

 Jimin e Yoongi demoraram, mas eu queria ter continuado minha conversa com o V hyung, ele sabe como me confortar. Eu estava mesmo com um peso nas costas quanto a esse show, mas Taehyung me trouxe uma segurança e animação muito grande. Eu realmente precisava ouvir aquelas palavras, é como se ele estivesse me ajudando a segurar meu mundo. 

 Eu e o V sempre aprontamos bastante juntos, fazendo com que Namjoon hyung brigue com a gente frequentemente. Mas quando estamos sozinhos, levamos à sério os sentimentos um do outro, tentando achar formas para nós nos mantermos firme.

 Eu admiro muito o Taehyung. Sempre foi uma pessoa divertida, que coloca as dificuldades dos outros acima das suas. Ele conquista todos por onde passa, por isso tem vários amigos idols, sendo o membro que mais se relaciona com os outros grupos.

 Eu o considero como um irmão, já que cuidamos bastante um do outro. Ele sendo mais velho alguns anos, faz com que eu sempre siga seus conselhos, que por sinal me ajudam muito.

 Quero retribuir todas as forças que ele me proporciona.

~~~

 Eu fui correndo abraçar o Jimin hyung. Eu estava muito preocupado com ele já que ultimamente ele tem passado muito mal por conta de sua alimentação.

 Ele retribuiu o abraço, deu um sorrisinho fazendo o eyesmile dele aparecer, o que era muito adorável, já que eu adorava vê-lo feliz assim.

 Somos bem próximos e eu sentia um carinho muito grande por ele.

 - Jiminnie! Vocês demoraram, hein? Como foi lá? - pergunto.

 - Tudo ocorreu bem, Jungkook-ah. Mas Jimin vai ter que continuar indo no consultório até que os resultados dele melhorem por completo. - diz Suga, acariciando os cabelos do ruivo.

 Yoongi hyung é um ótimo namorado para Jimin, é ele quem sempre o leva ao médico para sua consulta mensal. Suga se preocupa muito com ele e o protege sempre quando algo o abala.

 O relacionamento dos dois é engraçado, já que o Suga é todo frio e Jiminnie é totalmente o contrário.

 A felicidade deles é mais importante do que o que os outros pensam. Sou super de acordo com esse tipo de relacionamento, afinal, eles se merecem e são realmente felizes juntos.

   

 Quando o resto do grupo terminou de cumprimenta-los, esperamos Jimin e Suga se alongarem. Procuro V hyung pela sala durante esse tempo, mas não o acho, ele nem sequer falou com os meninos, então achei que estivesse ocupado ou no banheiro.

 Finalmente ele volta e lança apenas um sorriso fraco em direção ao casal, voltando a ter a cabeça baixa logo em seguida. Ele estava abalado com algo, tenho certeza.

 O treino começou e Taehyung continuava diferente, ficando sério enquanto J-Hope fazia gracinhas e não falou nada durante as músicas. Percebi que ele estava evitando todos os meus olhares.

 Eu não gosto desse tipo de pessoa, temperamental. Uma hora te trata bem, outra hora é rude, uma hora está te procurando, outra hora apenas te evita. Se decide, poxa! Por que tem que ser assim? E o pior é que sempre fico com um pé atrás na hora de conversar com a pessoa porque eu não sei qual vai ser a reação dela dessa vez. Não sei se vai me ignorar ou se vamos ter uma conversa tranquila. Isso é chato.

 

Taehyung 

 Ver Jungkook correr para o Jimin daquele jeito fez meu coração apertar. Me levantei às pressas e fui direto ao banheiro, não queria que ninguém me visse assim, chateado. Eu não conseguia não demonstrar que eu estava incomodado.

 Não tem muito tempo desde que esses sentimentos por ele, que até então eram desconhecidos por mim, começaram vir à tona. Eu estou estranhando muito. Já senti isso antes, mas não era tão forte, o que faz com que eu fique confuso, sem saber o motivo disso tudo.

 Hoseok e eu somos muito amigos, sempre desabafamos um com o outro e nos damos conselhos, ele também me ajuda bastante quando estou triste. Hope é uma ótima pessoa e me entende super bem. Conversar com ele sobre isso provavelmente me trarão soluções, já que não quero definir nada antes de consulta-lo.

 Entrei no banheiro e liguei a torneira. Minhas mãos estavam apoiadas na pia e eu fiquei observando a água cair enquanto as imagens de Jungkook correndo em direção ao Jimin com aquele sorriso passavam em minha mente.

 Jungkook nunca veio correndo me cumprimentar tao animado assim como ele fez com Jimin.

 Balancei minha cabeça na intenção de afastar esses pensamentos, já que cada vez que eu pensava surgia uma raiva estranha internamente.

 Fechei minhas mãos e as apertei com força, fazendo com que eu sinta minhas unhas cravarem na palma de minha mão, aliviando a angústia que eu estava sentindo. Suspirei, peguei um pouco da água e molhei meu rosto. Queria que todo aquele sentimento ruim escorresse junto com a água.

 Infelizmente, não surtiu tanto efeito quanto eu desejava. Desligo a torneira e seco meu rosto de leve. Abro a porta e tento parecer normal.

 Me forcei a olhar para Jimin sem mostrar que na verdade eu havia ficado abalado com aquela troca de carinho dele e de Jungkook a poucos minutos atrás. Foi bem difícil.

 Aquela cena fez com que eu fique mal humorado e querer focar apenas no ensaio, sem brincar ou fazer graça. E foi o que eu fiz. 

 Mesmo estando com raiva do Jungkook, não deixei de pensar nas sensações que senti mais cedo quando ele me tocou e de como tudo aquilo mexeu comigo, até esse ciúmes... Não, eu não sinto ciúmes dele.

~Depois do ensaio~

 - Hoseok? Vai fazer algo agora? Eu precisava falar com você.- eu digo, olhando para baixo.

 - Aconteceu algo? - ele diz com um ar preocupado, enquanto ambos sentávamos no chão, afastado da galera. - Você sabe que sempre vou ter tempo pra você.

 Ouvir aquilo fez um sorriso esboçar em meu rosto, como ele conseguia ser tão agradável?

 - De um tempo pra cá o meu coração passou a acelerar com um simples gesto do Jungkook, sinto uma certa necessidade em estar ao seu lado e choques passeam pelo corpo quando ele me toca, mesmo sem malícia. Ando pensando muito nisso. Já faz alguns dias que venho tendo essas coisas estranhas por ele. - suspiro. - Hoje mesmo senti uma pontinha de ciúmes ao ver ele com Jimin. - eu termino de falar, brincando com meu colar. Quase que a frase não sai.

 Eu gosto de conversar com o Hope porque sinto que ele realmente se importa e quer ajudar. Ele me ouvia atentamente, antes de falar:

 - Olha V, não precisa ter medo de seus sentimentos. Você só precisa ir com calma e deixar com o tempo para poder ter certeza de tudo o que sente, já que está com dúvidas ainda. - ele acariciava minhas madeixas. - Não precisa se sentir envergonhado por sentir afinidade por alguém, o amor é a coisa mais linda que existe! Só que tem que tomar cuidado para não machucar você e muito menos ele. E pode sempre vir falar comigo, não venha com besteira porque você sabe que sempre estarei aqui pra você. - ele disse com um grande sorriso, enquanto bagunçava meu cabelo castanho.

 - Sim, mas eu estou com medo, hyung. Eu já passei por isso antes e não foi nada legal. Estou inseguro sobre a reciprocidade.

 - Primeiro de tudo, você tem que deixar as coisas do passado no passado. Você ainda não tem certeza dos sentimentos dele e nem dos seus e é por isso que você também tem que dar tempo à ele. Talvez Jungkook esteja sentindo o mesmo, mas ele deve estar confuso assim como você. É provável que ele não saiba sua orientação sexual ainda e essa é a parte mais difícil, Taehyung. Você vai ter que ter muito paciência se quer que as coisas dêem certo.

 - Você tem razão. Mas e se eu tiver que esperar muito?

 - Isso não vai ser um problema, já que no final vai valer muito a pena. Jungkook é um cara bom, Taehyung-ah, e isso é raro hoje em dia.

 - Mas e se ele não sentir o mesmo por mim nunca?

 - Aí você vai lá e mostra que não precisa de homem para ser feliz.

 Rimos juntos. Nos levantamos e eu o abracei muito forte, eu adoro seus abraços porque são reconfortantes. Me senti mais animado e meus pensamentos estavam positivos.

 - Eca, você está todo molhado de suor. - ele diz, botando parte da língua para fora.

 - Você não está tão diferente, hyung. - ri. - Obrigado por me ouvir, Hope. Me ajudou bastante e saiba que pode sempre contar comigo também. Vou pensar em tudo o que me disse - eu disse com um sorriso leve no rosto e fomos encontrar com os outros. Ele colocou seu braço ao redor do meu pescoço me trazendo para mais perto.

 Eu sabia que com J-Hope ao meu lado, eu não precisava ter medo de nada. Se eu caísse, ele estaria ali para me ajudar a levantar.


Jungkook

 Depois de todos nossos ensaios, Taehyung sempre vinha ao meu encontro para falar algo, mesmo que seja a coisa mais imbecil, ele sempre vinha.

 Mas hoje foi diferente, ele foi atrás do Hoseok.

 Ele estava realmente estranho comigo, mas por quê? Deve haver algum motivo para ele mudar tão repentinamente assim, porque mais cedo ele estava normal. Só foi Yoongi e Jimin chegar. O que será que aconteceu? 

 Fiquei observando os dois sentados juntos conversando, eu daria 50 conto para saber sobre o que era. Uns 5 minutos depois eles levantam e dão um abraço bem emotivo e voltam. Hope coloca o braço em torno do ombro de V e senti uma leve queimação interna que me incomodou um pouco, achei muito estranho, mas decidi não ligar.

 Pegamos nossas bolsas para poder ir embora, afinal, já era tarde e todos estavam exaustos do dia de hoje. Ainda bem que amanhã será nossa folga. É o que mais necessito nesse momento.

 Todos nós entramos na van e fomos para o apartamento. Eu e o Taehyung não conversamos desde aquela hora, então decidi deixá-lo em paz e ficar na minha. 

 De qualquer forma, amanhã o chamei para assistir One Piece junto comigo e se ele não bater na porta do meu quarto, eu vou atrás dele perguntar o que está acontecendo. Estou decidido. Não gosto dele distante assim, muito menos temperamental.

 Eu era o único que tinha um quarto só pra mim e isso era até bom, já que eu tinha minha privacidade e a bagunça não dobrava.

 Naquela noite, enquanto tentava descansar, em minha cabeça se passava um turbilhão de pensamentos, o que fez o sono demorar a vir. Minha insônia tinha nome.

''Kim Taehyung''.


Não vamos nos apaixonar, ainda não nos conhecemos muito bem.

Na verdade, estou um pouco assustado, me desculpe.

Não vamos fazer promessas, você nunca sabe o que te espera amanhã.

Mas estou sendo sincero, quando digo que gosto de você.

Não sorria para mim.

Se eu me apegar a você, ficarei triste.

Tenho medo de que um  belo sorriso se transforme em lágrimas.

Não tente nos prender na palavra amor, porque é um desejo que não pode ser saciado.

Let's Not Fall in Love - Big Bang


Notas Finais


Comentem o que acharam, por favor, preciso de motivos para continuar a escrever ;-; Se vocês gostarem, o segundo cap sai quarta-feira.
Bem, eu recomendo que todo final de capítulo vocês voltem para ver a imagem do capítulo de novo, para organizarem as imagens com a história.
EU ACEITO CRITICAS CONSTRUTIVAS
Até a próxima <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...