História Say ''I love u'' - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Rap Monster, Suga, V
Tags Bangtan Boys, Bangtan Sonyeondan, Bromance, Bts, Fluffy, Lemon, Namjin, Taekook, Vkook, Yaoi, Yoonmin
Exibições 59
Palavras 3.203
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Fluffy, Lemon, Yaoi
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Oiiie
Espero que gostem, estou postando esse hoje porque quero que mais pessoas conheçam a fic
Até as notas finais <3

Capítulo 2 - Moments


Fanfic / Fanfiction Say ''I love u'' - Capítulo 2 - Moments

Taehyung

 Era mais ou menos 10:00 quando acordei, meu corpo estava dolorido por causa do dia de ontem.

 Hoseok e eu dividíamos o quarto e ele ainda dormia, então dava para ouvir seus roncos ecoando pelo quarto.

 Costumo acordar mais cedo, mas fiquei até tarde mexendo em meu celular e pensando no que houve no último ensaio, tentando organizar minha cabeça. Consigo ser muito confuso às vezes e isso me deixa com raiva. 

  

 Ontem Jungkook me chamou para assistir One Piece com ele, mas não sei se deveria ir, ainda estou chateado. Mesmo que não tenha acontecido nada demais, saber que talvez Jimin venha em primeiro lugar para Jungkook me deixou triste. Sei que isso é bobeira, mas pra mim ele sempre vai estar em primeiro, só queria que comigo fosse o mesmo.

 Levanto e vou direto para o banheiro fazer minha higiene pessoal, ainda indeciso sobre ir ou não assistir o anime com Jungkook.

 Se eu não for, ele pode desconfiar de algo, já que o ignorei o tempo todo depois daquele acontecimento. E eu não quero parecer dramático ou mostrar para ele o que eu senti. Odeio admitir meus sentimentos.

 E outra, não é nada de mais, vamos só assistir um anime juntos. O que tem de absurdo?

 Troquei de roupas e saí do quarto pé por pé para não acordar o Hope, que ainda roncava muito, fazendo com que eu segurasse o riso antes de fechar a porta.

 Caminhei até a porta do quarto de Jungkook e respirei fundo antes de bater, meu coração estava acelerado. Eu estava inseguro, não sabia o que poderia acontecer depois que aquela porta abrisse.

 Dei duas batidas na porta e eu te juro, se eu pudesse voltar atrás eu o faria. Minha vontade mesmo era de sair correndo dali. Cada segundo esperando ele abrir aquela porta pareciam horas. Meu coração parecia querer sair de meu peito e isso já estava me incomodando. Poxa, você conviveu com ele por todos esses anos, por que fica igual louco quando o assunto é o Jeon Jungkook?

 Jungkook logo abriu a porta. Não sei como é possível,  mas meu coração acelerou mais ainda.

 Meu Deus, como ele estava lindo!   Ainda usava seu pijama e seu cabelo estava desorganizado. Uma escova de dentes pendia de sua boca e sua expressão era de surpresa. Mesmo estando com leves olheiras ao redor de seus olhos, ele não deixava de parecer bonito.

 Logo um sorriso enorme se formou nos lábios do mais novo.

 - Hmm, bom dia. One Piece ainda está de pé? - eu me forcei a falar algo, mas ainda saiu meio sem jeito.

 - Bom dia, hyung! Mas é claro que sim. Você demorou. - disse ele ainda sorrindo com a boca cheia de creme dental. - Entra e vai colocando o episódio no meu notebook para carregar, só vou terminar aqui e já vou. - disse por fim, entrando no banheiro.

 Ele não demorou muito pra voltar. Deitamos juntos em sua cama e o episódio começou.

 O clima entre nós não ficou nada estranho, muito pelo contrário, o episódio era engraçado, então gargalhamos várias vezes.

 Quando acabou, conversamos um pouco sobre o que assistimos e depois decidimos sair para ir à praça que tem no nosso bairro. Jungkook foi trocar de roupa e eu o esperei na sala.

 Ele voltou com uma bermuda simples e uma camiseta azul escuro, seu cheiro perfumou a sala por completo, fazendo com que eu viajasse em seu aroma, que, aliás, é um dos que eu mais gostava.

 

 Essa praça é uma quadra acima de nosso apartamento e é um pouco escondida do bairro, então poderíamos ir tranquilamente sem nos preocupar com abordagem de pessoas.

 Mesmo sendo apenas uma praça, havia um amontoado de flores coloridas que dava um clima de paz para aquele lugar. Eu adorava ir pra lá quando as coisas pesavam demais. Eu sempre colocava a toalha na grama verde e sentava debaixo da sombra da grande árvore que trazia um frescor confortante. Quando eu voltava para casa, sentia minhas energias renovadas.

 Eu e Jungkook fomos o trajeto até a praça inteiro comentando sobre nossos shows e os micos que já pagamos em todos eles. Vez ou outra meu olhar se perdia em seu sorriso encantador.

 Quando chegamos, havia algumas famílias e casais na grama. Coloquei a toalha sobre a área verde e sentei encostado em uma árvore. Jungkook logo veio e usou uma de minhas pernas como travesseiro. Não o afastei, apenas observei o olhinhos dele se fechando enquanto eu acariciava, com receio, seus cabelos negros. Eu tinha medo de toca-lo porque eu sempre sentia choques percorrer meu corpo todo.

 Talvez ele também estivesse muito cansado de nosso treino de ontem, porque adormeceu facilmente.

 A manhã estava magnífica e o sol veio subindo com calma, fazendo um calor agradável. O clima parecia favorecer a mim e ao Jungkook, porque não havia tempo mais perfeito como esse, fresquinho.

 Eu poderia ficar o dia todo o observando dormir, não havia imagem mais linda que essa. O jeito como sua boca fica, sua expressão e sua respiração leve. Tudo isso me trazia tranquilidade.


Jungkook

~horas antes~

 Só fui conseguir ir dormir lá pelas 5:00 da manhã.

 Eu odeio ter insônia porque parece que surgem pensamentos que só estão ali para te incomodar e também parece que as coisas que você poderia fazer enquanto o sono não vem desaparecem, fazendo com que você sinta tédio. É terrível.

 Para ficar ainda mais legal, tive um pesadelo horrível com meus pais e acordei 7:00 assustado. Fiquei com medo de voltar a dormir, então aproveitei para mandar mensagem para eles perguntando como estavam as coisas.

 A minha noite toda foi com meus pensamentos em Taehyung e em como tenho medo quando ele se afasta assim de mim. Por que o ser humano tem que criar tantas bobagens em suas noites em claro? Nada havia acontecido, mas mesmo assim minha insegurança de perdê-lo prevalecia.

 Já eram quase 10:00 quando levanto de minha cama e decido ir escovar os dentes para esperar por Taehyung. Ele estava demorando e o pior é que V hyung sempre acorda bem cedo. Aish! O que eu fiz dessa vez para ele mudar assim? Eu não queria ele longe.

 Não importa agora, se ele não chegar, vou ir no quarto dele e esclarecer as coisas. Odeio ter insônia. Na verdade, nos dias que vem aí eu não posso ter insônia e sei que tudo isso é preocupação com a bipolaridade de Taehyung.

 Enquanto eu pensava em como conversar com ele sobre esse assunto, fui interrompido por batidas na minha porta. Será que é o Tae?  Respiro fundo e tento não parecer apressado, contando de 1 até 10 bem rápido para descobrir quem era logo, afinal, fiquei com medo de que ele não viesse por estar chateado ou algo do tipo.

 Abro a porta e fico surpreso com o rostinho meio sem graça que estava na minha frente, é ele.

 Senti um alívio instantâneo, como se um elefante tivesse saído de meus ombros. Ainda bem que ele veio.

 Taehyung chegou e parece que trouxe junto consigo a felicidade que eu tinha perdido desde ontem, arrancando de mim meu primeiro sorriso na manhã.

   

 Depois de assistirmos ao episódio, fomos para a pracinha. Lá tem um ar mais tranquilo e como foram vários dias de trabalho, não tivemos tempo para nós mesmos desde então. Sair para algum lugar como aquele me fazia bem.

 Deitei no colo de Taehyung sem pedir e deixei com que ele fizesse carinho nos meus cabelos.

 Era um carinho muito gostoso e como eu tinha dormido pouco na última noite, não resisti e acabei adormecendo no colo dele, já que eu me sentia muito protegido ao seu lado.

 Eu dormi profundamente e por um longo tempo. Sei disso porque quando eu acordei o sol já estava bem alto, talvez fosse 12:30 ou 13:00 e não havia muitas pessoas na praça, talvez por causa do horário de almoço.

 Levanto e olho para Taehyung, que estava dormindo com a cabeça pendendo sobre seu corpo. Sua expressão era serena e um bico se formava levemente em seus lábios, tornando aquela imagem agradável de se ver. Obviamente dormiu de mal jeito para que mantivesse meu sono confortável. E teve sucesso.

 Meus olhos passearam por seu rosto, olhando cada detalhe, até que estacionaram naqueles lábios que pareciam ser tão macios quanto algodão. De repente, me subiu uma coisa quente, que fez com que eu sentisse uma vontade louca de descobrir com meus próprios lábios se isso realmente era verdade.

 Eu me aproximei de seu rosto, com meus olhos ainda grudados na boca irresistível de Kim Taehyung. Parei no mesmo instante em que ouço um barulho alto, que fez com que a ''chama'' se dissipasse e eu assustasse. Era minha barriga pedindo por comida.

 Eu parei para pensar e minha ficha caiu. O que eu estava prestes a fazer?

 Como eu estava com muita fome, eu imaginei que ele também estivesse, afinal, não tomamos café da manhã. Decidi esquecer aquilo que quase aconteceu e acordá-lo.

 - Tae? Taehyung? Acorda preguiçoso. - eu disse rindo, balançando seus ombros levemente. Tae fez uma cara fofa de manha enquanto resmungava algo indecifrável. Quando abriu seus olhos, se assustou e se distanciou um pouco. Parecia estar com vergonha.

 - Jungkook? Quer me matar é? Não é assim que se acorda uma pessoa. - diz ele desviando o olhar para baixo e fazendo um biquinho.

 - Me desculpa? - digo rindo e apertando uma de suas bochechas - Vamos voltar, estou morto de fome! Já se passaram muito tempo. 

 Ajudo V hyung a se levantar e a dobrar a toalha. No caminho ele agarra o meu braço e não o solta, parecendo uma criancinha fofa por ainda estar meio sonolento. 

   

Taehyung

 Enquanto Jungkook dormia, aproveitei para pensar sobre minha vida, comecei a fazer alguns planos, mas logo acabei adormecendo também.

 Acordei com ele me chamando, o rosto dele estava à poucos centímetros de distância do meu, levei um susto muito grande quando percebi e fiquei meio incomodado com aquela aproximação. Senti minhas bochechas queimarem.

    

 Quando chegamos na frente do apartamento, eu ainda estava segurando no braço de Jungkook. O cheiro de comida recém feita invadiu nossas narinas, foi então que percebi o tanto que eu estava com fome.

 Abrimos a porta e nos deparamos com os membros reunidos na cozinha. Todos estavam nos olhando e alguns tinham olhares maliciosos.

 - Finalmente! Estávamos esperando só por vocês para podermos começar a almoçar, meninos. - diz Jin com um sorriso muito agradável no rosto.

 - Vocês demoraram, hein? - Yoongi e Jimin trocam olhares e abafam uma risadinha.

 - Eu e o hyung fomos na pracinha. Acabamos adormecendo lá. - disse Jungkook rindo. - Mas aí sentimos fome e decidimos voltar.

 - Hmmm. - Hoseok fez com um olhar desconfiado e eu revirei os olhos.

 - Taehyung e Jungkook, por que não levaram o celular de vocês? Eu tentei ligar, porque fiquei preocupado. E se acontecesse algo sério? Se vocês querem sair assim mais vezes, terão que ser mais responsáveis e pelo menos avisar onde foram. - brigou Namjoon.

 - Desculpa, hyung. - eu disse. - Mas achamos que não seria necessário levar o celular.

 - Tá tá, chega. Eles estão bem, não tem o porquê de continuar brigando. - Jin falou. - Agora vamos comer, hoje é o nosso único dia de descanso. O show já é daqui duas semanas, vocês sabem como vai ser corrido, né?

 Assentimos e todos foram para o fogão para colocar comida. Havia lasanha. Eu amo a lasanha de Jin hyung, é incrível.

 O almoço foi tranquilo, Rap Mon só terminou de esclarecer nossa agenda e liberou todos para o resto do dia.

 Durante essas duas semanas eu já sabia que seria algo bem cansativo, porque iríamos apenas ensaiar e decidir nossa maquiagem, roupa e penteado.

 Fui para meu quarto e tive uma ideia. Chamaria os membros para aproveitar o máximo esse dia, queria fazer algo com eles. Minha manhã junto com Jungkook foi realmente muito boa e sei que se eu chamasse os meninos para jantar, completaria meu dia.


Jungkook

~Depois do almoço~

 Escutei batidas na minha porta.

 - Pode entrar!

 - Hmmn, oi - diz um Taehyung vergonhoso. - Jungkook, tem algum compromisso para hoje a noite? - ele sentou-se ao meu lado na cama.

 - Não, por quê? - digo, já animado porque sabia o que estava por vir.

 - Quer fazer algo? Tipo um jantar e depois passávamos na praia. Sei lá, eu só quero sair. O que acha? Eu chamei os hyungs, mas todos eles já tinham planejado de fazer outras coisas. - Tae parecia chateado e se recusava a me olhar nos olhos. - Você quer ir mesmo assim?

 - Claro que sim, isso é uma ótima ideia! Só nós dois não vai deixar de ser divertido, hyung. Hoje mais cedo foi tão agradável só eu e você, não é? - eu disse sorrindo.

 - Mas Jungkook, nós só dormimos. - V riu.

 - E daí? Não deixou de ser bom! - um leve bico se formava em meus beiços.

 - Foi realmente muito bom. - ele sorriu como se estivesse satisfeito com minhas palavras e bagunçou meu cabelo. - Te busco às 20:00, então? 

 - Idiota! Pode ser, mas minha mãe disse que tenho que estar em casa antes da meia noite. - digo gargalhando, entrando na brincadeira também.

- Fechado!

 Eram 18:30 quando me levantei para começar a me arrumar. Estava cedo, mas queria ficar no mínimo ajeitado para hoje à noite, mesmo não sabendo onde iríamos.

 Fui direto no meu guarda-roupa escolher alguma roupa. Achei que seria um trabalho fácil, mas me enganei bonito. Eu não conseguia me sentir satisfeito com nenhum conjunto de roupa e isso já estava parecendo uma daquelas adolescentes que vai em seu primeiro encontro. Ridículo!

 Fui para o banheiro e entrei debaixo do chuveiro. Deixei com que a água quente caísse no meu corpo para relaxar meus músculos e tranquilizar meus pensamentos. Afinal, não tinha o porquê de ficar tão ansioso. Não há motivos para meu coração ficar agitado quando Kim Taehyung está por perto. Eu só ia sair para um jantar sozinho com ele. Super normal, não é?

 Suspirei, saí do banho e me sequei. Vesti a roupa que eu separei, borrifei o perfume em meu pescoço e penteei meus cabelos com os dedos mesmo. Eu estava pronto. Olhei no relógio e marcava 19:54, eu iria descer para esperar por Taehyung na sala.

 Abri a porta e entrei no corredor. Me deparando com um Taehyung completamente lindo, mesmo estando com roupas simples.

 - Wow! - ele me olha de cima abaixo, fazendo minhas bochechas queimarem e com que eu fique sem graça. - Vamos? - um sorriso retangular se formou em seus lábios.

 Assenti e engoli em seco. Taehyung me esperava na escada para que eu o acompanhasse.

 Fomos comer comida Japonesa. Tanto eu quanto o Tae amamos a cultura do Japão. É engraçado como nossos gostos são parecidos, fazendo com que sempre tenhamos assuntos de sobra para conversar. Ultimamente venho sentindo um carinho diferente por ele, algo que nunca senti antes.

 Taehyung mudou. Ele está fofo e cada vez mais envergonhado. Taehyung sempre fora tão sem vergonha, por que está todo tímido agora? 

 - No que você está pensando? Ficou quieto de uma hora para a outra. - diz Taehyung, virando a cabeça um pouco para o lado, se preocupando.

 - Huh? Ah! Não é nada, hyung. - eu digo, desviando meu olhar para baixo.

 - Como assim nada, Jungkook? - ele deslizou sua mão para cima da minha. - Se algo está acontecendo, você tem que me dizer, ouviu?

 Meu coração socou contra o peito quando a mão do mais velho encostou na minha

 - Me diz você, então. O que te deixou tão desanimado assim? Está aparente que anda abalado esses dias. - eu digo, olhando dentro de seus olhos.

 - Ah, Kook-ah. Só ando muito cansado ultimamente, nada demais. - ele pigarreia e sorri, parecia desconfortável.

 Eu conhecia muito bem esse sorriso. Estava na cara que ele estava escondendo algo de mim, e pior, algo que o machuca. Ver o V hyung sem fazer gracinha ou brincadeiras idiotas me chateava. Eu sabia que algo estava acontecendo, mas se a pessoa não aceita minha ajuda, o que eu posso fazer? Apenas respeitar o espaço dela e ficar de prontidão para quando ela precisar. E eu sempre estarei ali pra ele, mesmo quando ele não querer.

 Nossa comida chegou logo em seguida, trazendo também um outro clima para a mesa. Decido terminar esse assunto em uma outra hora, porque agora eu iria aproveitar esse momento ao lado de Taehyung.

 - Uooooh! Isso é Hot Philadelphia? É simplesmente meu sushi preferido! - exclamou ele, checando o que mais havia em seu prato e já pegando um Philadelphia com seu hashi.

 - E você acha que eu pedi esse combo por quê? - eu digo, levantando uma das sombrancelhas.

 Ele dá um sorriso que faz seus olhos se apertarem e esse foi o melhor gesto de gratidão que eu podia receber.


 Dividimos a conta e fomos dar uma volta na orla da praia. A noite estava realmente linda e fazia um friozinho muito bom.

 A lua prateada que brilhava lá no alto iluminava o rosto de Taehyung, foi então que eu percebi como a beleza dele é diferente. É única.

 Eu e o V hyung adoramos esse tipo de coisa. Sair para uma praça, ver o mar, assistir o sol se pôr, acampar, observar as estrelas. Todas essas coisas simples que fazem o momento valer a pena, sabe? É uma outra coisa que temos em comum e isso é incrível. Vou sempre ter um companheiro nas minhas aventuras, e eu estava feliz por ser ele. 

 Enquanto caminhávamos e ouvíamos as ondas do mar quebrando, V percebeu meu olhar sobre ele e deu um sorriso de lado.

 - Foi um ótimo jantar. Deveríamos sair mais vezes, sabe? Curtir esse tipo de momento, fugir um pouco da realidade. Não sei, acho que às vezes é necessário.

 - Verdade, foi incrível. - eu disse. - Podíamos repetir isso sempre que sobrar tempo! Vai ser uma raridade, mas será único, assim como essa noite foi. Obrigado pelo convite, hyung.


Taehyung

 Nunca soube aproveitar um dia tão bem quanto esse ao lado de Jungkook. Foi um dia incrível.

 Hoje fez com que eu percebesse que meus sentimentos por ele só crescem, mas ainda sinto uma insegurança em relação aos sentimentos de Jungkook.

 Ele não deixa nenhum vestígio do que realmente sente, então tudo é uma incógnita. Mas não vou me preocupar quanto a isso. Quero ir com calma e curtir meus momentos com ele, afinal, somos do mesmo grupo, ele sempre estará ao meu lado, mesmo que sejamos apenas amigos.

 Não quero assustá-lo ou pressioná-lo. Eu quero que cresça um sentimento verdadeiro e sincero.


Eu tenho muito a dizer pra você, yeah.

Eu tenho muito a dizer.

Eu percebi que seus olhos estão sempre grudados em mim,

Mantendo-os aqui não faz sentido.

Nada se compara à

Uma tarde calma sozinhos

Apenas uma, duas.

De nós, quem está contando?

Isso nunca acontece.

Acho que estou sonhando de novo.

Vamos ser mais do que isso.

Crushcrushcrush - Paramore


Notas Finais


Comentem o que acharam, por favor.
Se chegou até aqui, espero que tenho gostado <3
Voltem e olhem a imagem do cap novamente hihihi
Não esqueça de dar sua opinião ><


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...