História Say Love - Becstin - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Austin Mahone, Becky G
Personagens Austin Mahone, Becky G
Tags Drama, Romance
Exibições 45
Palavras 340
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Drama (Tragédia), Romance e Novela
Avisos: Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 3 - Capítulo 3


Duas semanas depois.

Austin

 

—Alex! Para de paranóia cara. —Disse impaciente.  —Eu só não te falei antes desse casamento porque vai ser algo pessoal... Escondido. —Disse e ele riu.

—Conta outra! Você não iria me contar se não fosse me chamar para ser padrinho. —Ele diz.

 —Claro que eu iria te contar... Você é o meu melhor amigo. —Disse e ele revirou os olhos.

—Fala logo quem vai ser o meu par. —Ele diz se sentando ao meu lado no sofá.

—Minha prima Pietra.— Digo e ele parece pensar.

— Não me lembro, mas tudo bem. —Ele diz. — Me conta... Sua noiva é linda? Já beijou ela?...

—Como eu disse é um casamento em que ela e eu tivemos que aceitar. —Expliquei.  —Então não vai rolar nada entre nós dois, só vamos assinar a porra do papel. —Disse e Alex rir. 

—Mas vão estar casados... Mesma casa...

— Alex cala essa boca. —Digo impaciente.

 

Rebbeca

Passo o dia no meu quarto e vejo a foto de perfil dele. Austin não é assim tão chamativo, mas para mim que tenho 18 anos e nunca tive nada com nenhum garoto... Pensando bem, ele é um Deus Grego. Não vou negar. Mas deixamos bem claro que não iremos ter nada, além de nossas assinaturas no documento de casados. Amanhã será o dia de escolher a data do casamento e ele virá me buscar em casa. Lógico que a ideia foi da minha mãe. Por mim decidiriamos por e-mail, mensagens... Mas como isso não é possível, tive de aceitar.

Meus padrinhos de casamento serão meus irmãos.

 

[...]

 

No outro dia.

—A data do matrimônio está confirmada então. —O juiz disse.

—Obrigada. —Disse e saí na frente indo para a saída do escritório.

—Dá pra esperar?. —Austin disse vindo atrás de mim.

—Só quero ir embora. —Disse olhando para ele que se encontrava atrás de mim.

—Rebbeca deixe de ser...

— Sem problemas eu volto de táxi. —Digo fazendo sinal para um táxi que para rapidamente.

—REBBECA. —Ouvi o idiota gritar.

— Por favor, prossiga. —Digo para o taxista.

 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...