História Say Something - Capítulo 27


Escrita por: ~

Postado
Categorias Sou Luna
Personagens Luna Valente, Matteo
Tags Karol Sevilla, Ruggero Pasquarelli
Exibições 359
Palavras 930
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Romance e Novela
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Nudez, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Boa Noiteeeeeee seus lindos
A fanfic ja esta acabando </3
Obrigada pelos comentarios, favoritos e aos que acompanham

Capítulo 27 - Nunca vou permitir


Fanfic / Fanfiction Say Something - Capítulo 27 - Nunca vou permitir

Karol on

Acho que Candelária tinha se arrependido e nos deixaria em paz, estava bem melhor depois de ter botado tudo para fora, necessitava daquilo. Fui ate o Ruggero o mesmo parecia tenso, estava com o rosto entre as mãos e sua perna balançava freneticamente.

Karol: Meu amor – ele levantou me encarando

Rugge: Eae como foi? Estava preocupado

Karol: Foi tudo bem, falei umas verdades para ela e acho que ela enfim entendeu tudo e deve nos deixar em paz – sorri de lado.

Rugge: Sera? Não sei, não confiaria totalmente assim.

Karol: Algo me diz que sim, mas vamos esperar para confirmar.

Rugge: Ta bom – ele ainda estava desconfiado – vou la pagar a consulta

Karol: Não vai vê-la?

Rugge: Não quero, quem sabe mais para frente, não acho que esteja com paciência para isso – ele suspirou pesado – acreditava que ele era um tipo de pessoa e ver que estava errado meio que... – ele não conseguia falar

Karol: Te machucou ne? Eu sei que não é fácil, mas vai passar – dei um selinho nele – eu estou aqui com você

Rugge: Eu te amo tanto que nem imagina minha mexicana – ele acariciava minha face me causando arrepios

Karol: Eu também meu italiano – rocei nossos narizes

XX: Desculpa interromper de novo – viramos era o Doutor de mais cedo

Rugge: Sem problemas Dr. Hernandez

Dr: Então daqui uma hora a paciente recebera alta, vão espera-la? – encarei Rugge – E só Fabio, por favor.

Rugge: Então Dr...Fabio, eu no momento não estou com humor para vê-la mas posso deixar o dinheiro do taxi

Dr: Eu entendo, mas pode deixar já esta acabando meu expediente e qualquer coisa a deixo em caso – Eu e Rugge nos encaramos sorrindo.

 Rugge: Ta bom então – sorriu para ele – onde eu pago a consulta?

Dr: Pode me passar – então Rugge entregou o dinheiro ao mesmo

Rugge: Então vamos indo, obrigada – apertou a mão do Fabio – Tchau.

Dr: Tchau Ruggero e... – estendeu a mão para mim

Karol: Karol – sorri e apertei sua mão – Tchau

Eu e Rugge saímos em direção ao carro e quando entramos o mesmo teve uma crise de risos.

Karol: O que?

Rugge: O Dr. Tava interessado na Candelária ne?

Karol: Muito

Rugge: Sera que rola? Ou ela não vai querer?

Karol: Boba se ela não quiser, ele é muito bonito – vi Ruggero fechar a cara e eu ri.

O Doutor Fabio era jovem e muito bonito não tinha como negar, tinha cabelos pretos, pele clara e olhos azuis, um corpo bem atlético, deixaria qualquer mulher aos seus pés menos eu que já era apaixonada por um certo Italiano.

Rugge: Ta rindo do que?

Karol: Desse ciúmes seu – ele fez bico

Rugge: “Boba se ela não quiser, ele é muito bonito” – falou com desdém imitando minha voz.

Karol: Bobo eu gosto só de você – dei um selinho em seu bico e quando ele desmanchou o mesmo o beijei intensamente

Candelaria on

Eu estava arrependida de tudo que fiz, estava ficando doida, mas as palavras de Karol me fizeram acordar para vida e ver a burrada que estava cometendo. Doeu? Claro mas era necessário. Passaram-se uns 10 e eu ainda chorava, o medico entrou pela porta e sorriu para mim, tinha que admitir que ele era lindo e seu sorrindo encantador

Dr: Tudo bem?

Cande: Fisicamente sim

Dr: Eu sei que não tenho nada haver com sua vida – ele se sentou na beirada da minha cama – mas uma menina tão jovem e bonita (Autora: não a acho bonita, mas sou uma pessoa boa kkk) – eu corei – pode fazer isso tudo por alguém que não gosta de você?

Cande: Eu sei, estava cega, mas Karol me fez enxergar coisas que minha inveja e orgulho não deixavam – lagrimas começaram a cair dos meus olhos – eu não o amava como homem e sim estava acomodada. Como sempre tive o que quis, vendo que alguém podia roubar algo que era “meu” não quis aceitar.

Dr: Eu entendo como é, mas parece que agora você esta aceitando.

Cande: Sim, eu vi o quanto eles se amam de verdade, eu só queria um dia encontrar um amor como deles – abaixei a cabeça, ele se aproximou e levantou minha cabeça.

Dr: Talvez você ate já encontrou – me perdi em uma imensidão de azul e sorri e ele sorriu de volta

 

No outro dia...

Karol on

Era sábado e eu estava sentada no sofá, estava tremendo e as palavras tinham fugido e meu pai estava na minha frente me encarando.

Pai: Então minha filha o que você queria falar? – minha mãe que estava ao meu lado apertou minha mão me dando forças

Karol: E...Então.. é  queestounamorando – falei rápido

Pai: Fala mais devagar minha filha

Karol: Eu estou namorando – abaixei a cabeça

Pai: Namorando? Você não acha que não esta com idade para isso? – o encarei

Mãe: Ela já vai fazer 17 anos, não tem problema.

Pai: Com quem é?

Karol: Só quero que entenda que eu o amo

Pai: Amar? Com essa idade?

Karol: Pai o amor não tem idade – ele gargalhou e meus olhos encheram de água

Pai: Fala logo quem é

Karol: É...È...- eu gaguejava e ele me encarava – o Ruggero

Pai: RUGGERO? RUGGERO PASQUARELLI QUE TRABALHA COM VOCÊ? – Ele parecia surpreso e nervoso, seus gritos nos assustaram.  

Mãe: Ele mesmo, por que essa gritaria?

Pai: Por quê? Você sabia disso ne?

Mãe: Sim, sempre soube.

Pai: Eu não acredito que você permitiu essa palhaçada

Mãe: Claro, eles se amam.

Karol: Isso quer dizer que..? – não consegui terminar a frase

Pai: Amam? – ele gargalhou – Sim isso quer dizer que nunca vou permitir que essa loucura aconteça.


Notas Finais


Comentem, favoritem e acompanhem


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...