História Say Something - Capítulo 45


Escrita por: ~

Postado
Categorias Sou Luna
Personagens Luna Valente, Matteo
Tags Karol Sevilla, Ruggero Pasquarelli
Exibições 148
Palavras 1.053
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Romance e Novela
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Nudez, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Eu nem sei como consegui postar algo que preste ja que estou bem mal com tudo que vem acontecendo
MAs obrigada e desculpe qualquer coisa

Capítulo 45 - Um chute certeiro.........no coração


Fanfic / Fanfiction Say Something - Capítulo 45 - Um chute certeiro.........no coração

Matteo on

Há quanto tempo ela não tinha essa atitude comigo, era ate surpreendente.

Matteo: O que deu em você heim? Há poucos dias queria me matar agora esta assim, o que houve D. Sophie?

Sophie: A vontade de te dar boas bofetadas não passou, mas vi que precisava de um bom ombro amigo.

Matteo: Obrigada, mas quem te disse que estou mal?

Sophie: Não precisa dizer, só olhar essa cara de cachorro que acabou de cair do carro da mudança.

Matteo: Que? Não

Sophie: Vai negar ate isso? – a encarei

Matteo: E por acaso nego o que mais?

Sophie: Você sabe melhor do que eu, e sinceramente não acho necessário ficar falando – revirei os olhos – Agora que já fiz o certo vou atrás da minha amiga que precisa mais de mim do que você.

Matteo: Grossa, é assim seu ombro amigo?

Sophie: È o que você merece – e saiu andando

Matteo: Nossa

Luna on

Depois de me acalmar um pouco, olhei para cima vendo quem me abraçava, sorri e fui correspondida

Luna: Como sabia que estava aqui? E que precisava de alguém?

Rique: Vocês são óbvios e eu já imagina o final da conversa – falou em um tom triste

Luna: Obrigada – falei sussurrado

Rique: Esqueceu que sou seu parceiro pequena? Vou esta sempre aqui – ele fez carinho em meus cabelos – eu entendo o que você esta sentindo – o olhei confusa

Luna: Como assim?

Rique: Amar e não ser correspondido – me soltei do seu abraço e o encarei – mas  no seu caso, você é correspondida – revirei os olhos

Luna: Não sou não – falei triste

Rique: Luna, é que o....- interrompi

Luna: Por favor peço que não fale nada, já ta sendo doloroso demais e do jeito que ta é bem melhor.

Rique: Tudo bem – sorriu fraco

Luna: Mas agora me fala esta historia de estar apaixonado

Rique: Que? O sinal já tocou, devemos ir para aula.

Luna: Nem começa a querer fugir de assunto – ele bufou

Rique: È alguém que eu me apaixonei, mas não esta nem ai para mim.

Luna: Quem?

Rique: Segredo

Luna: HENRIQUE

Rique: Vamos pequena – levantou e me puxou para caminhar ao seu lado

Luna: Eu ainda vou descobrir

Rique: Duvido – Ninguém duvida de Luna Pasquarelli

Matteo on

Final da aula estava me dirigindo ao portão de saída quando vi a pior cena da minha vida, eu não podia acreditar naquilo, só podia ser algum tipo de miragem, ela não teria coragem de fazer aquilo ainda mais na frente da escola inteira.

Rique: Matteo anda, ta empacando a saída – ele estava atrás de mim então não dava para ver nada – Matteo – me movi para lado – Ami....QUE? – ele viu – A LULU..NA....

Matteo: Esta aos beijos com o Bruno, como teve coragem? – eu balancei a cabeça negando e sai dali o mais rápido possível.

Passei o caminho todo tentando entender o que eu tinha acabado de ver. Luna tinha acabado para mim naquele momento, não queria a ver nem pintada de ouro.

Rique: Mano calma – joguei minha mochila na cama

Matteo: Calma? Você viu muito bem o que acabou de acontecer

Rique: Vi, mas não é para tanto.

Matteo: Ela estava beijando o cara que mais odeio no mundo, que só sabe me humilhar e jogar na minha cara que eu não sou filho dos meus pais – eu o encarei – por que justo ele?

Rique: È só isso mesmo que esta te irritando? – arrumei uma pequena trouxinha de roupa

Matteo: E você acha isso pouco? E que outra coisa me irritaria Henrique? – ele me encarou me fazendo entender – Para de paranoia, não mesmo – neguei com a cabeça e ele revirou os olhos.

Rique: E para que essa trouxa de roupa?

Matteo: Vou passar o resto da semana na sua casa – ele arregalou os olhos

Rique: QUE? TA DOIDO?

Matteo: Se incomodo, vou para casa do Tio Agus, mas não fico nessa casa tendo que olhar para Luna

Rique: Isso esta passando dos limites Matteo, mas nunca recusaria você ficar la em casa

Matteo: Então vamos logo – coloquei tudo em uma mochila, peguei meus materiais que usaria no resto da semana e verifiquei rapidamente se tinha esquecido alguma coisa e vi que não. Mais tarde ligaria para meus pais avisando que estava na casa do meu padrinho e inventaria qualquer desculpa para ficar ate a segunda da semana que vem.

Luna on

Era final da aula, estava indo embora como de costume ate que fui puxada e pressionada na parede perto do portão, antes mesmo que tivesse tempo de reagir, senti lábios pressionando os meus e meu estomago embrulhou de nojo,tentei me soltar do idiota mas com certeza ele era mais forte que eu, já estava ficando desesperada então tive uma ideia, mordi seus lábios e ele se afastou xingando, vi que era o escroto do Bruno e no mesmo momento que dei um chute no meio da suas pernas, Sophie apareceu puxando seu cabelo antes que ele caísse por conta da dor e meteu um tapa bem dado na sua cara fazendo o mesmo ir ao chão.

Sophie: Isso é para você aprender a respeitar uma mulher – limpei minha boca

Luna: Nunca mais faça isso comigo, se não eu te mato – Alicia apareceu de detrás de Sophie e deu um forte chute nas costelas de Bruno.

Alicia: Idiota – saímos em direção a nossas casas

Luna: Minha vontade é de lavar minha boca como se lava roupa na maquina – as meninas gargalharam

Alicia: Já não ia com a cara desse jumento antes imagina agora

Sophie: Ninguém gosta desse despacho Alicia – entramos em casa e dei de cara com os meninos

Luna: Oi meninos – Matteo bufou

Rique: Er...Oi

Sophie: O que ta rolando? – olhou desconfiada

Matteo: Nada, vamos Rique – saiu puxando o mesmo.

Luna: Aonde vai? – parei em sua frente

Matteo: Não te interessa – arregalei os olhos – agora saia da minha frente

Luna: Por que ta me tratando assim?

Matteo: Luna saia da minha frente, por favor – falou entre os dentes, estava raivoso.

Luna: Não ate conversamos – Matteo já estava vermelho

Rique: Talvez seja melhor você sair Luna, deixa para depois.

Luna: Não mesmo – neguei com a cabeça – quero saber o que eu fiz para ele esta se comportando assim , anda fala Matteo – Ele me encarou

Matteo: Quer mesmo saber? – eu afirmei com a cabeça – Você se comportou como uma bela VADIA

 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...