História Scandal - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias VIXX
Tags Neo, Nken
Exibições 44
Palavras 1.569
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Drama (Tragédia), Famí­lia, Fantasia, Fluffy, Lemon, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo, Yaoi
Avisos: Álcool, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


HELLO PIMPOLHOS!!!
como vão?
eu realmente demorei pra posta esse cap...... Mas eu posso explica! eu realmente estou muito ocupada não to tendo tempo pra basicamente nada :'') triste...... é estou atolado de atualizações, e por motivos de so ter postado o prologo de Scandal resolvi atualizar ela primeiro!!! \(*0*)/
(o cap ta sem capa pq não achei nada que combinasse :''v)
mais vamos deixar de enrolação e....
GO GO GO VÃO LER!!!

Capítulo 2 - Any


Já era tarde quando Hakyeon chegara em casa, seu relógio de pulso marcava exatamente onze e quarenta da noite.

Seus passos eram lentos em direção á única porta daquele andar, digitou a senha patrão vendo a porta se abri logo em seguida, a luz da sala estava apagado é a única iluminação do ambiente era a luz da lua, que passava pela grande janela.

Fechou a porta atrás de si, e logo retirou seus sapatos os colocando ao lado da porta, há casa esta no mais absoluto silencio oque fez Hakyeon pensa que talvez Ken já estivesse dormindo, caminhou ate o quarto que dividiam e assim que abrira a porta pode visualizar a imagem de um Jaehwan bêbado de sono sentado no meio da grande cama de casal do quarto, no meio de suas pernas havia um notebook que o mesmo olhava sem muito interesse.

- ainda acordado? – perguntara assim que fechara a porta atrás de si, caminhando calmamente na direção do outro.

- estava te esperando. – respondera enquanto fechava o notebook e depositava toda a sua atenção no homem a sua frente.

Hakyeon nada disse apenas deixara um pequeno sorriso escapa-lhe os lábios enquanto selava rapidamente os lábios a sua frente.

- desculpe a demora, tinha muito trabalho para resolver.- falava calmamente enquanto se sentava na ponta da cama.

Estava mentindo, sabia disso, mais não tinha outra opção.

- eu entendo.

Hakyeon poderia falar mil coisas mais se tinha uma que ele simplesmente era apaixonado era a forma como Jaehwan sempre fazia o máximo para entender o lado do outro, sempre tão paciente.

Por mais que estivessem cansados de todo o trabalho feito durante o dia ainda sim arrumava um tempinho antes de dormi para falar sobre o seu dia, Hakyeon sempre falava pelos cotovelos arrancando algumas risadas de Jaehwan que sempre brincava com o outro o pendido para parar de falar pelo menos para respirar.

Eles sabiam que amanhã deveriam acordar cedo, mais mesmo isso não os impedira de conversa ate altas horas da madrugada.

Hakyeon e Jaehwan haviam se casado muito cedo, haviam sido prometidos antes mesmo de nascerem, as famílias Cha e Lee eram muito amigas e uma forma de fortificar ainda mais seus laços seria juntando ambas as empresas, mas para isso era preciso um casamento, e como todos da família já estavam casados ou ate mesmo comprometidos fizeram uma jura para que seus futuros filhos se casassem, contavam com a ideia que iria nascer uma menina e um menino mais isso não acontecera, ambas as famílias tiveram um menino, e como a promessa deveria ser comprida os casaram.

Haviam os criado juntos desde muito pequenos e graças a isso se tornaram amigos inseparáveis, mais com a maior idade chegando receberam a noticia de que deveriam se casar por uma promessa impensada de seus pais, no começo se recusaram de todas as formas mais não tinha oque fazer afinal.

E com anos de convivência a amizade de ambos acabara se tornando algo a mais, construíram tudo com muita calma e dedicação ate chegarem no resultado de hoje em dia.

Dos dois Hakyeon sempre fora muito infantil e ingênuo, oque varias vezes gerou diferentes tipos de brigas entre os dois, Jaehwan por outro lado era deveras possessivo e por vezes passava dos limites.

Hakyeon não poderia dizer que não sentia nada mais do que amizade pelo outro, mas esse sentimento não chegava a ser tão forte quanto a sua amizade, amava o outro isso era fato, mais não ao ponto de ver ele como seu ‘’parceiro ideal’’, e se sentia culpado por isso.

Tentara de todas as formas senti algo ainda mais forte pelo outro, mais falhara, e como se isso não fosse o suficiente acabara entrando mais alguém em sua vida.

E justamente esse alguém o fazia se senti diferente, talvez insano? Sim insano, pois sabia que era errado, sabia que isso era insanidade extrema, mais não era como se conseguisse se afasta dele, já tentara e como tentara, mais ele era como um imã, quanto mais longe tentasse ir mais ele o puxava de volta.

-------------------------------------------XXXXXXXXXXXXXXXXX------------------------------------------------------

Era um dia agitado, ate demais.

Papeis e mais papeis se estendiam sobre sua mesa, telefonemas, reuniões, contratos, faltava pouco para que tivesse um colapso mental.

O relógio de parede marcava exatamente três e cinquenta da tarde, não havia nem almoçado ainda.

Deixara um suspiro cansado escapa-lhe os lábios enquanto jogava sua cabeça para trás, estava exausto. Olhara mais uma vez para os papeis a sua frente e decidira que já estava mais que na hora de uma pausa, pegara seu terno que descansava atrás de sua cadeira e rumara para fora da sala.

Passara pela sua secretaria no meio do caminho e deixou-lhe encarregada de avisa a Jaehwan que havia saído para almoça caso o outro viesse o procura.

Desistiu da ideia de ir de carro para café que decidira encima da hora, já estava tarde demais para almoçar e além do mais ele era perto e podia muito bem ir a pé.

Caminhava devagar ate o café que escolhera, observava tudo ao seu redor, pessoas andando apressadas pelas ruas, crianças correndo para lá e para cá enquanto seus pais corriam atrás deles.

Hakyeon pensava sinceramente se iria ter filhos, era apaixonado por crianças e sem querer se gabar cuidava muito bem delas, e uma prova de seu amor era sua paixão por sua sobrinha Santa, sempre que podia ia ver a pequena e levava sempre seus pequenos mimos de tio, Jaehwan já chegara a falar disso com sigo, ele era outro louco por crianças, sempre que sua irmã tinha que sair e deixava Santa com eles era realmente uma loucura mais amavam os sorrisinhos banguelos da pequena quando faziam alguma careta para a mesma.

Pensava seriamente se seria uma boa ideia terem um filho sabia que seria muita responsabilidade e sabiam que teriam um pequeno serzinho que dependeria exclusivamente deles para tudo, não sabia se estava preparado para isso.

Estava tão absorto em seus pensamentos que nem sequer percebeu que tinha companhia.

Sentiu algo tocar em sua mão e olhou assustado para o seu lado se deparando com quem menos esperava.

-no que tanto pensa? – sua voz era baixa calma, e mesmo que estivesse falando consigo permanecia olhando para frente.

Permanecia o olhando assustado, não imaginava encontra-lo, pelo menos não agora.

- oque faz por aqui? – perguntara assim que sua voz resolveu aparecer.

- não tinha nada pra fazer resolvi sai um pouco. – falara tão despreocupadamente, sua expressão permanecia neutra como sempre, por mais que insistisse para que o outro sorrisse mais era uma total falta de tempo.

- já almoço? – perguntara subitamente para mim, enquanto parava sua caminhada.

- não. – respondi simplista me preparando psicologicamente para a bronca a seguir.

Taekwoon assim como Jaehwan era super protetor e por um prevê descuido poderia fazer um sermão de horas.

Por um prevê segundo pude escuta um suspiro por parte de Leo que negara rapidamente com a cabeça, o mesmo para a minha total surpresa puxara levemente a manga de meu terno enquanto continuava a andar, por impulso puxei minha mão de volta, estávamos no meio da rua o risco de um paparazzi aparecer era enorme.

Para o meu total desagrado o risco de ter um paparazzi atrás de mim era enorme, vivíamos em uma sociedade onde os curiosos amavam uma noticia nova por mais que fosse a mais boba possível, e é claro que amariam abrir o jornal e da de cara com a manchete de uma possível traição por parte de um dos mais conhecidos empresários do ramo de cosméticos.

- vamos tem um restaurante aqui por perto. – ouvi sua voz mais uma vez enquanto apontava discretamente para a direção que supôs que seria a do restaurante.

- não precisa, eu só vó toma um café. – respondi simplista enquanto mudava completamente o rumo que o mesmo seguia.

- ah mais não vai mesmo. – respondera por fim enquanto praticamente me arrastava para o tal restaurante.

Por mais que eu relutasse eu sabia que ele não desistiria fácil, se tinha uma coisa que Taekwoon era isso era teimoso, seu espirito super protetor passava por qualquer coisa.

Era realmente assustado ver o quão próximos eu e Leo nos tornamos, tudo era pra ser apenas mais um caso de uma noite e sem que percebêssemos acabo se tornando outra coisa que eu ainda não era capaz de identificar oque era.

Nos esbarramos uma vez e logo outra e mais uma, e logo já estávamos trocando telefones, conversas paralelas, toques, mais encontros.

Eu não poderia dizer quando nos tornamos mais que um caso de uma noite, não foi rápido, isso eu posso dizer, Leo e um cara fechado, tímido e outras mil coisas, ele era como uma Incógnita, quando eu poderia jurar que já o conhecia o suficiente ele me surpreendia, um cara de poucas palavras, mas bem sentimental, era raro demonstra esse seu lado.

Mais apesar de tudo, apesar que já nos encontrávamos a talvez anos? Aquela parcela de culpa ainda me consumia, eu realmente amava Ken, mais Leo me transmitia algo bom, algo novo, acolhedor, nunca na minha vida pensei em trair Jaehwan, mais Leo conseguira muda meus pensamentos, conseguira mudar uma pequena parcela de mim.

E digamos que agora estando aqui em uma restaurante qualquer conversando um assunto qualquer, eu poderia dizer que com certeza Jung TaekWoon não era mais um ‘’qualquer’’ de uma noite qualquer.

 


Notas Finais


Então oque acharam? *-*
erros? avisem plis?
eu realmente me buguei toda escrevendo isso aqui, mais enfim..... Eu queria dizer que algumas coisas podem deixa vcs bugados, SÓ QUE como eu disse eu tava bugada quanto ao tempo da fic, então resolvi que vó escreve ela no presente, mais irão ter caps no passado explicando algumas coisas, então não estranhem se aparecer algo no sentido passado na fic, mais por via das duvidas quando o cap for no passado eu irei avisar nas notas!!!
então e isso, espero que tenham gostado! e qualquer coisa falem okay? quero saber a opinião de vcs!!
não demorarei para atualizar!!!! ^^
ate a próxima e beijinhos de luz!!!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...