História Scared of happy - Capítulo 49


Escrita por: ~

Postado
Categorias Demi Lovato, Fifth Harmony, One Direction, Selena Gomez
Personagens Ally Brooke, Camila Cabello, Demi Lovato, Dinah Jane Hansen, Harry Styles, Lauren Jauregui, Liam Payne, Louis Tomlinson, Niall Horan, Normani Hamilton, Selena Gomez
Tags Camila G!p, Camren, Larry, Norminah, Semi, Trolly, Vercy
Visualizações 372
Palavras 2.439
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Romance e Novela, Violência
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Intersexualidade (G!P), Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


OIEEEEEEEEEEEEEEE, estou atualizando as 4:47 da manhã por que sim rsrs.
Bom, finalmente acabei esse capítulo, só queria dizer que BABY I'M SORRY I'M NOT SORRY que hino, meus amigos, que hino.
Os unf to sabendo também e nada a declarar. Viva a ilusão das fics, amém

Capítulo 49 - Cap 44 - Karly


POV Camila

Sabe o meu estado? Então, eu to em estado de choque. O que acabou de acontecer? Lauren veio aqui, converso comigo, me beijou e pediu para voltar. O QUE? Não estamos nem 3 dias separadas, ninguém pensa num assunto tão complicado como esse em 2 dias. Eu a amo mas se a gente ficar juntas e isso fizer mal a ela, eu nem volto. Se você ama uma pessoa você só quer o bem dela, mesmo ela não estando contigo.

- Eu encontrei com a Mônica... - Ela disse baixo, descolei nossas testas e a olhei para seu rosto.

- Que? 

- Eu a encontrei e conversei com ela e logo depois que falei com ela eu vim para cá.

- O que vocês conversaram para você estar aqui?

- Sobre você.

- Seja mais específica, Lauren. 

- Sobre a festa, sobre aquele vídeo, sobre o que ela sentia por você. - Segurei sua mão e vi ela se remexe um pouco, parecia encomodada (???).

- Lauren, tudo que aconteceu naquela festa foi culpa do álcool. Eu te amo e você sabe disso.

- Eu não quero voltar nesse assunto. Eu estou aqui e eu te quero de volta pra mim! Depois das palavras da Mônica eu pensei bem e vi que sou mais feliz com você.

- Então você esta aqui por causa das palavras de outra pessoa, Lauren. Você não esta totalmente por conta própria. Se a Mônica não tivesse falado nada com você, você não estaria aqui! Eu também te quero te volta mas desse jeito não. Lauren, você tem que pensar por conta própria!

- Camila, para de show! Eu pensei sim e estou aqui por que eu, não pelo o que a Mônica falou.

- A gente se separou em menos de 3 dias, esse assunto é complicado. Eu te machuquei e me machuquei nessa história

- Porra, Camila, eu te amo. Enxerga isso, merda! Somos mais felizes juntas. Somos melhores juntas.

- Lauren, eu também te amo. Mas eu te feri, Lauren! Entende isso também, ver você comigo não vai me fazer feliz. Eu feri a pessoa que eu amo! Vá viver sua vida sem mim, Lauren! Eu não te trago mais felicidades.

- Mas, Camila... 

- Não, Lauren. Você só entende o significado de amar vendo a pessoa que você ama feliz e ver você comigo não vai me fazer feliz. - Vi as lágrimas rolarem de seus olhos.

- Então vai ser assim? Você também quer distância de mim? 10 metros? 20 metros? Isso nem da, ne? Temos duas filhas prematuras correndo risco nessa exato momento! E se elas não sobreviveram, Camila! Eu não vou ter você, nem elas, nem ninguém! Eu vou embora. Já falei o que tinha pra falar. - E meu celular toca. É do hospital.

- Alô. - Digo meio sem voz.

- Srta Cabello?

- Sim, é ela.

- Sua filha Karly terá que passar por uma cirurgia de emergência. Venha para o hospital.

- Ta bom, estamos indo. - Desliguei rapidamente.

- Lauren, vamos para o hospital! Agora!

- O que foi? Ai meu Deus... - Ela começou a chorar muito e a tremer.

- Não, calma. A Karly terá que fazer uma cirurgia de emergência. Não sei o que é ainda, mas nos temos que ir! - Disse segurando em seus ombros e dei um beijo em sua testa. Descemos a escada bem rápido e vi Sofia no sofá vendo desenho. - Sofia! Estamos indo para o hospital agora! Fala com mama nos encontrarem lá no hospita - Vi ela se levantar do sofá e ir para o andar de cima. As mãos de Lauren tremiam tanto que isso me deixava mais nervosa.

Entramos no carro e vi Lauren mais branca que o normal.

- Lauren, olhe para mim. - Disse e ela me olhou. Seus olhos estavam num verde bem escuro e seu rosto só estava em lágrimas. - Elas vão ficar bem. Elas sempre ficam. Elas lutaram muito pra chegar aqui e não vai ser agora que elas vão desistir. Fique calma, apenas, ok? - Perguntei e ela apenas assentiu e virou o rosto. Liguei o carro e fui para o hospital.

(...)

Estavam entrando no hospital com Lauren e vi ela parar enfrente a porta.

- Que foi, Lauren? Nós temos que entrar! - Disse nervosa. Ela me olhou e vi seus olhos revirarem. Ela estava caindo e tive que ser rápida para pega-la. Ela tinha desmaiado. - Merda... - Comecei a chorar de nervoso e gritei. - Alguém me ajuda!! Socorro!! Alguém!! - Disse e vi uma enfermeira vir até mim andando devagar. Logo depois que ela me viu ela correu.

- O que aconteceu? - Ela perguntou.

- E-Ela só desmaiou... Me ajuda. - Lauren ainda estava nos meus braços.

- Preciso de uma cadeira aqui!! - A enfermeira gritou. - Calma, vamos fazer o possível. - E um outro enfermeiro chegou com a cadeira da Lauren. Colequei ela com toda a delicadeza na cadeira e eles a levaram para dentro.

Peguei meu celular rápido e liguei para Dinah.

- Fala comigo. - Ela disse.

- Dinah, a Karly está numa cirurgia e eu não sei o que é. Vim para o hospital com a Lauren e ela desmaiou nos meus braços quando chegamos no hospital. Eu preciso de você, Dinah! Eu preciso de alguém... - Comecei a chorar.

- Eu estou indo, Camila. Chego ai em 10 minutos!

 Obrigada... 

- Não precisa, Camila. Agora tenho que ir. - E ela desligou. Respirei fundo e limpei um pouco meu rosto. Entrei no hospital e o clima pesado se instalou em mim. Fui na recepção.

- Boa noite. - Ela disse. - Como posso ajuda-la?

- Boa noite. Alguém me ligou daqui e disse que minha filha está numa cirurgia.

- Ah sim... você é a Camila Cabello? - Apenas assenti. - Aqui só diz que é uma cirurgia no ventrículo esquerdo. - É NO CORAÇÃO. Me senti fraca, meus olhos arderam e comecei a suar frio. Sai dali e fui sentar numa das cadeiras.

Eu só pensava em Karly e Lauren. Fui beber um pouco de água e voltei na recepção. 

- Uma mulher de cabelos escuros, acabou de entrar aqui numa cadeira de rodas. O nome dela é Lauren Jauregui. 

- Sim, parece aqui que ela ainda está inconsciente.

- Posso vê-la?

- Vou ver aqui e te falo. - E voltei para o meu lugar.

- Mila! - Ouvi a voz da Dinah e me levantei para abraça-la. - Calma, Mila. - Comecei a chorar em seus ombros e ela tentava me acalmar fazendo um carinho em meus cabelos. Me afastei e olhei em seus olhos.

- Karly está fazendo uma cirurgia no coração e Lauren ainda está inconsciente. - Vi seus rosto ficar assutado e a abrecei novamente.

- Desculpa se eu estou a trabalhando algo mas a Srta Jauregui pode receber visitas. - A recepcionista Disse

- Ela pode entrar junto? - Apontei para Dinah.

- Sim, ela está no primeiro andar no quarto 27.

- Obrigada. - Disse e puxei Dinah. Andamos rápido e logo chegamos no quarto. Ela estava branca, seus cabelos um pouco em seu rosto. Suas expressão era de cansada.

Sentei na cadeira que tinha ao seu lado. Peguei sua mao e fiquei olhando para seu rosto. Seu lindo rosto.

- Nossa filha está numa cirurgia complicada. Até por que nenhuma cirurgia no coração é facil... eu estou com medo. Muito medo. De perder ela... e perder você. Lauren, como eu te amo. Eu não tenho explicações, mas vi que para seu bem é melhor estarmos separadas. Eu só te do tristeza... - Beijei sua mão e vi as mãos de Dinah em meus ombros. - Temos que ficar lá fora. Meus pais já eram pra ter chegado. - Disse pensativa.

- Eles devem ter ido falar com Mike e Clara também.

- Verdade. - E saímos do quarto. Fomos até a recepção e vi meus pais e os pais da Lauren.

- O que houve? É com a Karly? Laura? Cadê a Lauren? - Minha mae veio com varias perguntas.

- É com a Karly. Ela ta fazendo uma cirurgia no ventrículo esquerdo. - Vi minha mae se sentar. - E Lauren desmaiou quando chegou aqui. - Clara e Mike suspiraram. - Eu e Dinah acabamos de vê-la e parece que ela está bem agora.

- Quando a Karly entrou na cirurgia? - Mike perguntou.

- Bom, logo quando o hospital me ligou eu vim para cá. Então não tem muito tempo. Eu vou ver meu pai. - Tem bastante tempo que eu não o vejo. Sai dali sem dar explicações e fui para o andar que estava seu quarto. Entrei no quarto e ele estava lendo um livro.

- Papa. - O chamei. Ele me olhou e forçou os olhos.

- Camila? Hija?

- Sim, sou eu. Você está bem? - Entrei no quarto e sentei na cadeira ao lado de sua cama.

- Sim, estou bem. Só que tem tanto tempo que não te vejo que não estou te reconhecendo mais. - Eu ri do seu drama.

- Desculpa, papa. Ta acontecendo tanta coisa que eu to ficando perdida. - Ele chegou para o lado me tanto espaço para eu deitar com ele.

- Me conte tudo, hija. - Ele agora fazia carinho em meus cabelos.

- Karly e Laura nasceram prematuras. O risco é grande. Elas são tudo o que eu tenho, papa. Logo depois que elas nasceram, eu e Lauren nos separamos e agora Karly está num cirurgia...

- COMO? Karly está numa cirurgia? - Seu tom de voz era de preocupação.

- Sim, no ventrículo esquerdo. Tudo o que eu sei. Papa, eu estou tão mal. Eu tento me manter de pé todos os dias mas eu não consigo. Lauren faz falta na minha vida e muita.

- E por que vocês estão separadas?

- Bom, eu fui numa festa. Eu e as meninas, Lauren não foi por que estava muito cansada por causa da barriga. Nisso, acabei bebendo demais e dancei com outra garota

- Dançou? Só dançou mesmo?

- Papa! Eu não seria tão baixa de trair a Lauren na frente das minhas amigas!

- Você não faria isso, Camila. Mas quando estamos sobre efeitos de bebidas a gente não responde por si. Já fui adolescente "perdido", hija.

- Eu sei, papa. Voltando, a gente apenas dançou só que a dança era uma dança quente. A gente quase se beijou mas eu cortei. No outro dia já tinha vídeo meu e da menina dançando na internet. Lauren viu e ficou muito nervosa e aconteceu que sua bolsa estourou e pronto. Estamos aqui. Eu me sinto culpada, muito culpada! - Um peso que eu tinha em minhas costas.

- E por que não volta? Você ama tanto a Lauren.

- Sim, eu amo demais ela. Papa, você só sabe que ama uma pessoa quando você ver ela feliz mesmo não estando com você. Eu a quero feliz, eu quero ver a felicidade. Ela sorrindo com o sorriso mais sincero do mundo. Isso vai me deixar muito feliz. E vejo que, eu com ela não vou vê-lá com aquele sorriso sincero. Eu a trago dor e tristeza.

- Hija, você e a Lauren tem amor para dar e vender. O amor de vocês é lindo e puro. Vocês se amam e isso da para perceber a quilômetros de distância. Você errou, cometeu erros e pessoas fazem isso. É normal. Você fica se torturando pelos seus erros. Não faça isso, minha filha. Isso vai acabar te matando por dentro. Reflita sobre o que eu disse. - Não respondi nada. Me ajeitei melhor e tentei dormir um pouco.

***

POV Narrador

- Ela me disse que é melhor a gente estar separadas, que ela só trás tristeza para mim. Quando eu tava indo embora o celular dela tocou e era o hospital... eu to sem chão. Camila é o amor da minha vida. Ela já me trouxe tristeza mas foi passado. Eu a quero demais e ela não vê isso... - Lauren estava conversando com Dinah. Lauren tinha acordado a alguns minutos.

- Lauren, eu não entendo isso. Camila colocou na cabeça dela que nunca pode magoar a pessoa que ama. Já magoei a Normani mas estamos firmes e fortes juntas. Falar nisso eu vou procura-la. - Dinah disse se levantando e dei um beijo na testa de Lauren e foi para a recepção. 

- Tia Sinu, a Camila apareceu aqui? - Dinah perguntou

- Não, mas aposto que ela está no quarto de seu pai. - Sinuhe respondeu

- Qual é o andar e o quarto? - Dinah perguntou e Sinuhe a respondeu. Dinah havia falado a poucos minutos com o pessoal sobre Lauren e Camila e alguns já estavam a caminho.

Dinah foi para o andar do quarto de Alejandro. Viu Camila dormindo e Alejandro lendo um livro. Alejandro a olhou e abaixou o livro.

- Quer eu a acorde? - Alejandro perguntou.

- Já tem algumas horas que Karly foi para a cirurgia e precisamos dela lá embaixo. - Dinah disse. Alejandro começou a chama-la e a logo acordou.

- Alguma notícia? - Foi a primeira coisa que Camila perguntou quando viu Dinah.

- Lauren acordou, só isso que eu sei. - Camila soltou um suspiro de alívio e levantou da cama.

- Chame sua mama para mim, por favor. - Alejandro pediu e Camila assentiu, deu um beijo no rosto de seu pai e sai do quarto de mãos dadas com Dinah.

Elas desceram sem falar nada até que Camila decide quebrar o silêncio.

- Você acha que ela vai sobreviver?C

- Claro! Walz, suas filhas são fortes! Minhas afilhadas são fortes! Elas não vão se separar. - Dinah disse e deu um beijo na testa de Camila que nada disse. Ela saíram do elevador e foram para a Recepção, onde estava todos menos Lucy, Harry e Selena. Camila apenas se sentou na cadeira e a Dra Robbins apareceu. Camila a viu e foi correndo falar com ela.

- Camila, a cirurgia foi um sucesso. Ela está estável agora e só precisa ficar de repouso. - Camila suspirou e começou a chorar de alívio.

- Obrigada, Dra. Muito obrigada. - Camila a abraçou e a Dra retribuiu.

- Apenas estou fazendo meu trabalho. Agora tenho que ir. - Camila a soltou e sorriu. - Ela ta viva! Ela ta bem! - Todos comemoraram e Dinah abraçou Camila forte. - Vou contar a Lauren. - Não deu tempo de Dinah dizer algo.

Camila bateu na porta e Lauren gritou dizendo que poderia entrar. Quando viu Camila se assustou.

- Sobre a nossa filha? - Lauren perguntou

- Sim.

- Ela está bem?

- Sim, ela sobreviveu! A Dra disse que foi um sucesso a cirurgia! - Camila não conseguia esconder sua alegria.

- Graças a Deus... - Lauren começou a chorar baixo e Camila a abraçou.

- Ela está bem, Lauren...

- É uma sensação tão boa! Acho que vou explodir de felicidade! - Camila a olhou e sorriu. Elas ficaram se olhando por um bom tempo e Camila a beijou.


Notas Finais


Me perdoem por algum erro.
MEU DEUS DO CÉU! QUE SAUDADE DE VOCÊS SEUS DOIDINHOS. Tenho uma notícia vrau
Comecei uma fanfic no wattpad SORRY rsrs
Eu já tinha escrito uma fanfic só que deixei guardada e pensei em postar e postei. To pensando em traze-la para cá. Nome dela é "Company" se vocês querem ela aqui me falem
E se quiser me segui no twitter meu user @dinahwarrior_
Beijas beijas


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...