História Scared Of Happy - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Fifth Harmony
Personagens Ally Brooke, Camila Cabello, Dinah Jane Hansen, Lauren Jauregui, Normani Hamilton
Tags Camren, Camren G!p, Norminah
Exibições 719
Palavras 1.495
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Romance e Novela
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Intersexualidade (G!P), Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 3 - A volta


Pov. Lauren

Fevereiro de 2016.

*Flashback On*

- Me solta Lauren...

- Que diabos quer fazer lá Camila?

Perguntei firme e ela me empurrou acariciando o braço machucado pelo aperto.

- Eu vou sair com minhas amigas. - Falou suspirando e eu observei seu braço avermelhado.

Me aproximei totalmente raceosa, eu nunca tinha sentido necessidade de cuidar de alguém, mas com Camila era tudo diferente.

- Me deixe conferir isso? - Perguntei e ela negou puxando o braço novamente.

- Não, eu estou bem. - Suspirou massageando e eu tranquei a mandíbula.- Você é uma porra de uma ignorante!

- Vai pra festa então, aproveita e vai pra casa do caralho também.

Rosnei e ela cruzou os braços.

- Você é tão infântil.

Disse ela magoada e eu ri.

- E quem é a pirralha pra falar de infantilidade?

- Eu não quero descutir com você, não vale a pena.

Falou ela pegando a bolsa e eu bufei segurando seu braço gentilmente.

- Camila...

- Não Lauren, hoje não.

E saiu, me xinguei novamente por ter brigado por besteira.

*Flashback Off*

Dezembro de 2016.

Minhas lembranças com Camila vinham forte em minha mente durante todos esses meses, todos os dias, meus pensamentos voavam pra ela, onde ela estava, como estava.

Com quem estava.

A acompanhava somente por snap e instagram. Odiava ter que perguntar por ela para as pessoas, mesmo sendo meus amigos eu não iria demonstrar que eu estava enfim.

Via que ela estava a todo tempo com um garoto e ao pensar em umas possibilidades, destruí meu apartamento pela quinta vez nesse período de oito meses, não era culpa minha, tinha problemas com controle, só me acalmava completamente se quebrasse algo.

Há cinco meses eu venho fazendo aula de boxe; isso tem me ajudado tanto a descontar minha raiva, de fato isso me alíviou bastante mas ainda sim eu me sentia vazia e sabia o motivo, mas também era covarde demais pra confessar...

Me deitei sobre a cama e fechei os olhos não conseguindo dormir novamente.

*Flashback On*

Dezembro de 2015.

- Camila para.

Repreendi tentando não rir.

- Espera, eu vou conseguir passar esse jogo.

Ela se inclinou quando a carro fez a curva na TV.

Cruzei os braços e olhei Camila virando o volante pareçendo realmente estar na corrida.

- Camila, v...

- DROGA!

Ela gritou quando perdeu e eu prendi o riso.

- Você tinha que acelerar Camz.

- E porquê não me falou?

Perguntou se jogando no sofá e prendendo o riso.

- Eu tentei.

Ri negando com a cabeça e estendi a mão pra ela.

- Eu quero jogar novamente!

- Depois que comermos, e depois de tomarmos banho.

- Você está me chamando de fedorenta?

Ri negando e ela me empurrou.

- Estamos cheirando a sexo. - Alertei e ela fez bico subindo as escadas.

Tomamos banho juntas e novamente fizemos sexo mas foi uma rapidinha pois realmente queria que ela se alimentasse.

Camila estava me abraçando por trás e tagarelando sobre a universidade que ela queria entrar enquanto eu recheava nossas panquecas, e fervia o chocolate.

- Você está me ouvindo, Lauren?

Perguntou e eu assenti.

- Estou.

Respondi e ela semicerrou os olhos.

- Mentindo.

Me soltou e eu sorri de lado.

- Não estou.

- Me coloca no balcão?

Assenti segurando em sua cintura e colocando-a encima.

Camila abraçou as pernas em minha cintura e com seus braços meu pescoço.

- Eu tenho que ir pra casa.

Beijei seu pescoço e acariciei suas costas.

- Depois de comer.

Beijei seus lábios e pretendia aprofundar se Camila não me afastasse.

- O chocolate, Lauren.

Falou e eu bufei fazendo ela soltar um risinho.

Desliguei o chocolate e voltei pra ela agarrando seus cabelos e tomando seus lábios, e entre sorrisos e carinhos ficamos durante a tarde toda até a hora dela ir embora.

*Flashback Off*

Pov.Camila

Dezembro de 2016.

Prendi meus cabelos em um coque frouxo e desliguei o notebook. Finalmente havia terminado aqueles trabalhos e então não precisa fazer isso nas férias do natal, poderia ir pra casa amanhã e ficar até o ano novo.

- Isso tudo é saudade de casa?

Perguntou Drew e eu assenti sorrindo.

- Eu estou com tanta saudade de todo mundo.

- Estou ansioso para conheçer meus sogros também, mas confesso que estou com um pouco de medo.

- Eles são legais, e você meio que conheçe eles.

- Não pessoalmente, Mila.

- Mas isso não é motivo para se preocupar.

- Eu posso me despreocupar se você vinher aqui e me der um beijo.

Falou e eu ri negando com a cabeça.

Segurei seu rosto e deixei um carinhoso beijo em seus lábios.

[.......]

- Mila, seus pais sabem que estamos indo?

- Eles acham que eu volto amanhã, vamos chegar de surpresa.

Drew estava nervoso, ele estava nervoso mas tentava disfarçar, o que me gerava risos internos.

Entrelaçei nossos dedos e saímos do táxi.

O bom táxista nos ajudou com as malas, Drew tinha trazido apenas uma pois ele iria embora na vespera de Natal, no caso daqui a uma semana.

Respirei fundo, era bom estar em casa.

Eu tinha as chaves, então logo estava colocando as malas dentro do portão branco e senti um impacto no meu corpo.

- Você disse que iria voltar ontem vadia!

Gritou Selena e eu gargalhei abraçando minha irmã apertado.

- Ótima forma de me receber maninha. - Ironizei e ela revirou os olhos rindo. - Bom, deixa eu te apresentar...

- Você deve ser Selena, certo?

Drew sorriu apertando a mão de Selena.

- Sim, e você deve ser o Drew!

Falou Selena simpática e eu sorri.

- Bom, já se conheçeram.

Falei e eles riram.

Entramos com as malas e logo gritei quando meua pais vinheram assustados mas logo o choro começou quando me viram, e eu óbvio acabei me emocionando também.

Me agarrei a mamãe, sentia tanto falta da minha maior conselheira.

- Meu bebê.

Falou ela e eu ri me agarrando mais em seu abraço.

Pov. Lauren

- Angelina e Brad se separaram! O que será do amor?

Troye fez drama e eu revirei os olhos bebendo meu café enquanto lia o jornal.

- Imagina que louco a Angelina sair logo do armário? Eu lembro bem dos babados dela com aquela modelo.

Dinah alertou e acabamos rindo.

- Se ela me quiser, eu tô aqui.

Ally falou.

- Olha só, a santa fogosa atacando!- Normani brincou e rimos novamente.

- Lauren, vamos hoje numa boate?

- Me desculpem, mas não poderei ir.

- Ah Laur, qual é?

Dinah bufou e eu neguei.

- Tenho assuntos pendentes e inadiáveis para tratar.

Eles resolveram não contestar e eu agradeci mentalmente.

- Ganhei alguns vinhos esqueçi de falar pra vocês, se quiserem ir pra lá hoje...

Falei e eles deram pulinhos.

- Vamos!

Pagamos a conta e fomos em direção a garagem encontrando uma Demétria atrapalhada tentando abrir o carro enquanto falava ao telefone.

- Chego aí em minutos amor, beijos te amo!

Falou e eu ri baixinho.

Quando finalmente abriu a porta Demi nos viu e sorriu desligando o celular.

- Selena?

Perguntei e ela assentiu.

- Ela me quer lá agora, a irmã dela acabou de chegar de viagem e...Oh, me perdoe, eu...

Prendi a respiração e engoli em seco.

- Camila voltou?

Perguntei olhando pra ela e Dinah.

- Não, ela volta amanhã.

Dinah respondeu confusa.

Amanhã? Caralho.

- Ela chegou hoje de surpresa.

Falou Demi e Dinah gritou.

- Aquela puta! Temos que vê-la!

- Eu vou pra casa. - Respondi e Dinah revirou os olhos.

- E eu vou indo, tchau gente!

Demi então entrou no carro.

E eu estava totalmente nervosa.
Literalmente nervosa!

- Você vai ver ela sim amorzinho!

Troye afirmou e eu tranquei a mandibula.

- Me poupe.

Falei abrindo a porta do meu carro para que todoa entrassem, como o carro era grande caberiam todos e ainda sobrava espaço.

Ally iria no carro dela com Troye e eu levaria o casal.

- Querem que eu deixe vocês na casa dela?

- E você também irá!

Cochichou Normani e eu revirei os olhos jogando a chave do carro na mão de Dinah.

- Leve o carro.

Falei e ela bufou.

- Lauren, ela sente sua falta também.

Respirei fundo.

- Não me importa.

- Começou? - Rosnou ela. - Você sabe muito bem que se ela não fala contigo, foi tudo por culpa sua!

- Eu não quero vê-la.

Rosnei e ela semicerrou os olhos.

- Tudo bem, mas vamos deixar você em casa antes.

- Sim, obrigada.

[.....]

Em casa eu estava deitada no sofá de casa trajando meu conjunto moletom enquanto Ally e Troye se divertiam no karaokê.

Camila havia voltado...

Céus, eu ainda não estava acreditando.

Sim, eu quero muito, vê-la. Mas e se ela não quisesse me ver?

Resolvi tomar um calmante para que pudesse dormir, e em minutos acabei dormindo com meus amigos ainda no karaokê.












Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...