História Scars Of Love || Shawn Mendes ||One|| - Capítulo 30


Escrita por: ~

Postado
Categorias Shawn Mendes
Personagens Personagens Originais, Shawn Mendes
Visualizações 212
Palavras 966
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Colegial, Drama (Tragédia), Mistério, Romance e Novela, Universo Alternativo
Avisos: Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 30 - Capítulo 30


Minhas costas doem e só sei disso quando me sento na cama. O quarto não é o mesmo que tenho dormido desde que cheguei em Toronto e não tenho a menor ideia de como vim parar aqui.

Não visto mais as roupas que usei na festa ontem, afinal, eu nem lembro que roupa eu usei. Minha cabeça também dói, tudo dói. Sinto como se tivesse sido jogada da escada cinco vezes, o que não aconteceu.

A blusa listrada que visto, cobre metade de minhas coxas e sinto um pouco de frio. Desço as escadas sem imaginar quem ou o que me espera no andar de baixo. Eu nunca estive aqui.

Quando termino de descer as escadas, eu o vejo. Seu sorriso para mim seria apaixonante se ele não tivesse feito o que fez no passado. Como eu fui tão apaixonada por ele?

"O que eu estou fazendo aqui?" o pergunto.

"Não lembra da noite passada?" ele sorri.

Minha pele se arrepia e fico paralisada. O que aconteceu? Seguro meus cabelos e tento lembrar da noite passada de qualquer jeito. Shawn estava lá, eu lembro.

"O que aconteceu noite passada?" a resposta, mesmo que ele ainda não tenha respondido, me corrói por dentro.

"Nós voltamos, amor!" ele sorri novamente.

"É o quê?" grito "Eu nunca voltaria com você!"

"Não foi isso que você disse no quarto" ele se aproxima "É uma pena que você não se lembre. Essa noite será inesquecível para mim" ele sussurra em meu ouvido.

Lhe dou um tapa no rosto que o faz se afastar, mas o sorriso não sai de sua boca. Ele esfrega a mão na bochecha e nega com a cabeça antes de me olhar novamente.

"Não vejo problemas em recaídas" ele se senta no sofá "Às vezes, faz bem"

"Não tive uma recaída, não tive nada com você" o olho com raiva "Abra essa porta para eu sair. Agora!"

"Tudo bem, amor. Só vou pegar sua bolsa"

"Dustin?" lágrimas já descem de meus olhos "Dustin, por favor, me busque aqui" peço aos prantos.

"Bonnie, o que aconteceu?" ele pergunta nervoso.

"Eu... eu não sei" mexo em meus cabelos "Eu estava na casa de Jordan e não sei como cheguei lá e o que fizemos e..."

"Vocês fizeram alguma coisa?" ele quase grita.

"Dustin, eu não sei" uma lágrima cai sobre a blusa "Venha me buscar, por favor"

Dustin não disse nada desde que entrei no carro, mas sei que ele anseia por uma explicação para isso. Suas mãos batucam no volante e o barulho me incomoda, mas não digo nada.

Estou tão nervosa que minhas pernas se saculejam sozinhas e roro minhas unhas até não dar mais. Eu não fiz isso! Não fiz. Eu não bebi tanto para isso, para não saber que estava com Jordan. Eu não fiz nada. Mas como você vai provar isso, Bonnie?

Dustin estaciona seu carro em uma das garagens e mexe em seu cabelo, como se pensasse em algo. Abro a porta e antes que eu saia, ele me impede.

"O que aconteceu, Bonnie? Foi o filho da puta do Jordan?"

E, então, eu não aguentei. Lágrimas descem rápido pelos meus olhos e sussurros escapam de minha boca a todo instante. O choro me faz suar e fico ainda mais nervosa por Dustin só me encarar, enquanto o encho de palavras.

"Bonnie" ele segura meu rosto "Se acalma, ok? Vamos para o quarto"

Dustin sai do carro enquanto eu limpo algumas de minhas lágrimas. Quando abre a porta, ele tira seu casaco e estende a mim, cobrindo meus ombros como se fosse um cobertor.

"Vamos" ele segura minha mão e me abraça de lado.

Eu não ligo para o meu estado pelo corredor, mas os olhares abrem uma ferida imensa dentro de mim. Sei que devem falar que eu fui mais uma machucada por Shawn, ou então sobre as coisas que fiz durante a noite e nem sei o que foram.

Dustin abre a porta do quarto e uma Cassie preocupada corre para me abraçar. Cassie, apesar de ser uma de minhas melhores amigas, nem sempre parece se importar quando não tem notícias minhas, parece agir por obrigação, às vezes.

"Bonnie, com quem você estava?" ela se solta do abraço "Você está bem?"

Era óbvio que eu não estava, e ela sabe disso. Me sinto pesada, cansada, dolorida. Minha cabeça promete explodir a qualquer momento pela quantidade de pensamentos que passam por ela, ao mesmo tempo.

Conto tudo o que aconteceu, e que eu sei para Cassie que não desgruda os olhos de mim por nenhum instante. Dustin continua em pé e também ouve cada palavra que digo.

"Preciso ir" ele diz quando eu termino e nos deixa sozinhas no quarto.

Os passos pesados de Dustin ecoam pelo corredor e ninguém parece ter coragem de cumprimentá-lo. Suas mãos estão fechadas e seus olhos demonstram raiva, ódio.

Dustin dirige rápido até o lugar que deseja. As dobras de suas mãos estão brancas de tanto que apertou o volante no caminho. Ele nunca havia sentido algo tão forte.

O amigo tinha dúvidas de seus sentimentos. Era difícil não se apaixonar pela garota que virou sua amiga tão rápido e te salvou de um babaca no campus, mas ela não era fácil e Cassie também era interessante, apesar de seu mistério.

Ninguém sabia, Cassie nunca deixou que Dustin contasse sobre isso ou que pensasse nesse acidente. Ela não devia ter tido nada com ele, nunca, assim como Jordan nunca deveria ter causado mal a Bonnie.

Dustin ignora totalmente o porteiro que, erroneamente, diz o andar de Jordan. Ele sabe o que está prestes a fazer e não há nada que o impeça.

Os passos largos pelo elevador nunca seriam tão fatais pelos corredores de U.T., mas são incrivelmente fatais ao homem de pele morena que sai do apartamento 304 com um sorriso no rosto e uma muda de roupa feminina nas mãos.


Notas Finais


Beijinhos da titia Zizi.
Créditos: lastmendes


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...