História School Isn't Over - Capítulo 5


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Tags Colegial, Drama, Original, Revelaçoes, Romance
Exibições 4
Palavras 857
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Aventura, Colegial, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Escolar, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Suicídio, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas da Autora


Aquele leve bloqueio de criatividade mas né, tentei, boa leitura <3

Capítulo 5 - Rachel (parte 1)


Fanfic / Fanfiction School Isn't Over - Capítulo 5 - Rachel (parte 1)

 Assim que Brittany saiu Rachel respirou fundo, levantou um pouco a camisa olhando uma parte vermelha, que certamente ficaria roxa depois, na lateral de seu corpo, não era muito grande, mas de qualquer modo revirou os olhos, aquilo mancharia sua pele perfeita até que sumisse. 
 Mordendo o lábio desceu da maca e olhou em volta, se aproximou da bancada olhando os medicamentos, segurou um dos pontinhos o balançando e vendo os remédios dançando ali dentro e batendo nas paredes alaranjadas. 
 Tédio.
 Pegou o celular e tirou umas 500 fotos, apenas para escolher uma e postar no Instagram, colocou um trecho de uma música qualquer do Shawn Mendes na legenda e marcou Will na foto, aquilo foi uma forma de tentar chamar atenção, queria ser notada pelo seu namorado.

 Não era pedir muito, era? 
 Lembrou das frustrações que vivia passando por comentar nas fotos dele e receber apenas um emoji de coração em resposta, enquanto todos os outros eram respondidos com: "Vlw gata", "Haha, cara, vc é d+" ou "Vc linda". A conversa com Will no WhatsApp também já havia descido faz tempo, agora nos primeiros eram grupos que ela mal entrava mais. 
 Sorriu satisfeita ao receber vários comentários e alguns até xingando a merda do garoto que havia lhe acertado, o que ele tinha na cabeça? E ainda a fez quebrar a unha. Guardou o celular e olhou para o outro canto do cômodo, foi o suficiente para ela gelar.
 Rachel tinha noção dos piores pesadelos das pessoas, entre eles normalmente estavam: palhaços, insetos, escuro ou até mesmo ela. Mas o pesadelo dela era diferente. 
 Se aproximou da balança com passos lentos, e colocou um pé sobre ela, então vendo os números saíres de 0 se afastou, tirou os tênis, as meias, as pulseiras e o cordão, jogou o amarrador do seu cabelo para longe e até mesmo o celular ela colocou sobre a maca, olhou para baixo tentando ter certeza de que não existia mais nada que pudesse pesar e ela pudesse tirar, e então quando estava certa disso Rachel subiu na balança. 
 Fechou os olhos e só os abriu quase um minuto depois encarando os números.
 E para ela era como se afogar perceber que havia 200 gramas a mais do que da última vez. 
 A respiração da garota começou a acelerar como se estivesse tendo um ataque de asma. Desceu da balança e subiu novamente nela em uma esperança muda de que os números abaixassem. Nada. Ela correu para o pequeno banheiro da enfermaria deixando suas coisas em um pequeno montinho na maca. Ela sabia. Sabia que não deveria ter comido aquele chocolate na noite anterior. Sabia. Ela sabia. Qual era o seu problema? Por que era tão burra assim?! As calorias diárias não poderiam ser nem um pouco a mais. Tudo eram números. Tudo era exatas. 
 Deixou o corpo cair na frente do sanitário abrindo a tampa dele e se debruçando sobre o mesmo, colocou uma mão na barriga e a outra foi até sua boca, deslizou entre os lábios até a garganta e ela forçou. Tinha que tirar aquilo de dentro de si. Não podia. Não queria. 
 Quando finalmente vomitou praticamente somente ácido por não possuir nada no estômago ela se encostou na parede se encolhendo.
 -Rachel? Onde você tá? -ouviu a porta abrindo e a voz familiar de Brittany a chamando, demorou um pouco para raciocinar e por fim responder.
 -No banheiro, já tô saindo -falou não muito alto, somente para ela conseguir ouvir.
 -Ahn... tá tudo bem aí Rach? -ouviu uma batida na porta e sabia que Britt estaria ali. Ela e Maggie eram as únicas que sabiam, e pelo o que imaginavam Rachel havia parado com... aqueles hábitos a mais de um ano. As três se conheciam dês de sempre, e fizeram questão de irem para a mesma escola fazer o ensino médio. 
 -Tudo, pode deixar, daqui a pouco tô saindo.
 -Ok... -ouviu uma pausa e então a voz parecendo mais afastada falou novamente- Ela já tá saindo, só tá usando o banheiro... quanto às roupas jogadas... desculpe o transtorno.
 -Tudo bem, depois arrumamos isso -a voz era suave e parecia de uma mulher, provavelmente a enfermeira, sabia que ela não ficaria com raiva por conta da bagunça por causa de Brittany, ela era um amor com todo mundo e as pessoas, principalmente adultos, a amavam e a conheciam. 
 Se levantou apoiando-se na parede, deu descarga e fechou a tampa, se apoiou na pia olhando para o espelho. Ela era perfeita. Os cabelos ruivos sedosos caiam em ondas contornando seu rosto, a pele branquinha entrava em contraste com algumas sardas que possuía na região na nariz, e os olhos verdes desafiavam qualquer um que lhe encarasse. E apesar da maioria não gostar dela sabiam o quanto ela era bonita, se todos achavam isso por que ela não poderia achar também? 
 Lavou a boca e lavou as mãos, finalmente saindo do banheiro e encarando a enfermeira e Brittany, esta sorriu para Rachel que ajeitou a postura e sorriu mostrando seus dentes brancos. Falso. 
 A mentira era bonita.
 A verdade era feia.
 Ela preferia ser uma mentira bonita.
 -Desculpem-me a demora.


Notas Finais


Tá aí uma personagem que eu odiaria na vida real mas sentiria pena ao mesmo tempo, até a próxima!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...