História School Of Infamy - Capítulo 1


Escrita por: ~ e ~coisaloka

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Visualizações 1
Palavras 1.261
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Ficção, Mistério, Romance e Novela, Suspense
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Suicídio, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Galera!Esse é o primeiro capítulo e já está gigantesco.
Peço desculpas por qualquer coisa,mas eu acho que esse foi uns se não o melhor capítulo que eu já fiz em minha vida inteira.
Eu quero tanto que essa história fique boa que eu revisei a sinopse e o capítulo mais de mil vezes.

Capítulo 1 - 1.


Fanfic / Fanfiction School Of Infamy - Capítulo 1 - 1.

O sino tocou e todos passaram fervorosamente pela professora que desapareceu logo em seguida.As únicas pessoas que ficaram dentro da sala foram Marcos e Maria,enquanto Lucca esperava-os encostado com os braços cruzados na batente da porta.

Marcos tem os cabelos pretos relativamente cheios-à não ser quando ele raspa dos lados e diminui o tamanho por cima.Seus olhos tranquilos são pretos assim como a noite,causando uma forte 1° impressão.Lábios grossos rosados que realçam em sua pele negra.Seu corpo não passa de um mero tanquinho e braços fortes.

Lucca tem seus olhos castanhos,os lábios rosados e finos.Sua pele é branca como neve.Suas madeixas pretas bagunçadas tem o mesmo tom que a barba vezes ocupando seu rosto,outras não.Seus músculos não são o seu forte,mas dá para o gasto.

Maria possui um cabelo totalmente preto jogado para o lado escondendo um lado raspado enquanto o outro fica nu.Pele morena-como se ficasse o dia todo,todos os dias na praia.Seus olhos são um castanho claro normalmente refletindo as luzes dos ambientes.

Marcos colocou a mochila em uns dos ombros enquanto o outro estava totalmente ferrado.Esse é o mal da escola em que estudam.Eles não se importam com o bem-estar deles nem como estão indo nas matérias.Os alunos que estudam ali ainda não sabem como ainda não faliu.

-Prontos para a maior festa do ano?-Lucca entreolhava para Marcos e Maria

-Claro!-ele tinha contagiado totalmente Marcos com sua energia

-Que festa?-eles franziram o cenho juntamente a ela com a pergunta

-A da Evelen.-Lucca respondeu com o corpo inclinado para frente

-Não foi convidada?-perguntou Marcos com uma expressão desconfiada

-Não.-ela revirou o olhar envergonhada.Ela não se sentia tão popular quanto antes

-Talvez ela te convidará depois.-indagou Marcos mesmo achando que isso não aconteceria.Mas ela é sua melhor amiga,afinal

Ela bufou em incompreensão.Como era possível que ela fosse tão impopular para festas?

Eles seguiram por um corredor de paredes brancas com listras azuis que dava no refeitório.Todas os assentos estavam ocupados,e parecia que se manteria assim até o final do intervalo.

Alguém pigarreou atrás dos três parados na frente da porta do refeitório.Era Gabriela.A mesma entrelaçou Marcos em um abraço amoroso assim ele a viu.

-Tudo bem,gente?-perguntou quando saiu do abraço

-Sim.-responderam em uníssono

-Vamos comer?-a recém-chegada perguntou com o sorriso de animação estampado no rosto

-Não tem lugar...-Lucca voltou o olhar ao refeitório

-Tem problema,não.-sorriu vitoriosa-Podemos comer no pátio.Tem um monte de amigos da gente,lá.-exclamou

-Claro.-respondeu Marcos com a confirmação dos outros dois

Eles saíram em busca de comida.Ambos estavam insaciáveis e não deixariam de comer por uma lotação.

Gabriela,com seus grandes globos oculares castanhos,suas longas madeixas castanhas e corpo esbelto,chama muita atenção nas noitadas em que costuma curtir.Sua pele levemente bronzeada a deixa com um aspecto de que tivesse acabado de sair duma praia.

Depois de passarem pela imensa fila e pelo tumulto exacerbado,conseguiram finalmente chegar no pátio,qual haviam seus colegas de turma.

Todos estavam em um banco de madeira grifado por nomes,todos dos alunos do 3° terceiro ano.Tudo isso para reservar aquele banco velho e sujo para eles,e quem não fosse do 3° ano ousasse sentar naquele lugar,estaria perdido.

 Os quatros sentaram se no chão com a bandeja em mãos apoiando as costas nas pernas dos outros adolescentes que ocupavam o banco.Eles comeram rapidamente e depois,para esperar o sinal tocar,começaram a conversar sobre a tão esperada festa de Evelen.

Contudo,Maria ficou reprimida em um canto.Ela nem sabia da existência da festa poucas horas atrás.Ela viu que todos foram convidados,menos ela.

Lucca e Marcos perceberam sua indignação quanto a isso,então Lucca resolveu ajudá-la,já que somente Marcos o fazia.

-Evelen!-Lucca chamou a morena assim que a viu-Podemos conversar a sós?-gritou para ser ouvido no meio de tanta baderna

-Claro!-gritou de volta com um sorriso gentil

Ele colocou a bandeja de lado e se levantou.O mesmo foi a encontro de Evelen que já estava em caminho aos pilares da escola.

-Sim?-ela revirou-se para Lucca

-É que...-ele não sabia como falar aquilo-...a Maria não foi convidada,né?-completa

-Como assim?Ela foi,sim.-sua sobrancelha se arqueou juntamente com a de Lucca

--------

Neste mesmo momento,Joyce acabara de colocar seu nome no convite de Maria.Seus lábios repuxados em um sorriso maligno,deu lugar à um sorriso tímido quando viu João entrar no quarto pelo espelho.

Mas seu sorriso foi em vão,pois João estava totalmente bêbado.Também,como era possível não estar?Ele ficou a noite inteira no bar.

-Bêbado de novo,né?-perguntou mas não obteve resposta alguma

Ela deitou-o na cama e voltou à mesa em que estava.

Joyce tem cabelos pretos até a altura do peito mediano.Seus olhos pretos reluzentes costumam ser o ponto fraco para qualquer pessoa.Sua pele negra envolve todo seu esbelto corpo.

Ela parou para observar seu namorado deitado entre as cobertas.Ele já havia dormido.É difícil ver o namorado nessas circunstâncias sem poder fazer nada.

Antes que uma lágrima caia pelo seu rosto,ela voltou o olhar para o convite,qual estava pronto.

----------

-E então?-Marcos,de súbito,queria saber como tinha sido a conversa apenas de ver a sombra de Lucca se aproximar-Desembucha!

-Maria foi sim convidada.-ele se jogou contra o gramado no meio dos dois-O convite simplesmente não chegou até você.-se redirecionou para Maria agora

Os dois se animaram,mas Lucca continuou sem um sorriso no rosto-à não ser um sorriso amarelo.Ele sentia que alguma treta estava por vir.

--------

Davy fora surpreendido por "oi" de uma voz familiar atrás de si ao sair da diretoria.Era Leticia.Tal estava tão animada,como todos os dias.Parece que somente Davy se incomodava com aquilo.Mas também,por que se incomodar com a alegria alheia?Só por quê você não tem?

Davy tem lindas madeixas loiras com luzes pentados para o lado direito.Seu cavanhaque tem tom contrário ao seu cabelo.É um castanho claro.Seus olhos são verdes brilhantes.Sua pele branca levemente bronzeada envolve um rosto quadrado e um belo corpo malhado.

Leticia parecia irmã de Davy.Também tem um longo cabelo loiro com luzes naturais.Seus olhos são lindamentes esverdeados.Seus lábios sempre estão com um batom roxo ou preto escondendo seus lábios rosados.Seios não é seu forte.

-Quer comer?-ela apontou com a cabeça para o corredor do refeitório-Preciso de uma companhia.

Antes que ele pudesse falar alguma coisa,o sinal tocou informando a volta às salas.

Davy não comeu por causa de sua teimosia.Invés dele confessar o erro,ele resolveu somente fazer o diretor de bobo.Sua barriga estava pedindo por comida.Mas Leticia não tinha o mínimo de discernimento quanto a isso,e é melhor assim.

Os dois partiram para a aula de biologia.O caminho até a sala foi silenciosa.Os dois ficaram imersos em seus pensamentos.Leticia em seus pensamentos com grandes expectativas e o loiro quanto o acontecimento de agora a pouco.

***

A aula começou,ou não.Todos iniciaram uma conversa sobre diversos assuntos,tal ação que o professor odiava.

Davy,todavia,ficou em transe tentando entender o porquê de continuar naquela escola.Ele podia entrar em qualquer outra escola,e não quis sair por ser péssimo com relacionamentos mas não tinha tanto relacionamento ali.

Davy despertou-se quando algo vibrou em si.Ele perguntou com gestos a autoridade se podia atender a ligação que tivera.O mesmo deixou.

Ele pegou o celular ainda vibrando em mãos e se retirou da sala.O nome de sua mãe gigantesco piscava freneticamente  na tela do celular.Ele atendeu rapidez te antes que caísse em caixa postal.

-Alô.-falou em tom um tanto quanto interessado.Era difícil sua mãe o ligar.

-Finalmente,meu filho!-o tom do outro lado da linha era impaciente

A conversa não durou mais que cinco minutos,mas a mesma foi abaladora.Seu pai tivera um enfarto enquanto trabalhava.

A sala logo se aquietou quando ele adentrou brutalmente a mesma.Davy se apoderou da mochila até então jogada no chão e saiu da sala com cadernos em mãos sem dizer sequer uma palavra.


Notas Finais


E então?
Gostaram dos personagens?
Está muito ruim,ruim,mais ou menos ,bom ou muito bom?
Comentem!Isso irá me ajudar a escrever cada vez mais.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...