História Score TaeSeok - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Bangtan, Bts, Lemon, Taeseok, Vhope
Exibições 43
Palavras 1.082
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Hentai, Lemon, Romance e Novela, Yaoi
Avisos: Álcool, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Suicídio
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Olarr, entaum, só dizer que eu não postei ontem pq eu não tinha o cap pronto ainda, dai hoje tomei vergonha na cara e revisei e corrigi todo ele e tá ai. Boa leitura.

Capítulo 3 - .98.


- Você acha que ele tem alguém? - Hoseok pergunta a Taehyung que está nem ai para o mais velho, ignorando-o enquanto mexe em seu celular. - TAEHYUNG! 

O mais novo deixa o celular cair no rosto por conta do susto e geme pela dor causada. As vezes Hoseok conseguia ser um pé no saco chato pra caralho.


- Ai sei lá Hope, não me interessa também. - Delicado como sempre. Ele não estava a fim de papo, estava a fim da boca do mais velho na sua, mas a droga da vida fez seu amigo hétero.

- É seu irmão Taehyung...

- Não me chama de Taehyung, parece que está bravo comigo. - O ruivo fala em tom infantil para o mais velho. Não que ele fosse assim, mas com Hoseok ele se permitia ser mais... como pode classificar isso? Liberal consigo mesmo talvez. É, talvez seja isso.

- E quem disse que eu não estou? - O moreno solta um sorriso cínico na direção do ruivo. - Uh Taehyung, sou seu hyung, e hyungs devem ficar bravos com certas atitudes de seus dongsaengs, não acha? - O moreno carregava pesadamente o tom de ironia em sua voz. 

- Ouch, tá falando comigo assim porque? - Tae o olha com o cenho franzido meio debochadamente. 

- Você merece punição dongsaeng. 

E em um movimento rápido Hoseok pula em cima do mais novo na cama, fazendo cócegas meio desajeitadas na barriga e pescoço do mesmo, que se contorcia em baixo de Hope e gritava por fôlego.


- PELO AMOR DE DEUS HOSEOK, PARA COM ISSO... AH POR FAVOR POR FAVOR. - O ruivo ameaçou chorar falsamente.

- Peça desculpas a seu hyung então. - Tae não entendia porque havia de pedir desculpas por nada. O mais velho o encarava ofegante já parado sem fazer cócegas mas ainda em cima do mais novo. (N/A queria tanto que isso fosse a parte do beijo <|3)

Taehyung finalmente se deu por vencido.

- Okay. - Revirou os olhos - Me desculpe hyung mozão - falando a última palavra em um sussuro extremamente baixo, mas que seu hyung ouviu.

- O que você disse Tae? - O moreno perguntou com uma expressão confusa em seu rosto. Tae não queria falar mais com Hosoek, a proximidade que tem com o mais velho é algo único, que não tem com ninguém. Tem intimidade com Jimin, mas com Hope é diferente, além do fato de Tae ama-lo fazer tudo que envolva o moreno ser bom e querer contato, aquela proximidade que tinham era única para Tae.

- Nada Hoseok, sai de cima de mim. - Fala emburrado e o mais o velho o olha com as sobrancelhas erguidas em tom sugestivo. - Hyung. - Adiciona.

O moreno sai de cima do amigo e senta na ponta da cama. Analisa o quarto do mais novo por um momento e tenta pensar em algo para fazer com o amigo, que precisa de companhia 24 horas por dia, mas que ele não consegue dar. E se sente mal por isso. 

- Hey Tae. - Chama o mais novo - vamos assistir um filme? Você faz a pipoca. 

- Você pode ir embora e eu ir dormir. - Sua 'não educação as vezes assustava o mais velho.

Ele não tem vontade de fazer nada, nem mesmo com Hope, nada parecia fazer mais sentido do que deitar em sua cama e dormir até o próximo dia ou mais. 

Tapou-se com o cobertor em sua cama e virou para o lado como se fosse dormir. E Hope ainda o olhava com uma expressão estranha. 

Hosoek suspirou. Queria poder ajudar o amigo mais que tudo, mas desse jeito não conseguia. O mais novo não o dava liberdade para se aproximar, mais ainda do que já são. Ele não vai desistir do amigo, mas por hoje não acha que consiga muito do mesmo. Porque até olhar um filme ali mesmo, na cama, Tae não conseguia, como o faria sair de casa e viver? Parece tão difícil. E de fato é. Talvez o amigo precise de mais gente para consigo estar, mas não deixa ninguém se aproximar de si. E isso faz esse ato ser quase impossível. Quase.


Hoseok pega o celular e olha algo.

- Tae, Lin pediu que eu a busque no centro. Eu vou indo okay?! Amanhã se der eu dou uma passada aqui. - Passa a mão nos cabelos laranjas do mais novo e deposita um beijo em sua testa. 

E sai.


Se der.

Se der.

Se der ele passa aqui amanhã, o mais novo pensa. 

É sempre assim, se der as pessoas lembram dele. Se der, algum dia ele tem coragem de se matar.

Sempre, sempre que Hope está com ele, Lin ou algo o tira dele. Mas ele mesmo havia mandado o amigo embora então não pode reclamar de muito. Mas sempre fora assim, ele não quer as pessoas a sua volta, mas quando elas realmente saem de perto, ele sente que está sendo abandonado, mas ele mesmo quer aquilo. É tão difícil para si, sente uma dor tão grande. Tão difícil tentar explicar.


- Tae. - Ouve Jimin o chamar na porta entreaberta do quarto. A tempos as pessoas só o chamam assim, sempre cautelosos. - Está tudo bem?

O ruivo assente.

- Eu cheguei agora, nem sabe, conheci dois caras, ele são tão lindos. - Jimin já estava de joelhos ao lado da cama do irmão o contando empolgadamente sobre os tais caras. - São simpáticos, e sei lá, vamos nos encontrar de novo. - Carregava um sorriso largo, e estava muito feliz. É, parece que o papo do "será que ele tem alguém" de Hosoek faz sentido. 

Tae fica feliz, se é que isso é possível, pelo irmão estar feliz. Quer que quem ama seja feliz e não se deixe influenciar por ele. 

- Eu vou deixar você sozinho. Mas eu estou no quarto do lado, se precisar chama. - Passa a mão nos cabelos ruivos do irmão e deixa um beijo em sua testa, exatamente como Hope fez a alguns minutos atrás. 


Hope. Ah Hope, que deixou-o para ir ficar com Lin. Hope gosta de Tae, o ama. Mas se Lin precisar, ele larga Tae em qualquer situação e circunstância e correr para os braços da amada.


E aí se foi mais um dia, com Hope. Pelo menos ele passou um tempo com o mais velho. E isso o fez feliz por poucos momentos. 


E então 98, a contagem vai passando. Sua vida não é agitada, e por isso a contagem é lenta e dolorosa, pelo menos aos seus olhos.  




Notas Finais


Bom, eu sei que a fic tá meio parada eu sei, mas logo ela vai ter mais emoções eu diria assim. É pq tem que ter uma enrolaçãozinha no começo e tals. Espero que não se cansem. Apesar de não ter muita gente lendo né, mas quem tá lendo sabe que eu amo e agradeço muito. Desculpa se tiver erros, revisei mas pode ter. Obrigado por ler, bjbj <3.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...