História Score TaeSeok - Capítulo 8


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Bangtan, Bts, Lemon, Taeseok, Vhope
Exibições 29
Palavras 1.273
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Hentai, Lemon, Romance e Novela, Yaoi
Avisos: Álcool, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Suicídio
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Heeeeey, to aqui de novo. Como se alguém se importasse sjajsjsjsj. Espero que gostem, me desculpem qualquer erro. Boa leitura <3

Capítulo 8 - .93.


Fanfic / Fanfiction Score TaeSeok - Capítulo 8 - .93.

MAS O QUE? 


Taehyung se perguntava onde caralhos ele estava. O que aconteceu? 

Oh. 

Lembrou-se brevemente do que aconteceu, só não sabia se foi ontem, hoje ou a dias. Sua cabeça doía, o corpo, tudo. Nada fazia sentido, tonto, sua dor de cabeça era extremamente forte, qualquer movimento que fizesse parecia que iria explodir. 

Virou a cabeça para o lado, levemente, um quarto escuro, totalmente desconhecido. Paredes pretas, roupa de cama branca, uns quadros bem bizarros na parede preta. Aquilo transmitia medo a Taehyung. 

Seu olhar deu uma leve arregalada quando parou em um corpo, jogado em uma poltrona no canto oposto a cama em que ele estava. Estava dormindo, um cara branco, chegava a brilhar de tão pálido que era. 

Lembrou-se do que iria fazer naquele... momento. 


- Ah, você acordou. - Taehyung deu um pulo assustado pela voz do branquelo, que havia acordado. - Está tudo bem Tae. - Ouch! Que intimidade toda é essa menino branquinho e pequenino?! Taehyung se perguntava, nem mesmo conhecia o rapaz a sua frente. 

E como se lesse seus pensamentos. 

- Eu sou o Suga. Eu... te ajudei, eu acho. Você ia se matar? - Ele se ajeita na poltrona. MAS O QUE? Esse cara estranho que sabe meu nome e me sequestrou está falando normalmente por que? Que loucura, Taehyung já estava bem louco.


- Quem é você? Como sabe meu nome? Se você quer me estuprar, e depois pedir resgate para a minha família, saiba que você vai se foder legal, porque minha família não vai me querer de volta. - Ignora completamente o que o loiro dissera.

- Eu acho, na verdade eu tenho certeza, que o Jimin vai pagar qualquer preço por você, e Hosoek também. - Okay, Taehyung realmente estava assustado. Que coisa louca, o cara sabia até demais.

- Ah, o Jimin até pagaria talvez, mas o Hoseok? Pfff, aquele filho da puta vai pedir pra você me matar. - E ali estava o ruivo depressivo, conversando com um cara desconhecido que o sequestrou quando ele queria se matar. Estranho.

Aquela conversa estava estranhamente legal.


Pensou em o que aconteceria se o branquelo o matasse, pela primeira vez pensou em como seria se morresse. Nunca havia parado para pensar em como realmente iria ser. se isso acontecesse. Chegou a conclusão de que não era tão ruim, na verdade não seria nada ruim. 

E se fosse estuprado não iria ser ruim também, seu corpo já foi usado por muitos, seria só mais um pau que entrou em si. Já havia tido muitas experiências desse tipo, não faria diferença. Isso é horrível, para uma pessoa que tem uma vida contrária a de Kim, ser estuprado era considerado normal em sua vida, e não como se ele gostasse, longe disso, mas já aconteceu tantas vezes. E isso soa estranho e doentio, mas é a verdade. 

Nada pode ser feito em relação a isso. Não seria a primeira vez e nem a última.


- Nossa cara, que depressão da porra. - Tae lhe lançou um olhar relativamente cansado. - Affo, desculpa, eu sei o que você tem e 'pá. 


E o ruivo se pergunta "COMO?".

- Então, eu não sei se o Jimin já falou de mim para você. Sou o Yoongi, como ele me chama. - Kim arregala os olhos novamente. - É, eu sou o cuzão que provavelmente ele descreveu pra você, o filho da puta que não contou que tem um filho, e que estava comendo junto com ele um garoto de dezessete anos. Tenso. - Ele falava com uma naturalidade incrível, e Tae acabou por não dar muita bola.

Mas devia, pois esse tal açúcar fez Jimin sofrer, mas não só ele, então acertaria as contas quando os dois cuzões estivessem juntos.

- Você é um grande filho da puta. Fazer Jimin chorar deveria ser um crime, bem grave. Porque ele não merece isso. - Mesmo não querendo tretas com o rolo do seu irmão não perderia a chance de meter uma pequena banca.


Açúcar revirou os olhos.


- Não acho que você vá fazer muito contra mim. - Sorriu de lado. 


- Appa - Uma voz manhosa e infantil chama, surpreendendo Kim. - Byun não acha o Suga, não quer dormir sozinho. - O pequeno ser correu para perto do açúcar. 


Oh. Esse deve ser o tal filho de Yoongi, Tae pensou. Um ser bem pequenino e fofo, branco como o pai, mas tinha leves traços que lembravam alguém não asiático. Os olhinhos são puxadinhos como um coreano, mas havia sim traços diferentes o que o deixava ainda mais fofo. 

Açúcar o pegou no colo e plantou um beijinho simples em sua testa pequena, o aninhou em seu peito. 

- Quem é esse moço de cabelo laranja, appa? - O menininho pergunta se referindo a Kim, que solta uma pequena gargalhada. 


- É um amigo meu, pequeno. - Responde simples o pai do menino. 

O garoto pequeno, cujo o nome Tae acha ser Byun, por motivos óbvios, o encara com um olhar curioso e brilhante. 

- Eu posso ir até lá ver de perto? - Ele pergunta no ouvido de seu appa. - Por favor. - Lança-lhe um olhar pidão.


Suga encara o ruivo como se pedisse permissão pelo filho. Kim apenas assente simples. 


- Vá até lá filho, mas com cuidado. - É um tanto quanto bonitinho, ver aquele rapaz porradinho e novo, ser um pai preocupado. Taehyung acha que Jimin se daria bem com o pequenino. Imagina Jimin cuidando deste pequeno ser como um appa realmente, ou talvez uma omma.


O garoto sobe na cama e vai chegando perto de Tae, se aninha em seu colo, deixando o mais velho surpreso mas que logo se acostuma.  


- Hahaha, appa, olha isso, é colorido, eu quero um cabelo igual o desse moço bonito. - O menino bagunçava os cabelos ruivos do ruivo, e as bochechas do mesmo pegaram um leve tom de rosa. Por causa de uma criança. Uma simples criança o fez corar.  


- Você não acha que já está na hora de dormir? - Açúcar pergunta depois de alguns minutos que Byun está no colo de Tae.


Ele dormiu. Tae sorriu. Yoongi falou.

- Ele tem apenas 3 anos. - Como se alguém o tivesse perguntado. - Sua mãe morreu no parto e agora eu estou aqui, tendo que cuidar desse pequeno ser, que agora é a minha vida, eu não consigo me imaginar sem ele, acho que ele me ajudou em vários aspectos. Ele me fez uma pessoa melhor. Ah, e eu o amo tanto. Magoa-lo seria a coisa mais cretina que eu poderia fazer, as vezes me sinto um grande lixo. - Estava com os cotovelos apoiados nos joelhos e a cabeça enterrada nas mãos. - Desculpe. - Murmurou

Taehyung sabia que ele não estava referindo-se apenas ao filho, mas também a Jimin. 

E ali, naquele quarto um tanto quanto trevoso, Kim percebeu o quanto Jimin é amado, Suga o ama. Muito. Mas o magoou terrivelmente.


Tae queria poder ser Min Byun, para sentir como é ser amado incondicionalmente. Yoongi é um bom pai, pelo menos, melhor que o do ruivo.  


Byun resmungou algo se alinhando mais no peito do mais velho.  

Taehyung incrivelmente gostou daquele garotinho minúsculo, e da forma como ele é simpático e o faz bem.

Sorriu mais uma vez. 




- Que caralho Taehyung, eu estava preocupado pra cacete. - E recebe um abraço apertado daquele que é o motivo do seus sorrisos e de suas lágrimas. 


E isso merecia no mínimo dez números na contagem, é tão bom se sentir acolhido, e com esse abraço, Kim já zerou a vida, mas... ainda faltam noventa e dois números e muitas águas para rolar. 

93: mais um que passou. 









Notas Finais


Esse cap não ficou muito bom, mas acho que deu pra passar as informações que eu queria. Na foto da mídia é pra ser Byun.
Obrigado por ler <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...