História Scratches - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Rap Monster, Suga, V
Tags Bangtan Boys, Bts, Fluffy, Jikook, Jimin!tops, Kookmin, Lemon, Singkook
Exibições 1.724
Palavras 2.202
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Famí­lia, Fluffy, Lemon, Yaoi
Avisos: Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


E mais uma one shot. Eu particularmente amo demais essa OS e vou protegê-la com todas as minhas forças.
Ainda tem mais, vale lembrar. Tem mais duas e a atualização das longfics e de You can describe.
Tão achando que é muita coisa ou está bom isso?
Quero agradecer a minha saeng por ter feito essa capa maravilhosa pra mim. Sério, que capa linda gente. Observem!
@winyeol obrigada meu amor <3
Boa leitura!

Capítulo 1 - Good night.


Suspirou cansado, livrando-se da camisa rapidamente. Largou a bola no chão, esperando que seus amigos se aproximassem para conversar.

Seu corpo doía por inteiro, tanto pela noite passada quanto pela partida recente de futebol.

Jungkook o estragou, literalmente.

— Cara, suas costas estão o caos – riu Yoongi, zoando com a cara do amigo.

— Pelo visto a noite foi boa – Namjoon juntou-se ao outro para arriar com sua cara.

— Nem me fala – sorriu ao lembrar-se de Jungkook, seu pecado em pessoa.

— Porra! Está horrível – Jin virou o amigo de costas para ver direito a pele do mesmo, passando a ponta do dedo em um arranhão forte que estava bem vermelho. – Olha isso! – apontou para outro arranhão ainda pior do que o citado. Os outros curiosos do jeito que eram se aproximaram e fizeram o mesmo que Jin, tocando nas costas de Jimin.

— Normal. Hoseok e Yoongi também gostam quando eu faço isso deles – Taehyung deu de ombros parecendo despreocupado com tudo, mas sorriu perverso e fitou seus namorados. – Não é, meus nenéns?

— Nenéns? – repetiu Jimin, virando-se de frente para eles e arregalando os olhos diante aquele apelido escroto. Enxugou o suor da esta com sua camisa, jogando-a pelo ombro esquerdo e se levantando. Fitou os amigos com um sorriso, apontando para Taehyung. – Que broxante.

— Os dois não broxaram quando os chamei assim em meio ao sexo – deu de ombros, dando língua pra Jimin que riu de tal ato bem infantil do amigo.

— Pra onde vai agora? – perguntou o mais velho do grupo, juntando-se a Namjoon que o abraçou por trás, pela cintura, e beijou seu pescoço com ternura. Jin estremeceu diante o toque.

No mesmo momento ouviu um som de notificação vindo do seu celular e sorriu já sabendo quem era. Ignorou a pergunta de Jin e concentrou-se no celular, vendo pelo ecrã que era uma mensagem de Jungkook, sua princesa.

"Pode vir pra minha casa?"

Jimin imaginou um bico fofo nos lábios do namorado.

"Claro amor, já estou saindo"

— Pelo visto vai ver a princesa que fez esse estrago nas costas dele – Yoongi comentou com um sorriso maliciosamente e se aproximou de Jimin com Hoseok ao seu lado. Rapidamente e sem pensar direito deu uma tapa nas costas de Jimin, arregalando os olhos ao que viu um olhar irado do amigo e saiu correndo.

— Filho da puta – exclamou em alto e bom som, demonstrando sua ira com Yoongi que somente ria escandalosamente do outro lado do campo. Jimin estava vermelho pela ardência nos arranhões. – Tá queimando – resmungou.

— Ixi, ficou os cinco dedos dele – dramatizou Hoseok, olhando bem as costas nuas e vermelhas de Park. – Mas nem escondeu os arranhões, Chim – riu.

— Nem era pra esconder – revirou os olhos. – Vou indo, a princesa me espera – lambeu os lábios e se despediu dos amigos com um toque rápido. Não pode se despedir de Yoongi já que o citado estava bem longe com medo de Jimin descontar o tapa.

{...}

A chuva densa atrapalhou totalmente os seus planos ao chegar cedo no apartamento de Jungkook, e ficou irado com isso, pois pensava em fazer algo bem produtivo com o mais novo. Porém, a chuva atrapalhou e ele teria pouco tempo com Jungkook já que o menino tinha que ir dormir cedo para ir à escola no dia seguinte.

Não estudava mais, estava na faculdade e também trabalhava.

Os pais de Jeon eram insistentes demais no quesito pontuação, e o acastanhado tinha que acatar todas as ordens deles.

Apertou a campainha rapidamente, ouvindo o som estridente da mesma soar pelo lado de dentro e depois de poucos segundos Jeon abriu a porta.

Ele estava encantador.

Usava um blusão branco de lã que ia até metade de suas coxas, meias rosa clarinha nos pés e tinha uma tiara de gatinho, apesar de que também estava com cara de sono.

Jeon sorriu, consequentemente Jimin também sorriu com a visão do seu garoto tão lindamente a sua frente.

Puxou o mais velho pra dentro sem dizer mais nada e o beijou afobado, pulando no colo de Jimin e enlaçando suas pernas ao redor da cintura do mais baixo.

— Ótimo jeito de me receber, amor – findou o beijo e acariciou as bochechas de Jungkook com carinho, observando o rostinho liso e belo do menino.

— Estava no futebol? – perguntou com a voz rouca que demonstrava ainda estar sonolento. Assentiu aturdido, apertando suas mãos contra a cintura fina do seu baby. – Como foi lá?

Jungkook era incrível em todos os aspectos para Jimin. Ele adorava o modo com Jeon se interessava pelas mínimas coisas que acontecia em sua vida, e isso o deixava ainda mais apaixonado.

— Foi legal, mas eu queria que estivesse lá. Fiz muitos gols pra você – sorriu, aquele típico eye smile que Jungkook amava ver no rosto do namorado e beijou a bochecha dele com amor.

— Queria ter ido, mas minha omma disse que eu tinha que ficar em casa para receber algumas coisas – riu pelo bico emburrado do namorado e beijou o mesmo, chupando em seguida e mordendo, consequentemente ganhando um gemido abafado do loiro.

— E depois que recebeu ficou fazendo o que?

Jimin não devia ter tocado naquele assunto, Jeon sentia-se envergonhado.

— Bom, eu pus nosso bebê pra dormir – Jimin olhou para o sofá vendo a gatinha enrolada nos lençóis e dormindo e sorriu, voltando seu olhar para Jungkook. – E depois fui... – parou de falar, corando fortemente ao lembrar-se intensamente do que fez no momento seguinte.

Tão inocente e tímido, nem parecia o menino que gemia descontroladamente e pedia para que Jimin o fodesse na noite passada.

Jungkook abaixou a cabeça, encostando sua testa no ombro quente de Jimin e suspirou. Não iria falar o que fez depois de sua gata ter dormido.

— O que foi que você fez? – apressou-se a dizer, tornando aquilo bem vergonhoso para Jeon. Contudo, Park já tinha sacado o que ele tinha feito de tão vergonhoso, mas queria ouvir da boquinha do namorado.

— Eu me masturbei – confesso timidamente.

— E depois?

— Me... Ah – grunhiu contra o ombro do namorado, este que se excitava a cada pensamento impuro e tornou a apertar as nádegas fartas do namorado. – Eu coloquei meus dedos dentro de mim.

— Quantos? – fechou os olhos, imaginando tudo.

— Três.

— Oh, Jeon – suspirou. – Quando fizer isso de novo grave pra mim, okay? – viu o menino assentir e sorriu. – Mas só pra mim – lembrou.

— Sim...

Iriam prosseguir com aquilo se não fossem interrompidos pelos pais de Jungkook que acabaram chegando muito cedo do trabalho.

Jimin e Jungkook contavam que com a chuva eles chegassem mais tarde, porém, aqueles dois eram imprevisíveis.

— Boa noite, Jimin – a mulher falou primeiro, se aproximando com um sorriso dócil e gentil para seu genro e seu filho. O pai trancou a porta, indo na mesma direção da mulher. Ele sorriu ao ver seus garotos em uma posição tão amorosa. Lembrava-se da sua adolescência quando fazia essas coisas com a mãe de Jungkook.

— Boa noite – pronunciou bem humorado, coisa rara de se acontecer. Até que Jeongguk percebeu que ele estava um pouco chapado, mas nem tanto, porém, ainda sim com álcool em abundância em suas veias, tornando-o afoito. – Jimin, você tem trabalho amanhã, não é?

— Sim, senhor – sempre muito educado com seus sogros.

— Cedo? – franziu as sobrancelhas, as erguendo. Afirmou novamente, achando estranho aquela conversa. Fez menção de descer seu garoto de seu colo, mas Jungkook murmurou um não e olhou pra sua mãe, rindo pra ela.

A mulher estava achando divertida aquela cena.

O homem começou a falar algo, mas nada coerente saía de sua boca e os três presentes riam com a cena.

— Ele está querendo dizer que você pode dormir aqui, Jimin. A chuva está forte lá fora e nos preocupa muito – a omma de Jungkook tomou as rédeas visto que o marido não conseguia pronunciar nada para demonstrar preocupação pelo genro.

Era ciumento demais, mas ver que Jimin amava Jungkook, ver que Jimin cuidava do seu filho, o fazia crer que Jeon foi feito para o Park e não mudaria aquilo.

— Tudo bem – concordou Park, olhando para Jungkook.

— Você pode dormir com o Jungkook – olhou para o filho, piscando pra ele. – Não temos com o que nos incomodar, não é?

Aquela sogra era a melhor de todas.

— Por mim tudo bem – disse o mais novo, sorrindo companheiro para a mãe e lhe agradecendo baixinho. A mais velha já sabia que Jeon e Park transaram, visto que Jungkook não escondia absolutamente nada da mãe. Jungkook se ajeitou no colo de Jimin quando sentiu que estava caindo e agarrou o pescoço do mesmo com mais afinidade.

— Por mim – Jimin deu de ombros, mas queria gritar porque seus sogros estavam deixando que eles dormissem juntos quando estes estavam presentes.

Pode parecer idiota, mas isso é um passo em tanto em um relacionamento. A aceitação da família de Jungkook é bem importante, a de Jimin também.

— Agora eu preciso de um banho – murmurou o mais velho, dando as costas para os três e seguindo até seu quarto. A mãe de Jungkook despediu-se dos dois, desejando-lhes boa noite e juízo e seguiu os mesmos passos do marido para ampara-lo já que estava um pouco – muito – bêbado.

— Isso realmente aconteceu? – Jimin perguntou ainda desacreditado. – Seus pais realmente deixaram a gente dormir juntos? – começou a andar até o quarto do outro com o mesmo ainda em seu colo.

Jungkook viu que sua gatinha estava confortável no sofá e decidiu que não iria acorda-la para irem até o quarto. Deixou-a ali, dormindo tranquilamente.

Ambos entraram no quarto, trancando a porta depois que passaram. Jimin seguiu até a cama, depositando sua princesa no colchão e se livrando das roupas.

Pegou uma cueca sua que tinha nas gavetas de Jeon – o mesmo tinha roubado de sua casa recentemente, alegando que queria dormir com algo que tinha o cheirinho de Jimin – e foi até o banheiro, tomando um banho rápido e quente.

Jeon o esperava na cama, somente com o lençol fino por cima de se corpo que roçava em sua pele livre de qualquer vestígio de roupa.

— Está nu? – assustou-se com a voz tão próxima e pôs a mão no peito como se aquilo fosse diminuir os batimentos cardíacos.

Sorriu perverso ao constar que sim e entrou debaixo das cobertas, livrando-se da cueca para ficar igualmente nu. Agarrou seu garoto com firmeza, o puxando mais pra perto. Jungkook encostou a cabeça no peito do mais velho, adorando a temperatura morna do mesmo.

— Gosto de dormir nu.

— Quando morarmos juntos você só vai dormir assim comigo. Poupa tempo de tirar roupa pra fazer amor – piscou para o castanho, vendo-o corar.

— Você só pensa nisso – revirou os olhos, mas sorria.

— Vai dizer que não pensa também?

— Penso.

— Então! Você é um pornô ambulante, Jungkook – riu.

— Sou, é? – disse com a voz provocativa, descendo a mão pelo peitoral de Jimin e parando na cintura, apertando o ossinho da bacia com leveza e depois indo até seu pau. Tocou ali, olhando atento para Park que abriu a boca em surpresa e deixou escapulir um gemido. Pôs o polegar sobre a fenda, apertando a glande e depois descendo a mão fechada em punho ao redor do falo que se tornava duro em excitação.

— Não podemos fazer nada! Pare com isso, seus pais estão a dois quartos daqui – esbravejou, estremecendo com a mão macia envolta do seu pau rígido e sensível.

— Podemos sim, é só fazer silêncio.

Rapidamente subiu em cima do mais velho, ficando com uma perna de cada lado do corpo de Jimin. O lençol descobriu seus corpos, deixando Jeon arrepiado pelo ar gélido que o acertou em cheio. Sentou de uma única vez sobre o membro duro do mais velho, enterrando todo o pau grosso dentro de si.

Grunhiu baixo, fechando os olhos. Jimin estava surpreso com a atitude de sua princesa, mas sorriu e segurou na cintura do mesmo para que ele se movimentasse no ritmo que desejava.

Logo estavam gemendo baixinho e contido, Jeon rebolando sobre seu colo com maestria e subindo e descendo com seu falo teso dentro de si.

Jungkook estava adorando sentir todo o comprimento do namorado dentro de si, o fodendo e acertando pontos sensíveis, acarretando em um revirar de olhos e um gemido rouco e baixo.

No meio de tudo aquilo Jimin ainda sorria ao contemplar o rosto vermelho do seu garoto e apaixonou-se mais ainda por ele, querendo viver o resto da sua vida ao lado daquele garoto incrível.

E o faria. Se fosse por si, faria.

Mas Jeon também faria isso.

Ambos gozaram ao mesmo tempo, em uma sincronia incrível, gemendo os nomes que lhe atormentavam o tempo inteiro: Jungkook clamou por Jimin e Park grunhiu o nome da sua princesa enquanto gozava em jatos fortes dentro do mais novo.

Jeon jogou-se para o lado, cobrindo os corpos suados e ofegantes em meio ao ar gélido e sorriu para o namorado, dando um beijo intenso e somente naquele simples ósculo demonstrando o amor que sentia – que sente – por ele.

— Eu te amo – confessou timidamente.

Não era a primeira vez que pronunciava um 'eu te amo' e nunca iria esconder aquilo do loiro, porém, ambos se preocupavam em demonstrar o amor em ações e não em palavras.

E conseguiam transmitir o sentimento em atos.

— Eu te amo mais.

E se beijaram intensamente.


Notas Finais


Gostaram? Espero que sim.
A que eu postei mais cedo: https://spiritfanfics.com/historia/addict-7109352 e NÃO ESQUEÇAM QUE TEM MAIS DUAS!
Se quiserem receber notificação quando eu postar uma one shot é só me seguir e tá tudo de boa.
AMO VOCÊS NENÉNS
ME SIGAM NO TWITTER: @singkook
Até a próxima!
Kwon xx


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...