História Scream - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Amor Doce
Personagens Ambre, Armin, Castiel, Debrah, Lysandre, Personagens Originais, Priya
Exibições 10
Palavras 1.658
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Escolar, Festa, Mistério, Romance e Novela, Suspense, Terror e Horror, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Spoilers, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Oi! Espero que gostem! Boa leitura!

Capítulo 1 - Eu sei o que vocês vão fazer neste verão


 

Duas garotas estavam num estacionamento de um parque, e dentro dele se beijavam.
Uma das garotas era branca, tinha os cabelos roxos e algumas sardas perto do nariz. A outra era bem magra, ruiva e tinha os olhos claros. Era uma das garotas mais bonitas daquela cidadezinha chamada Lakewood. Mal elas sabiam que estavam sendo gravadas por outra pessoa no estabelecimento. A pessoa postoy o vídeo na internet com o título "Chupação da Irís". O vídeo viralizou rapidamente na cidadezinha com 5.000 habitantes e clima frio. O video estava no Facebook, twitter e Instagram em menos de um dia. Um viral total.

Irís não soube o que fazer quando se deparou com o vídeo algumas horas depois de sair do local. Quando ela aparecesse na escola  segunda-feira, ela sabia que seria motivo de zoação total. Irís estava em seu quarto em frente a seu notebook. Ela fechou os olhos achando que iria acordar de um pesadelo. Mas óbvio que aquilo era a vida real, e ela não poderia escapar da segunda-feira.
Irís mal podia acreditar que um vídeo íntimo dela com sua namorada acabou vazando em todas as redes sociais. Os comentários do vídeo eram piores que a vergonha que ela sentia.

 

+++

 

Vídeo publicado! Hahahahaaa - Ambre ria dentro do carro, com sua amiga Charlotte na frente de sua própria casa. Era uma noite quente, de aproximadamente 28 graus. Ambre era uma jovem loira, com cabelos curtos e extremamente bonita.
- Uau! Você está uma bêbada malvada hoje. - Falou Charlotte sarcásticamente.
- Poupe-me. Tenho certeza que você gostou do vídeo. Ele está bombando no Twitter. - Disse a loira mexendo no celular. - No YouTube já tenho 500 vizualizações.
- Então vamos beber algo para comemorar? - Charlotte sugeriu.
- Não aguento beber mais nada por hoje. Mas amanhã eu passo na sua casa e bebemos. - Disse Ambre ao sair do carro e ir em direção a sua casa. Ela pegou o celular e com um toque as caixas de som ligaram tocando alguma música pop genérica que estava fazendo sucesso. Ela ficou de biquini e foi até a jacuzzi. Castiel mandou uma mensagem: Era um vídeo dela vestindo o biquini
- Ca..Castiel?! Você está cutucando a onça com uma vara curta.
- Como é ser a estrela do show? - Ele mandou logo a seguir.
Ambre se levantou e começou a gritar:
- CASTIEL, EU JURO POR DEUS QUE SE VOCÊ ESTIVER NA MINHA CASA, MATO VOCÊ! EU SEI LUTAR E POSSO MUITO BEM DAR UM CHUTE TÃO FORTE EM SEUS OVOS QUE VOCÊ NUNCA MAIS VAI TER FILHOS! - Então Ambre se sentou na Jacuzzi denovo.
Então outro vídeo foi enviado a ela: Era um vídeo dela repetindo a ameaça a "Castiel".
- Talvez você tenha mais vizualizações que o vídeo da Irís. - Mandou Castiel logo depois.
- E TALVEZ VOCÊ PRECISE CRESCER! QUE TAL PENSAR NISSO? - Ela deu uma breve pausa - E QUANDO FIZER ISSO, VOU ESTAR AQUI!
Até que ela escutou um barulho dentro da casa. Mas nenhuma das luzes ligou automaticamente, que é o que acontece quando o sensor captura alguém.
Ambre encarou o lugar de onde veio o barulho com um certo medo. Ela mandou a seguinte mensagem para Castiel:
"Foi você?"
E Castiel respondeu imediatamente:
"Talvez. Agora que vai ficar interessante."
Ambre riu e respondeu:
"Eu nunca te subestimei."
Ambre começou a encarar a porta da sala, esperando que Castiel saisse dali. Logo seu celular apitou:
"Você está me matando."
E a jovem respondeu:
"Então venha aqui e faça algo a respeito. Estou esperando." Outra mensagem chegou no celular de Ambre: "Olha a cabeça."
Então algo caiu dentro da Jacuzzi: Era a cabeça de Charlotte. Ambre soltou um grito e saiu correndo da jacuzzi com o celular na mão. Ela correu até o quintal e se escondeu atrás de uma árvore. Ela tentou ligar para a policia, mas acabou ligando para um delivery de pizza ao invés disso.
-SOCORRO! - Gritava Ambre, enquanto batia nas portas trancadas. - ALGUÉM POR FAVOR ME AJUDE! 
Até que ela viu um reflexo no vidro das portas.
Uma pessoa com uma roupa negra e capuz, e uma máscara de cirurgia medonha. E só num golpe, a pessoa esfaqueou Ambre pelas costas. Ela caiu no chão e tentou se rastejar até o celular que acabou voando de sua mão durante a facada. O assassino, ou Assassina, a segurou pelo cabelo a levantando e colocando seu braço ao redor dela.
- POR FAVOR NÃO!
Mas já era tarde demais. O assassino passou a faca em seu pescoço, fazendo-o jorrar sangue, e a jogou na piscina. Ambre agora era apenas um corpo vazio, sem emoções ou pensamentos, enchendo a piscina de sangue.

 

 

Emma estava em sua casa tentando ajudar Lysandre com o dever de casa, mas na verdade eles estavam dando uns amassos. Emma era uma jovem de 17 anos de idade, e Lysandre tinha a mesma idade também. Um jovem atlético, com cabelos prateados, penteados para o lado, seus olhos castanhos e verdes. Emma desviou de um de seus beijos e olhou para o caderno em sua frente.
- Vamos Lys, se concentra.
- Mas Emma, seu cabelo tem um cheio tão bom... - Fala Lysandre, namorado de Emma. - É limão?
- Manga. E essa coisa com cheiro de celulose é o livro de cálculo.
- Não sei porque eu tenho que estudar cálculo para jogar basquete.
- Para contibuar com a bolsa, Lys.
- Porque? - Questionou Lysandre.
- Porque beleza só leva você até um certo ponto da sua vida.
- Uau, isso foi profundo.
- Obrigada. Eu me esforço. - Disse Emma rindo.
Depois de estudarem, Lysandre precisou ir embora. Emma e sua mãe conversaram antes de ir dormir. 

 

Irís se preparava para mais um dia de aula. Tinha acabado de descer da moto. Ela viu todos e todas que olhavam para ela. Viu o brasão da escola aparecer de longe e foi em direção a escola, ignorando todas as risadas ao seu redor.
Ao entrar na escola, ela ligou sua câmera. Era sua parceira de sempre, para todos os momentos.
De repente um garoto passa do seu lado e para para chegar perto dela.
- A estrela do momento! - Armin disse. Armin era baixinho, brancl e com cabelo preto. Ele era louco por filmes de heróis e cultura geek. E melhor amigo de Irís.
- Hoje vai ser horrível. - Disse Irís.
- O que? Mas você adora Segunda-feira da pizza. - Disse Armin sorrindo, enquanto os dois caminhavam pelo corredor.
- Violet? Mesmo? - Disse Armin se referindo a garota que Irís beijou no estacionamento. - A antissocial de Sweet Amoris e eu descubro isso pelo YouTube? Sério?
- Eu não fiz o vídeo, merda.
- A qualidade deixou bem claro.
- Não sou lésbica. Assunto encerrado.
- Eu já dei um jeito no vídeo. Tentei descobrir quem postou, mas foi de uma conta falsa.
- Obrigada por tentar. - Irís sorriu.

 

+++

 

- Eu... Eu pensei que iamos apagar o vídeo. - Falou Emma para o grupo de amigos que estavam sentados em círculo no jardim da escola, que ficava bem no centro do colégio.
- Ela tinha que se assumir um dia. Fazer o que, né? - Disse Alice. Alice era uma garota Branca, com cabelos loiros e cheia de pulseiras no braço. Ela era a filha do prefeito.
- E qual o problema dela ser lésbica? - Falou Castiel. Castiel era um garoto forte, com cabelos vermelhos e usava roupas de roqueiro. Ele jogava basquete na escola.
- O problema é que ela escolheu não contar ao mundo. - Disse Lysandre.
- Vocês entendem o que é viral?! - Disse Emma.
- Emma, você sabe que foi a Ambre que divulgou. Não é culpa nossa. - Disse Lysandre que estava sentado ao lado de Emma.
- Claro que foi. - Disse Alice. - Ela é uma sociopata que não controla seus impulsos. Deve estar matando aula para assassinar sua fama de boa moça. Ambre vai continuar vivendo, Emma.
- Espere 24 horas. Logo alguém vai bater um carro e vamos ter uma nova manchete. - Disse Nathaniel. Nathaniel era um jovem loiro e magro, que sempre gostou de Emma, mas nunca teve seu amor correspondido.
- Ela pode dar uma de Taylot Swift e canalizar sua raiva num videoclipe muito bom. - Todos do grupo riram, menos Emma.
O sinal tocou, e todos do 3º ano do ensino médio foram para a mesma sala. Irís e Armin estudavam juntos com Emma e seus amigos.
No início da aula de literatura, começou-se um debate sobre o gênero gótico.
- Olha pessoal, eu sei que ninguém quer ficar aqui estudando um gênero meio... Ruim eu acho. Eu sei que todos queriam estar assistindo the walking dead agora.
- The Walking Dead vai cair na prova?! - Castiel perguntou.
- Zumbis não são literatura, Castiel.
- Porque não? - Questionou Debrah. - George Romero, Horace Walpole, é tudo a mesma coisa.
Alice sussurou o ouvido de Emma:
- Debrah Wilcox. Aluna nova que chegou essa semana de Atlanta.
- Debrah tem razão. Temos séries do gênero gótico bastantes famosas hojr em dia. American Horror Story, Bates Motel...
- E Massacre Da Serra Elétrica? Halloween?
- Esses são filmes de terror. - Respondeu Armin. - Não dá pra transformar filmes de terror em séries. Pensem bem: Uma garota e seus amigos chegam a um acampamento, cidade deserta... Lá, o assassino mata um a um. Noventa minutos depois, o sol nasce e a sobrevivente está sentada em uma ambulância vendo a polícia levar cada um dos cadáveres. Filmes de terror são intensos e rápidos. Depois que o primeiro corpo é encontrado... É uma questão de tempo até o banho de sangue começar.
- AHH!!! - Alice gritou. - MEU DEUS!!!
- Guarde o celular, Alice.
- O que aconteceu? - Emma perguntou.
- Ambre foi assassinada.


Notas Finais


Nem sempre é quem vocês pensam ser.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...