História Screwed up! - Capítulo 47


Escrita por: ~

Postado
Categorias Ariana Grande, Fifth Harmony, Shawn Mendes
Personagens Ally Brooke, Camila Cabello, Dinah Jane Hansen, Lauren Jauregui, Normani Hamilton
Tags Ally Brooke, Amor, Camila Cabello, Camren, Dinah Jane Hansen, Fifth Harmony, Lauren Jauregui, Normani Hamilton, Norminah, Nudez, Romance, Sexo, Shawn Mendes, Shipper, Vercy
Exibições 1.392
Palavras 1.631
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Drama (Tragédia), Ecchi, Famí­lia, Ficção, Josei, Orange, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Shoujo-Ai, Universo Alternativo
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 47 - Parte II - Capítulo 10


"Você poderá continuar encontrando com Matt porque eu não transei com Lauren."

 

Uma gargalhada involuntária saiu dos meus lábios antes que eu pudesse contê-la.

 

- Do que você está rindo? - Ouvi Lucia perguntar do outro lado da linha.

- Dessa piada idiota que você acabou de contar. -Eu respondi de modo arrogante de ouvi um expirar profundo do outro lado da linha.

- Para que eu iria contar uma piada para você? Poupe-me das suas infantilidades. Eu não quero que meu sobrinho se prejudique por uma omissão minha, por isso direi o que realmente aconteceu. Quando encontrei com Lauren no bar, ela já estava semi-bêbada e ficou durante horas chorando e contando como foi abandonada pela mulher que amava e eu nem sabia que ela era lésbica. Com o decorrer do tempo eu também fiquei meio alterada, mas diferente da sua amiga, eu ainda sei me controlar. Chegou um momento que eu vi que Lauren havia exagerado e resolvi levá-la para casa. O barman tinha o endereço dela porque um tal de Chris havia deixado com ele porque pelo que parecia, Lauren era uma grande frequentadora do bar e sempre saia de lá em condições de se manter de pé. Pois bem, eu tive que arrasta-la para dentro de casa e dar um banho nela foi uma das coisas mais difíceis que já fiz, por isso você a encontrou nua. Eu estava usando um vestido justo e desconfortável naquela noite e me sentia tão exausta que a única coisa que fiz foi tirá-lo antes de praticamente desmaiar na cama. No dia seguinte você apareceu gritando e xingando e nem reparou que eu vestia uma calcinha. Se eu fiquei em silêncio durante todo o tempo, foi porque eu vi eu ali a oportunidade perfeita para fazer você largar do meu pé.

Eu não podia acreditar naquela porra. Eu havia passado os últimos meses da minha vida odiando a minha melhor amiga por causa de uma mentira? Eu queria esganar Lucia. Eu respirei fundo antes de começar a berrar.

- Sua vagabunda! Você faz ideia do que você causou por causa desse ego estúpido? Você tem sorte de eu estar muito longe de você nesse momento, porque eu seria capaz de esganá-la. Caralho! Eu abandonei minha melhor amiga quando ela mais precisava da minha ajuda porque você mentiu - ela me interrompeu.

- Eu omiti e... -eu a interrompi.

- Foda-se! Você foi uma tremenda filha da puta. Se eu tivesse passado os últimos meses com Lauren, muita merda que aconteceu na vida dela poderia ter sido evitada, porra, até o trabalho dos sonhos dela ela perdeu, porra! Você não tinha direito de foder uma amizade de anos para me afastar de você. Sabia que foi a maldita da Cara que deu em cima de mim? O fodido do meu pai traiu a minha mãe e ela quase morreu de depressão por causa dessa merda. Por causa disso, eu sempre jurei para mim mesma nunca trair ninguém ou me envolver com pessoas comprometidas. A filha da puta da Cara ficou me perturbando durante um tempão, mas naquela época eu estava saindo com outra garota, por isso só me envolvi com dela depois de ter terminado com a menina com quem eu saia na época. A gente só transou naquela noite na qual fomos flagradas, eu não sabia que ela era casada e quando descobri, resolvi não me meter, era um problema que elas precisavam resolver sozinhas. Eu não fazia ideia que a mulher iria se matar. Meu único erro nessa porra de história toda foi ter me apaixonado por você, uma mulherzinha egoísta, fria e preconceituosa. Se você houvesse tentado me conhecer, saberia da minha história e descobriria que eu não tive culpa naquele caralho de situação. Você me julgou errado, tirou suas próprias conclusões e me culpou por uma situação da qual eu desconhecia, e eu julguei você errado por ter pensado que você era uma mulher maravilhosa. Você faz a porra da noção de como eu me sentia perto de você? Caralho, você foi a única mulher pela qual eu me apaixonei e até imaginar a porra de um casamento eu imaginei. Agora eu não quero ver nem com uma vagina pintada na cabeça. Diga para a sua irmã encontrar comigo no Pizza Hut da  Dixie Hwy no domingo da próxima semana às vinte horas. Matt não será prejudicado por sua estupidez, mas eu nunca mais quero me encontrar com você! -Eu desliguei a porra do telefone e desabei no sofá tentando controlar minha respiração. Merda! Eu não chorava desde os cinco anos e aquilo era a única coisa que eu queria fazer naquele momento. Ouvi os passos de alguém entrando na casa, a silhueta de Lauren apareceu no meu campo de visão e eu comecei a chorar. 

- Vero... -Eu não a deixei falar, me levantei do sofá correndo e pulei em seu colo, fazendo com que nós duas fossemos parar no chão. Eu abracei forte e comecei a beijar o seu gosto.

- Por favor (beijo) me desculpa Jauregay (beijo) eu fui uma idiota (beijo), na verdade a vaca da Lucia foi uma idiota. - Ela se sentou com dificuldades e eu continuei em seu colo, com as pernas enroladas na sua cintura. -Você não transou com a Lucia, eu deveria ter acreditado que você nunca faria uma sacanagens dessa comigo -Eu apertei meus braços ao redor do seu pescoço com uma força tão grande ele poderia quebrar. - Seja minha irmã de alma de novo, por favor! - Seus braços apertaram minha cintura e eu senti suas lágrimas molharem a curva do meu pescoço.

- Eu senti tanto a sua falta, me desculpe por ser uma idiota, se eu não houvesse enchido a cara, essa merda não teria acontecido. Eu nunca deixei de ser sua irmã de alma. -Eu desgrudei sua cabeça do meu corpo e sorri.

- Isso merece até um beijo! - Eu agarrei sua cabeça e juntei nossas bocas por alguns segundos. - Pode falar, eu ainda beijo bem pra caralho! - Vi Lauren menear a cabeça e gargalhar.

- Pelo visto eu me tornei irresistível, todo mundo resolveu me beijar hoje. -Eu franzi as sobrancelhas e meu olhar foi em direção a Camila e um sorrisinho brotou em meus lábios. Ela me olhou com uma carranca e bufou antes de dizer:

- Não fui eu que beijei essa ridícula. - Eu olhei para Lauren com as sobrancelhas erguidas. 

- Amber Heard. -Lauren respondeu e meu queixo caiu.

- A gostosa da Amber Heard reapareceu? - Lauren assentiu com um sorrisinho, olhando brevemente para Camila e meu olhar alternou entre as duas e eu entendi tudo. - Anda! Você vai me contar tudo, mas antes eu preciso levantar daqui antes que você fique excitada. - Eu me levantei de seu colo e agarrei sua mão antes de me virar para uma Camila puta da vida. -Desculpe Cabello, hoje serei totalmente de Lauren, amanhã meu corpo será totalmente seu para você usar e abusar. -Fui até ela e lhe beijei a bochecha, ela revirou os olhos e cruzou os braços enquanto eu arrastava Lauren até seu quarto e trancava a porta. -Desenbuche Jauregay! - Eu ordenei enquanto me jogava em cima da cama. Minha ex ex-melhor amiga se jogou ao meu lado e começou a falar.

- Então... -Ela falou durante horas e a cada instante eu percebia que a massa encefálica da minha amiga também havia emagrecido junto com ela. Quando ela terminou de falar, eu puxei uma mecha de seu cabelo.

- Você é retardada? Há dois dias você estava chorando aos pés da Camila e dizendo que a amava e agora convidou outra para jantar? Como você quer que ela acredite que você a ame?

- Mas ela ficou ciúmes. Desde que eu cheguei aqui, Camila só tem me tratado com indiferença, pela primeira vez eu obtive uma reação diferente dela por causa da Amber, além disso, ela tem aquela tal de Ashlee e eu acho no mínimo justo devolver na mesma moeda. -Eu revirei os olhos me contendo para para não dar na cara dela. Eu me sentei e a fiz se sentar também, acariciei seu rosto com vontade acertar um tapa ali e então contei.

- Jauregay meu bem, ouça bem o que eu vou te falar e preste bastante atenção porque parece que você ficou mais burra no decorrer dos meses. A Gostosa te amou por malditos dez anos, digo, acho que são onze agora, você acha mesmo que ela iria encontrar alguém tão rápido? 

- Eu... -Eu a interrompi fingindo toda a doçura do mundo na voz.

- Não responda porque eu seria capaz de socar sua cara. É óbvio que Camila ainda te ama, qualquer um que a observe com a Ashlee percebe que elas não tem nada.

- Mas ontem você também ouviu... - Eu a interrompi de novo.

- Eu só estava te provocando, idiota! Está para nascer alguém mais hétero que a Ashlee e se você houvesse visto a interação dela com o Chris, teria percebido isso. Camila me apresentou a Ashlee há alguns meses, ela é mãe de um diabinho de uns sete anos e não demonstrou de maneira nenhuma se interessar por mulheres.  -Eu vi um sorriso reluzente iluminar o rosto da minha amiga e sorri junto, eu senti tanta falta dela. -Você vai continuar fingindo não saber de nada e nós vamos bolar um plano decente para você reconquistar a latina. Quando vocês menos esperarem, estarão em Vegas colocando aquele anel de pérola brega nos dedos e jurando amor eterno ao som de Elvis enquanto eu estarei bêbada e me atracando com uma gostosa no banco da capela. A cupido fodona Iglesias voltou meu amor, e estou com o canhão carregado!



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...