História "Se" - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Naruto
Tags Narusasu, Naruto, Sasuke, Sasunaru, Super-leve
Exibições 52
Palavras 921
Terminada Sim
LIVRE PARA TODOS OS PÚBLICOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Fluffy, Romance e Novela
Avisos: Homossexualidade, Spoilers
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Só praticando :)
(E eu aposto bastante que Naruto realmente se quesitionava sobre isso durante, pelo menos, algumas noites)

Capítulo 1 - Capítulo único


"Se"

 

Se, logo quando eu notei que você estava sozinho, eu tivesse me mexido e lhe pedido para ser seu amigo? Então, talvez, eu teria sido capaz de lhe curar antes que as suas feridas piorassem. Nós dois teríamos firmado o nosso laço. Seria bem mais forte do que era. Eu e você passaríamos as tardes treinando, conversando, brincando, e tudo mais que dois amigos normais fariam. Nós dois nos ajudaríamos, não iríamos? Você e eu nos entendíamos, muito bem, por sinal. Se eu tivesse chamado seu nome logo, quão próximos nós seríamos? 

Se, quando eu notei que seu ódio estava voltando, eu tivesse conversado sobre isso consigo, eu teria conseguido lhe impedir de ir? Eu teria feito você notar quão importante era a sua vida? Que não era algo para se jogar fora, mesmo por algo tão importante quanto a sua vingança? Eu teria lhe parado, olhado para os seus olhos e dito claramente que há melhores maneiras de se fortalecer. Talvez você até pudesse ir treinar comigo, com o Sannin Jiraya. Imagine? Nós competiríamos em tudo, e, naturalmente, você se sairia melhor que eu, eu me enfureceria, nós teríamos uma briga menor. Mas ainda assim, nós ainda nos ajudaríamos, porque somos amigos, e tudo continuaria bem, porque estaríamos juntos.

Se, durante nossa luta no Vale do Fim, eu tivesse lhe parado, você iria me afastar? Eu iria, como seu melhor amigo, entrar no seu caminho? Lhe garanto que não. Depois de ter tantas emoções despejadas, depois de entender o seu lado, acho que nós teríamos nos aproximado ainda mais. Eu sou seu melhor amigo, você é o meu. Eu jamais lhe deixaria sozinho depois de você ter admitido que eu importava tanto para você, que você precisaria me destruir para ficar completamente sozinho. Mesmo assim, você não me matou. Você falhou, e o nosso laço não foi cortado, como previsto.

Se, quando eu finalmente lhe encontrei, depois de 3 anos inteiros de procura, eu tivesse conseguido lhe segurar, qual seria o rumo que as coisas tomariam? Você teria voltado para a vila, feliz? Eu conseguiria lhe convencer a fazer isso? Eu iria ter que. Eu iria abrir seus olhos, e lhe ajudar a conquistar qualquer coisa que você desejasse conquistar. Se eu mostrasse que não importava quantas vezes você tentasse me cortar, eu continuaria ali, você desistiria e me aceitaria? Eu garantiria sua justiça. Eu não lhe deixaria sozinho. Você viria comigo?

Se, quando você e eu nos encontrássemos novamente, você tivesse visto o que eu realmente queria dizer com aquilo, você teria sorrido? O nosso laço aliviaria um pouco de todo o ódio, a dor e vingança que lhe rodeavam e perseguiam? Eu deveria ter lhe feito ver outras possibilidades. Eu deveria ter tomado providências. A culpa não era sua, realmente não. Eu mesmo deveria ter lhe feito ver que eu continuava consigo. Que eu não concordava com o que estava acontecendo, que eu desejava parar aquilo. Você não viu aquilo, no meu coração? Não viu que eu estaria sempre ao seu lado, não importava o quão tudo e todos lhe antagonizassem?

Se você tivesse visto tudo pelo qual eu passei por você, todas as noites de sono perdidas, todas as estrelas cadentes carregando o desejo de sua volta, todo o esforço, todo o treino, para lhe trazer de volta, a dor que eu senti ao entender porque você era tão obcecado com sua vingança, toda a raiva que eu tinha quando as pessoas desistiam de você, o ataque de pânico pelo fato de você ter sido condenado a morte sem julgamento, minha esperança sem limites que, um dia, você voltaria, você ficaria contente? Mesmo que um pouco?

Se eu tivesse a escolha, preferiria que nós dois morréssemos, abandonar meu sonho de infância, do que deixar-lhe sozinho com ódio e desgraça e ressentimento, ou ficar sozinho, sem nenhuma outra esperança de lhe ver novamente. Assim, pelo menos, nós dois nos resolveríamos no outro mundo, não é? Iriamos falar, pôr nossos corações a limpo. Eu queria saber o que você pensava. O que você realmente pensava. Eu sei que ainda tem um espaço, minúsculo, para mim no seu coração, não importa o quanto você o esconda. Sem mais seu nome de família, sem mais meu demônio. Sem mais ninguém para nos julgar, parar ou manipular. Só eu e você. Isso seria suficiente.

Se eu lhe tivesse ao meu lado, mesmo que isso soe estranho mesmo para mim, eu ficaria bem. Era assim quando éramos menores, não? Só duas crianças solitárias, sem nenhum adulto, nenhum amigo, nenhum laço, sendo discriminados pela vila e ignorado. A vila está bem, todo mundo está feliz, tudo está em relativa paz. Mas eu não consigo me sentir contente, sabendo que você pode estar em qualquer lugar do mundo sofrendo, ou pior, morrendo. Me corroe. Você é o meu objetivo, meu melhor amigo, e talvez algo ainda maior que isso, eu não sei. Nem eu entendo o que sinto por você.

Tudo estaria bem, se eu estivesse com você. Se você ficasse feliz. Se eu lhe alcançasse. Mas até agora, eu não consegui nada, nada perto disso. Então, vou só continuar a tentar. Deve chegar um momento que você e eu vamos nos encontrar, que eu lhe alcançarei, que você ficará feliz. Quando esse momento chegar, somente, eu vou me contentar. Eu já não me importo com o título de Hogake, e a admiração da vila não me sacia. Eu preciso garantir que você está bem. É revoltante, mas eu acho que eu lhe amo.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...