História Se seu coração falasse - Capítulo 37


Escrita por: ~

Postado
Categorias Henrique & Juliano
Personagens Henrique, Juliano, Personagens Originais
Exibições 87
Palavras 457
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Drama (Tragédia), Festa, Ficção, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Segundo Capítulo fresquinho pro cês!
Espero que gostem!
Xero!
♥♥♥♥♥

Capítulo 37 - Por favor!


Fanfic / Fanfiction Se seu coração falasse - Capítulo 37 - Por favor!

    Olhava pelo retrovisor e via o carro dele logo atrás, sem pensar duas vezes pisei fundo no acalerador.

  Eu não ia deixar ele se aproximar mais de mim.Eu estava mais que ferida , eu estava dilacerada. Meu coração já não pulsava, ele jorrava sangue.

  Eu sentia vontade de vomitar toda vez que lembrava o que vi naquele quarto.

 Juliano tinha me traido da forma mais baixa. Ele não tinha pensado nas nossas filhas.

  Minhas lágrimas não me deixavam enxergar direito.E eu sabia que deveria limpa-las , mas nem por um minuto eu ia tirar as mãos do volante , eu só queria chegar em casa.

  E a uma quadra do condominio, o sinal estava fechado. Eu nem olhei para os lados , como se estivesse em um filme. Vi um caminhão se aproximar do meu carro. E por mais que eu tentasse eu não tinha como escapar. Senti a colisão, e depois um dor forte na cabeça.


Pov's Juliano
 
  Eu acordei e vi que a Duda me olhava com ódio e desgosto no olhar. Seus olhos brilhavam de raiva.

  Eu tentei me explicar, mas ela não deixou. Saiu do quarto correndo, fui atrás dela. Ela entrou no carro e saiu cantando pneus. 

  Peguei meu carro e segui o dela.Duda estava em alta velocidade.

-Cuidado meu amor.-falei pra mim mesmo.

  Eu senti medo do que podia acontecer com ela. 

  E quando ela passou no sinal vermelho , meu medo se tornou ainda maior e se misturou com dor.

  Um caminhão bateu no carro em que ela estava. E o carro ficou entre o caminhão e um poste.

  Parei o carro imediatamente , saí correndo.

-Alguém chama o samu.-escutei o motorista do caminhão gritar.

  Corri até o carro , que mais parecia uma lata de sardinha. Me aproximei e vi que Duda não estava no mesmo.

 Olhei para a rua e a vi deitada no chão. 

 -Ela não estava de cinto.-falei antes de correr até ela.

  -Dudaaaaa!-gritei quando vi que ela não acordava. Ela sangrava muito.

  Minhas gêmeas , como minhas gêmeas iam crescer sem a mãe?.

  Sim, pelo estado que a mulher da minha vida estava eu só conseguia pensar em morte.

 -Duda meu amor, você não pode morrer.-falei em seu ouvido chorando.

-Calma senhor.-uma moça pôs a mão no meu ombro.-Vai ficar tudo bem.-completou me confortando.

-Eu não posso perdê-la, minhas filhas não podem ficar sem mãe.-respondi chorando , ajoelhado ao lado da minha mulher.-Duda por favor não me deixa!-pedi novamente aos prantos.

  Minutos depois o samu chegou , e eu a acompanhei até o hospital. Eu via preocupação no olhar dos socorristas. E todas as vezes que eles se olharam eu tive a certeza que tinha perdido o amor da minha vida.

  Mesmo deseperado consegui avisar a Henrique, sobre o acidente.



Notas Finais


Gente será que a Duda está bem?
O que será que vai acontecer?
Xero!
♥♥♥♥♥


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...