História Seasons: Winter - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias EXO, F(x)
Personagens Baekhyun, Chanyeol, D.O, Kai, Krystal Jung, Lay, Sehun, Xiumin
Tags Chansoo, Exo, Kaisoo, Kaistal, Lemon, Romance, Yaoi
Exibições 22
Palavras 1.949
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Bishounen, Colegial, Crossover, Drama (Tragédia), Escolar, Lemon, Romance e Novela, Saga, Yaoi
Avisos: Bissexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Eu estava muito ansiosa para postar essa fanfic, afinal, pretendo escrever ela desde o começo do ano... Espero que gostem >.<

Capítulo 1 - Apenas uma introdução


Fanfic / Fanfiction Seasons: Winter - Capítulo 1 - Apenas uma introdução

 É engraçado como as coisas mudam num piscar de olhos, numa hora você tem tudo, na outra... Nada. Por que a vida tem que ser assim?

Primeiro dia de aula, novo ano-novos alunos-novos alunos-novos romances, assim funcionava as engrenagens da cabeça de Kim Jong In, um garoto rico e convencido que não conseguia ficar num relacionamento por mais de duas semanas, apesar de sua grande lista de encontros, as garotas ainda eram loucas por ele.

Do KyungSoo, um aluno estranho e alvo de brincadeiras de todos, seus grandes olhos o davam um ar um tanto afeminado, os óculos de grau realçavam ainda mais esse aspecto, seu único amigo, Park ChanYeol, o protegia de todos esses insultos, sempre levantando seu humor.

Park ChanYeol, um garoto-poste apaixonado por o baixinho e mal-humorado KyungSoo, consequentemente seu melhor amigo.

— D.O, vamos no atrasar se você não for rápido!

— ChanYeol-ah, eu estou com sono, poderia falar um pouco mais baixo?

— Você sabe que não podemos levar outra advertência, anda logo!

— Mas hyung...

Antes que D.O terminasse a frase, ChanYeol o puxou e começou a correr em direção a sala, os pés de D.O estavam fracos, o faziam tropeçar a cada dois passos, o que dificultou um pouco aquela não muito longa caminhada. Durante o percurso, KyungSoo acabou esbarrando em alguém, os olhos curiosos e sonolentos do garoto pararam sobre a pessoa em que batera, antes de voltar a prestar atenção em ChanYeol correndo feito um louco.

— Quem era aquele? Que garoto esquisito... Eu nunca o vi antes, é novato?

— Eu não faço ideia de quem seja, mas ele está aqui desde que entramos.

— Oh... Kai, você já tinha o visto antes?

— Ele é bastante desastrado, vive tombando nas coisas, quem não ia notar? — Kai deu um sorriso torto, quase cínico, uma de suas marcas.

— Ele é bem estranho. — SeHun arqueou uma das sobrancelhas, soltando um suspiro logo em seguida.

— Sim, assim como aquele garoto que estava o puxando. Enfim, vamos nos atrasar se não andarmos.

O Sr.Jong In - Kai, para os íntimos - caminhou lentamente até a sala, SeHun, amigo de longa data, o seguia no mesmo ritmo; apesar de estarem atrasados, eles não se apressaram nem mesmo por um instante.

Kai não colocou nem todo o pé dentro da sala e todas as garotas já começaram a conversar e a falar "Jong In oppa irá estudar conosco!", dava para se ouvir alguns gritinhos e algumas risadinhas, todas estavam ansiosas para descobrir o lugar em que o garoto sentaria, afinal, quem estivesse ao seu lado seria a "premiada".

Kai-ah fez uma breve reverência ao professor, ficando frente aos alunos, como era a primeira vez naquela sala, ele teria que se apresentar, seus olhos correram por todo local até parar em um garoto, ele estava com a cabeça sobre a mesa, parecia encarar a pessoa ao seu lado, era KyungSoo encarando ChanYeol.

— Olá, me chamo Kim Jong In e irei estudar aqui a partir de agora, vamos ser grandes amigos! — Kai deu um sorriso torto, fazendo uma reverência aos alunos, seus olhos fitavam KyungSoo.

— Pois bem, Kim, sente-se ao lado de KyungSoo. — Disse a professora, com um leve sorriso nos lábios.

De repente, toda a sala virou uma bagunça, algumas garotas estavam irritadas.

"Por que KyungSoo, de todas as pessoas?"

"KyungSoo não é tão especial, por que ele?"

"Jong In oppa não pode ficar ao lado de alguém como ele."

Jong In olhou para o garoto ao seu lado, ele estava se encolhendo com tudo aquilo, talvez estivesse nervoso com todos aqueles comentários.

— Vocês estão desesperadas por um homem, por isso reclamam tanto. — KyungSoo levantou a cabeça, o óculos estava torto em seu rosto, alguns fios de cabelo bagunçados.

— Oh... Você acordou? Sinto muito, eu devia ter mandado eles pararem. — ChanYeol falou, olhando para D.O, com uma expressão preocupada.

— Não se preocupe, ChanYeol-ah, eu já estava acordado. — KyungSoo deu um leve sorriso, virando o rosto para olhar Jong In, os olhos ainda sonolentos. — Eu não quero que sente aqui.

KyungSoo levantou-se lentamente, fez uma breve reverência ao professor e saiu da sala, olhou ao redor, ninguém nos corredores, respirou fundo e então, lágrimas começaram a escorrer, ele cobriu a boca com a mão direita e caminhou até o banheiro masculino, a visão embaçada por conta do líquido acabou resultando em alguns tombos.

O jovem entrou em uma das cabines e sentou-se sobre a tampa da privada, pegando seu celular, havia algumas mensagens do twitter, fotos no Instagram, nada de interessante, ele colocou no chat com ChanYeol, observou a foto do maior por alguns segundos, até que resolveu mandar uma mensagem para ele, mesmo sabendo que não iria receber resposta, afinal, ele estava na aula.

~Pinguim: Não se preocupe comigo, eu estou bem @_@

~Girafa: Eu sei disso, você é a pessoa mais forte que eu conheço! Estou te esperando aqui fora.

KyungSoo desceu da tampa da privada, enxugando as lágrimas, ele arrumou e foi até a porta da cabine, ele respirou fundo e a abriu, ChanYeol estava brincando com os próprios dedos, o celular quase caindo do bolso da calça, KyungSoo balançou a cabeça negativamente olhando para seu amigo, segundos depois, ChanYeol notou a presença do pequeno D.O e deu um largo sorriso, o abraçando logo em seguida.

Os dois ficaram naquela mesma posição por quase cinco minutos sem falar uma palavra sequer, apenas escutando suas respirações; KyungSoo fechou os olhos, o abraço era quente e aconchegante, ele podia passar o dia inteiro ali, sentindo o doce cheiro de ChanYeol, envolvido em seus braços.

ChanYeol se afastou alguns centímetros de KyungSoo, abaixando um pouco para fitar os olhos do menor, ele deu um leve sorriso, alisando a bochecha do amigo, seus dedos correram por todo aquele local, até chegar nos lábios de D.O, Park o encarou por alguns segundos, como se pedisse permissão para algo, o menor afirmou com a cabeça, fechando os olhos logo em seguida.

ChanYeol deslizou os dedos até a nuca de KyungSoo, seus lábios se encontraram, um beijo calmo e delicado.

— Não precisa pedir permissão para esse tipo de coisa, apenas faça.

— Acho que pedir permissão é importante, já que você pode se cansar de mim há qualquer momento.

— Eu não vou me cansar de você, por isso, não se preocupe. — D.O ficou na ponta dos pés, unindo seus lábios novamente aos de ChanYeol.

— Temos que voltar para a sala, a professora vai acabar brigando. — ChanYeol rompeu o beijo, segurando a cintura de KyungSoo.

KyungSoo fez um bico como forma de protesto, ele olhou para ChanYeol alguns instantes, antes de concordar e sair do banheiro, suas bochechas e lábios estavam vermelhos, pensou por um momento em esperar voltar a cor normal, mas ninguém iria prestar atenção nele de qualquer forma.

D.O entrou na sala normalmente, fez uma breve reverência à professora e sentou-se no lugar de direito, como pensou, ninguém prestou atenção em sua existência ali, então, abriu o caderno e começou a rabiscar uma das folhas.

Não demorou muito para que ChanYeol adentrasse o local, ele estava com um sorriso bobo - sempre ficava assim após beijar KyungSoo -, fez uma reverência e foi para sua cadeira, seus olhos fitaram D.O por alguns instantes, as bochechas ainda coradas o forçou a esconder o rosto com as mãos.

— Você é tão bobo... — KyungSoo olhou para a ChanYeol, que estava escondendo o rosto.

— Não tem como respeitar uma pessoa envergonhada? — ChanYeol separou os dedos, deixando apenas seus olhos descobertos, ele encarou KyungSoo.

— Você me conhece.

KyungSoo deu um leve sorriso, voltando a rabiscar na folha, ele parecia estar muito focado naqueles traços, fazia um linha torta, uma um pouco mais redonda, e assim ia, até que... BOOM! ChanYeol era seu desenho.

D.O corou levemente ao perceber o que estava desenhando, seus olhos fitaram o amigo por alguns instantes, antes de focar novamente em seu desenho.

As aulas se passaram rápido, hora do almoço, KyungSoo foi até o refeitório junto a ChanYeol; D.O não estava com muita fome, diferente do Sr.Park, ele estava quase devorando o próprio prato. De repente, Jong In se aproximou, um sorriso torto desenhava seus lábios.

— Posso ficar aqui com vocês? Não conheço ninguém dessa sala e os dois parecem ser legais. — Jong In fitou KyungSoo por alguns segundos, voltando seu olhar logo em seguida para ChanYeol.

— Hm? — ChanYeol levou os olhos grandes e curiosos para Jong In, ele o encarou por alguns segundos, largando os hashis. — Isso depende de D.O.

— Eu não quero que fique perto de mim. — KyungSoo falou em um tom rude, pegando os hashis e "roubando" a comida de ChanYeol.

— D.O... Você tem sua própria comida, não roube a dos outros. — ChanYeol fez uma cara de choro, logo levando seu olhar até Jong In. — Você ouviu, ele não te quer aqui.

— D.O, não seja chato. — Jong In olhou para KyungSoo, o garoto carregava um sorriso sarcástico.

— Não finja que me conhece, então, para você, KyungSoo. — D.O levantou da cadeira, largando os hashis e saindo do refeitório.

— D-D.O! Espere por mim. — ChanYeol se levantou rapidamente, ele deu uma última mordida em sua comida, começando a correr atrás de KyungSoo. — Jong In, pode ficar com a mesa!

ChanYeol alcançou KyungSoo, o segurando pela cintura, o olhos de D.O se arregalaram no mesmo instante, o maior deu um sorriso, soltando o amigo logo depois.

— Você tem pernas curtas, não deveria andar rápido. — ChanYeol deu um sorriso travesso, ficando a frente de KyungSoo.

— Minhas pernas são normais, você que é grande feito uma girafa. — KyungSoo deu um tapa no braço de ChanYeol, voltando a caminhar.

As próximas aulas se passaram rápido, logo era hora de ir para casa; KyungSoo arrumou sua mochila - como de costume - e esperou que ChanYeol fizesse o mesmo, mas o maior era lerdo igual a uma lesma, o que fez o pequeno D.O se estressar e sair daquela sala, ele foi ao jardim, uma hora ChanYeol passaria por ali e os dois poderiam finalmente ir juntos para casa.

KyungSoo deitou na grama, fechando os olhos, ele não gostava muito do sol, mas era melhor que ficar esperando na sala. Estava quase dormindo quando alguém ficou a sua frente, acabando com a claridade, KyungSoo deu um leve sorriso, abrindo os olhos, ele esperava que fosse ChanYeol... Bem, não era ele.

Kai estava parado frente a D.O, ele carregava um sorriso sarcástico em seu rosto, KyungSoo levou um susto no mesmo instante, se afastando daquela criatura estranha.

— O-O que está fazendo aqui? — D.O olhou Kai por alguns segundos, o olhar assustado.

— Achei que estivesse desmaiado ou coisa do tipo, então vim ajudar.

— Eu não preciso da sua ajuda. — KyungSoo se levantou lentamente, pegando a mochila e a colocando sobre os ombros.

— Você vai embora?

— Isso importa? — KyungSoo deu ás costas e caminhou até o prédio da escola o mais rápido possível.

— POSSO IR PARA CASA COM VOCÊ? — Kai falou alto o bastante que D.O ouvisse, porém, foi ignorado pelo mesmo.

Finalmente, ChanYeol havia terminado de arrumar sua mochila - 25 minutos depois -, ele e D.O foram juntos para casa, eram vizinhos, então sempre faziam companhia um ao outro.

Quando ninguém estava olhando, ChanYeol se arriscava e roubava alguns beijos de D.O - claro... Ele sempre levava um tapa em troca -, KyungSoo, apesar de ter vergonha de andar com as mãos dadas, sempre ficava abraçado a ChanYeol durante o caminho.  


Notas Finais


Obrigado por lerem até aqui!
Nos vemos no próximo capítulo. ✌❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...