História Second Chance - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Itazura Na Kiss
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Bts(bangtan Boys), Intrigas, Revelaçoes, Romance
Exibições 15
Palavras 620
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Famí­lia, Hentai, Mistério, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sadomasoquismo, Sexo, Spoilers, Tortura, Transsexualidade
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 2 - Love


Pov- Taehyung


Chegando ao meu quarto, a deito na cama, ainda a beijando, mas agora com mais fúria. Quando nosso ar começa a faltar, nos separamos. Sem pausa pra respirar, desço meus beijos pelo pescoço de Kotomi, dando leves modidas também. Sento, trazendo-a comigo, fazendo ela sentar em meu colo, ainda beijando seu pescoço. Tiro sua blusa junto com o sutiã, a levanto um pouco e termino de tirar sua saia junto com a calcinha fio dental. Ver isso me fez gemer inconsciente. A deito e me coloco de pé, tirando todas as peças de roupa que me separava dela. Volto a deitar por cima dela, beijando-a. Novamente nosso ar falta, e sem pausa recomeço o caminho do pescoço, indo agora até o vale dos seis, que eram, em minha Humilde opinião, perfeitos. Nem grandes, nem pequenos, Perfeitos!

Começo a sugar o mamilo direito, enquanto acariciava o esquerdo com uma mão, e a outra descia até sua intimidade, a masturbando calmamente. Sem parar as caricias, troco de seio, repetindo o mesmo processo.

Levanto minha cabeça só para ver ela se contorcendo de prazer, e sorrio quase imperceptivel. Continuo a trilha até sua vagina. A olhando, vejo ela respirando com dificuldade, me olhando com desejo. Sorrio e caio de cara em sua intimidade, a chupando de masturbando, agora, freneticamente. Sinto ela estar preste a gozar, e paro. Olho pra ela e vejo um olhar de reprovação em seus olhos. Ri leve e me deitei em cima dela. Beijo seus lábios delicadamente, acariciando suas costas enquanto ela recuperava a respiração, pergunto:

- Teu pai pira se descobrir isso?

- Sei lá, num fiz pra descobrir, e...

- Epa epa perae.- Disse a interrompendo com um dedo em seus lábios.- Você é virgem?

- Bem... é... tem algum problema?

- Na real? Não. É ótimo saber que serei seu primeiro e único.

- Único?

- Sim, ou você  acha que vou te devolver?

-...

- Mas continua o que você ia falar.

- Bem... quem tem mais probabilidade de surta é minha mãe, mas de felicidade, já meu pai eu não sei, é meio dificil decifrar Naoki Irie, só minha mãe consegue.

- E só eu consigo te decifrar, irônico não? Já que antes eu não era seu namorado.- Vi que ela ia fazer menção de falar, fui mais rápido e a calei com um beijo.- Mas não vamos falar disso agora. Você ta me deixando duro a dias, e isso não é legal... preciso me satisfazer o mais rápido e prazeroso que for de você. Apesar de que eu não acredito que vou conseguir fazer isso tão cedo.

Narradora Pov

Voltou a beija-la, agora com mais volúpia que antes. Sem parar o beijo, ficou entre as pernas dela, e se separou um pouco para vela confirmar se poderia realmente continuar. Vendo seu consentimento, voltou a beija-la, ao mesmo tempo em que entrava nela. Sentiu ela o agarrar com mais força, e segurou em sua cintura. Continuou até o talo. Já todo dentro dela, ficou uns minutos parado, até ela se acostumar.

Quando sentiu um rebolado para que ele continuasse, enterrou sua cabeça na curva de seu pescoço, começando a se movimentar. No inicio, calmo, mas com o tempo foi ganhando velociade. Agora estavam em ritmo frenetico. Se olhavam e se beijavam com paixão e lúxuria. Ao fim, chegaram ao apice juntos, ambos gemendo em unissono também. Ele tombou pro lado, a trazendo junto de si, ambos tentando acalmar as respirações. Assim que normalizadas, cairam no sono, sem se importar se seriam pegos pelos outros ou não.

Antes de dormir, Kotomi teve obsoluta certeza de que Taehyung sussurrou em seu ouvido um "eu te amo", e ela, sorrindo, respondeu um "eu também".

Continua...













Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...