História Secret Garden - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Tags Bts Taegi Flores Problemas Mentais Yoomin
Exibições 15
Palavras 2.353
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Fluffy, Lemon, Romance e Novela, Yuri
Avisos: Álcool, Drogas, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Sei que demorei </3
Perdão <3

Capítulo 3 - Samambaia


Fanfic / Fanfiction Secret Garden - Capítulo 3 - Samambaia

POV Yoongi:

 

Depois de ter encontrado uma lanchonete e ter enchido meu estômago , me virei pra ir pra casa de Namjoon, queria saber se ele estava bem, já que meu celular quebrou e não consegui ligar para o mesmo. Depois de muito andar, chego em frente sua casa. Eu amava aquela casa, sempre que dava fugia pra jogar vídeo game ou simplesmente dormir ali. O pai de Namjoon é um homem muito legal e trabalhador, o admiro muito, ele é como um pai pra mim.

 

Dou três batidas na porta.

 

"MEU CARALHO! TU TA VIVO! UFA!!"

Namjoon abre a porta, me abraça e eu rio.

 

-Você acha que ia deixar você seguir sua vida em paz? Não vou morrer tão cedo.

 

"Realmente, pragas são difíceis de se eliminar."

 

Soco braço dele o fazendo soltar um estalo com a língua, me puxando pra entrar.

 

"Agora me conta, como está vivo?"

Ele diz se sentando na ponta do sofá

 

-Bom, eu cai; isso você sabe, cai muito feio. Só que fui parar em uma casa de vidro cheia de flores e plantas dentro.

 

"Uma estufa."

 

-Cala a boca nerd. Enfim, ai cai lá, me cortei todo, desmaiei e tal... Fui acordado por um garoto de sorriso quadrado segurando um regador e reclamando que amassei suas... Aqui... não sei o que.

 

"Aquilégias."

 

-Você estava lá pra saber o nome? Acho que não. Continuando, ele tratou dos meus ferimentos e depois vim embora.

 

"Pera' essa estufa era na mansão?"

-Sim.

 

"Eu fui até lá gritei, te cassei e nada... Você não me ouviu gritando? Ou estava ocupado demais com menino?"

Ele sorri sugestivo.

 

- Só porque você vive de pornô, não quer dizer que ele esteja em todo lugar Namjoon. E Nem se eu quisesse, Taehyung é tão inocente.

Digo sorrindo ao lembrar dele falando de flores e seus significados.

 

"Hum Taehyung né? Ele que te fez sorri assim?"

Ele me olha malicioso, pervertido.

 

- Num fode Namjoon, e você como escapou?

 

" Minhyuk e sua 'alcateia' foram embora e me deixaram pendurado, depois de quase uma hora eu consegui me soltar, e te procurei por toda parta a propósito... Ah e Yoongi, eu tenho que te falar uma coisa..."

Ele fica uns segundos sem falar, e isso está me deixando nervoso.

 

-Desembucha seu poste!

 

"Seu pai veio aqui, procurando você."

 

-Ele perdeu a sanidade? Ele nunca me procura, não mais.

 

"Pois é, ele está te procurando pra te apresentar uma pessoa."

Ele fala olhando os próprios pés. 

Ele está estranho...

 

-Que pessoa Namjoon?

 

"Sua noiva."

 

Olho pra ele incrédulo... Minha o que? Noiva? Começo a rir... Namjoon só pode estar me zoando.

 

-Ta Namjoon, noiva,sei. Para de viadagem, qual é realmente a notícia.

Paro de rir e reparo em seu rosto sério com as sobrancelhas arqueadas.

-Não é mentira?

Pergunto com os olhos arregalados.

 

"Gostaria muito de dizer que sim, mas... Não, não é."

 

-PUTA QUE O PARIU! QUEM ELE PENSA QUE É PRA ME CASAR? E AINDA MAIS COM UMA MULHER! E DESCONHECIDA!

 

"Cara eu também não sei, seu pai é muito estranho."

 

-Aish, só o que me faltava, NOIVA! Eu queria muito ficar aqui, e fazer você dormir no chão, mas acho que tenho que ir logo, vou resolver logo essa merda.

 

"Okay, quando estiver "resolvido" você me avisa."

 

Assinto e saio da casa de Namjoon.

 

~'~'~'

 

Chego em casa, e Micha me pergunta onde estive. Micha é uma de nossas empregadas, ela cuida de mim desde quando eu era um bebê, e vive preocupada comigo.

 

-Micha, eu estou bem...

 

"Mas Yoongi você está todo sujo e machucado!"

Ela diz passando a mão pelo meu rosto.

-Calma Micha, já cuidaram dos meus ferimentos...

Falo sorrindo, mais uma vez lembrando de Taehyung. E o estômago volta a dar aqueles tremeliques.

 

-Vou subir ok? Vou tomar um banho, meu pai está aqui?

 

"Sim, está com o empresário Kim. "

 

Assinto e vou para meu quarto...

 

Empresário Kim... Esse cara é muito estranho, todo misterioso. Ele e meu pai vivem de segredo, e estão querendo abrir uma empresa ( não sei de que) juntos. Lembro que uma vez, fui em sua casa e brinquei com seu filho... Mas depois nunca mais voltei lá. Eu poderia ir lá, arrumar um escândalo com meu pai, mas esse empresário tosco me impede. Pois a única coisa que meu pai exigiu foi  : 

Suje a sua imagem, não a minha. Quando eu estiver com o Empresário Kim e o Doutor Jung, não abra a boca.

Por que isso?

Explicarei...

Bom, teve uma vez que o empresário Kim estava aqui, e eu mandei ele tomar no cu ( eu tinha 12 anos) O cara está na minha casa e exige que eu coma direito? Você esperava que eu ficasse quieto? Enfim... Eu levei uma surra de chicote, sim chicote. Então, depois disso meu pai me fez esse "pedido", e eu atendi.

 

Coloco uma roupa "apresentável" , e bato na porta. Escuto uns sons estranhos, mas ignoro e espero que meu pai permita que eu entre. Depois de uns 3 minutos ele diz que posso entrar. O Empresário está ao seu lado, com a gravata frouxa e meu pai nem está de gravata.

 

Por que me vesti assim então?!

 

Bufo e me sento.

 

O empresário Kim me olha e sorri. Sorrio pra ele, bem forçado. 

Se alguém além dele me visse, iria jurar que sou o Coringa. 

 Ele me cumprimenta, fala algo no ouvido do meu pai e sai.

Suspiro e o sorriso que meu pai estava no rosto some ao olhar pra mim. Sempre assim...

"Onde estava?"

 

Nem um 'boa tarde', 'estava preocupado', 'está tudo bem?'...

Como esse ser é meu pai? Eu realmente não sei.

 

-Por ai.

 

"Me responda direito."

Ele diz olhando fundo nos meus olhos.

 

-Roubando bancos, me prostituindo, vendendo drogas... Isso importa? Não, então vamos logo ao que interessa.

 

"Não ficaria surpreso se você estivesse se prostituindo, ou vendendo drogas, ainda mas com as companhias que você anda. Mas vamos para o assunto principal, você está noivo."

 

Rio, rio debochadamente e bem alto.

 

- Agora resolveu me arrumar uma noiva sem ao menos me perguntar se quero casar?

 

"Eu não tenho que te perguntar nada, nos meus negócios eu não preciso da sua opinião!"

Ele diz se alterando... 

 

Quer gritar? Vamos gritar.

- Quando a porra dos seus negócios me envolvem, você tem que ter não só minha opinião, mas a minha permissão! É da minha vida que estamos falando e não da sua!

 

" Eu não quero saber! Você vai casar e ponto final!! Se você não quer fazer algo promissor para sua vida e que me traga orgulho, pelo menos vai fazer algo para aumentar minha riqueza!"

 

- Você só pensa na porcaria do seu dinheiro! EU NÃO VOU CASAR! ESPERO QUE ESTEJA OUVINDO MUITO BEM! O DINHEIRO TE DEIXOU CEGO, ESPERO QUE NÃO ESTEJA SURDO TAMBÉM!

 

Saio do escritório com o sangue fervendo e quebro o vaso chinês que tem ao lado da porta. E me surpreendo com uma mão no meu ombro.

 

E adivinha quem é?... Empresário tosco Kim. Esse filho da puta não foi embora?!

 

"Acho que deveria aceitar a proposta de seu pai, a não ser que queira viver em cativeiro."

Ele fala com um sorriso maligno em seus lábios.

 

-Tire suas mãos de mim.

 

Ele me solta e desço as escadas rapidamente.

 

Se meu pai acha que vai mandar na minha vida, ele está muito enganado. E o que esse vadio quis dizer com 'viver em cativeiro?'

 

 

POV Yoongi Off.

 

 

 

POV Autora On:

 

Após Yoongi sair do escritório do pai, o Empresário Kim entra.

 

- Como foi?

O Empresário Kim pergunta, mesmo sabendo a resposta.

-Creio eu, que você ouviu tudo lá de fora.

Sr Min bufa passando as mãos pelos cabelos

-Sim, ele não aceitou.

 

-Eu não quero saber se ele aceita ou não, ele vai casar e ponto final. Essa peste só me dá desgosto, que nem a mãe. Pelo menos ele me trará algo útil, dinheiro.

 

-Senhor Min, você está muito tenso... Que tal uma massagem?

 O senhor Kim se levanta, e se põe atrás da cadeira de senhor Kim.

 

-Adoraria senhor Kim.

Senhor Min responde com um olhar malicioso direcionado ao senhor Kim.

 

-Farei com um imenso prazer.

 

POV Autora Off.

 

 

POV Taehyung On:

 

Não parei de pensar no Yoongi um minuto sequer. Desde que ele saiu eu não parei de pensar em coisas como: 

"Eu falei com alguém de fora!" "Alguém de fora falou comigo!" "Uma pessoa de fora caiu na minha estufa!"

 

Mas será que se essa pessoa não fosse Yoongi, eu estaria tão feliz? Não sei dizer, provavelmente sim. Já que nunca vi ninguém na minha vida. Bom, praticamente não vi ninguém...

 

A única pessoa que eu veio de fora, foi quando eu tinha 4 anos, ele era branquinho e parecia ter uns 7 ou 8 anos. Foi tudo muito ligeiro. O pai dele veio aqui falar com o meu, e ele estava junto com o pai, colado pra dizer a verdade.

 Eu não lembro bem do que brincamos, só lembro que eu fui sorrir e ele disse "seu sorriso é bonito" , e eu acabei falando "você é bonito!" ele ficou envergonhado e saiu correndo assim que viu seu pai sair pela porta.

 

Nessa época eu ia na casa dos meus avós, ia pra escolinha... 

Ah a escolinha...

Eu não me recordo que dia que foi... Mas lembro que um dia com 5 anos, um menino da escola um pouco mais velho, tirou meu lanche de mim. Eu fiquei muito nervoso, e pulei em cima do garoto com um lápis e enfiei na mão dele. O lápis atravessou sua mão, todos me olharam horrorizados, enquanto eu pagava meu lanche e comia.

Sim, eu não me importei em machucá-lo ou que ele estava sangrando. Na minha mente foi (é) normal.

 

Depois que isso aconteceu, tive que ir em vários médicos (sem entender o por quê), e meu pais me proibiram de ir pra escola, e que aprenderia em casa. 

 

Me senti muito sozinho e culpado, não por ter feito aquilo com o menino, mas sim por não ser um filho "normal".

Eu sei que não sou normal, minha mãe nega a todo custo, mas sei que tenho algum problema, e eles não querem me contar.

 

Depois de me sentir isolado demais, comecei a me encantar por plantas, eu conversava com elas e me sentia correspondido. Elas me transmitiam paz. Um dos meus médicos, disse que seria bom pra mim esse contato com a natureza, então meu pai fez a estufa.

 

Desde então, a estufa é minha segunda casa, não deixo nem minha mãe entrar direito.

 

'~'~'~'

 

Passei o resto do dia na estufa (como sempre), e ajeitei a parte que o Yoongi quebrou criando uma entrada melhor...

  Eu não sei se ele virá hoje, mas sei que amanhã ele com certeza vem.

- Ah minhas preciosas aquilégias! Sinto muito pelo o que o cara de cabelo de grama fez com vocês. Mas com muito amor e mais um pouco de adubo vocês ficaram novinhas em folha!

 

Reparo que tem um canto na estufa que será perfeito para colocar umas samambaias...

 

-Ficaria perfeito umas samambaias aqui, vocês não acham?

Falo perguntando para minhas flores.

"Eu acho, mesmo não sabendo o que é!"

Diz Yoongi pregando-me  um tremendo susto.

 

Meu Deus!! Ele é doido?!

 

-Você é doido? Que susto...

 

"Desculpa! Adorei a entrada!"

Ele se senta em um dos banquinhos e sorri pra mim... 

Mas ele está... Triste (?)

 

- Obrigado. Está tudo bem Yoongi?

 

"Está tão na cara que não?"

 

- É bem perceptível...

 

"Seu português é bem formal."

 

- Foi assim que me ensinaram, desculpe.

 

" Oh não peça desculpa!"

Ele diz fazendo uma careta.

- Mas então... Vai me contar o lhe ocorreu?

 

Ele suspira e bagunça os cabelos...

 

" Eu estava muito tranquilo após sair daqui... Resolvi ir na casa de um amigo, aquele que roubou comigo ontem..."Ele faz uma pausa e suspira... 

 

Ele realmente não está bem.

 

"Bom, fui na casa dele, e ele me contou que meu pai me procurou..."

 

E isso é ruim?

 

- Ah que bom, sim? Isso quer dizer que ele se preocupa com você!

Digo o interrompendo. 

 

"Até parece! Ele só se preocupa com o caralho do dinheiro dele. Ele me noivou Taehyung. Por dinheiro."

 

Fico estático... Casamento deve envolver amor, confiança... Bom, isso é o que diz nos livros.

 

-Mas por que? Com quem?

 

"Nem eu sei... Bom, mas vamos deixar isso pra lá! Por incrível que pareça, quero aprender sobre plantas!"

Ele diz sorrindo.

 

Ele nem sabe quem ela é. Por que o pai do Yoongi é assim? Será que é por isso que meu pai dizia que tinha pessoas ruins lá fora, e que eu não me daria bem com elas?

 

-Você tem certeza? Isso que seu pai está fazendo não é certo! Você não está com raiva?

 

"Sim, e muita! Mas... Acho que se eu passar o resto do dia aqui, posso me acalmar e até mesmo bolar algo para escapar disso."

 

Pra mim, ele deveria p enfrenta-lo. Isso não é justo. Mas...

 

-Tudo bem, mas sobre qual você quer aprender hoje?

 

"Que tal essas sama... samba...."

 

-Samambaias?

 

"Isso!"

 

- Vida, Tranquilidade e recomeço.

 

"Sério?"

 

-Sim, são plantas calmas e boas ouvintes até.

Digo rindo.

 

-Elas crescem bem, e não precisam de muito espaço pra isso.

Falo mostrando um livro, que contém as samambaias. 

 

" Folhas calmas e ouvintes?"

 

- Sim...

 

"Então acho que você é uma samambaia Taehyung!"

Ele diz rindo...

 

- Seu bobo! Você que tem cabelo de mato, e eu que sou uma samambaia?

 

"Ora seu!"

 

Ele pega um dos borrifadores e borrifa em mim, e começamos uma guerra de água pela estufa.Nos cansamos e deitamos no chão...

 

"Tae?"

 

-Sim?

 

"Obrigado."

 

- Por...?

 

"Ser minha samambaia. "

 

Sorrio e ele devolve o sorriso.

 

Sempre pensei, que viveria sozinho aqui na estufa pelo o resto da vida, preso, sem conhecer nada e nem ninguém... Até Yoongi aparecer.

 

-Obrigado você.

 

Taehyung Off.

 

 

As vezes tudo o que nossa história precisa, não é de um fim certo. E sim um recomeço. 


Notas Finais


Oi Oi
Espero que tenham gostado!

Calma que não acabou. Tem muita coisa pra rolar!

Você tem um fim certo para sua história?
Ou um recomeço incerto?
Simplesmente, deixe sua história te guiar, e não planeje muito. A vida é feita de recomeços, e não de fins <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...