História Secret Liar - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Pretty Little Liars
Personagens Personagens Originais
Tags Liars, Little, Pll, Pretty
Exibições 12
Palavras 1.603
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 12 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Escolar, Mistério

Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Volteeeeei, vou tentar postar de 2 em 2 dias, OK? ❤

Capítulo 3 - To com medo


Pov Emily

Passou uma semana, depois que Ária voltou tentamos fazer as meninas se acostumarem com a presença dela, até por que fazia tempo que não saiamos juntas, a escola está normal, nada demais aconteceu dentro dela, mas fora, aconteceu muita coisa.
Todos da cidade estao sendo interrogados diante do assassinato de Mary Drake, Alison ainda está mal pelo ocorrido, mas sempre que estou com ela tento distrair isso, falando sobre o bebê de Spencer ou qualquer coisa que tire o clima ruim, eu admito, estou bem próxima de Alison, mas não chega a ser uma paixão, gosto dela como amiga.
Hoje é sexta feira, acordei com o barulho insuportável do dispertador, bati nele uma vez e aquilo não parou, bati a segunda vez e acabei machucando minha mão, peguei o aparelho e joguei no chão, vi que tinha quebrado, procurei meu celular pela cama e vi ele quase caindo, peguei e marcava 6:00 da manhã, me levantei e fui para o banheiro fazer minhas higienes e logo recebi uma ligação.

-Alo? - disse tirando a toalha do meu cabelo

- Oi Em - escutei a voz doce de Ali soar pelo outro lado do telefone - Oi - falei e automaticamente sorri

- você pode passar em casa e me dar carona, Jason está trabalhando, minha mãe não sai da cama e Courtney - ela foi se explicando e logo cortei ela dizendo que estaria lá em 20 minutos, ela falou "OK" e imaginei ela com aquele sorriso fofo, desliguei e logo penteei meu cabelo, depois de me arrumar e passar perfume, fui para a cozinha e vi minha mãe.

-Hey mae - peguei uma maçã e logo mordi, soboreando, tava doce - oi filha, já está indo? - Falou vendo eu pegar minha mochila, fiz um joinha com a mao e ela riu do meu ato, beijei sua testa e logo sai de casa, entrei no carro e fui em direção a casa de Alison.

Cheguei lá em 5 minutos, vi ela se aproximar do carro com sua cara de sono, entrou no carro e logo beijou o canto da minha boca, sorri e ela devolveu, colocou seu cinto e me encarou

-Hanna pediu pra ir na casa dela também - ela disse bufando - Não consegui dormir de noite, nem Courtney - Falou me olhando com os olhos brilhando

-Vamos - falei e olhei pra frente, ela colocando a mão em cima da minha e fez um carinho, sorriu e olhou pra janela, continuei focando no transito, que merda.
Depois de alguns longos minutos, cheguei na casa de Hanna e ela entrou no carro jogando sua mochila no chão e prendendo seu cabelo em um rabo de cavalo, ela e Alison começaram a conversar e fui dirigindo até a escola, estacionei e entramos juntas, vi Spencer e um cara, não sabia de certo quem era, mas nos aproximamos.

-Oi mamãe, como foi a consulta? - Alison disse e passou a mão na barriga de Spen, Hanna fez o mesmo e comprimentei Spencer e o homem - Quem é você ? - Alison disse encarando o homem.

-Sou Wren, prazer - Alison comprimentou ele com um aperto de Mão - ele é meu... - Spencer olhou pra ele que sorriu - namorado, e foi tudo bem, não descobri o sexo, surpresa - Spencer disse e Hanna começou a tossir - que homão - Ela disse e logo rimos baixinho vendo ele corar violentamente, o sinal tocou e fomos pra sala, Spencer se despediu do Wren com um selinho e foi pra sala logo depois, nos encontramos com Aria e logo tivemos a aula, diríamos, insuportável.

Pov Hanna

Apuf, aula chata do caramba, não entendi nada, porque estudar matemática, no meu celular tem cauculadora e eu prefiro ela, minha melhor amiga diante disso, mas não tem escolha mesmo, o sinal bateu e quase ajoelhei pra agradecer, vi as meninas se levantando, mostrei minha mão pra Aria que logo me puxou, me desiquilibrei por conta do salto e peguei minha bolsa, indo pra fora da sala, vi Mona e resolvi falar com ela, batemos um papo e logo fui para o corredor, no meu armário.

Fui até Ária e começamos a conversar sobre assuntos totalmente aleatórios, escutei o barulho do diretor falando no "Mega falante" dele - ele não tem vergonha de usar uma blusa dessas? Marcando toda sua barriga gorda - falei com cara de nojo e Ária riu de mim - Hanna, xiu - ela fez um sinal com a boca e fiquei quieta

-Alunos, os policiais estão em frente a escola e irão interrogar os alunos, sejam educados, eles querem descobrir o caso de Mary Drake Dilaurentis, obrigado - ele se retirou do patio e vi de longe Emily abraçando Alison, olhei pra ela e vi ela chorar, senti meu coração doer e logo limpei minha lagrima, que sem querer querendo escorreu pelo rosto.
Depois de quase todos os alunos serem chamados, eu e minhas amigas chegamos na sala do diretor, Spencer bateu na porta e logo ela foi aberta por um policial, nos sentamos uma do lado da outra, ele perguntou algumas coisas, e respondemos sem pressa.

-Bom, vocês tem certeza que não participaram de nada? - O policial perguntou pela quinta vez, estava olhando minha unha, melhor do que a cara dele, não me julguem

-Ja disse que não, por que eu faria isso com minha tia? - Alison disse já brava, vi seu nervosismo, ri baixinho e logo ela me lançou um olhar, fiquei com medo e parei imediatamente

-Desculpa Alison, mas vocês são as mais prováveis de terem feito isso - o policial se levantou de sua cadeira, e se aproximou, me Encolhi no sofá com medo, Aria fez o mesmo

-quando você tiver certeza de alguma coisa você me chama, diante disso não use nenhuma palavra contra mim e minhas amigas, obrigada - ela disse e logo o policial agarrou os braços dela, fazendo ela ficar bem próximo dele - Estou falando para seu bem Alison, sua tia morreu, não sabemos quem nem como aconteceu, e você tentando ser forte o suficiente pra enfrentar seus medos, okay, siga em frente, mas não adianta chorar se algo ruim acontecer com vocês, todas - ele disse e logo arrumou suas coisas saindo da sala, Alison saiu logo atrás, ficamos paradas nos encarando sem entender nada.

Pov Alison

Sai daquela sala pisando fundo, todos abriram espaço para eu passar, em nenhum momento abaixei a cabeça pra ninguém, passei por todos e sai da escola, coloquei meu foninho, aumentei o volume no maximo e coloquei pra tocar "That's my girl - Fifth Harmony", arrumei minha mochila e fui andando para casa, passos longos.
Cheguei em casa bufando, abri a porta e vi aquele mesmo policial em casa, sentado no meu sofá, conversando com minha Mãe, brincando com minha irmã, e tomando café na minha caneca.

-Quando ele terminar de tomar joga fora essa caneca - falei e logo fui pra escada, minha mãe me olhou com raiva e logo pediu desculpas pra ele, que sorriu, falso, subi pro quarto, joguei minhas coisas na cama e fui tomar um banho de banheira, depois de 20 minutos sai de lá, me enrolei na toalha e logo fui até o quarto, vi a pequena Courtney ali me olhando e balançando os pés que estavam longe do chão, por estar sentada na cama, ela viu eu, e logo sorriu assoprando seu cabelo que estava em seu olho, fez uma careta fofa.

-Oi princesa - beijei sua testa, e logo fui ate a gaveta pegando minhas roupas, coloquei ali mesmo e logo peguei a camisa do meu irmão, que agora é minha, fiz um coque e me aproximei da Courtney e sorri pra ela, ajoelhei na sua frente, colocando minhas mãos na sua cintura.

-Fala - falei encarando seus olhos azuis com um pouco de verde, perfeitos

-Amanhã é meu aniversario de 7 anos, e tia Mary não vai fazer biscoitos recheados de chocolate, por que ela virou estrelinha, Lili - ela disse me olhando com os olhinhos tristes, essa foi a única coisa que consegui inventar pra ela, passei a mão em seu cabelo e logo fiz um carinho no seu rosto - Eu faço eles pra você, até porque tenho a receita, Tia Mary deixou a gente, mas nunca deixaremos ela Ok?, ela está guardada no nosso coração, princesa - Falei sorrindo pra garotinha que abriu os braços e me abraçou com toda sua vontade, logo depois ela desceu da cama e limpou seu rosto, vi que estava chorando mas não queria demonstrar - Entrou um cisco no meu olho - ela disfarçou e sorriu sapeca.

(. . .)

 Anoiteceu, minha mãe tinha sumido desde então, e não deixou recado, estava na sala assistindo filme com Jason e Courtney. Eu já estava quase dormindo quando escutei alguem abrir a porta, pulei da cama e vi Jason rindo de mim

-Que susto Idiota - ataquei o travesseiro nele que riu de mim, logo foi saindo do quarto, corri até ele - Jason - falei baixo, ele se virou e me encarou, fez um som nasal para que eu continuasse - To com medo, mamãe sumiu e não voltou até agora - falei fazendo bico, ele veio até mim e me abraçou -Vai ficar tudo bem - disse perto do meu ouvido.

Desde que meu pai faleceu, eu criei um apego enorme aos meus irmãos e minha mãe, depois dele veio minha tia, e tenho medo do que possa acontecer enquanto eu estiver longe deles, Rosewood está perigoso, e preciso cuidar de todos, nada pode acontecer.


Notas Finais


Mistério, mistério, voce por aqui?
Até mais amores ❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...