História Secret life - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Visualizações 5
Palavras 336
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Estupro, Incesto, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 2 - Capítulo 2


P/sn ficará lá fora sob o sol do meio_dia durante algum tempo, recebendo condolências dos amigos, agradecendo-lhes a presença, abraçados e, mais do que nunca, S/N parecia pétrea e distante enquanto os cumprimentava. Era como se seu corpo estivesse ali, mas a mente e a alma estivessem em outro lugar.

A caminho do cemitério, o pai comentou sobre sua aparência. Até os sapatos pareciam gastos. Ela pegará um par de sapatos pretos altos da mãe, mas estavam fora de moda.

P/sn: -Você não podia ter escolhido uma roupa decente para usar ? Pergintou-lhe com um olhar de irritação.

S/n: - Mamãe nunca me deixava usar preto. E achei.....achei que devia...

P/sn: Está tudo pronto em casa?

S/n: Está tudo pronto. Ela havia arrumado todo o bufê antes de saírem para a igreja. 

A cerimônia no cemitério foi breve, o pastor disse algumas palavras sobre Ellen e a família, lei alguns provérbios e salmos ao lado da sepultura, e depois todos foram para a casa de S/n. 

Após 2:00 horas o pessoal acabou indo embora, S/n arrumou as coisas e foi para o quarto, começou a chorar.

S/n: Por que mamãe? Por que ..... por que me deixou ?

Ela ouviu o pai abrir a porta do outro quarto e sair para o corredor. Chamou-a, ela não respondeu. Estava cansada demais para falar com alguém, ainda que fosse ele, e permaneceu deitada na cama, chorando pela mãe. Então ouviu a porta do quarto dele fechar novamente e só muito tempo depois é que ela finalmente levantou e dirigiu-se até o banheiro.

Ela encheu a banheira de água quente até a borda e trancou a porta do quarto, antes de tirar o vestido e deixá-lo cair ao chão a seus pés, depois de chutar os sapatos para longe. Deixou-se deslizar devagarinho para dentro da banheira. Ela só queria ficar vagando no espaço e não pensar em absolutamente nada.

Sabia que ali permanecera por longo tempo quando a água ficou fria e ouviu o pai bater à porta do quarto.

P/sn:- O que está fazendo S/n? Você está bem?



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...