História Secret Love - Capítulo 5


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Rap Monster, Suga, V
Tags Jikook, Namjin, Vhope
Exibições 97
Palavras 1.910
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Hentai, Lemon, Romance e Novela, Yaoi
Avisos: Estupro, Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Falaê cambada, tenho uma novidade...


CAPÍTULO NOVO AEEEEEEEEEEEEEEEEEEEE

Capítulo 5 - Reconciliation


Fanfic / Fanfiction Secret Love - Capítulo 5 - Reconciliation


POV JUNGKOOK

Começamos a nos beijar, um beijo lento, e romântico.
Começo a beijar o pescoço de Jimin, começando por beijos leves, mas logo começo com as mordidas fortes. De repente Jimin me interrompe.

- N-não. - Fala ofegante. - NÃO, EU NÃO QUERO VOCÊ JEON JUNGKOOK! - Grita, me empurrando com força para longe de si.

- O-O QUÊ? Pergunto incrédulo. - M-mas você disse que... - Ele me interrompe.

- EU NÃO FALEI POR QUERER. - Fala abaixando a cabeça. Eu o olho incrédulo, como pode Jimin me dizer tais coisas? Primeiro disse que me amava e agora está me dando outro fora? Eu já podia imaginar mesmo. De repente olho para um lugar em que não deveria. Sim! Park Jimin está com um enorme volume na calça.

- Tem certeza?- Pergunto indo e sua direção.

- O-o que está dizendo?

- Eu te deixo assim, Jimin? Te deixo excitado desse jeito? - O encaro com um olhar pervertido e aponto para o lugar da qual estava me referindo. Ele engole em seco.

- É-é claro que não, Jeon Jungkook. - Fala se distanciando de mim, mas logo pego seu pulso, o puxando, fazendo nossos corpos ficarem extremamente próximos.

- Não minta para mim, Jimin.- Falo mordendo o lóbulo de sua orelha, fazendo o mesmo estremecer.

- Ah, Jungkookiie. - Fala quase como um gemido, quando esfrego minha ereção na sua. - Você é mesmo um tolo. -  Fala perto do meu ouvido, logo solta um riso debochado e me empurra no mesmo instante.

- Porque está fazendo isso? - Pergunto, com uma expressão confusa e triste.

- Acha mesmo, que eu me apaixonaria por um garoto como você? - Sorri de lado, sarcasticamente. - Você é só mais um estudante, pobre e tolo. - Suas palavras me machucaram profundamente. - No máximo, nós seremos amigos.
Saí correndo, olhei no relógio do meu celular e já eram 00:10, possivelmente a minha mãe já chegou em casa.

***

Chego em casa chorando.

- Por que chegou tão tarde, senhor Jeon Jung... - Minha mãe estava me encarando. - Você está chorando?
Corro e abraço minha mãe.

- Está tudo dando errado, eu não deveria ter ...

- Calma filho, explica o que aconteceu.

- Lembra de Park Jimin?

- O garoto que você gosta?

- Sim, eu estava na casa dele e...

- JEON JUNGKOOK, NÃO ME DIZ QUE VOCÊS...

- NÃO, NÃO É ISSO... - Dei uma pausa. - E-eu me declarei pra ele.

- E ele não corresponde os seus sentimentos?

- Não. - falo, chorando em seu ombro.

- Procure outra pessoa, que te ame e te faça feliz. - Minha mãe disse, com um sorriso belo.

- Obrigado mãe.

***
Estou prestes a dormir quando penso na cena de Jimin me rejeitando.
Se ele não quer nada comigo, por quê ficou excitado?
Perdido em meus pensamentos, acabo pegando no sono.

***

Acabei me declarando para Jimin ontem, ele me deu um fora, mas fico feliz por finalmente ter dito meus sentimentos para ele. Sai dos meus pensamentos quando vi Jimin passar em minha frente, eu estava no corredor da escola, ele nem sequer me cumprimentou.

- Ah, não deveria ter revelado meus sentimentos á ele.- Faço uma expressão triste.

- Falando sozinho? - Ouço a voz de Taehyung próximo á mim.

- É, eu sempre faço isso. - Falo abaixando a cabeça.

- Hey, o que foi? Porque está assim? - Pergunta Taehyung preocupado.

- N-não é nada, não se preocupe. - Minto, para Taehyung não se preocupar.

- Lembra daquela nossa promessa? Nunca mentirmos ou escondermos algo um do outro? Você esqueceu? - Pergunta em um tom triste.

- Não é isso, é que… - Vejo seu rosto ainda mais triste. Suspiro. - Ah, tá legal! Venha. - Falo olhando para os lados e pegando seu pulso.

Estava o levando para atrás da escola, o lugar menos movimentado de lá. Não queria que ninguém escutasse.

***

- Oh, não fique assim, Jungkookiie, está tudo bem. - Fala Taehyung com minha cabeça em seu peito.

- Eu não quero que ele pare de falar comigo, não quero, Tae. - Falo choramingando. - Mas tudo bem! Uma hora ou outra isso iria acontecer mesmo, Jimin só falou comigo por causa de um trabalho, que ele teve que fazer obrigatoriamente comigo. - Falo quase como um choro.

- Ah, não venha me dizer que você vai chorar.- Fala tirando minha cabeça de seu peito, levantando a mesma. Logo me dando um tapa.

- HEY, VIROU MODA FICAR ME DANDO TAPA? - Grito. - Primeiro Jimin, e agora você? Só saiba que ficar dando tapas nas pessoas, não ajuda a melhorar o humor delas.

- Mas você bem que mereceu. - Fala, rindo de meu jeito bravo.

- Então foi por isso que me deu um tapa? Só para ficar rindo de mim? - Falo ainda bravo, passando a mão em meu rosto no local que recebi o ato.

- Claro que não, foi para você aprender a não ficar chorando por macho. Jimin está lá com os amigos dele, rindo e se divertindo na quadra de basquete, e você está aqui, chorando por ele. - Fala revirando os olhos e negando com a cabeça.

- Quadra de basquete?
 
- Temos aula de educação física hoje, o professor disse que iria nos levar lá, mas você fica tão ocupado nas aulas observando Park Jimin, que não presta atenção no que o professor fala! - Fala saindo e me deixando sozinho lá.

POV TAEHYUNG

Deixei Jungkook sozinho lá, eu entendo que gosta de Jimin, mas não quero que se magoe como eu. Admito que criei sentimentos por Hoseok. Mas quando estávamos prestes a fazer amor, ele me disse que ainda estava apaixonado por seu ex namorado.

Flashback On

 Eram 22:50 da noite, estávamos em seu quarto, nos beijávamos intensamente. Deitei Hoseok em sua cama, já retirando sua camisa. Fiquei de quatro em cima dele, meus joelhos apoiados na cama, um em cada lado de suas pernas e minhas mãos, também apoiadas, uma em cada lado de sua cabeça. Comecei a beijar seu pescoço, logo comecei a subir meus beijos e finalmente chegando em sua boca, beijando-o outra vez, pedi passagem com a língua e ele logo cedeu. Parei o beijo mordendo seu lábio inferior e abaixando minha cabeça para o seu mamilo esquerdo lambendo a extensão do mesmo, passei para o outro mamilo de Hoseok, tirando gemidos do mesmo. Logo sentei em sua ereção, ainda coberta pela calça, ele então gemeu rouco outra vez. Então passei a rebolar, tirando gemidos mais altos do mesmo.

-Gosta disso? Hum?- Perguntei rebolando ainda mais.

-H-hum, e-eu gosto.- Falou entre gemidos, mordendo seu lábio inferior.

Logo comecei a tirar sua calça, deixando-o apenas de cueca, vendo um certo volume na mesma. Estava prestes a tirar sua cueca, mas fui interrompido.

- O que foi?- Olhei confuso.

- M-me desculpe, Tae.- Falou enquanto sentava na cama. - Mas eu não posso fazer isso! - Fala com uma expressão triste.

- O-quê? M-mas por quê? Estava indo tudo tão bem!

- E-eu… Me desculpa. - Fala abaixando a cabeça. - Mas teremos que continuar apenas sendo amigos.

- P-por quê? Você não gosta de mim, é isso? - Falo já com lágrimas nos olhos.

- Não é isso, Tae, eu gosto muito de você, mas não desse jeito. O problema é que…- Abaixa a cabeça.

- FALA LOGO, JUNG HOSEOK!- Grito, já com raiva.

- Tudo bem! EU AINDA SOU APAIXONADO POR MIN YOONGI, SE É ISSO QUE VOCÊ QUER SABER. - Grita, já tapando seu rosto com as mãos.

- N-não, pode ser. - Falo deixando as lágrimas caírem.- Você me disse que não estava mais apaixonado por ele, você me disse que não sentia mais nada por ele, você disse que ele te deixou. - Falo incrédulo e ainda com lágrimas nos olhos.- VOCÊ É UM OTÁRIO, JUNG HOSEOK! - Grito por fim, me retirando de seu quarto.

Como ele pode fazer isso comigo?

FLASHBACK OF

Estava sentado no banco da quadra de basquete, assistindo o jogo. De repente a visto Hoseok, seu lindo corpo suado, por conta de estar jogando basquete. Depois daquela noite, imaginei que iria esquecer Hoseok, mas me enganei! De repente ele me avista também, mas não tiro meus olhos dele. Ele então, me lança aquele sorriso lindo de sempre.
Eu dou um sorriso de volta.

 Por quê eu sou assim?

POV JIMIN

Não deveria ter dito aquelas coisas para Jungkook, ele é uma garoto muito legal, acho que o magoei, mas não quero nada agora. Confesso que Jungkook me deixou um pouco excitado, só por simples toques. Como consegue fazer certas coisas em mim?

- Jimin? - Ouço no corredor vazio onde eu estava, mas permaneci sentado com a cabeça nos joelhos. - Jimin, é você? - Pergunta ainda aquela voz, muito conhecida para mim, logo vejo ele se aproximar. 

- O que você quer, Jungkook? - Falo, logo levantando minha cabeça para observá-lo. 

- Jimin, precisamos conversar.

POV TAEHYUNG

O jogo tinha terminado e o professor pediu para todos os jogadores irem se trocar no banheiro masculino. Fiquei sentado no banco com a cabeça abaixada, precisava ficar um pouco sozinho.

- Tae, podemos conversar? 

- Eu não tenho nada para conversar com você, Hoseok. - Falo, revirando os olhos e abaixando a cabeça.

- Por favor, Tae. 

Suspiro, mas logo concordo.

***
- Eu não sei. - Falo com uma expressão triste. - Eu fiquei extremamente magoado com você, hyung.

- Eu errei, Tae, eu sei! Por isso peço seu perdão. Eu realmente gosto muito de você! - Diz ele, em um tom baixo.

Não saberia dizer se, o que Hoseok estava dizendo era verdade, mas realmente estou apaixonado por ele. É claro que, não gostaria de namorar alguém que é apaixonado por outra pessoa, mas eu sentia que, quando o mesmo dizia tais palavras seu olhar era sincero.

- Ah. - Suspiro. - Tudo bem, eu perdôo você, hyung. - Logo vejo o mesmo sorrir quadrado. Em seguida, sinto seus braços envolverem minha cintura.

- Obrigado, Tae.

Sorri com seu ato. De repente ouço vozes no armário do zelador, essas vozes me eram familiares.

 ''- Jungkook, eu não quero nada com você! Eu já disse.''

- Tae, eu...- O interrompi.

- Shhhhh. - Tapo sua boca. - Está ouvindo isso?

- Nã... - O interrompi, outra vez. Logo o puxo para perto da porta do armário do zelador, de onde vinham as vozes. Ficamos ouvindo a conversa e logo as reconheci. 

- O que eles estão fazendo sozinhos no armário do zelador? - Pergunta fazendo uma cara pervertida.

- Ah, Hoseok hyung. - Falo rindo, fazendo o mesmo rir também. - Você tem a chave do armário do zelador? - Pergunto, por saber que o zelador da escola é tio de Hoseok.

- Tenho! Ele deixou para mim, pois o diretor o liberou mais cedo e quer que eu tranque. - Fala orgulhoso. - Mas, por quê?

- Então tranque, agora.

- O-o quê? Mas eles estão aí dentro. Eu não posso... - Fala confuso.

- Por isso, mesmo! Faça isso e os dois logo irão se entender.

- E-entendi ! - Fala, já colocando a chave dentro da fechadura.- T-tem certeza?

- Ya, tranque logo, hyung! - Grito baixo e ele logo vira a chave na fechadura, trancando a porta do armário do zelador.

 

Continua...
 


Notas Finais


VAI DAR MERDA VAAAAAAAAI


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...