História Secret Love - Capítulo 32


Escrita por: ~ e ~ReaperDestt

Postado
Categorias ASTRO, Bangtan Boys (BTS), Black Pink, EXO, Got7, Monsta X, Seventeen
Personagens Baekhyun, BamBam, Boo Seungkwan, Chanyeol, Chen, D.O, Eunwoo, Hansol "Vernon" Chwe, Hong Jisoo "Joshua", Hyung Won, I'M, Jackson, JB, Jeon Wonwoo, J-hope, Jimin, Jin, Jinjin, Jinyoung, Joo Heon, Junghan "Jeonghan", Jungkook, Kai, Ki Hyun, Kim Mingyu, Kris Wu, Lay, Lee Chan "Dino", Lee Jihun "Woozi", Lee Seokmin "DK", Lu Han, Mark, Min Hyuk, MJ, Moonbin, Personagens Originais, Rap Monster, Rocky, Sanha, Sehun, Seungcheol "S.Coups", Show Nu, Soonyoung "Hoshi", Suga, Suho, Tao, V, Wen Junhui "JUN", Won Ho, Xiumin, Xu Ming Hao "THE8", Youngjae, Yugyeom
Tags 2jae, 2won, Chanbaek, Changki, Eunbin, Hunhan, Jihancheol, Jikook, Joohyuk, Junhao, Kaisoo, Kristao, Markjinson, Meanie, Namjin, Sanjin, Soonhoon, Sulay, Taeyoonseok, Verkwan, Xiuchen, Yaoi, Yugbam
Visualizações 267
Palavras 1.048
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Crossover, Drama (Tragédia), Fluffy, Lemon, Romance e Novela, Sobrenatural, Suspense, Violência, Yaoi
Avisos: Gravidez Masculina (MPreg), Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 32 - Capítulo trinta e dois


— Soonie... Minha cabeça está doendo... — Disse.

— Eu já falei para tomar o remédio. — O Im olhou para o ômega jogado na cama.

— Mas o remédio tem um gosto muito ruim! — Fez cara de quem iria vomitar.

— Eu sei. — Riu.

O ômega se levantou e foi até o alaranjado e o abraçando por trás.

— O que está fazendo? — Perguntou.

— Só estou te abraçando enquanto posso. — Sorriu.

— Como assim "enquanto posso"?

O ômega ficou calado por alguns segundos

— S-Soonyoung... — O ômega sentou na cama. — E-eu não estou me sentindo bem...

— Ei... — Se sentou do lado do namorado. — Jihoon o qu...

O alaranjado não conseguiu terminar sua fala, pois o ômega caiu desmaiado.

— Jihoon! — Arregalou os olhos minimamente.

— Jihoon o... — Luhan entrou no quarto. — O que acon...

— Pare de falar e me ajude aqui!

Soonyoung andava de um lado para outro no hospital. O vampiro mordia o lábio nervosamente.

— Soonyoung-ah, se acalme. — Luhan falou.

— Como eu vou me acalmar, hyung? — Bufou nervoso.

— Ficar assim não vai adiantar nada. — Segunda olhou para o mais novo.

— São vocês que estão com Wang Jihoon? — Uma moça chegou para perto dos três.

— Nós mesmos. Ele está bem? — Falou de imediato.

— Sim, só a pressão dele que ficou baixa. Nada de mais. — Revirou os olhos. Soonyoung quis matar aquela moça ali mesmo. — Vou o trazer aqui. — A moça vai até alguma sala e volta depois de alguns segundos. — Tá aqui. — Trouxe o ômega pelo braço, de qualquer jeito.

— Olha aqui sua... — Ia falar alguma coisa mas Sehun o interrompeu.

— Obrigado. — Sorriu falsamente. — Vem, Ji.

— Ah espera... — Ela foi até o balcão da recepção, pegando um papel e escrevendo algo. — Aqui. Me liga. — Sorriu para Soonyoung.

— Uhum... — Revirou os olhos. — Vamos, amor. — Deu ênfase na palavra amor. A beta revirou os olhos.

Soonyoung pegou o menor no colo, o que assistiu o mesmo. Jihoon suspirou e se apoiou no peito de seu alfa.

— Eu não gostei daquela moça. — Disse ao sair do hospital. — Você está bem, Hoonie-yah?

— Uhum... — Balançou a cabeça positivamente.

— Eu acho melhor a gente voltar para a Coreia... — Sehun disse.

— Mas... por quê? — Fez bico.

— Eu também acho melhor voltarmos. — Luhan concordou.

— Não! Soonyoung hyung, diz para eles que vamos ficar aqui! — Cruzou os braços. Soonyoung se assustou com o hyung na frase.

— Eu também acho melhor voltar. — Disse.

— Amanhã de manhã a gente volta para a Coreia. — Luhan falou.

O ômega bufou.

Após chegarem no quarto do hotel, Soonyoung deixou o baixinho deitado na cama.

— Tem certeza que está bem? — O Im perguntou.

— Tenho. — Respondeu simples.

— Eu vou ligar para o Mark. — Disse pegando o celular.

— Por quê? — Perguntou. — Não liga, ele vai ficar preocupado.

Soonyoung ignorou o ômega e continuou o que estava fazendo.

— Mark? — O ômega revirou os olhos.

— Você é teimoso.

— A gente vai ter que voltar mais cedo para Coreia. Jihoon teve alguns probleminhas. — Disse. — Ele quer falar com você. — Disse.

— Fiz que eu estou dormindo. — Bocejou.

— Uhum... Ele está dormindo. — Olhou para o ômega. — Aviso sim, tchau. — Desligou o celular. — Ele disse para você se cuidar.

— Certo. — Riu.

— Hum... Ji, por que me chamou de hyung? Você nunca me chamou assim... — O ômega riu fraco.

— Chamei? — Arqueou uma sobrancelha. — Eu não percebi. Por quê? Te encomoda?

— Não é que... — Foi interrompido.

— Ou será que você prefere que eu te chamei de Oppa? — O mais velho riu.

— Maluquinho... — Deixou um beijo estalado na bochecha do ômega. — Não vou mentir, adorei a ideia.

— Que pena, eu estava brincando. — Riu soprado.

— Amanhã a gente vai voltar para a Coreia... — Suspirou. — Amanhã seu Appa vai ver a marca.

— Será que não tem como esconder? — Abaixou o olhar.

— Não. Ele iria perceber que o seu cheiro mudou. — Disse.

— Eu estou com sono... — Bocejou. — Minha cabeça está doendo...

— Você quer tomar algum remédio? — Perguntou.

— Não. — Fez cara de nojo.

— Você parece uma criança assim. — Riu.

— Não diga isso... — Se encolheu fazendo bico e em menos de um minuto o ômega caiu no sono.

— Fofo...

Os quatro já estavam a caminho do castelo, já estava de tarde e Soonyoung levava Jihoon no colo, após o mesmo quase ter desmaiado novamente. Pararam na frente do castelo dos Wang, Luhan e Sehun já não estavam mais com eles, já que preferiram ir para casa. Soonyoung se entreolhou com o loiro e suspirou antes de colocar o ômega no chão e entrar no castelo. Mark, ao ver o filho, logo correu para o abraçar.

— Como eu estava preocupado com você! Está tudo bem? Você está melhor? — Perguntou.

— Estou, omma. — Riu fraco.

— Que cheiro diferente é esse? — Jackson chegou mais perto com Jinyoung.

— B-bom... — Engoliu seco.

Os olhos de Jackson pararam no pescoço do filho e viu uma marca.

— Eu não tinha avisado sobre a marca? — Mark falou.

— Me diga que isso não é uma marca. — Jackson respirou fundo.

— É sim, appa. Soonyoung​ me marcou. — Disse puxando o vampiro mais para perto de si, se escondendo atrás do mesmo.

— Eu falei para tomar cuidado! Primeiro o Yixing, depois o Jisoo e agora você? — Riu. — Os filhos do Jaebum não tem vergonha na cara mesmo. Quer saber? Cansei disso, daqui em diante os Im estou proibidos de pisar aqui. — Disse rosnando.

— Você não pode fazer isso! — O Im disse.

— Posso e fiz. — Puxou Jihoon a força para perto de si.

— Jackson, você já está indo longe demais. — Mark tentou acalmar o marido.

— Calado! — Rosnou.

— Appa, não! — O ômega arregalou os olhos.

— Quieto! — Rosnou novamente.

— Mas... — Foi interrompido.

— Eu já mandei ficar quieto! — Usou sua voz de alfa e o loirinho se calou.

— Eu acho que vou desmaiar de novo... — Colocou a mão na cabeça.

— A partir de agora, os Wang estão proibidos de ter qualquer tipo de contato com os Im novamente.


Notas Finais


São duas da manhã e eu aqui
Postei, agora posso dormir em paz
~Xoxo


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...