História Secret Love Story! (Ziam Mayne.) - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias One Direction, Zayn Malik
Personagens Harry Styles, Liam Payne, Louis Tomlinson, Niall Horan, Zayn Malik
Tags Comedia, Drama, Mpreg, Romance, Tragedia, Violencia, Yaoi, Ziam Mayne
Exibições 63
Palavras 2.323
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Bishoujo, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Hentai, Lemon, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Yaoi
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Gravidez Masculina (MPreg), Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Oieeee meus Danicoros!
Tudo bem com vocês?
Nossa muito obrigada pelos favoritos, 15 em só um dia, isso é muito! Obrigada mesmo! Vocês são os melhores.
E por causa que vocês são os melhores eu trouxe o outro cap dessa maravilhosa fic!
Podem me agradecer depois kkkkkk
As coisas nessa fic andaram mais devagar, por isso nesse cap é essas poucas interações. Espero que gostem!
Bjssss e até lá em baixo!<3
XxXEUU!!!

Capítulo 2 - Capítulo Um.


Fanfic / Fanfiction Secret Love Story! (Ziam Mayne.) - Capítulo 2 - Capítulo Um.

- É bom saber que ainda se lembra de sua mãe Geoff. – Trisha dizia ao telefone assim que reconhece a voz de seu filho.

- Mãe eu nunca te esqueci, só que eu ando muito ocupado para falar com a senhora. – Geoff mente ao telefone, a verdade era que ele não tinha a mínima vontade de falar com essa parte da família.

- Uhum, ocupado demais com um trabalho medíocre e vida simples ao lado da sua mulher e filho. – Trisha alfineta se ajeitando na poltrona que estava sentada.

- Olha mãe não liguei para discutir com a senhora, na verdade eu queria pedir um favor...

- Agora eu só sirvo para lhe fazer favores? – Trisha o corta com certo deboche na voz.

- Mãe me escute, é algo relacionado a Liam. – Geoff fala de uma vez do que se trata, sua mãe podia ser muito difícil de conversar quando queria.

- O que tem o meu neto querido que você nunca me deixou conhecer? – A mulher pergunta dando um pouco de trégua e se interessando pelo assunto.

- Não é que eu nunca a deixei conhecer ele, só que se você viesse aqui iria ficar colocando coisas na cabeça dele sobre nossa família. – O suspiro de Geoff é ouvido do outro lado da linha.

- Você fala de nossa família como se tivesse nojo... Aposto que foi sua esposa que colocou essas coisas na sua cabeça, você tinha que ter se casado com uma nobre como lhe falei. – Trisha fala já irritada e rogando mentalmente mil e uma pragas para Karen.

- Não fale assim de Karen, ela não teve nada haver com isso e só para você saber, ela que insistiu que eu ligasse. Por mim nunca mais entrava em contato com vocês. – Geoff fala explodindo do outro lado da linha.

- Fale logo o que você quer antes que eu mude de idéia e desligue a ligação na sua cara. – A mulher diz num tom baixo e tentando se controlar, aquilo que seu filho disse há magoou um pouco.

- Preciso que Liam fique um tempo com a senhora e Zayn. – O homem fala e logo uma risada alta e feminina é ouvida do outro lado da linha.

- Você só pode estar brincando né? Primeiro queria que eu não visse o meu neto, pois ia encher sua cabeça de coisas sobre a nossa família, mas agora quer mandá-lo passar um tempo aqui, onde exatamente descobrirá tudo sobre a nossa família? Geoff suas piadas nunca perdem a graça. – A mulher diz parando de rir aos poucos.

- Não é uma piada mãe e saiba que eu não concordo nada com isso, queria o máximo afastar Liam desse mundo, mas não há mais nada que eu possa fazer. – Geoff solta um suspiro derrotado, ele não queria mandar seu filho para aquele lugar, mas é sua única opção.

- Geoff o que está acontecendo? – Trisha pergunta preocupada, apesar do tempo que tinha se passado ela ainda conhecia seu filho, e se ele ligou, é porque o assunto é realmente sério.

- Por onde eu começo... – Geoff fala retoricamente e então começa a contar tudo para sua mãe, desde a mudança de comportamento de Liam até seus hematomas. – É por isso que eu preciso que ele passe um tempo aí mãe, esse lugar vai ser bom pra ele, do mesmo modo que foi bom para mim. – Geoff renunciou a sua família quando tinha dezoito anos, por causa não só que ele estava cansado da maneira como vivia, mas também porque se apaixonou por Karen. Sua mãe nunca aprovaria o casamento dos dois, pois Karen não é da realeza, mas isso não o impediu de fugir com ela e se casar numa pequena ilha no sul da França, onde tiveram lindos momentos durante a lua de mel, e que desses momentos surgiu o melhor presente da vida deles, Liam.

- Mesmo que eu concorde com a idéia de Liam vir para cá, como você quer que eu convença Zayn disso? – Trisha fala suspirando pesadamente e passando uma das mãos pelo rosto, já velho por causa da idade.

- Peça a ele, não como um irmão pedindo a ajuda do outro, mas como um pai implorando pela vida de seu filho. – Geoff fala, ele sabia que Zayn estava muito magoado com ele, nunca iria o perdoar, mas ele não seria frio o bastante pra recusar o pedido de um pai pela vida de seu filho. Ou seria?

- Eu irei tentar meu filho. Esperarei Zayn voltar da caçada e então falarei com ele, depois eu te ligo para dizer as noticias. – Trisha diz olhando pela janela, na direção da floresta escurecida por causa da noite.

- Ele ainda caça de noite? Devia imaginar que ele não pararia com tal hábito ruim. – Um riso baixo e masculino preenche a linha telefônica.

- Você sabe que de noite é o período que os animais ficam mais ativos. E seu irmão sabe como se cuidar. – A mulher fala com um singelo sorriso aparecendo em seu rosto, relembrando do passado, quando Geoff brigava com Zayn, pois o mesmo ia caçar de noite e poderia ser morto por algum animal muito perigoso.

- É isso que me preocupa... Bem, obrigado mãe. Eu sei que eu não tenho sido um bom filho e não merecia um favor seu, mas mesmo assim a senhora está disposta a fazer isso por mim, só tenho que agradecer. – O homem fala do outro lado da linha e a sinceridade é notável em sua voz.

- Uma pequena parte foi por você, pois ainda sou sua mãe e te amo, mas a maior parte foi por Liam. – Trisha diz voltando seu olhar para uma foto que havia em cima da lareira, onde estava ela, Geoff, Zayn e seu falecido marido Yaser.

- Mas mesmo assim obrigado mãe... E eu também te amo. – Depois dessa sentença a linha fica muda. Geoff não sabia mais manter a conversa depois daquela frase e também não queria, tinha cortado os laços com essa parte da família e eles nunca se remendariam de novo. Isso era o que ele pensava.

A mulher solta um suspiro alto e coloca o telefone de volta no gancho. Esfrega as duas mãos com certa força no rosto e então se levanta da poltrona e volta o olhar de volta para a janela, vendo um cavalo com alguém montado em cima saindo da floresta.

- Essa conversa não vai ser nem um pouco fácil. – Diz suspirando fraco e caminhando graciosamente na direção da porta da sala em que estava.

O homem montado em seu cavalo se direciona até a estrebaria e já na entrada é abordado por um dos empregados.

- Meu senhor, pode deixar que eu guardo o cavalo. – O empregado diz parando ao lado do cavalo.

- Pode deixar Cedric, eu mesmo o guardo. – O homem diz descendo do cavalo e o puxando até um dos estábulos que havia ali. Ele então começa a soltar os arreios do cavalo e a retirar a cela, até que uma voz o assusta.

- Zayn. – Uma voz feminina chama, fazendo Zayn se assustar e se desequilibrar um pouco, quase caindo de bunda no chão.

- Por Deus mãe, não chegue de fininho assim não, a senhora me assustou. – Malik diz colocando a mão no peito e sentindo o coração bater forte.

- Desculpe-me, prometo da próxima vez fazer anuncio da minha chegada com uma fanfarra. – A mulher diz sorrindo divertida e se aproxima do estábulo.

- A senhora quer alguma coisa? – Zayn pergunta pegando uma escova e começando a escovar o lindo pelo brilhante do garanhão preto.

- Bem eu queria falar com você sobre uma coisa... Seu irmão ligou. – A mulher diz rápido, sabia que enrolar não adiantaria de nada, o resultado seria o mesmo.

- Que irmão? Pelo que eu saiba, meu irmão morreu há muitos anos atrás. – Malik diz calmamente, escovando o pelo do cavalo. Trisha revira os olhos.

- Você sabe muito bem de quem eu estou falando Zayn, Geoff. – Assim que Trisha fala o nome do filho à mão de Zayn aperta com força a escova, deixando a ponta de seus dedos brancos, mas logo alivia e volta a escovar o pelo brilhoso do animal.

- A sim, o desertor. – Malik fala e o ressentimento em sua voz era quase palpável. – O que ele queria? Pois pra ligar para nós depois de anos, só querendo algo mesmo.

- Ele quer que deixemos Liam ficar um tempo aqui conosco.

- Liam? – Zayn pergunta virando a cabeça para mulher e com o cenho franzido, ele não se lembrava de nenhum Liam.

- Seu sobrinho. – Trisha diz suspirando e se apoiando na cerca de madeira que circulava o estábulo.

- Geoff teve um filho? – Zayn pergunta espantado.

- Por Deus Zayn, onde você estava nas milhares de vezes que eu falei de seu sobrinho? – Trisha fala irritada com a cabeça de vento que seu filho era. – E então, o menino pode vir para cá ou não?

- Acho muita petulância dele pedir para o filho ficar aqui quando ele mesmo disse que não queria mais ter laços com nossa família. – Malik diz guardando a escova e saindo de dentro do estábulo.

- Zayn a situação é bastante complicada, isso é pro bem do garoto. Não é um irmão pedindo ajuda ao outro, é um pai implorando pela vida de seu filho. – Trisha diz exatamente como Geoff falou ao telefone, ele conhecia Zayn muito bem e sabia exatamente que palavras usar para convencê-lo.

- Eu não opinarei em nada, tome a decisão por si mesma. – O homem fala depois de alguns minutos em silêncio e então sai da estrebaria, deixando sua mãe para trás suspirando aliviada.

- Foi melhor do que eu pensei. – A mulher murmura pra si mesma e caminha de volta para o grande castelo.

 

/**/

 

Sentado em sua poltrona, lendo um jornal em frente à lareira estava Geoff. Ele estava nervoso e ansioso, não sabia se o irmão iria ou não aceitar seu filho morar naquele gigante castelo com eles.

Por um momento Geoff foi bombardeado de lembranças boas de quando viveu naquele local, ele e seu irmão viviam sempre juntos, até pareciam que nasceram colados. Zayn não tinha muita diferença de idade para Geoff, só dois anos a menos que ele. Geoff se lembrava como o irmão o gostava de desafiar.

 

Flashback On;

Era um domingo ensolarado e Geoff estava sentado em baixo de uma árvore lendo um livro de poesias, além de adorar poesias, Geoff usava vez ou outra para conquistar meninas que ele achava interessantes. De repente uma sombra se faz presente no livro e em Geoff, que levanta a cabeça e vê seu irmão mais novo parado a sua frente.

- Eu Zayn Malik, desafio você Geoff Malik, para uma luta de esgrima. – Dois floretes estavam na mão do Malik mais novo e elas produziam o reflexo da luz do sol.

- Agora não Zayn, não vê que estou no meio de uma leitura? – Geoff diz balançando o livro na frente do irmão que só revira os olhos.

- Tudo bem, já que você esta com medo. – O mais novo diz começando a se afastar.

- Eu com medo de você, que piada. – O mais velho fala rindo fraco.

- Então prove, lute comigo. – O mais novo fala desafiador atirando o florete na direção do mais velho, que pega o mesmo no ar.

- Não chore depois quando for derrotado. – Geoff diz se levantando do chão e parando em frente ao irmão. – Cinco passos?

- Cinco passos. – O outro diz e os dois se viram de costas e andam cinco passos para frente. Então os dois assumem posição de batalha.

- Hangar. – O irmão mais velho grita e então os dois irmãos começam a lutar e tudo que se ouvia era o som dos floretes se chocando. – Touché. – Geoff diz assim que acerta o tronco do irmão mais novo. – Quem chegar a dez pontos ganha.

E assim eles lutaram por um bom tempo, os dois eram bons em esgrimas, mas sempre um era melhor que o outro.

- Touché. Dez pontos, eu ganhei. – Geoff diz entre fôlego e um pouco suado, eles tinham lutado no sol por bastante tempo.

- Um dia eu ainda te vencerei irmão, guarde essas palavras. – Zayn diz entre fôlego também e o irmão assente.

- Aguardarei ansioso por isso irmãozinho.

Flashback Off;

 

Geoff é desperto de seus pensamentos quando o telefone começa a tocar. Seu coração começa a bater rapidamente, podia ser sua mãe ou não. Resolveu deixar as inseguranças de lado e atender ao telefone.

- Alô?

- Sou eu filho. – Trisha diz do outro lado da linha.

- E então? – Geoff fica ansioso e se ajeita melhor no sofá.

- Ele pode passar um tempo aqui. Traga-o na sexta, no fim de semana será melhor para ele se adaptar aqui e na segunda ele já pode começar a ter aulas. – O homem solta um suspiro aliviado, mas logo franze o cenho.

- Aulas? Pra que aulas?

 - Creio que seu filho ainda não tenha terminado a escola e também, ele precisa aprender etiqueta. – Trisha diz como se fosse à coisa mais óbvia do mundo.

- Mãe eu não estou mandando ele ai para ser um príncipe. – Geoff fala balançando a cabeça negativamente.

- Mas querendo ou não é isso que ele é e deve agir como tal. Agora preciso desligar, tenho coisas a fazer antes de me retirar para deitar. – A mulher diz do outro lado da linha.

- Tudo bem, obrigado mais uma vez mãe, a você e Zayn. – Geoff diz suspirando.

- Não precisa agradecer, o que uma mãe não faz por seu filho... Boa noite. – Sem esperar Geoff falar algo a linha fica muda, Trisha tinha desligado.

- E então? – Karen entra na sala com uma xícara de chá em suas mãos.

- Ele vai pra lá na sexta.


Notas Finais


Eai gostaram?
Vocês descobriram mais sobre a relação de Geoff e sua familia. Se não entendeu de cara, mais pra frente irão entender!
Bjsssssss e até o next!<3<3<3
XxXEUU!!!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...