História Secret of the Zodiac - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Saint Seiya
Personagens Afrodite de Peixes, Aiolia de Leão, Aioros de Sagitário, Aldebaran de Touro, Camus de Aquário, Dohko de Libra, Hyoga de Cisne, Ikki de Fênix, Kanon de Gêmeos, Marin de Águia, Mascára da Morte de Câncer, Miro de Escorpião, Mitsumasa Kido, Mu de Áries, Saori Kido (Athena), Seiya de Pégaso, Shaina de Cobra, Shaka de Virgem, Shion de Áries, Shiryu de Dragão (Shiryu de Libra), Shun de Andrômeda, Shura de Capricórnio
Exibições 93
Palavras 1.664
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Artes Marciais, Aventura, Bishoujo, Bishounen, Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Escolar, Esporte, Famí­lia, Festa, Ficção, Lemon, Mistério, Misticismo, Policial, Romance e Novela, Shonen-Ai, Suspense, Universo Alternativo, Visual Novel, Yaoi
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Mutilação, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Cheguei com mais um cap!
Espero que gostem!

Capítulo 3 - Irmãos


Hyoga estava deitado na cama de Seiya quando ouviu a porta do apartamento abrir.

Continuou deitado sabia que era Seiya e sabia que levaria um sermão. Não quis ir pra casa hoje e não quis avisar a Camus.  O mais velho certamente iria no colégio amanhã.

O loiro ouviu o castanho cantarolando alguma musica.  Assim que abriu a porta do quarto Hyoga disse:

-Bem- vindo de volta.

Seiya levou um justo. Pegou a mochila e jogou na direção de Hyoga.

-Eu já disse pra não invadir minha casa! – exclamou o castanho.

-Eu não invadi sua casa. Eu tenho a chave e você que me deu. - Disse Hyoga pegando a mochila.

-Tanto faz. Poderia avisar. - Disse Seiya sorrindo indo para cama e abraçando o loiro.

-Por que esse carinho todo? – perguntou Hyoga retribuindo o abraço.

-Porque fiquei preocupado. Não quero perder ninguém de novo. - Disse Seiya com voz chorosa.

-Você não vai me perder. E não vai perder o Shiryu, Shun nem o esquentadinho do Ikki.  –disse Hyoga sorrindo

Seiya riu e disse:

-Nem quando você vai me confortar você para de implicar com o Ikki.

-Ele é esquentadinho mesmo. – disse Hyoga dando de ombros.

-Tenho que avisar ao seu irmão. – disse Seiya pegando o celular e digitando o numero de Camus.

-Desculpe ligar essa hora Camus só liguei para avisar que ele está aqui em casa. – disse Seiya.

Camus falou mais alguma coisa e Seiya riu

-Pode deixar Camus até amanhã. – disse Seiya sorrindo

-Porque você esta sorrindo? – perguntou Hyoga.

-Ele disse que você tem que parar de invadir minha casa. – disse Seiya sorrindo e fazendo v com os dedos.

Camus sempre falava isso para Hyoga, mesmo quando o mesmo explicou que tinha a chave de casa do amigo e que isso não era invasão.

-Ele vai mesmo no colégio amanhã? – perguntou Hyoga.

-Sim. Disse que quer conversar com você. - Disse Seiya tirando a roupa e ficou apenas de Box.

-Sério que você vai tomar banho agora? – disse Hyoga.

-Sim. Necessito de um banho. – disse Seiya.

Saiu do quarto e foi para o banheiro.

Enquanto Seiya estava no banheiro Hyoga pegou o uniforme do amigo e arrumou ao lado do seu. Hyoga estava apenas com uma bermuda branca, deixando amostra seu peitoral bem trabalhado.

Voltou para cama e deitou, a cama era de casal. Com muito espaço pra os dois, embora Seiya se mexesse muito enquanto dormia.

Seiya levou quinze minutos no banho. Voltou e estava usando apenas uma Box vermelha.

Foi para cama e ficou deitado.

-Ah esqueci conheci o Milo. – disse Seiya.

-O namorado do Camus certo? – perguntou Hyoga sorrindo.

-Sim e ele é como Camus disse. Infantil, ciumento e possessivo. – disse Seiya rindo.

-Mesmo ele sendo assim acho ele perfeito para Camus. - Disse Hyoga.

-Eu também acho. Camus é todo sério, maduro e um pouco frio. Oposto do Milo. São perfeitos juntos. – disse Seiya sorrindo.

-Bom acho que tudo foi esclarecido. Vamos dormir. – disse Hyoga.

Eles deitaram e puxaram o cobertor e pegaram no sono.

 

Em frente ao colégio estava um homem ruivo, de olhos azuis e pele branca. Usava uma camisa social branca, calça Jeans e tênis preto. Ele entrou no colégio e foi na secretaria.

-Com licença. - Ele disse com uma voz fria e calma.

-Camus que bom revê-lo. – disse a secretaria.

-Digo o mesmo. Posso conversar com meu irmão? – perguntou Camus.

-Sim só um minuto. -  a secretária disse sorrindo.

Na porta da secretária passou um garoto de cabelos verdes. Usava o uniforme do colégio. Blazer preto por cima de uma camisa branca, gravata preta, calça preta e tênis preto.

-Shun querido. –chamou a moça.

Shun parou na porta e viu Camus e sorriu para o ruivo que retribuiu com apenas um aceno de cabeça.

-Poderia chamar o Hyoga por favor? – perguntou a secretaria.

-Claro. Com licença. – respondeu Shun sorrindo.

Após Shun se retirar passou cinco minutos e o irmão do ruivo apareceu.

-Obrigado. - Disse Camus saindo da secretaria e indo conversar com o irmão.

-Porque não avisou que ia dormir fora Hyoga? – perguntou Camus.

-Eu não achei que ia se preocupar. - Disse Hyoga sendo sincero.

-Como assim você achou que não ia me preocupar? Eu sou seu irmão Hyoga.  –disse Camus serio.

-Eu sei, mas você sempre ta ocupado com o trabalho. E eu não gosto que pense que te atrapalho quando to em casa. – disse Hyoga baixando o olhar.

Camus havia entendido. Deu um suspiro.

-Hyoga é claro que meu emprego é importante pra mim. Você sabe que adoro fazer cálculos físicos. Mas eu me importo com você muito mais que com meu trabalho. – disse Camus sorrindo.

-Camus- exclamou Hyoga feliz e abraçando o mais ruivo.

Camus se surpreendeu, Hyoga era meio serio não gostava de afetos e lá estava o loiro o abraçando fortemente.

-Eh que cena linda! – disse Shun aparecendo.

Camus ainda estava abraçado com Hyoga.

-Finalmente se entenderam. - Disse Shiryu aparecendo.

-Hm Hyoga finalmente parou de manter a sua posse de durão. - Disse Seiya sorrindo.

-Vocês não têm mais o que fazer não? – perguntou Hyoga irritado.

-Hyoga foi essa educação que nossos pais te deram? – Perguntou Camus surpreso.

-Desculpa. - Disse Hyoga baixinho.

-Hyoga pedindo desculpas que raro. – disse Seiya provocando o loiro.

-Seiya pare de implicar com o Hyoga. – disse Shun.

-Vocês quatro são muito infantis.  –disse Camus.

Camus foi para a saída escola acompanhado pelos quatro.

-Onde está Ikki? – perguntou Camus parado

-Ikki já se formou e esta na faculdade.  – Disse Shun sorrindo de orgulho.

-E o que ele está fazendo? – perguntou Camus parado na porta.

-Arquitetura.  –disse Shun.

Camus ficou surpreso não espera que o irmão mais velho de Shun que sempre fora rebelde fizesse arquitetura. Esperava que o azulado fizesse educação física.

-Que surpresa. Diga a ele que eu o parabenizo. - Disse Camus.

-Você pode encontrá-lo na faculdade Camus ele estuda na mesma faculdade que você. – disse Shun.

Camus ficou levemente surpreso. Mas fazia sentido pois uma vez viu o perfil de um calouro que lembrava Ikki.

-Muito bem. Vão almoçar. - - disse Camus se afastado.

 

Em um carro parado perto do colégio, estava Aiolia e Milo.

-Não acredito que você me fez vir ate aqui. – disse Aiolia.

-Você é meu melhor amigo tem que estar comigo nesses momentos. – rebateu Milo.

Eles observavam Camus com Seiya e seus amigos.

Logo o ruivo se despediu.

Milo desceu do carro e disse:

-Obrigado Aiolia falo com você mais tarde.

Aiolia fez que sim com a cabeça.

Antes de sair Viu que os meninos estavam no portão ainda. O loiro que era irmão de Camus brigava com Seiya que estava atrás de um garoto mais alto com longos cabelos pretos. E um esverdeado tentava fazer o loiro se acalmar.

-Crianças – disse Aiolia.

 

Após o dia de aulas. Os quatro estavam saindo do colégio.

-Vai para seu tutor hoje? – perguntou Shun.

-Sim. Tenho que entregar os exercícios que ele deixou para casa. E pegar outros. – disse Seiya.

-Aiolos realmente pega pesado com você. – disse Shiryu que era o único que conhecia Aiolos.

-Sim. - Disse Seiya.

-Seiya posso ficar na sua casa? Ikki não vai para casa hoje e tenho medo de ficar sozinho. -Disse Shun corado. Shun era o mais novo dos quatro e estava no terceiro ano juntos dos mesmo ele é inteligente por isso pulou um ano no colégio.

-Claro. Devo chegar em casa umas nove e meia. – disse Seiya.

-Ta bom. - Disse Shun sorrindo.

Seiya se afastou dos meninos e foi para casa do seu mestre.

 

Aiolos estava todo arrumado. Usava um smoking preto

-E se aquele moleque aparecer aqui?- perguntou Aiolia.

Aiolos o encarou de fora seria.

-Aiolia esse moleque é meu pupilo, trate ele com educação. E Seiya já ficou varias vezes aqui em casa sem ninguém. Peça para ele deixar as atividades de física no meu escritório na mesinha e diga a ele que a lista de outros exercícios estão no meu quarto. – disse Aiolos

-Ta certo, me desculpe. – disse Aiolia.

-E não briguem. Quero minha casa inteira quando eu voltar. – disse Aiolos.

-Okay.

O irmão saiu e em dez minutos o interfone tocou.

Aiolia foi abrir a porta e viu Seiya.

-Boa noite. - Disse Seiya sorrindo o que surpreendeu Aiolia.

-Boa noite. - Disse Aiolia.

Seiya entrou e colocou a mochila em cima da mesa.

-Onde está Mestre Aiolos? – perguntou Seiya.

-Ele foi em um jantar. –disse Aiolia indo para o sofá.

-Ah o jantar de encontro mensal dos médicos cirurgiões. – Disse Seiya.

-Como você sabe do jantar se nem eu sabia? – perguntou Aiolia abismado.

-Eu sou pupilo dele, tenho que saber com que ele anda, como ele convive com as pessoas, o que ele pensa. – disse Seiya simplesmente.

-Ele falou pra você deixar os exercícios no escritório dele e pegar outros no quarto dele.  –disse Aiolia.

-Okay. –Seiya foi na direção certa de cada cômodo.

-Você realmente conhece essa casa muito bem. – disse Aiolia

-Claro quem você acha que arruma quando Aiolos não está em casa por causa de conferencia? –perguntou Seiya.

E Aiolia dava razão nunca foi muito organizado, mas quando Aiolos sai a casa era um caos e quando ele voltava a casa estava arrumado até seu quarto.

-Ei você que dizer que já entrou no meu quarto? –perguntou Aiolia furioso.

-Claro e uma coisa, deixe as camisinhas que você usar no lixo e não no chão do quarto ou em outras partes da casa. – disse Seiya em tom de repreensão.

Aiolia ia falar mais o interfone tocou e ele foi atender a porta.

Seiya se sentou a mesa.

-Oh Mu que bom em vê-lo. – disse Aiolia feliz

-Olá Aiolia. – disse uma voz calma.

Eles entraram.

-E quem é esse com você? -perguntou Aiolia para um rapaz de cabelos azuis e pele morena e olhos azuis.

-Meu calouro estou sendo responsável por ele. - Disse uma voz calma.

-Ninguém é responsável por mim. – disse uma voz irritada. Que Seiya reconheceu na hora.

-Não pode ser! – exclamou Seiya baixinho.


Notas Finais


Então o que acharam? Gostaram?
Até o próximo cap!
Beijinhos de Luz


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...