História Secretária - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias Naruto
Personagens Fugaku Uchiha, Gaara do Deserto (Sabaku no Gaara), Hinata Hyuuga, Ino Yamanaka, Mikoto Uchiha, Neji Hyuuga, Sai, Sakura Haruno, Sasori, Sasuke Uchiha, Tsunade Senju
Tags Gaasaku, Naruto, Sasosaku, Sasusaku
Exibições 464
Palavras 2.204
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Ecchi, Famí­lia, Ficção, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo
Avisos: Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Oie, demorei muito não né?
Enfim, espero que gostem!

Boa leitura!

Capítulo 4 - Revelações e momentos


Capítulo 4 - Revelações e Momentos

 

“Pronto. O karma me ama.” Sussurrou Sakura para si antes de entrar para seu apartamento. Após se virar, viu o ruivo e o moreno se encararem mortalmente.

- O que ele faz aqui? – perguntou o ruivo com ódio

- Ele só veio falar sobre uma coisa do trabalho. – mentiu na cara dura se jogando no sofá. Não iria de modo algum falar que estava quase transando com seu chefe

- E isso não podia esperar até amanha?

- Por que você não baixa sua crista, Sabaku?

- Por que você está se metendo, Uchiha?

- Meu deus! – os dois direcionaram seu olhar para a rosada

- O que foi Saky?

- Ah, nada Gaa-kun! Só a foto que Matsuri postou, você viu? – apontou o celular, mostrando a foto de uma antiga colega fazendo biquinho – Ainda não sei como você namorou ela... – soltou seu veneno

- Ciúmes ainda Saky?

- Sobrei. – soltou o moreno que fitava o “casal”

- Com certeza, Uchiha. Por que você não toma rumo e sai? – perguntou alfinetando o “inimigo”

- Por que eu sou a companhia dela hoje, Gaara. – sorriu de canto

- Ela nem liga para sua existência! – esbravejou Gaara – Saia daqui!

- Você tem imã com ruivos, não é Sakura?

- Digo o mesmo de você, Sr. Uchiha. – respondeu ainda olhando o celular. Não estava com um pingo de paciência para os chiliques dos dois “homens”

 

TOC TOC

 

- Pizza! – gritou Sakura largando o celular e correndo para a porta

- Boa noite, pizza tamanho família, metade calabresa, metade tomates secos e metade chocolate.

- Ain que linda!

- São apenas...

- Toma, fique com o troco. Muito obrigada. – disse Sakura pegando a pizza e entrando feliz da vida – Quem tem pizza? Eu tenho pizza! Uhul Uhul Eu tenho pizza.

- Você tem sérios problemas isso sim, Haruno.

- Sou feliz e sei sorrir, diferente de você. – cantarolou mais feliz que pinto no lixo

- Devo concordar com você Uchiha. – disso sorrindo vendo a amiga ir para a cozinha saltitando – Peço desculpas pelos meus modos, Sasuke. Só não gostei de ver outro homem jogado no sofá dela.

- Entendo, mas nosso relacionamento é meramente profissional.

- Aham, e eu sou o Batman. – riu olhando para o moreno na sua frente – Do lado dela pode até ser, mas você? Há! Quer ela na cama, pena que não conseguirá.

- Posso saber o por quê?

- Simples Sakura está noiva.

- QUE?!

- Como suspeitei, você a quer, mas não a conhece. – disse indo para a cozinha – Ah, só para ficar claro, ele é bastante ciumento, e bem parecido com você. Até demais.

Gaara desapareceu deixando um Uchiha bastante curioso. “Ele é bastante ciumento, e bem parecido com você. Até demais.” A voz do ruivo sondava sua cabeça. Não era novidade para ninguém que ele queria Sakura, mas parecia que só ela não enxergava. Desde que viu a rosada pela primeira vez, quis possui-la, porém ela se mostrou forte, o que só atiçava-o mais. Hoje era o dia. “Ela está noiva!” pensou consigo.

- Você não vai querer pizza? – despertou-se com a voz doce de Sakura – Você está parecendo estatua ai.

- Ah, pode ser. – respondeu indo para a cozinha

- Então Gaa-kun, o que te trouxe aqui?

- Avião, conhece? – respondeu sorrindo

- Idiota. – sorriu Sakura

- Ele está vindo. – disse ficando serio – E você ainda não contou para você sabe quem.

- Você sabe quem não tem nada haver com minha vida.

- Você que sabe. – disse dando de ombros

- Está calado por que Sasuke?

- Hm. – resmungou mexendo no prato

- Você ama tomates e chocolate, não entendo por que não comeu ainda.

- Hm.

- Meu amado chefe voltou, que lindo. – ironizou e olhou para o ruivo – O que você fez?

- Eu?!

- Não se faça de sonso.

- Ele só disse a verdade.

- Que verdade? – perguntou aflita

- Que só temos uma relação profissional. – disse se levantando – Tenham uma boa noite. – saiu

- O que você realmente falou?

- Que você esta noiva, nada demais.

- Não disse o resto do acordo?

- A parte que você tem...

- Só responde sim ou não. – interrompeu o ruivo que suspirou

- Você sabe muito bem que quando ele descobrir irá ficar uma fera.

- Ninguém mandou ele ser irritante.

- Você só vai se machucar. – disse colocando o ultimo pedaço na boca – De novo.

- Hm.

- Pegou a mania dele agora foi?

- Hm.

 

O resto da noite foi normal. Eles não tocaram no assunto casamento novamente. Gaara acabou dormindo no sofá, sem camisa já que Sakura derramou refrigerante, e com a rosada no seu peito.

 

06:35 da manhã

 

Gaara acordou com um gnomo agarrado ao seu pescoço, olhou novamente e viu somente sua amiga. Sorriu mais largamente. Ela era linda, uma bela amiga. Retirou os pensamentos impuros, “Não posso.” Levantou devagar para a amiga não acordar, estava indo para o banheiro quando ouviu a alguém bater na porta, foi correndo ver quem era para não acordar Sakura. Abriu a porta.

- Bom dia.

- Você aqui? Achei que ela tivesse noivo.

- E tem.

- Com você assim? – apontou para o tronco do ruivo

- Não sinta inveja Sasuke. Sei que sou mais gostoso que você. E bem que podia lhe fazer inveja dizendo que ela dormiu aninhada ao meu peito, mas não sou desses. – disse sorrindo, Sasuke apenas bufou irritado – E você, o que veio fazer aqui?

- Ela está sem carro, achei que aceitaria carona.

- Hm, só não esperava me encontrar aqui, certo?

- Hm.

- Hmm... – ouviram um resmungo, olharam diretamente para o sofá. Sakura acabara de acordar. – Gaara?

- Estou aqui. – respondeu. Automaticamente Sakura virou a cabeça encontrando o ruivo lindo e um moreno mais lindo ainda. Mordeu o lábio e expulsou pensamentos que vagavam em sua mente. – Bom dia flor.

- Bom dia Gaa-kun. Bom dia Sasuke.

- Bom dia Haruno. Está atrasada.

- Você por acaso esta caindo da cama ultimamente?

- Não.

- O que faz aqui?

- Achei que precisasse de carona, mas o Gaara está aqui. Lhe encontro na empresa.

- Tudo bem.

 

30 minutos depois

 

- Ele disse quando viria? – perguntou ao ver o prédio onde trabalhava na sua frente e retirou o cinto

- Disse que hoje ainda, tanto é que irão contar hoje a você sabe quem.

- Ele vai ficar puto da vida.

- Acontece nas melhores famílias.

- Ou nas piores. – resmungou saindo – Tenha um bom dia Gaara-kun.

- Boa sorte Sakura-chan. – se despediu e saiu arrastando o carro

- Vou precisar. – resmungou andando para dentro da empresa

 

* ENQUANTO ISSO DENTRO DA SALA DE SASUKE *

 

- Ohh Sasuke-kun! Mais rápido! – gemia loucamente no colo de seu amado. Entretanto o mesmo parecia fora de orbita. “Noiva” era isso que sondava a mente do moreno

- Incline-se. – ordenou. Ela prontamente atendeu se inclinando na mesa. Ele meteu forte, sem se importar.

- I-isso! Ohhhh! – gemia ofegante conforme ele entocava

- Ohh... – deixou um gemido escapar ao desleitar-se dentro dela, entocou mais e ela gozou

- Uau, você estava inspirado, não é Sasuke-kun?

- Hm. – resmungou tirando o cabelo grudado na testa e se retirando de dentro dela. Pegou a camisinha e jogou no lixo do banheiro, ao voltar deparou-se com a ruiva se masturbando na sua cadeira  - Onde está minha calça?

- Não terá segundo round? – perguntou manhosa

- Não. – disse procurando a cueca – Daqui a pouco a Sakura chega.

- É sempre isso. Sakura isso... Sakura aquilo. Arg! – disse se levantando e vestindo a calcinha – Você sabe que ela não te pertence e nunca pertencerá, não sabe? Ela nunca vai pertencer a ninguém!

- Cala a boca.

- Sasuke eu... – parou de falar ao ver a ruiva se ajeitando e o moreno com seu membro para fora – Desculpe.

- Olha só! A coisinha rosa chegou! – Sakura revirou os olhos e foi se retirar – Nem pense nisso! – disse Karin furiosa puxando a rosada pelo braço

- Me larga!

- Você não vai sair assim! – a puxou para dentro e trancou a porta. Sasuke já se encontrava vestido e saindo do banheiro – Você se acha a sensual não é Sakura?

- Do que você esta falando Karin?

- CALADA! – esbravejou surpreendendo Sasuke e Sakura – SEMPRE! HÁ! Sempre foi assim, desde quando estudamos juntas. Você sempre rouba meus namorados!

- Você é louca, só pode. Nunca roubei namorado de ninguém, muito diferente de você.

- EU? LOUCA? – puxou a rosada para sua frente - Não sou uma vadia igual a você!

- Para com isso Karin! – interviu Sasuke

- Parar com o que? Só estou falando a verdade, primeiro o Suigetsu, depois o Raiden e agora o Sasuke! Por que você faz isso?

- Você é maluca! Eu não roubei ninguém! Já disse mil vezes, nunca fiquei com o cabelo de nuvem, menos aquele sem sal do Raiden e o Sasuke? Pelo amor ne? Sasuke não passa de meu chefe.

- Hahaha Quer enganar a quem?

- Karin, olha...

- Olha o cacete!  Quer saber, eu sou a trouxa aqui. – disse pegando a bolsa e destrancando a porta

- Sasuke é meu chefe, nada mais que isso!

- Você tentou dizer isso a ele? – alfinetou saindo da sala

- Karin é louca. – falou Sasuke.

- E obcecada por você. Toma cuidado Sasuke, a obsessão só leva a destruição. – resmungou indo sentar

- Hm. O que temos para hoje?

- Só a visita de Fugaku-sama.

- Hm. – respondeu indo se sentar, porém parou bruscamente – Repete.

- O que?

- Quem vem nos visitar?

- Fugaku-sama, seu pai, sabe...?

- Puta merda! Claro que eu sei sua irritante!

- Então não pergunte emo!

- Merda! Merda! Merda! – repetia varias vezes andando de um lado para o outro

- Ficou louco?

- Por que não me avisou antes?!

- Simples, eu avisei, você escutou? Claro que não!

- EU ESTOU FODIDO!

- Legal.

- Legal? Se eu perder a presidência, você perde seu cargo.

- Tá. – disse dando de ombros e Sasuke ficou inconformado – COMO ASSIM EU PERCO MEU CARGO? RALEI DURO PARA VIRAR SUA SECRETÁRIA.

- Ah, agora se deu conta da gravidade do momento?

- Só não entendi como você perderá a presidência.

- Simples, eu tinha que estar compromissado. Esse era o acordo.

- Acordo? Como assim?

- Meu pai disse que quando viesse me visitar, ou seja, hoje, eu teria que estar com alguém fixo. Ele viu os boatos das revistas e sabe que eu só fico, que nunca tenho relacionamento serio.

- É só falar que ainda não arrum—

- Ou eu sairia da presidência. Ai falei que estava namorando á seis meses.

- Você é idiota!

- Pare de me insultar!

- Então faça algo que preste! Pelo menos uma vez na vida! Você não poderia ser alguém normal? Não poderia arranjar alguém?

- Estava com a Karin... – resmungou como quem não quer nada

- Então a chame. Eu não quero perder meu emprego.

- Está preocupada com seu emprego?

- CLARO!

- Irritante. – Sakura revirou os olhos

- O que você vai fazer?

- Você será minha namorada!

- COMO? CÊ TA LOUCO? EU NÃO POSSO!

- É só até ele ir embora.

- NÃO! NÃO VOU SER SUA NAMORADA!

- É só um dia e nem é um enorme sacrifício assim. E se você não tivesse feito eu dispensar a Karin, ela estava aqui sendo a “Sra. Uchiha” por um dia.

- Não e não. E ela deu a louca, não tenho nada haver.

- Tem mais culpa no cartório nessa situação do que imagina Sakura.

- Como assim?

- Sasuke! – ouviram uma voz grossa – Onde o Sasuke está?

- Na sala Senhor.

- É ele! Por favor! – pediu manhoso - É ele! Vai Sakura! Nunca te pedi nada! – falou implorando

- Já pediu sim! Mas nunca algo tão idiota assim. Além do mais eu não posso, por mais que seja muito bom ver Sasuke Uchiha implorando.

- Será só enquanto ele estiver aqui.

- Realmente não posso. Sasu— Foi interrompida por um beijo, era calmo e ele pediu passagem com a língua, prontamente cedeu. Era bom, calmo e aconchegante. Sentiu a mão dele em sua cintura puxando-a para mais perto. “Eu não posso” dizia sua mente “Se ele ficar sabendo, você estará ferrada” sua mente insistia para se afastar, mas seu corpo foi mais rápido e apertou a nuca de Sasuke que gemeu em sua boca. Em um momento de descuido caíram no chão, já que Sasuke fez o favor de tira-la da cadeira. Sakura acabou encima dele com as pernas cada uma de um lado, em uma posição constrangedora, mas não cessou o beijo em momento algum, um beijo que logo se tornou mais “caliente”, Sakura estava com a mão por dentro da camisa social de Sasuke, e ele com sua mão boba por cima da saia justa de Sakura, que por conta da posição levantou deixando sua perna mais a mostra.

Fugaku entrou na sala, olhando aquela cena esperou que percebessem sua presença, mas vendo a garota rebolar no colo de seu filho e ele gemer descaradamente, limpou a garganta.

- Uhrum... Atrapalho?


Notas Finais




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...