História Secrets - Capítulo 10


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bleach
Personagens Byakuya Kuchiki, Grimmjow Jaegerjaquez, Ichigo Kurosaki, Nemu Kurotsuchi (Nemuri Nanagou), Orihime Inoue, Renji Abarai, Rukia Kuchiki
Tags Ichiruki, Riverkarin
Exibições 142
Palavras 1.460
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Romance e Novela
Avisos: Adultério, Drogas, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Bom dia meu povo, a semana passou rápido em? O bom é que escrevi bastante capítulos \o/ estou muito feliz com os mais de 150 favoritos salve a todos que estão me acompanhando, muito obrigada! Sem deixar de mencionar que ⅓  das minhas leitoras antigas estão em pausa nas leituras semanais, garotas não me abandonem pls eu sinto muita falta de vocês! A seguir tenho alguns tópicos de avisos que seria legal que vocês lessem:


> Chegamos na faixa de 10 capítulos (yeah!), esse é o número que pensei pra pular de nível. Quem leu até aqui certamente  vai notar uma diferença hihi. Os capítulos vão sair de mais formais para mais eróticos +18. Então meu povo, para quem não gosta está dado o aviso.


> Eu adicionei long-fic na sinopse também, estou pensando bastante e vai dar muita coisa pra contar pela frente não tem como resumir e se a história começou devagar ou fraquinha é porque faz parte mesmo.


> Recebi algumas mensagens de leitores comentando que a fanfic está com capítulos pequenos e eu pretendo melhorar isso tá pessoal, particularmente eu gosto assim porque a leitura fica menos enrolada mas vou me esforçar mais, não vou mexer nos capítulos que já tenho prontos vou fazer isso nos próximos que eu for escrevendo. E tem mais meu povo, se você não acha legal as postagens aos sábados simbora mudar isso? Sabe como? Fiz uma enquete multiplaescolha o link está no meu perfil.

> Espero que gostem, boa leitura!

Capítulo 10 - Jogo de sorte, ou azar?



X

Jogo de sorte, ou azar?


— Você não deveria comer tudo isso, por Deus, aonde você vai parar Nemuri?… Nós duas sabemos que fazendo isso você  nunca vai conseguir ficar magra. — Cochichou a senhora Kurotsuchi quase como um suspiro, ela não se cansava de repetir a mesma coisa todo santo dia. Nemuri fez ouvido surdo e pôs-se a colocar  quatro  colheres  de  açúcar em seu café mexendo, mexendo, e mexendo, como  se  tentasse  abrir  um  buraco  na  xícara.  Nemuri detestava os sermões da mãe por saber que ela estava certa. Como ela detestava a própria vida...  Tinha horas que ela queria mesmo se matar.


Três estavam sentados na mesa para o café da manhã e já passava das sete horas.  Seu pai como de costume lia o jornal do dia quando espiou por cima do encarte observando as mulheres travando uma guerra baixinho, ele dobrou o jornal e o colocou sobre a mesa. Era uma bela casa de janelas grandes ensolaradas e vários cômodos,  ali onde eles tomavam café da manhã dava para ver o parque do outro lado da avenida. A casa dos Kurotsuchi é uma propriedade valiosíssima situada em um ponto privilegiado da cidade.


— Deixe a garota comer o que ela quer. — Ralhou o pai de Nemuri, Mayuri, um magnata sexagenário de pele muito branca suaves linhas cravadas no rosto e de os olhos verdes iguais aos da filha, por trás do ar sério e machista esconde um hobby peculiar: Virar a Drag Queen mais pintosa da cidade. Quem o vê durante o dia jamais pensaria isso mas as aparências definitivamente enganam. Ele sempre fica contra sua esposa e a favor de Nemu. Nemuri que comia uma fatia enorme de bolo de chocolate e estava adicionado mais uma colher de açúcar em seu café pensava que Renji estava demorando demais para buscá-la. Se ela não adquirisse diabetes por consumir tanto açúcar ela não conseguiria  mais nada nessa vida.  Pensou a sua mãe. Uma mulher culta e elegante que é 20 anos mais jovem que seu marido. Uma mulher bem suja por trás da respeitosa esposa, na rua, a boceta dela é mais conhecida por listerine. Atualmente ela mantém um caso extraconjugal com seu motorista que também é 20 anos mais jovem que ela; e seu marido sabe disso mas eles não trepam há anos…  A história é um pouco bizarra demais mas eles precisam manter a aparência.


— Papai hoje vou com o senhor para o Colégio.






••••






Faltavam poucos minutos para a sineta da aula tocar e as conversas ainda rolavam a mil. —  [...] Não acho que vá cair bem em você queridinha. Melhor devolver à loja, aquilo é cafona demais! — Falou Rukia para Nelliel. Todas as amigas de Nemu, Lisa, Neliel e Rukia estavam sentadas na escadaria da Seireitei Academy falando coisas de meninas, elas nem repararam que Nemuri estava chegando para se se juntar a elas.


— Meninas. Bom dia!  — Todas rolaram os olhos para Nemuri e a comprimemtaram de volta. Não era tão simples o fato das outras estarem tão entretidas com Rukia, Nemuri sentiu um monte de sensações ruins sobre isso: ciúme, raiva, inove. Rukia estava conversando com SUAS amigas. Não era para menos. — Do vocês que estavam falando? — Nemuri tentou investigar.


— De você. — Rukia disse é logo em seguida deu uma risadinha ganhando cobertura das demais. — Claro que não sua boba. Estávamos falando do meu namorado. Ele me buscou em casa hoje e me deu este presente. — Rukia esticou o pulso e mostrou uma pulseira de pedrinhas de brilhantes que ganhou do capitão do time,  Abarai. — Não era como se Nemuri não soubesse mentir mas a cara que ela fez foi a deixa para qualquer desconfiança. A sineta tocou e todas elas mexeram-se para chegar na sala, Nemuri não elogiou a pulseira.







••••








— Ichigo, passa a bola! Passa a bola cara!  — Gritava o colega de time para Ichigo, o rapaz de cabelos castanhos estava livre enquanto Ichigo lutava para não perder a bola para 2, o outro estava bem mais próximo de marcar um gol que de fato o Kurosaki, porém Ichigo não arriscou confiar e acabou perdendo a bola para o time adversário, inconformado, Ichigo ainda avançou para cima do camisa rival desferindo agressão assim marcando falta adversária, inutilmente, ele ainda protestou com o Juiz e acabou ganhando um cartão amarelo. Ichigo furioso limpou a garganta e cuspiu no gramado com as mãos na cintura. Quando todos ficaram prontos para a marcação de falta Ichigo e os outros membros do time se colocaram na frente do gol protegendo as partes de baixo o goleiro Grimmjow estava se aquecendo, então, o camisa adversária chutou a bola e para a surpresa de todos marcou ponto. O juiz encerrou a partida 2x1 para o time adversário.


— Caralho Ichigo, que foi aquilo cara? Era para você ter passado a bola naquela hora. O Keigo estava livre podia ter conseguido o gol. — Disse o atacante Abarai para Ichigo, eles tiraram a camisa a caminho do vestuário masculino e enquanto cruzavam o saguão do ginásio. O de cabelo acobreado rolou os olhos para as arquibancadas onde umas garotas do segundo ano acompanhavam toda a partida de educação física, Nemuri estava entre elas e acenava ostensivamente para o seu amigo Abarai ela costumava matar aula às quartas-feiras para acompanhar a partida, Renji apenas acenou de volta. Ichigo coçou o nariz pensando na encrenca que seu amigo estava metido namorando logo duas amigas. Ele pigarreou.

 

— Eu tinha quase certeza que conseguiria marcar ponto. Certeza! Mas foi mal, não vai mais acontecer. — Ichigo respondeu cerrando o punho lembrando que tomou cartão amarelo. Os dois chegaram juntos ao vestuário e o vapor quente do banho dos outros membros do time já estava embasando os espelhos do armário de Ichigo. Ele precisava de uma boa desculpa para sair de fininho enquanto todos estivessem ocupados. — Ah não que merda. O shampoo acabou. —  Ichigo disse olhando para Renji.


— Usa o meu cara, pode ir lá pegar no meu armário. — O capitão respondeu sentando no banco do banheirona intensão de retirar uma das chuteiras.


— Anda, vai logo buscar para mim. Eu não sei procurar. — O atacante Abarai desamarrou os nós dos cadarços e foi buscar o shampoo para Ichigo mas quando voltou Ichigo já não estava mais lá.


— Ichigo, tima aqui. Ué. Onde será que ele foi?








••••








Rukia caminha apressada pelos corredores da Seireitei Academy se esgueirando da vista de todos para não ser pega. Suas roupas de lycra branca pareciam estar mais justas do que de costume por conta do suor talvez mas dava para ver o perfeito desenho da sua boceta, e sem contar que ela se sentia suja de suor se sentia eufórica por ter escapado das meninas após uma partida de tênis, não era de seu feitio fazer aquele tipo de coisa nas costas de seu namorado mas devia parar de olhar para os lados se não quisesse levantar suspeitas além de ja estar chamando a atenção, seu anelzinho girava e girava do dedo mínimo até enfim cruzar as portas que levava para de trás do ginásio descoberto, uma voz masculina a fez se virar para olhar.


— Estou aqui. — Ela constatou que era a voz de Ichigo quando se virou. Ele estava sem camisa e ainda estava todo suado. — Desembucha. Tenho que voltar logo… — Ichigo baixou a cabeça coçou o nariz e olhou para a boceta de Rukia por baixo da vista incrível como seus olhos bateram em cima, mas era impossível não reparar. Ela apertava o rabo de cavalo quase preso quando percebeu os olhos de Ichigo sobre ir lá. Rukia pigarreou e começou falar.


— Relaxa, ninguém me viu. — Rukia disse tentando tirar o incômodo aparente do rosto de Ichigo. 


— Sério Rukia? Com essa roupa pelo visto não é o que parece…  — Ichigo estava tentando dizer a Rukia que suas roupas estavam “coladas” demais mas a garota não entendeu a retórica. O pau de Ichigo revirou dentro da bermuda mas ele não queria parecer excitado muito embora um filme dos dois trepando estivesse passando em sua mente ele não <<podia>> ceder. Rukia revirou os olhos pensando no que as suas roupas tinham de mais. Esse era o problema de ser virgem nunca enxergava o “nada de mais” embaixo do nariz, digamos que isso fascinava Ichigo de certa maneira mas estar com a namorada do seu amigo as escondidas lhe incomodava sim. 


— O que eu quero saber é o que exatamente todos estão me escondendo de mim e acho que você tem as respostas que preciso. — Rukia soou objetiva. Será mesmo que Ichigo entregaria o jogo? Será que pediria algo em troca?








Continua… 


Notas Finais


Então gostaram?

O que acham que vai dar nesse encontro com o Ichigo? Eitaaaa

Comentem aí as expectativas aqui embaixo

Não me abandonem meu povo!

Quer outro capítulo amanhã? Comenta aí com vontade!

Curte hentai bem pesado? Tenho a fanfic ideal pra você: https://spiritfanfics.com/historia/pysichosex-4646724/capitulo1

Até a próxima,  já ne!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...