História Secrets Dreams - Capítulo 22


Escrita por: ~

Postado
Categorias Black Veil Brides (BVB)
Personagens Andrew "Andy" Biersack
Tags Andy Biersack, Black Veil Brides, Romance
Exibições 191
Palavras 1.469
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Hey guys, adivinha quem não está nada legal? Sim! Eu aqui 😬 ué por que Ayu? Porque eu tenho uns colegas de aula que ficam fazendo piadinhas de mim por eu ser japonesa, tô com um ódio do inferno desses idiotas. Tipo eles tem entre 15 e 16 anos e ficam agindo como se fossem crianças de 11 anos 😒 Mano, vocês não sabem o quanto é chato ver e ouvir ignorantes zoando com sua cara... Vou superar isso, se Andy conseguiu por que eu não conseguiria?

Capítulo 22 - Capítulo 21


Fanfic / Fanfiction Secrets Dreams - Capítulo 22 - Capítulo 21

- Eu disse que não era para você vir. - Ele me pega pela cintura, colando meu corpo no seu. 

- Não briga com ela Andy, é culpa minha. Não me xinga por não ter obedecido você. - Mandy faz uma carinha de cãozinho abandonado. 

- Não vou brigar nem xingar ninguém. Mas estou decepcionado com você.

- Me perdoa Andy, eu só queria vir no mercado comprar alguma coisa para eu comer, sabia que a Amber deixaria eu comprar algo, diferente de Madeline e April. - Ela se explica. 

- Esta tudo bem, Mandy. E quanto a você, Amberly? - Ele passa a mão no meu rosto.

- Eu queria vir também. - Dou de ombros. - O que você está fazendo aqui? 

- Buscar essas duas garotas rebeldes e desobedientes. - Disse mordendo meu lábio inferior. 

 De repente Andy me beija, mas não um beijo qualquer, um beijo com algo mais fazendo-me arrepiar do dedinho do pé até o último fio de cabelo. Algo inexplicávelmente mágico. Ele me agarra com mais força deixando as compras caírem no chão.

- Ecaaaa isso é nojento! Para, para com essa nojeira. 

 Mandy reclama me puxando pela camisa e se colocando entre eu e Andy. 

- Vamos embora? - Ela pergunta irritada.

- Vamos. 

 Andy pega as compras do chão e as coloca no porta malas. Eu entro no carro, Mandy faz o mesmo. 

- Você é muito bipolar, Andy. - Eu disse, enquanto ele dava a partida.

- Não é que eu seja bipolar, mas enquanto você estava no mercado pensei para mim mesmo que não posso prender você... infelizmente. - Seus olhos estão fixos na estrada.

- Não pode mesmo... odeio brigar com você.

- Eu também não gosto. Estou me sentindo péssimo. - Me olha

- Amber, Amber! - Mandy me chama.

- Sim? - Viro-me para trás.

- Eu disse a você que tenho uma coleção de Barbies, lembra?

- Lembro. Por que?

 Mandy e suas Barbies! Como pode alguém gostar tanto dessas bonecas sem graça? São todas iguais, loiras, magras, olhos azuis etc...

- Eu trouxe minhas Barbie butterfly, tenho cinco! - Ela disse pulando no banco do carro.

 Andy da uma olhada pelo  retrovisor. Esses olhos.

- Cinco Barbie iguais? - Pergunto sem acreditar.

 Andy e Mandy dão uma risada. Eles poderiam ser mais específicos.

- Posso contar Andy? - Ela vai para trás de Andy, fazendo massagem em seus ombros.

- Pode. - Ele me olha com a expressão divertida. 

- Estou curiosa...

- Amberly, coloca o cinto e você também Mandy. - Ele me interrompe. 

- Assim, minhas amigas na escola tinham a Barbie Butterfly e eu também queria, mas minha mãe e irmã não tem condições de comprar. - Ela dá uma pausa colocando o cinto. - Aí eu fui pedir para o Andy... Okay, ele me deu uma no dia seguinte. Chegou a Páscoa ele me deu a mesma Barbie, no meu aniversário a mesma Barbie. - Revira os olhos. - a mãe dele a mesma Barbie assim como o pai dele. 

 Olho para Andy ele está com um sorriso, os olhos fixos na estrada.

- Nossa que menina de sorte, muitas garotas gosriam de estar em seu lugar. - Pisco para ela.

- Eu sei. Mas, não gostei muito disso não. Pra quê cinco Barbie iguais, sendo que elas poderiam ser diferentes? Então, eu olhei para o lado positivo.  

- Qual o lado positivo? - Andy pergunta.

- Me gabar que tenho cinco Butterfly para minhas amigas! 

- Isso é muito feio, Mandy. - Eu disse.

- Eu sei, elas são ricas e eu não. Sempre estão falando de seus brinquedos que ganham de seus pais, por que eu também não posso fazer o mesmo? 

- Porque você não é como elas, ao invés de você fazer isso por que não mostra que você pode ser diferente, humilde, por exemplo. - Sorrio para ela.

- Exatamente! Amberly, tem toda razão. - Andy concorda estacionando o carro em frente da casa.

- tá tá tá! Vem Amber! Quero que você brinque comigo, eu trouxe elas por sua causa. 

 Disse ela saindo do carro, abrindo minha porta e me puxando para fora. Não deu nem tempo de fechar a porta, apenas vejo Andy achando graça. 
Entramos dentro de casa, com Mandy ainda me puxando pela mão subimos direto para o quarto do meu garoto. 

 
Fico estática na entrada. O quarto está uma bagunça! Cheio de brinquedos espalhados no chão, as Barbie em cima da cama, os travesseiros no chão. Alguns salgadinhos abertos e um copo que parece de refrigerante em cima da mesinha de centro. 
Espero não ter que limpar isso, se Andy ver o estado de seu...

- Vem Amber, vem Amber. Vamos brincar. - Disse interrompendo meus devaneios. 

- Para de pular em cima da cama, está me deixando tonta.

 Me aproximo cuidando para não pisar nos brinquedos... inútil. 

- AAAAAAAAAAH SUA DESCUIDADA! VOCÊ PISOU NA MINHA POLLY POCKET. - Mandy grita, vindo até mim e me empurrando. - VOCÊ ARRANCOU A CABEÇA DELA! SUA ASSASSINA. 

 Argh. Quanto drama.

- Me desculpa, Mandy. 

- Você vai me dar outra, eu exijo! 

- Mandy para! Você está agindo como uma garota mimada. Vamos parar com todo esse drama.

 - Mas...

- Sem essa. Vamos brincar logo.

- Vamos! - Disse ela, atirando a polly para o lado e subindo na cama com um sorriso enorme.

 Eu não mereço dois bipolares na minha vida. Não, eu não mereço isso. 

 Fiquei brincando com Mandy durante muito tempo, Andy vinha em tempos em tempos dar uma olhada em nós duas. 

  Madeline veio me chamar para preparar o jantar, mas Andy disse para ela e April fazer hoje. Enquanto isso eu continuei com Mandy, Andy ficou sentado mexendo no notebook às vezes nos observando. 

- Sr. Biersack o jantar está pronto. - Disse April na entrada do quarto. - Mandy, arruma suas coisas para ir embora. Estarei te esperando lá em baixo. Com licença. 

- Deixa eu te ajudar.

- Pega minha mochila ali no canto, Amber.

- Okay.

 Assim que guardamos tudo ela foi embora, ficando apenas eu e Andy no quarto. Que perigo! 

- Vamos jantar antes que a comida fique fria. - Ele pega em minha mão.

- Não. Amy vem me buscar daqui a pouco.  

- Liga para ela e diz que eu vou te levar para casa. - Ele me guia para a sala de jantar. 

- Vou mandar uma mensagem. - Solto sua mão, e pego o celular. 

             ~Mensagem On~

Hey little bitch! Não precisa me buscar. Andy me levará para casa.
Beijinhos. 

 Certo. Não ia dar para te buscar mesmo, vou sair com Jake e não sei que hora vou voltar.
Beijos. 

          ~Mensagem Off~

                   [...]

 Andy estaciona o carro em frente do apartamento, o caminho todo foi num silêncio terrível. Pensei em falar sobre Lindsay, mas resolvi deixar as coisas como estão.

- Amy está saindo com Jake. - Comento, tentando puxar assunto. - E Misa com o Ashley. 

- Wow... Ashley e Misa? - Ele fica surpreso. 

- Sim. 

- Isso não vai dar certo. Ashley é um galinha, troca de mulher assim como se troca de cueca. - Ele acha graça. 

- Misa meio que tem um imã para homens galinhas. - Poderia até avisar ela se a mesma me escutasse. - Não quero que vá embora. Quer passar a noite comigo? 

 Aceita, por favor aceita. Não diga não. 

- É melhor não.

 Seu bundão. Não vou desistir tão fácil. 

- Por favor, não me deixa. - Olho para ele. - Não quero ficar longe de você.

- Você não vai desistir, né? - Ele dá um beijo na minha testa.

- Jamais. 

 Meu celular começa a vibrar no meu colo, mensagem de Amy. O pego. 

- Bom, você pode usar a vaga de Amy para seu carro, ela vai dormir fora. - Bloqueio meu celular o deixando no meu colo novamente. 

- Tudo bem. - Ele dá um sorriso. 

 Entramos em casa, Andy já começa a tirar seu terno. Um calor percorre meu corpo. Ele faz isso de propósito. 

- Por que você deu tantas Barbie igual para Mandy? - Pergunto trancando a porta. 

- Eu nem me lembrava que já tinha comprado aquelas Barbie para ela. - Ele se levanta vindo até mim sem camisa. Fico sem jeito. - Não vejo diferença de uma para a outra.

- Amo seu corpo. - Sussurro em seu ouvido, o abraçando. 

- Mesmo? - Beija meu pescoço. Solto um gemido. 

- Aham. Preciso tomar um banho.

- Eu também preciso. Vou tomar banho com você. 

- Não. 

- Eu não perguntei se você quer ou não. - Revira os olhos. 

- Andy, não.

- Eu aceitei dormir aqui. Então, vou tomar banho com a senhorita. 

- Okay. 
   


Notas Finais


Me desculpa se esse capítulo não ficou bom, não estou mt legal, mas pra mim ele ficou bom 😏 então, espero que vocês gostem ^-^


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...