História Secrets of a grave. - Capítulo 3


Escrita por: ~

Exibições 4
Palavras 609
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Crossover, Drama (Tragédia), Escolar, Famí­lia, Fantasia, Ficção, Mistério, Policial, Saga, Sobrenatural, Survival, Suspense, Terror e Horror, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Estupro, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Hey hey lobosPink. Esse ep ficou meio sinistro e eu tentei introduzir a nova polêmica dos palhaços. Espero que aprovem.

Capítulo 3 - A cabana


Fanfic / Fanfiction Secrets of a grave. - Capítulo 3 - A cabana

"Me diga, por que diabos ninguém está aqui? Me diga o que fazer para tudo ficar melhor." -Pity Party

Narrador P.o.v.


Ele estava sentado em sua poltrona, recostado para traz, quando ouviu um carro chegando do lado de fora da cabana. O homem alto que dirigia o carro entrou pela porta.


-Já sabia que viria hoje.


-Você sempre sabe.


-Bem... O que me diz?


-Está na hora de voltar.


-Voltar? Eu nunca fui embora.


-Eu sei... No fundo você é um demonio- o homem alto sorriu.


-Eu sou o próprio diabo- Sorriu de maneira má.


Sarah P.o.v


Eu estava disposta a fazer o que fosse preciso para matar o imbecil. A policia havia me dito que Johnn estava desaparecido, como fumaça ao vento, então decidi que iria encontra-lo.


Fui até a escola falar com o diretor.


-Desculpe Sra. Mas vai contra a politica da escola, passar informaçoes sobre professores.


-Esse filho da mãe matou meu filho e muitos outros alunos daqui, deixe de ser imbecil.


-Sra... A unica coisa que posso dizer é que sinto muito.


-Você tem certeza?- eu o ameacei com um canivete


-Ah...Sra... Calma... Na... Na segunda gaveta.


-Obrigada Sr. Lahore.


Peguei os papeis da gaveta e fui até o carro. Na carta de demissão dizia que ele havia se mudado para uma cabana na mata, e eu nao pensei duas vezes para ir até la.


Era fim de tarde e eu estava dirigindo até a cabana quando meu celular tocou.


-Alô?- seguiu mudo- Alô, tem alguem na linha?


-Ahh...-Uma voz gemeu de maneira assustadora- ah... Hahahahahah- uma rizada agoniante e amedrontadora me fez tirar o celular do rosto.


A risada se seguiu, olhei para ver o numero e quando voltei os olhos para a estrada, um homem estava parado, rindo, com o celula no ouvido. Freei rapidamenta para não bater quando o carro parou, o homem sumiu e meu celular estava desligado. Liguei-o novamente e nao havia nenhuma chamada no historico. Acreditei ter sido uma alucinação e segui ate a cabana. Quando cheguei lá, estava escuro e a cabana era bem velha. Com cuidado, subi as escadas em frente a porta. Um arrepio correu pelo meu corpo quando algumas folhas se mexeram ao meu lado, virei rapidamente, mas nao tinha nada. Bati na porta e nada correspondeu, só o silêncio ensurdecedor gritando mata a dentro. Abri a porta com calma e ela fez barulho. Entrei a passos lentos e as tabuas estalavam quando meus pés as tocavam. Havia folhas de jornal pelas paredes com manchetes de crianças desaparecidas, uma cama, uma poltrona, uma geladeira velha e alguns armarios velhos mofados. Peguei meu celular e fotografei o lugar. Comecei a ouvir barulhos como sussurros e me senti observada. Uma luz forte iluminou a cabana e eu pude ver melhor o lugar. Observei com mais calma mas nao encontrei nada a não ser um mapa com alguns lugares marcados entao fotografei. Os sussurros aumentaram.


-Sarah...


-Quem está ai?


-Sarah...


Escutei chamarem meu nome e fiquei assustada. Saí da cabana e percebi que a forte luz que iluminava a cabana, eram os faróis do meu carro, que haviam se ligado sozinhos.


-Ahahahahahahaha.


A risada infernal soou de novo pela mata escura e eu fiquei com medo. O motor do carro se ligou e eu nao conseguia ver se havia alguém na direção pois os farois estavam em meus olhos. O carro começou a dar ré e eu corri em sua direção. Quando consegui ver o volante, havia um homem fantasiado de palhaço, rindo alto. Eu parei e observei meu carro indo embora. Voltei até a cabana para passar a noite lá, até amanhecer e eu poder voltar apé.



Notas Finais


Espero que tenham gostado.❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...