História See Me After Class ✖ Z.M [Shortfic] - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias One Direction
Personagens Harry Styles, Liam Payne, Louis Tomlinson, Niall Horan, Zayn Malik
Tags Larry, Liam!tops, Ltops, Niallhoran, Professorealuno, Slash, Zayn!bottom, Zbottom, Ziam, Ziamfamily, Ziamisreal, Ziamlarry, Ziammayne, Ziampalik
Exibições 124
Palavras 2.237
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Fluffy, Lemon, Romance e Novela, Shonen-Ai, Shoujo (Romântico), Shounen, Slash, Universo Alternativo, Yaoi
Avisos: Homossexualidade
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Essa fanfic também está sendo postada no Wattpad, caso vocês prefiram ler lá. Meu perfil lá é: @Surpreziam

Capítulo 2 - Fireworks and a dRuNk teacher


Era sexta-feira, a noite estava fria e movimentada em Bradford, os moradores estavam festejando. Em dias como esse eu estaria em casa enrolado no sofá assistindo um filme qualquer enquanto bebia chocolate quente, mas Louis insistira para que eu viesse, aceitei sem pestanejar quando meu amigo comentou que haveria fogos de artifício.

Eu amo fogos de artifício.

Caminho sozinho esquivando de algumas pessoas que estão sentadas no gramado do Reservatório Winterburn.

Louis desapareceu, quase sempre que ele me convida para ir a algum lugar simplesmente desaparece para - provavelmente - ficar se agarrando com o primeiro que aparecer em sua frente.

Depois de muito andar acabo encontrando um lugar totalmente vazio já que a maioria das pessoas estavam esperando a queima de fogos em outro lugar, tiro a toalha que está dentro de minha mochila e abro ela no gramado sentando em seguida para esperar o show de fogos.

Quando surgem as primeiras explosões eu olho para o céu não querendo perder o show, por um momento desvio o olhar para o lago em minha frente e vejo um homem claramente bêbedo cambaleando para dentro dele, o homem para na parte rasa do lago e bebe o conteúdo da garrafa que tem em mãos logo em seguida a lança no gramado e continua a seguir para o lago tropeçando algumas vezes. Mas que diabos ele está pensando em fazer?

- Ei, você está bem? - Fico de pé e grito para o homem que não responde, me fazendo pensar que talvez ele não tenha ouvido por causa da explosão dos fogos. O homem se joga no lago antes que eu possa dizer mais alguma coisa, ele fica por um tempo debaixo d'água e quando volta a superfície está afastado da margem, ele começa a se debater, fico assustado e corro em sua direção pois ele parece estar se afogando. Me jogo no lago sem pensar duas vezes e aproximo por trás dele, passando meu braço esquerdo por baixo de sua axila e de seu queixo, usando meu braço direito para nadar até a superfície. O coloco na grama deitado de barriga para cima e ele automaticamente fica de bruços tossindo a água que engoliu. Eu suspiro aliviado.

- Ninguém nunca te disse que é perigoso nadar quando se está bêbedo? - Perguntei ao homem que havia salvado de um afogamento.

- Besteira. - O homem diz com a fala arrastada.

- Besteira? Você poderia ter morrido, seu idiota.

- Mas não morri.

Ele deita de barriga para cima novamente e eu começo a reconhecer aquele ser, que mentalmente julguei ser um irresponsável.

Era o meu professor. Zayn Malik.

- Professor? - Falo surpreso e ele aperta os olhos como se estivesse tentando ver algo que está longe.

- Quem é você? Eu te conheço?

- Liam Payne, você me dá aulas de teoria das estruturas na universidade. - Zayn começa a gargalhar como se tivesse acabado de ouvir a piada mais engraçada do mundo e em seguida fica totalmente sério.

- Você me lembra uma pessoa. Eu te conheço?

- Claro que sim, professor.

- Não me chame de professor, eles podem te ouvir. - Zayn disse em tom de repreensão e em seguida olhou desconfiado para os lados.

- Está legal, hã, acho melhor você ir para casa. Está acompanhado?

- Não.

- Hã, okay, eu estou com meu carro, vou te levar para casa. - Falei pegando minha mochila, guardei o lençol e me aproximei dele colocando um de seus braços sob meus ombros e passando o braço ao redor de sua cintura para ajuda-lo a ficar de pé.

- Você é rápido, nós sequer nos beijamos ainda e você já quer me levar para sua casa. Tudo bem, eu vou com você, mas só por que você é gostoso.

- Vou leva-lo para sua casa e não para a minha. - Respondo revirando os olhos e começamos a caminhar.

Depois de muito andar finalmente chegamos ao lugar onde meu carro estava estacionado. Suspirei de alívio. Durante o percurso até o carro Zayn nos fez tropeçar cinco vezes, deu em cima uma garota cujo namorado ele também paquerou quando o mesmo foi lhe tirar satisfações, o homem desistiu de partir - literalmente - Zayn ao meio depois de eu intervir mostrando lhe que o mesmo estava tão bêbedo que não lembrava o próprio nome. Tudo isso enquanto andávamos.

Abri a porta do carro e o coloquei no assento de passageiro afivelando o cinto de segurança,fechei a porta pois Zayn estava batendo os dentes de tanto frio,em seguida peguei o celular da mochila para enviar uma mensagem para Louis,já que ligar seria totalmente inútil.

"Desculpe, estou voltando para casa, aconteceu um imprevisto. Amanhã te explico tudo.
Te amo."

Pressionei enviar e em seguida entrei no carro batendo a porta

- Então... Qual o seu endereço? - Perguntei para Zayn que estava com os olhos fechados.

- Hã, eu moro... Na França,no palácio de Buckingham.

- Sério? Você não lembra do próprio endereço? - Perguntei e ele fez que não com a cabeça. Era só o que me faltava. O que eu faço com você agora, Zayn?

- Para onde vamos agora? - O moreno perguntou animado e eu soltei um suspiro pesado enquanto descansava a cabeça no volante.

- Para o meu apartamento. - Levantei minha cabeça do volante e liguei o carro.

- Maravilha. - Zayn disse lentamente enquanto passava uma de suas mãos em minha coxa, bêbedo tarado. Ótimo. Desviei meu olhar para sua mão e dei um tapa nela para que ele parasse, recebendo um resmungo como resposta. Reviro meus olhos e dou partida no carro.

[X]

Zayn permaneceu quieto durante todo o percurso.

Guardei o carro na garagem, sai de dentro dele, ajudei Zayn a sair e nos direcionei para a entrada do prédio. Quando passamos pela portaria, Oliver, o porteiro, deixou o jornal que estava lendo de lado para nos olhar.

- Ele está bem? - Oliver perguntou franzindo as sobrancelhas.

- Está, ele só bebeu mais do que deveria. - Falei entrando no elevador e pressionando o botão do 5° andar.

- Quer ajuda para leva-lo até seu apartamento?

- Não, obrigado. Eu dou conta disso. - Falei e as portas do elevador se fecharam.

Em questão de alguns segundos o elevador parou e saímos dele indo em direção ao meu apartamento. Assim que entramos eu o levei para o meu quarto e o coloquei sentado em uma poltrona.

- Quer trocar de roupa? - Perguntei.

- Quero.

- Consegue tirar a roupa sozinho?

- Moleza. - Ele respondeu e eu fui em direção ao guarda-roupa pegar um short e uma camisa, quando me virei Zayn ainda estava vestido.

- Não vai tirar a roupa? - Perguntei indo em sua direção. O moreno ficou de pé, tirou o meu casaco e o jogou no chão, levantou a camisa até a altura do pescoço e caiu sentado na poltrona, suspirei e fui ajuda-lo, tirei a sua camisa, seus sapatos e o coloquei de pé para tirar suas calças, em seguida o ajudei a vestir as roupas limpas, o coloquei em minha cama e fui tomar banho.

Quando voltei ao quarto encontrei um Zayn tremendo de frio e o lençol, qual deveria estar o encobrindo, no chão. Peguei o lençol e encobri o moreno que segurou meus braços e me puxou para um beijo, uma de suas mãos segurou a minha nuca com força e me puxou pela cintura fazendo com que eu deita-se em cima dele, tornando impossível escapar. Eu empurrei o peito dele com toda a minha força, mas ele nem pareceu reparar. A boca dele era macia, os lábios dele se moldando aos meus de uma forma desconhecida. Resolvi parar de tentar me soltar e involuntariamente retribui o beijo.

Os nossos corpos colados, meu coração acelerado, as mãos de Zayn debaixo da minha camisa subindo e descendo nas minhas costas, a língua dele explorando a minha boca, o gosto de whisky...Por Deus,beijar esse homem é maravilhoso.

O moreno diminui o aperto na minha cintura e eu aproveito para escapar. Ficamos em silêncio.

Zayn fecha os olhos e eu pego lençóis e um travesseiro para ir dormir no sofá não acreditando que Malik e eu haviamos nos beijado. Puta merda, ele é meu professor. Eu beijei meu professor.

Eu era apaixonado pelo Zayn - e quem não era? - há meses atrás. Ele fazia meu coração quase sair pela boca sempre que entrava na sala de aula, com o tempo esqueci esse sentimento já que sou o aluno dele.

Mas, esse beijo me fez sentir borboletas no estômago e meu coração quase saltou pela boca. Me fez pensar que tinha alguma chance com ele, porém não é como se eu fosse tentar conquista-lo, - claro que não - afinal Zayn estava bêbado, não tinha consciência alguma do que estava fazendo.

Ele não vai lembrar e eu deveria esquecer. Simples.

[X]

Acordei às seis da manhã, algo anormal para mim já que costumo acordar tarde aos sábados.

Levanto do sofá para procurar meu celular e lembro que ele está dentro da mochila. Vou até o quarto para pega-lo e vejo que Zayn ainda está dormindo,pego meu celular e algumas aspirinas na gaveta de uma das minhas cômodas, coloco elas em um dos bolsos do short que estou usando e saio do quarto indo em direção ao banheiro. Checo meu celular e vejo uma mensagem do Louis.

Paro em frente a porta do banheiro e bato e minha própria testa.
Louis. Puta merda, esqueci completamente dele. Será que ele conseguiu carona para ir pra casa?

"Tudo bem. Desculpe ter te deixado sozinho - de novo :( - Eu acabei encontrando um vizinho antigo, começamos a conversar e eu acabei esquecendo que deveria te encontrar no reservatório.

E não se preocupa, eu consigo alguém pra me levar até em casa.

Xoxo, Lou."

Sorrio ao ler a mensagem. Não fiquei chateado com o Louis,afinal não podia culpa-lo, ele realmente é esquecido.

Guardo o celular no bolso e entro no banheiro para escovar os dentes, quando término vou para a cozinha preparar o café da manhã. Aliás, espero que Zayn goste de panquecas azuis, pois é o que temos pra hoje.

[X]

Depois de preparar panquecas e tomar meu café, começo a lavar a louça que havia sujado.Enquanto o fazia ouvi o barulho de algo caindo, quando me viro encontro Zayn de costas apoiando o guarda-chuva - que ele havia derrubado - na parede.

- Bom dia! -Digo voltando minha atenção para os pratos que estavam na pia.

- Bom dia - Ele responde com a voz embargada. - Droga,minha cabeça está doendo.

- Tem aspirinas em cima da mesa... Café também...E panquecas. A propósito, você gosta de panqueca? Se não, eu posso fazer outra coisa pra você comer.

- Eu amo panqueca.

- Bom saber. - Dito isso sinto braços em minha cintura. Mas o que diabos?

Viro-me tão rápido que Zayn se assusta e dá um pulo para trás.

- O que está fazendo? - Pergunto e sinto minhas bochechas queimarem.

- Liam? - O moreno está claramente surpreso. - O-onde é que eu estou?

- No meu apartamento. Você ficou chapado ontem a noite,eu te encontrei e...

- Deus do céu. - Zayn balança a cabeça algumas vezes enquanto dá alguns passos para trás. - Eu esperava isso de qualquer um, Liam,menos de você.

- O quê? - Eu franzo o cenho.

- Você é um ótimo aluno, Liam, não precisava agir que nem uma vadia só para ganhar pontos extras. - Ele simplesmente cospe as palavras.

- Oh, meu Deus, você...Meu Deus, você acha que eu... Que eu transei com você por causa de uma nota? - Pergunto surpreso. Zayn realmente não lembrava do que havia acontecido na noite passada. - E-eu não...

- Você não seria o primeiro e nem o último. - Diz dando dois passos em minha direção. - O que me deixa mais decepcionado é que eu te admirava por ser um aluno dedicado, mas agora eu percebi que você é que nem todos os outros... Uma verdadeira vadia.

- Já chega. - Elevo a minha voz por conta da raiva. Dane-se o fato dele ser meu professor. Não vou deixar ninguém me insultar desse jeito. - Sai do meu apartamento. Agora.

Vou em direção a porta para abri-la e espero Zayn sair.

- Você é um babaca. - Digo e ele começa a caminhar apressadamente em direção ao elevador. - Você estava bêbado ontem a noite e quase se afogou no reservatório Winterburn... - Zayn para de andar, mas continua de costas. - Eu te salvei, mesmo não sabendo que era você.

- V-você... - O moreno se vira para me olhar confuso.

- Eu te ofereci carona, você estava tão chapado que não lembrava o próprio endereço. Eu te trouxe para cá porque não tinha outro lugar e eu não queria deixar você dormir na rua. - Digo ainda com raiva por ele ter pensado o pior de mim. - Você me beijou. Só isso. Não aconteceu mais nada além disso, imbecil.

- Liam, eu...

- Não. Você me insultou sem ao menos ter ouvido o que tinha acontecido. Tirou suas próprias conclusões. - Solto um riso fraco e sem graça. - E pensar que um dia eu fui apaixonado por você.

Zayn me olha triste e sem pensar duas vezes eu fecho a porta.


Notas Finais


~~~~~~~~~~~~ ( ˘ ³˘)❤

Então, o que acharam?

Peço desculpas se houve algum erro ortográfico. Eu revisei mais de uma vez, mas sempre deixo algo passar.

Desculpas também se as coisas acontecerem rapidamente, é que serão poucos capítulos.

»»»» ALL THE LOVE,N.❤««««


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...