História Segredos - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Diabolik Lovers
Personagens Personagens Originais
Tags Ian Somerhalder, Nina Dobrev, Salém
Exibições 7
Palavras 789
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Famí­lia, Harem, Luta, Magia, Romance e Novela, Suspense, Terror e Horror, Universo Alternativo
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Canibalismo, Drogas, Estupro, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Necrofilia, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Spoilers, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Bem os capítulos que irei apresentar, serão uma pequena apresentação de cada personagem, o prólogo eu apresentei a Lynne e hoje eu apresento a Minna espero que gostem.

( Sim está curto desculpe)

Boa leitura

Capítulo 3 - Ei Menina


Fanfic / Fanfiction Segredos - Capítulo 3 - Ei Menina

Pov's Minna.

E meu dia começou assim: o sol já levantava mostrando aquele esplendoroso brilho, as flores já se abriam e o vento levantava as folhas, e eu estava deitada com os cabelos em pé.
Ontem foi o pior dia da minha vida sério!, Recebi uma proposta de trabalho em uma casa, até aí ok, mas quando os moradores são uns lunáticos e muito estranhos, isso tira todo o foco, mas eu precisava da grana cara, era 100mil dólares que a gente tava falando, caralho é muito dinheiro, bem por que me dariam 100mil dólares? Eu sou uma fotógrafa, eu sei esse não é um trabalho tão requintado que vá valer isso tudo em míseras fotos, eu também não entendi na hora, mas liguei o foda se e aceitei.

Com meus cabelos cobrindo a cara me levanto, toco o criado mudo em busca do meu celular, e como se era por esperar ELE NAO ESTAVA, desespero? Não? Raiva? Sim, xingo um palavrão mentalmente e sigo pro banheiro, que se foda celular preciso de um banho.

Jogo todo meu cabelo para trás e faço um esforço para fazer duas trancinhas, como eu não tenho paciência para o assunto beleza, duas tranças e um lápis de olho e um gloss já resolvem,puxei o vidro do box e esperei a água quente tocar minha epiderme desnuda, o vapor quente cobria todo o banheiro formando uma névoa, se eu n estivesse calçada causaria um grande estrago, fui até o espelho tateando a parede, o vidro estava embaçado mas dei um pequeno jeito, destrancei meus cabelos e os deixei cair pelo colo do seio.

Segui para meu quarto, e o vapor me seguia, fui em busca da minha mala,as para minha surpresa estava VAZIA, ok!? Isso é loucura, olhei ao redor e notei um pequeno armário.

Minhas roupas estão lá?

É loucura? E sim,mas eu não me importo, puxei a porta do armário, e lá estavam todas elas, como se estivessem me esperando, puxei minha jaqueta preta uma calça preta justa e meus tênis, joguei minhas roupas na cama, peguei um conjunto íntimo vermelho.

Me troquei e fui pra frente do espelho penteei os cabelos e refiz as tranças, passei um lápis de olho e um gloss claro, peguei minha câmera e fui pra fora da casa.

Se eu sabia como sair? Não eu não sabia.

Andei por muito tempo até chegar ao hall de entrada, orei ao céu por isso, adiantei o passo e cheguei à porta, abrindo com toda minha felicidade.

O ar da natureza tomou conta do meu nariz andei até uma parte onde só existia o jardim, tirei minha câmera  da bolsa e comecei a fotografar.

  ~Quebra de tempo~

Eu tirei fotos suficientes para começar um book, estava escuro e eu mal notei, ali sozinha puxei meu maço de cigarro do bolso, acendi uma bituca e dei uma boa tragada.

- Você, não devia fazer isso- falou um ruivo  de chapéu encostado em uma mureta.

- E você não devia dizer o que eu devo fazer - falei com toda a minha arrogância de sempre.

- Aí nossa ela é bravinha - risos - Calminha Bitch-Chan - falou sorrindo de lado me olhando com malícia.

- Cara vai se foder - falei sem paciência, depois de dar mais duas tragadas no meu cigarro o joguei no chão e amassei.

Peguei meus materiais e segui novamente para a casa, o ruivo me seguia, mesmo estando tentada em olhar - coisa q eu não faria só pra não dar o gostinho.

- Ei!? Espere Bitch-chan - falou cantarolando o xingamento, ah cara isso está me tirando do sério.

Apressei o passo e finalmente entrei na casa, todos estavam na sala menos a Lyn.. lunna.. a sei lá aquela garota, nem o moreninho bonitinho, nem olhei passei direto, já não estou com paciência pra ter que fazer a fina segui pro meu quarto - finalmente não errando o caminho.

Entrei no meu quarto e joguei minhas coisas em cima da cama Nem me preocupei com um banho simplesmente puxei meu laptop da bolsa e joguei também em cima da cama puxando também meu pen drive Peguei o cartão da câmera e passei todas as fotos para o meu computador, analisando cada uma seriamente notei que uma das fotos pode aparecer a bela torre e  uma mulher ela estava  parada como se me observava Seus olhos eram subitamente vermelhos e seus cabelos brancos como as nuvens,Quem é essa mulher? eu não sei e nem quero saber só vou de termina essas porcarias de fotos e mandar para o dono, quero ir embora o mais rápido possível e poder curtir meu dinheirinho em Las Vegas ou em qualquer local que eu possa beber até cair.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...