História Segredos!! - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Naruto
Personagens Deidara, Gaara do Deserto (Sabaku no Gaara), Hinata Hyuuga, Itachi Uchiha, Madara Uchiha, Naruto Uzumaki, Neji Hyuuga, Obito Uchiha (Tobi), Orochimaru, Rock Lee, Sakura Haruno, Sasori, Sasuke Uchiha
Tags Sasusaku
Exibições 113
Palavras 4.446
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Artes Marciais, Aventura, Fantasia, Hentai, Mistério, Romance e Novela, Saga, Violência
Avisos: Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 3 - Bem aqui!


Fanfic / Fanfiction Segredos!! - Capítulo 3 - Bem aqui!


Fanfic Segredos-Cap 3-Bem aqui

NO ULTIMO CAPITULO:
Vampiros da noite somem com a luz, mas aparecem no inconsciente, causando dores físicas e suores noturnos:

_NÃOOOO! -gritou Sakura no quarto acordando em um pesadelo.

Aquela mesma noite de neve voltava a lhe atormentar nos sonhos, um vampiro a atacava.Virou-se na cama tentando afastar tais pensamentos, contemplou a cama vazia,onde ele estava? Um vento frio e veloz entrou pela janela, soprando no quarto arrepiando todo o seu corpo, como daquela vez.

_Sasuke? -sussurrou Sakura.

CONT..
Um silencio continuo se apossou do quarto,o vento cessou.Sakura se aninhou as cobertas novamente, abraçando a um travesseiro tentando dormir. Devido ao excesso cansaço daquele dia tão tumultuado, foi questão de minutos já havia adormecido.

Mais como se estivesse esperando a rosada adormecer, poucas horas depois, no meio da madrugada, algo se móvel no quarto, a rosada sentiu a presença de alguém no quarto. Para ela que sempre tivera uma audição aguçada que lhe favorecia nos assaltos, qualquer mínimo ruído era percebido aos seus ouvidos.

_Sasuke-kun... -sussurrou Sakura sonolenta ao perceber que ele abrirá a porta do quarto.

Ele parou no mesmo instante ainda de costas.

*Music On*

Boyce Avenue-Fin Me

*Music Of*

Sasuke levou uma das mãos à boca, limpando os últimos vestígios de sangue em seus lábios. O uchiha a olhou de relance, percebendo que Sakura estava com os olhos fechados ainda deveria estar dormindo. 

Mal sabia ele, que as suas noites agora sempre terminariam em caçadas. Recentemente sentia uma sede insaciável de sangue, pensou ser apenas puro instinto de vampiro, já que agora tinha assumido o posto do clã Uchiha. Mais em outras vezes sentia que o motivo desta sede era exatamente a garota de cabelos rosados que estava em sua cama.

[Pensar que esse coração foi dividido
Eu estou perdendo o sono porque eu não posso ignorar...]

Levou as mãos à cabeça, bagunçando os cabelos rebeldes afastando tais pensamentos, às vezes seria simples fetiche, afinal ele um vampiro tão poderoso sempre acostumado a ter tudo, quando se acha algo proibido isso se torna tão desejável.

_Hun...-murmurou extasiado com a brincadeira do destino.

Retirou a camisa jogando em algum lugar qualquer e caminhou em direção a cama,e puxou a coberta branca macia a qual Sakura se aninhava a ela em um abraço. Puxou sem nenhuma delicadeza, ou cuidado para não acordá-la, talvez fosse esta a intenção , propositalmente acordá-la para poder ver seus olhos, ouvir sua voz ou..

_Tsc!-murmurou ao perceber que ela ainda dormia como um anjo, sem acordar com sua presença na cama. Como ela dormia tranquilamente tendo um vampiro deitado ao seu lado?Talvez fosse melhor assim, que ela continuasse dormindo assim poderia admira-la secretamente.

Deitou-se ao seu lado na cama ficando bem de frente a ela. Sua respiração quente batia em seu rosto, Sasuke aproximou o rosto mais próximo com a intenção de senti-la mais de perto, ela uma humana desprotegida, ali tão perto...

[Eu quero estar onde você está
Em tempos de necessidade eu só quero que você fique
Quando eu não consigo achar as palavras certas para dizer]
Ao olhá-la Sasuke sentiu culpa, sentiu remorso. Ela tinha salvado sua vida ,há anos atrás e agora ele a usava em uma armadilha, que monstro abominável era? O que estava fazendo com ela era imperdoável, seria eternamente indigno de qualquer perdão.Justo ela que lhe devolveu a vida naquele dia de neve, o mesmo agora a entregava a própria sorte.

Mais ao mesmo tempo sentia raiva dela, por deixá-lo assim. Por que simplesmente não a matava naquele mesmo momento, e acabava de vez com esse sentimento de culpa?

Ergueu-se ficando em cima dela, apoiado-se nos braços, para não deixar que todo o peso do seu corpo recair sobre ela.Podendo ver o rosto da rosada bem abaixo do seu, passeou com os dedos sobre aquele fino e delicado pescoço tão convidativo. Em um simples apertar de mão poderia sufocá-la ate a morte,usando um pouco somente de sua força, tão fácil que não lhe custaria quase nenhum esforço.

Como daquela vez no meio da neve, que a agarrou e bebeu seu sangue. Um monstro com uma doce criança nos braços em meio a neve, com as mãos manchadas de sangue.Cicatrizes são lembranças que nunca se perdem, o passado nunca esta tão longe.

_Eu te odeio Sakura!-sussurrou ele bem próximo a ela, e ela com os olhos ainda fechados continuou sem expressar um único som.

Como poderia ser diferente? Ele um vampiro fadado a ser um assassino, agonizando a melancolia de séculos, preso pelo destino de eterna solidão, seres descontínuos, fadados ao esquecimento, seres condenados a prisão na imortalidade.

A escuridão o perseguia, a solidão o acompanhava, em uma tristeza profunda de um mundo cheio de magoas. E reprises de vitimas se tornaram toda a sua historia.

Memórias de sua vida passavam por ele, palavras que deveria dizer, mas não disse.Pensou no que deveria fazer, mas não fez. Talvez por ter ficado sozinho na escuridão por tantos anos, ignorou o destino, mas estava novamente com ela ali, lhe dando a oportunidade de ser diferente, não ser mais um monstro.

Cansado e sozinho, lutando por algo que nunca teve ” humanidade”. Nunca saberia o real motivo de querer permanecer assim com “Sentimentos”, imóvel sem nenhuma culpa por perto.

Com o tempo, tudo passou por si mas nada ficou, nem mesmo a vontade de saber o motivo que teve para querer voltar no tempo, e não ser mais um assassino...vampiro.

Sasuke levou a mão ao rosto de Sakura, retirando uma mexa de cabelo rosa e o colocando delicadamente atrás da orelha, contemplando seu rosto. Sasuke tinha se perdido a si mesmo em algum lugar lá fora?Ao olhar pra ela, sentiu... como nunca antes a vontade de ser salvo.

Sasuke juntou seus lábios aos dela, e a beijou. Um simples colar de lábios, silenciosamente.Era só o sentir os lábios delas nos seus já lhe era o suficiente.

[Me encontre, aqui em seus braços
Agora eu estou desejando saber onde você sempre esteve
Cegamente, eu vim a você
Sabendo que você sopraria uma vida nova para dentro de mim]

Um vampiro aprisionado, pelos pecados do passado, tão perigoso... tão imprudente.

*Imagem On*








*Imagem Of*

Caiu de lado, deitando-se na cama posicionando a cabeça novamente sobre o seu travesseiro, percebeu que ela ainda dormia serenamente, acariciou-lhe o rosto com a ponta dos dedos tocando sua pele tão branca e macia, como a de um anjo.

_Salvo por um anjo...-sussurrou Sasuke, em um singelo sorriso nos lábios.

Sakura o tinha salvado no passado, e agora seria ela a salva-lo no presente.

[Você dorme, aqui em meus braços
Onde o mundo se fecha por algum tempo
Cegamente, você veio a mim
Ache um pouco de paz e convicção neste sorriso]
O sorriso sumiu imediatamente ao lembrar-se de quem realmente ele era, pois era mais fácil ser ele a arrancar as asas deste anjo,do que este anjo conseguir salva-lo. Por isso a protegeria se fosse preciso ate de si mesmo Sasuke Uchiha o vampiro sombrio e egoísta.

Sasuke virou o rosto para o lado oposto tentando se afastar dela, e fechou os olhos como se tentasse ignorar tais pensamentos, que ilusão foi essa pensar que ele um dia poderia ser salvo?

Nem ele mesmo sabia ate que momento conteria o monstro que havia em si,e ela se tornasse apenas mais uma presa.Sasuke pensou que ela seria a isca perfeita para atrair o verdadeiro assassino, só não pensou que ele poderia ser um próprio.Resolveu parar de lutar contra seus próprios pensamentos e adormecer.

Na parede o relógio badalava os ponteiros, marcando as horas,um completo silencio no quarto e Sakura percebendo que Sasuke se encontrava virado para o lado oposto, abriu os olhos.

“Quem e você na verdade Sasuke Uchiha?”pensou Sakura, em relação ao homem de cabelos negros deitado na cama ao seu lado, que lhe dizia palavras sem nenhum sentido pensando que a mesma estivesse dormindo.

Sakura ainda tinha na sua mente as palavras do Uchiha, dizendo que a odiava. Mais nós lábios ainda podia sentir o gosto do beijo roubado.

[DIAS DEPOIS...]
Os dias passaram-se normalmente, Sakura permanecia na mansão, e Sasuke quase nunca estava em casa, às vezes Sakura sentia o vazio de sua cama ser preenchido por ele, quase sempre no meio da madrugada.

“O casamento devera ser real apenas na frente dos outros” eram uma das clausulas do contrato. Não precisavam se passar por casados se não estivessem no meio de todos. Sakura se passava por esposa ao lado de Sasuke nas festas, reuniões e eventos. Mais sozinhos na mansão era apenas Sakura, a garota que aceitou um contrato.

Sasuke pedia para Sakura o acompanhar em algum evento ou festa, e Sakura assim fazia, o jovem casal Uchiha aos olhos de todos.

Recentemente Sasuke saia para vários eventos, e fazia questão de estar presentes em todos acompanhados pela sua linda esposa. Ate mesmo Naruto estranhou esse novo comportamento, já que o jovem vampiro Uchiha nunca fizera questão de estar em eventos, se sua presença fosse realmente essencial ou fosse praticamente obrigado a comparecer .Suspeitava o Uzumaki que Sasuke não tinha interesse onde estava, mais sim com quem sempre estava. Sair era um simples pretexto para estar com ela, hun... Uma maneira de se aproveitar da clausula daquele contrato.

_Esse jardim e lindo!-comentou Sakura olhando pelo vidro do carro.

_Hunn...-murmurou ele dirigindo vendo-a olhar o enorme jardim.

Estavam a caminho de uma festa na mansão Hiuga, Sasuke em silencio não havia pronunciado uma única palavra durante todo o caminho. Sakura como sempre usava um lindo vestido, desde que se casara com o uchiha, se portava elegantemente. Cheia de joias e nos mais caros e lindos vestidos, mais nenhum destes objetos chamava mais a atenção daquele uchiha, do que os lábios rosados de sua esposa. 

Nos últimos dias, não tinha encontrado um único compromisso que pudesse usar de desculpa, quero dizer que devesse ir, pois nunca que ele Sasuke uchiha estivesse usando de sair para estar com ela, simplesmente estava mais aberto a estar com as pessoas. Olhou-a de relance e voltou-se os olhos a estrada, como aquele caminho parecia cumprido, e angustiante. 

Depois de alguns longos segundos, conseguiram chegar ao local de destino,os portões da mansão foram abertos, e Sasuke estacionou o carro.

Sasuke abriu a porta do carro para sua esposa. E assim que os pés da rosada tocaram ao chão, Sasuke capturou aqueles lindos lábios em um beijo.

De todo o seu dia, aquilo no momento era o que mais ansiava,estava doente com o pensamento no seu beijo. Seus lábios se moveram de uma forma insana, estavam casados protegidos por um contrato, mais agiam como dois amantes se refugiando nas pequenas brechas das clausulas.

Eles tinham algo tão bonito, mas tão disfuncional, que não poderia durar. Logo ela tão durona, e valente que jurou que nunca iria se apaixonar...

Separaram-se pela falta de ar, Sakura instigou em dar um passo, mais Sasuke a puxou gentilmente pela cintura lhe trazendo de volta.

“Faz duas semanas...” pensou ele, nem notando que passara há contar o tempo, e aproximou seu rosto do dela e a beijou novamente mais intensamente do que o anterior. A quem queria enganar? Separados por um estúpido contrato.

Ele tocou-lhe gentilmente o queixo, e ela sorriu.Sasuke segurou sua mão, e caminharam juntos ate a porta. A mansão Hyuga era magnífica, Neji e Hinata do clã Hyuga eram os anfitriões da festa e recebiam os convidados, Sakura reconheceu alguns que haviam estado presente em seu casamento, pensou por ser apenas coincidência afinal todos pareciam milionários, havia mais coincidência naquelas pessoas do que Sakura poderia imaginar. Aqueles eram a elite dos vampiros, a própria nobreza. Tirando alguns convidados famosos e outros magnatas.

O casal uchiha foi cumprimentado por todos desde humanos a vampiros que demonstravam reverencia ao membro do clã Uchiha, afinal Sasuke era mais que importante. 

Entre os convidados estava Madara e Itachi que algumas vezes visitava a mansão, deixando visivelmente Sasuke irritado. Quem mais os visitava era Naruto acompanhado por sua namorada Hinata, uma mulher elegante de cabelos negros sempre muito bem vestida e cuidadosa, uma verdadeira dama. Que poderia facilmente desmascarar a farsante Sakura, mais Hinata parecia ser diferente ela era boa, em muitos eventos e reuniões às vezes tomava a frente, impossibilitando que Sakura fosse envergonhada, e Sakura simplesmente a copiava. Coisas que Sakura nunca pensou que existiam, ou que jamais se importaria agora fazia parte do seu dia a dia.
Sasuke conversava com Naruto em um canto da sala sozinho:

_Como esta indo, descobriu alguma coisa Sasuke?-perguntou Naruto.

_Não, só fortes suspeitas. -praguejou Sasuke, o fato de ter passado se meses e não conseguir uma única só pista do assassino, ou o paradeiro de Hana Uchiha.

_O que por exemplo?-questionou Naruto.

_Madara demonstrou seu ódio natural de sempre ao vê-la, Itachi tentou morde-la em pleno casamento. -contou o Uchiha.

_Nani!-assustou Naruto com a imprudência de Itachi.

_E meu irmão e um louco, que não mede as consequências. Às vezes suspeito dele, mais Itachi e incompetente demais, não teria como ser ele e outro que proveito ele teria escondendo Hana.

_Eu não sei Sasuke, mais seja quem for devemos descobrir logo.

*Music On*

Arvil Lavigne -Wish You Were Here

*Music Of*
Enquanto Sasuke tratava de negócios com alguns homens, em um canto da sala Sakura conversava com algumas mulheres, às vezes era pega em olhares alternados sobre o seu então “Marido!” sorriu com a ideia, ele era tão elegante, tão bonito! Tão perfeito...

[Posso ser valente, posso ser forte
Mas contigo não é assim deste jeito
Há uma garota que se importa
Por trás desta parede, pela qual você acabou de atravessar]

Afastou-se um pouco do salão, caminhando em redor do jardim, brincava em seus pensamentos “E se não existisse mais o contrato” sorriu novamente com tal possibilidade, será que o mesmo seria capaz de ama-la? Foi em meio aos seus pensamentos, quando foi surpreendida por um dos convidados do evento.

_Olha só quem eu encontrei aqui Sasori!-disse Deidara um comparsa do mafioso Sasori.

_Sakura?-disse Sasori a examinando dos pés a cabeça, quase não reconhecendo à nova Sakura, realmente estava mudada de vestido cheia de joias em cima de um salto alto. Acostumado a ver a Haruno em calças largas rasgadas, toda descabelada e armada.

“Minha arma!” pensou Sakura ao levar à mão a coxa e não encontra-la, Há com certeza era isso o que faltava naquele vestido.

_Finalmente nos encontramos novamente Sakurinha!Você sumiu sem me pagar!-disse Sasori se aproximando de Sakura, e chamando três seguranças que a cercaram logo em seguida.

_Eu vou te pagar eu juro!Deixe-me, por favor!-praguejou a má sorte.

_Se escondendo atrás de um milionário agora!Mais olha só gora você esta sozinha!-riu Sasori aproveitando-se da distancia entre os convidados, ninguém os escutaria ali.

_Saiam da minha frente. -tentou Sakura sair mais os seguranças de Sasori a cercaram impossibilitando que a mesma escapasse dali.

_Por favor me deixem...-pediu Sakura novamente, tudo que queria era sair dali sem causar nenhuma confusão, e continuar sendo a esposa perfeita de Sasuke Uchiha. Mais eles não deixaram. Sakura deu um forte murro na cara do loiro a sua frente, que caiu pra trás com o nariz todo ensanguentado.

_Peguem ela!-ordenou Sasori, e os seguranças partiram pra cima de Sakura que começou a lutar. Sakura acertou um com um chute, dois se aproximaram com socos e a pressionaram quase sufocando-a, Sakura se jogou para o lado da parede, empurrou a cabeça de um deles acertando-a contra a parede. 

_Não vai me vencer tão fácil assim!-disse a rosada caminhando em direção a Sasori furiosa e o acertou com um murro no rosto. Sakura se aproximou dele e com a direita lhe acertou com socos no estomago, os outros dois se aproximaram. Sakura tentou sair dos outros dois homens, mais Sasori lhe acertou com um murro no rosto jogando-lhe no chão com um forte chute nas costas.

_Cof! Cof!- tossiu sangue Sakura caída ao chão.

[Você está sempre lá, você está em todo lugar
Mas agora eu gostaria que você estivesse aqui]

Sasori retirou uma arma de dentro do palito e aproximou-se de Sakura caída de joelhos no chão, pronta para mata-la.

Sakura levantou rapidamente, e saiu correndo em direção ao salão, e Sasori disparou a arma.

BAM! 

O tiro acertou o abdômen de Sakura

_Ha!-sussurrou Sakura ao ser atingida, era o seu fim...

Sakura levou a mão ao abdômen, segurando o lugar atingindo, cambaleando correu pra dentro do salão, procurando por Sasuke. Os três seguranças correram atrás dela, para impedir que ela se escondesse no meio dos convidados.

[Droga, droga, droga
O que eu faria para ter você aqui, aqui, aqui
Eu gostaria que você estivesse aqui
Droga, droga, droga
O que eu faria para ter você por perto , perto
Eu queria que você estivesse aqui]

Ao ver Sasuke, ela correu ao seu encontro e se jogou em seus braços o abraçando desesperada.

_Sakura?- sussurrou ele lhe acolhendo em seus braços.

_Sasuke eu te procurei por toda parte!-disse o abraçando desesperada. 

_Ah!-gemeu de dor segurando o local atingindo no abdômen sentindo fortes pontadas, pouco abaixo da costela devido ao tiro que havia levado, suspirou serenamente tentando suportar a dor profunda, para que o mesmo não notasse. De certo modo senti-lo perto de si, lhe trazia conforto e segurança.

_Você esta bem?-perguntou Sasuke olhando em seus olhos.

_Sim! -forçou um sorriso, como estava feliz em tê-lo encontrado a tempo, naquele momento se não fosse Sasuke ali, talvez não tivesse se salvado. O sangue começara a molhar seu vestido, seu coração palpitava em ritmo acelerado, não poderia deixar que percebesse... Não poderia!

Olhou em seus olhos, e ele parecia incomodado com algo. Algo nele estava diferente, ele parecia sentir algo...

SANGUE!Para um vampiro como Sasuke, era impossível não perceber, agora tentava resistir.

_ O que foi?-perguntou ela ao velo a olhar pensativo.

_Seu vestido...-murmurou ele

_Hun...- o olhou fingindo de desentendida deveria manter a calma.

_Ele esta... -disse Sasuke, e o coração de Sakura parou naquela frase “ por favor que ele não descubra! Por favor” pediu Sakura aos céus.

_Molhado. -finalizou ele mentindo, e Sakura ao ouvir aquelas palavras se sentiu aliviada.

_Devo ter esbarrado em algo e me molhado. -mentiu

Sasuke a puxou gentilmente pela cintura roubando os seus lábios em um singelo e delicado beijo, Sakura correspondeu gentilmente, mais na verdade Sasuke estava tentando driblar seu instinto vampiro com os lábios dela. Ao se separarem antes que algo pior acontecesse, Sakura pediu licença para se retirar.

_Com licença, eu só preciso ir ao toalete retocar a maquiagem. -disse usando a desculpa para sair do local, antes que o sangue no seu abdômen fosse percebido.

_Tudo bem! -confirmou ele, e ela caminhou em direção ao banheiro feminino.

Assim que não podia ser mais vista, correu rapidamente trancando a porta do mesmo.Sakura olhou entre as portas dos sanitários, para ver se havia alguém. Após se certificar bem correu ate a pia, e ligou a torneira. 

_Haaa!-gemeu de dor ao sentir a água fria cair sobre o tiro que havia levado na barriga. O sangue escorria, sendo levado pela a água, precisava parar aquele sangramento rápido.

_Que merda maldito Sasori! Maldito!-protestou sentindo a forte dor do tiro pegou um pedaço de objeto afiado e pontiagudo, e sentou-se ao chão com dificuldades.

Era o que faltava mesmo, o que fazer agora , como explicar pra Sasuke, o que estava acontecendo,” imagina não e nada Sasuke só levei um tiro.”pensou ela.Contar a verdade, ou deixá-lo saber da sua real situação estava fora de questão,tinha que esconder aquilo, mais como? Seu braço sangrava

_Sai! Sai!- sussurrava entre gemidos de dor tentando tirar a bala, que a julgar pela quase nenhuma aptidão medica de Sakura, era devidamente dificultoso. Maldição! Tudo estava dando errado naquele momento.

_Haaa..-gemeu de dor, sua barriga doía tanto.

[NA MESA DE REUNIÃO]

Os vampiros, juntamente com alguns magnatas estavam sentados na mesa de reunião em silencio, a única coisa que se ouvia alem das voz do homen que palestrava. Era o som dos dedos de Sasuke batendo sobre a mesa de madeira.

Algo o inquietava, Sasuke tinha os pensamentos na garota de cabelo rosados, que a pouco tempo lhe apareceu nos braços ferida. Aquilo era sangue tinha certeza “alguém a feriu, mais quem?” pensou ele.

O assassino estava entre eles, e não duvidaria se o mesmo estivesse sentado a mesa, naquele momento.Sasuke passou os olhos observando os indivíduos, que poderia ser o possível culpado.

Pousou o olhar sobre Neji Hyuga o encarando, poderia ser ele o único que conhecia a casa, poderia ter usado de tal vantagem para tentar matá-la, e o Hyuga sempre reservado, cheio dos segredos e visivelmente inquestionável, não havia quem colocasse ordem naquele clã, que sempre contestava. E Neji a todo custo mantinha a pose, jamais foi visto fraquejar, sempre orgulhoso. O Hyuga ao perceber sendo observado, levantou as mãos em sinal de “O que foi de errado?” sem fazer cerimônia, era visível que o mesmo odiava esta hierarquia, em outras palavras o tão poderoso clã Uchiha, que submetia todos os outros clãs aos seus caprichos.

_Tsc!-fez o Hyuga ao ver Sasuke desvirar atenção para outro lugar sem falar nada, como detestava aquele Uchiha orgulhoso, que se impunha a todos.

Sasuke notou Shikamaru, que facilmente poderia bolar um plano para desmascarar sua esposa, mais ele não tinha cara de assassino, para um homem que não fazia absolutamente nada, não estaria interessado em se tornar o chefe.

“Uchiha Madara!” veio imediatamente aos seus pensamentos, Sasuke fechou a mão sobre a mesa com raiva quem mais tinha interesse de usurpar o poder do que seu tio. De todos ele era o mais suspeito.Sasuke encarou Madara a sua frente ao lado de seu irmão, e o mesmo apenas o olhou fixamente e voltou seus olhos sobre o palestrante.

Itachi seria ele?Mais por quais motivos, Itachi parecia ter mais interesse na própria Sakura, do que no trono. O Uchiha mais velho ao perceber que Sasuke o observava, sorriu de canto levantando o dedo do meio “Ele so me odeia mesmo!”conclui Sasuke. Sasuke suspirou enojado, como Itachi podia ser tão mesquinho e invejoso, teria ele tanto ódio assim suficiente para arruinar a sua vida.

_O que acha senhor Sasuke Uchiha?-perguntou o assessor, depois de explicar aos homens de negócios ali presentes, vampiros entre eles humanos.

_Desculpe o que disse mesmo?-disse Sasuke, sendo retirada sua concentração por um cheiro bem forte de sangue no local, precisamente vindo do banheiro feminino. E o homem começou a explicar novamente, podendo ver o descontentamento na cara de alguns vampiros ali presentes de terem que ouvir a explicação novamente, por causa de Sasuke “Uchiha”, “Maldito clã Uchiha” protestou em pensamentos Neji Hyuga.

Algo já estava incomodando de tal forma, que Naruto logo inquietou o uchiha ao seu lado.

_O que e isso Sasuke? O que e todo esse cheiro de sangue?Os vampiros estão ficando com o apetite atiçado. -sussurrou Naruto, percebendo.

Sasuke diferente dos ali presentes sabia perfeitamente quem era a dona daquele sangue, a mesma possuía cabelos rosados, e atualmente devido a um acordo estava casada come ele. Se o mesmo não tivesse ousado provar, não saberia de quem era aquele cheiro suave.

_Eu acho que sei de quem e este sangue. -sussurrou Sasuke para o amigo, lembrando-se daquele doce sabor, quando seus lábios tocaram desde a mais pequenina gota daquele sangue.

_Sasuke ate o mais inexperiente vampiro, já deve ter sentido este cheiro de sangue a quilômetros de distancia. -alertou o amigo.

_Seja La de quem for se continuar assim... Não duvido nada que se torne o jantar de algum dos vampiros aqui presentes. -interviu Madara ao ouvir a conversa sentado logo a frente da mesa, ameaçando.

_Antes de isso acontecer, eu seria obrigado a tomar decisões drásticas. -disse Sasuke em tom de ameaça.

_O que foi Sasuke?...E só!-disse pausadamente Madara sentindo o cheiro.

_Sangue de uma linda jovem!-sorriu maliciosamente Itachi na mesa, deixando certo Uchiha raivoso.

Os três ficaram se encarando na mesa de negócios, Sasuke tentava não se deixar demonstrar o seu interesse, mais fora ouvir Madara sussurrar algo no ouvido de um de seus comparsas, que o uchiha no mesmo momento se viu incomodado, o que Madara acabara de dizer aquele miserável vampiro? Teria mandado buscar a dona daquele sangue, ou seria alguma coisa qualquer.

Itachi para provocar o irmão, levantou-se da mesa saiu pelo corredor.Deixando certo Uchiha na mesa mais que incomodado, definitivamente concluiu que havia sido uma péssima ideia a trazer naquela reunião cercada por tantos vampiros, e agora por que ela chamava tanta atenção.Sasuke não se conteve na mesa e resolveu sair:

_Com licença pessoal! Eu tenho que resolver um problema. -disse Sasuke se ausentando da mesa.

_Vai depressa Sasuke, ou alguém pode chegar primeiro. -sorriu Madara ao ver o poderoso vampiro Uchiha sair da mesa, por uma simples garota sorriu contente, estava ali um ponto fraco. Se mais alguém se levantasse daquela mesa, daqui alguns minutos não restava duvidas que sobraria apenas o palestrante e as cadeiras.

[NO BANHEIRO ]
Sakura sentada no chão do banheiro suspirava sua respiração pesada. Se misturava a dor,precisava urgentemente de um medico. Todo o seu corpo doía devido aos efeitos colaterais da briga e pancadas que tinha levado, Sakura soava muito, tudo em si doía. E devido ao tiro perdia muito sangue, e aquilo estava se tornando uma hemorragia. Se não fizesse algo logo, mal veria o momento em que ela não aguentaria mais.

_COF! COF- tossiu fortemente, seu braço latejava de dor.Precisava urgentemente de um hospital, precisava fazer algo imediatamente. Com dificuldades se levantou do chão,enrolou muito papel na mão e pressionou sobre o local atingido que sangrava. 

Abriu a porta do banheiro discretamente, apoiou-se na parede e caminhou em direção ao corredor, precisava buscar ajuda. Suas vistas começaram a escurecer, já tinha perdido tanto sangue, que em breve mal veria o momento que apagasse de vez.

Foi em direção a uma das salas da mansão hyuga onde  havia visto um telefone, chegando a pequena mesinha pegou o telefone.Se sentou atrás do sofá em um canto escondido daquela sala .Olhou nas teclas do telefone, que pareciam sumir a sua frente, suas vistas estavam se escurecendo:

_Ai! Aguenta firme Sakura!Cof!-tossiu, suspirou tentando novamente fixar o olhar nos números que discava.

Depois de discar os números, levou o telefone ao ouvido podendo ouvir o tom de chamada, “por favor, atendi! Por favor atende! “ pediu.

_Alô !Gaara?Cof!- tossiu se agarrando ao telefone ao ver que a chamada foi atendida.

_Por favor, Gaara me ajuda!-sussurrou.

_Ai... -gritou, sentindo uma forte pontada no abdômen baleado, e o telefone caiu de sua mão.

Seu corpo não aguentou a grande perda de sangue, e caiu sobre o chão desmaiada, só pode ver passos firmes se aproximarem, antes que suas vistas se escurecessem totalmente e ela caísse no sono.

_Sakura?

CONTINUA...


Notas Finais


Comentem!!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...