História Segredos!! - Capítulo 5


Escrita por: ~

Postado
Categorias Naruto
Personagens Deidara, Gaara do Deserto (Sabaku no Gaara), Hinata Hyuuga, Itachi Uchiha, Madara Uchiha, Naruto Uzumaki, Neji Hyuuga, Obito Uchiha (Tobi), Orochimaru, Rock Lee, Sakura Haruno, Sasori, Sasuke Uchiha
Tags Sasusaku
Exibições 109
Palavras 4.623
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Artes Marciais, Aventura, Fantasia, Hentai, Mistério, Romance e Novela, Saga, Violência
Avisos: Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 5 - Inquebrável!


Fanfic / Fanfiction Segredos!! - Capítulo 5 - Inquebrável!



Fanfic Segredos-Cap 5-Inquebrável

O sol  se pôs e a noite chegava, um silencio mórbido se apossava da mansão Uchiha, que mais parecia uma casa assombrada nos últimos dias. Ninguém entrava e absolutamente ninguém saia.

De repente um barulho entre as folhas no jardim chama a atenção dos seguranças da mansão, que caminham em direção ao barulho para ver o que era. Neste instante uma rápida movimentação no alto do telhado da mansão Uchiha, que no mínimo deveria ter uns cinco metros de altura. A pessoa esquia pela calha e pula no ar, e se agarra ao galho de uma arvore, para não cair ao chão.

_Isso Sakura!-comemora a façanha, um completo suicídio aos olhos de uma pessoa normal. 

Nunca pensou que sair de casa, lhe desse tanto trabalho.

_Maldito Sasuke Uchiha!-praguejou lembrando-se do marido autoritário, desde que o Uchiha descobriu a verdade sobre ela, não voltou mais em casa.E ainda por cima a prendeu na mansão.

“Espero que não tente fugir, pois já lhe adianto que darei ordens a qualquer um dos seguranças para atirar em você, caso tente.”

Ameaçou ele, mais Sakura não pensou que ele estivesse falando serio quando disse aquilo.Depois que tentou sair pela porta da sala, e foi “gentilmente” obrigada pelos seguranças a voltar pra dentro de casa, percebeu que não eram simplesmente palavras vazias.

Agora só restava saber o quanto de verdade havia em suas palavras. No fundo queria que fosse mentira, pelo menos grande parte delas.

“O que você diz pode ser ate verdade, mais você não significa nada pra mim. Por mim você pode voltar pro inferno!” 
Disse ele antes de sair de casa, e aquilo machucou tanto.

Nos oito primeiros dias que ele não apareceu, pensou que ele mandaria a policia vir prendê-la, e jogá-la na cadeia para o resto de sua vida.Depois de três semanas trancada na casa, já começou a acreditar que ele mandaria matá-la, ou pior que o mesmo daria fim a sua vida. Mais o que restava fazer? Ficar esperando a própria sorte dentro daquela mansão, se torturando sem saber quem poderia entrar por aquela porta novamente.

Decidiu tentar fugir dali, não que essa fosse a primeira vez, na verdade era a terceira naquela semana. Mais diferentemente das outras, agora ela não estava se importando se os seguranças descobrissem sobre a sua verdadeira identidade. Com facilidade Sakura sobe em cima do galho, com passos leves caminha entre as arvores. Em um silencio absoluto, para não ser percebida pelos seguranças da mansão Uchiha, que faziam a patrulha lá em baixo, cercando desde os muros a todas as portas da mansão.

Sakura esquia para a arvore mais próxima, erguendo a mão se segura em outro galho.

“Crack!”

O galho se quebra,e a rosada acaba que pisando em falso, e começa a cair em direção ao chão. Por sorte, Sakura consegue se mover no ar e agarra-se a um outro galho forte, segura-se pelas mãos salvando-se de uma queda ao chão.

_Hannn!-suspira aliviada, a sua grande habilidade de dançarina em pole dance, que usava para distrair os clientes enquanto roubava, lhe eram bastante uteis nesta árdua vida de crimes.Diferente das dançarinas comuns, Sakura usava a especialidade, para virar-se em barras,subir em muros, segura-se em arvores enfim tudo o que lhe favorecesse seus roubos, e no caso de agora, fugir de casa.

Uma gota de suor escorre pelo seu rosto caindo ao chão lá em baixo. Sakura balança cuidadosamente no galho, e pula para o próximo galho da arvore da frente, observa a movimentação dos seguranças em baixo.Ela uma ladra especialista em roubar joalherias a noite sem ser notada, fugir daquela casa sem chamar a atenção era moleza.Tantos anos de profissão enfim serviram para alguma coisa.

_Então eu não posso sair, Sasuke Uchiha!-murmurou sorrindo ao perceber que já estava  próximo ao portão de saída.

*Imagen On*



















*Imagen Of*

Sakura esquiando-se lentamente chega o mais próximo ao chão. 

Saltando cai silenciosamente sobre alguns arbustos. Abaixa-se por detrás de algumas plantas, avistando dois seguranças que guardavam o portão da mansão, um jovem de cabelo branco por nome Suigetsu à esquerda, e outro de cabelo laranja por nome Juugo à direita.

_E agora!-sussurrou  tirando uma faca debaixo de sua camisa vermelha, olhando fixamente para os dois seguranças, simulando em sua cabeça os seus próximos movimentos.

Sakura se levanta e corre na direção dos seguranças e lança a faca acertando o ombro de Suigetsu que estava mais atrás, que logo cai ao chão. E rapidamente pula em Juugo e segura em seu pescoço, jogando suas pernas em volta de sua cabeça o derruba no chão.

Depois de derruba-los, Sakura corre e se joga na grade do portão segurando-se a uma barra em cima, ela se movimenta balançando e vira-se de costas caindo do outro lado do portão. Se segura nas barras do outro lado e desliza chegando ao chão.Deixando os seguranças impressionados com tamanha agilidade e facilidade da princesa humana,que ate parecia  já ter feito isso milhares de vezes.

Sakura saiu correndo o mais rápido que pode pela rua descalça,ela vira na primeira esquina que encontra para se manter o mais longe possível daquela casa. Mais foi ao passo de virar de contornar a rua, Sakura e surpreendida pelos mesmos dois seguranças que havia derrubado.

_Como?-perguntou Sakura impressionada sem entender como eles chegaram ali tão rápidos.

Deveriam ser os mais rápidos seguranças,o que Sakura não sabia era que na verdade estes dois atravessaram décadas servindo a família Uchiha. Estiveram presentes em vários ataques, e guerras durante todos estes longos anos a serviço da família Uchiha.

_Por favor, Senhora Sakura Uchiha, pare com isso. -disse Suigetsu já cansado das frustrantes fugas da princesa.

Juugo se aproximou e a puxa pelo braço jogando-a nos ombros a levando novamente para casa.

_ME SOLTEM!ME SOLTE AGORA!-gritava a rosada enfurecida, nos obros do segurança que caminhava levando-a novamente para mansão.

Os dois seguranças colocaram Sakura dentro de casa ,para logo em seguida trancarem a porta, deixando a princesa dentro de casa novamente. Caminharam em direção aos seus devidos postos:

_Durante todos estes séculos que sirvo a família Uchiha, das princesas Uchiha esta e com certeza e a mais louca de todas.-comentou

_Han, você viu como ela me acertou e pulou o portão?Incrível!Gostei dela!-comentou Suigetsu lembrando-se do golpe da princesa.

Depois de sua frustrante tentativa de fugir de casa, Sakura jantava sozinha na mesa. A velocidade que os seguranças a encontraram não saia de sua cabeça, já havia corrido de vários seguranças de bancos, mais nunca nenhum deles foi tão rápidos como os daquela casa.

_Como se não fosse humanos. -sussurrou a rosada inconformada por não conseguir fugir daquela casa.

Terminou de jantar, se levantou da mesa e caminhou em direção a sala, pode ver os corredores vazios e escuros sentiu um vazio bater no peito, aquela casa enorme;empregados, jóias na mais alta elite da sociedade. Mais vazia... Sasuke não dormia mais em casa, com certeza dormia nos braços de outra!Outra qualquer, não importava quem fosse.

A casa vazia, e escura dava ate medo! caminhou na sala, podendo ouvir seus próprios passos em meio ao silencio. Pegou uma garrafa de vinho, para logo encher uma grande taça.

_Eu sei! Voltei a beber!-sussurrou ela, pois tinha parado com este vicio quando conheceu Sasuke, tinha realmente mudado por ele.E agora desiludida voltava ao mesmo fundo do poço em que vivia.

_Sakura a garota órfã,que não passo de uma assassina, uma ladra mentirosa da pior espécie! Hun...Nunca teria chance com Sasuke Uchiha!- murmurou ela, lembrando-se de quem realmente era.

Sakura já falava sozinha, acostumara tanto com a solidão nos últimos dias. Que às vezes pensar em voz alta, era a melhor forma de quebrar o silêncio.
Sentou-se na poltrona de Sasuke, ao lado pode ver uma revista. Abriu a revista, ler nunca foi seu forte, folheava paginas e paginas, sem ler quase nenhuma noticia da revista de fofocas.

_Como ricos gastam dinheiro, pagam ate para saber da vida dos outros! -sussurrou insatisfeita pronta para jogar a revista fora, foi quando uma noticia lhe incomodou, mais precisamente com a foto de Sasuke Uchiha:

“ O casamento de Uchiha Sasuke e Sakura Haruno esta em crise?
A senhora Sakura Uchiha ultimamente não tem sido mais vista acompanhando Sasuke Uchiha! Será o fim do casamento?”

_Que a vagabunda morra! Engasgada com a própria Língua - murmurou Sakura com raiva, jogando a revista a metros de distancia.

Seu casamento em crise, quem a repórter pensava que era?Para dizer se ela e Sasuke não estavam bem.

_Eu e Sasuke estávamos bem!Muito bem.-afirmou Sakura, repetindo para si mesma, como se pudesse tornar verdade a quem queria enganar.

Não deveria ser tão difícil viver sozinha, deveria estar acostumada a solidão, mais diferente de antes a solidão sem ele parecia tão mais dolorida.
Sakura Haruno a garota órfã sem pais, sozinha no mundo. Uma miserável criança vivendo de esmolas, passando fome. Sem nunca, sem ninguém que olhasse por ela, ninguém que a amasse.Estava tão acostumada a levar tombos, a ser enganada e ferida na vida, que chega momentos que não se sente mais nada.

Um vento frio soprou , Sakura levantou-se e caminhou em direção a janela, olhando la fora, esperando que certo alguém aparecesse, mais nada, o que resolveria se voltasse também?
Pode ver os seguranças que cercavam a casa, “Não saia daqui!” ele ordenou antes de ir embora. Como se a mesma tivesse algum outro lugar para ir.

Voltou-se para sala, e caminhou em direção às escadas subiu alguns degraus, quando sua atenção foi chamada por um retrato do seu casamento no alto da parede.Sakura ergueu a mão e o tirou da parede, levou os dedos à moldura dourada, que entornava a foto, um retrato do dia do seu casamento.

*Music On*

Daughtry- Start Of Something Good

*Music Of*

Sakura teve um monte de momentos que não duraram para sempre.Agora estava no canto tentando juntá-los.O amava mais que tudo, não importavam o que eu fizesse não conseguia mudar!

_Você deixou meu coração em pedaços Sasuke!-disse Sakura e seus olhos se encheram de lagrimas, que caíram sobre a foto.

Não aguentou quando desabou no choro, caiu sentando na escada chorando.Talvez Sasuke e ela fossem apenas amigos, talvez fossem ate mais. Talvez seja apenas sua imaginação.Mas Sakura o via Sasuke a olhar por um tempo a mais.E isso a fez começar a perguntar, mesmo que a chamasse de louca. Mais achava que Sasuke sentia isso também.

[No Escritório da empresa]

“Tic! tac!” fazia o relógio na parede, e as horas pareciam não passar.E Sasuke impaciente sentado na poltrona fazia questão de monitorar o então relógio preguiçoso.Já começara a duvidar que o mesmo estivesse estragado, ou seria simples teimosia do Uchiha que estava um pouco muito sentindo a falta de um certo alguém.

[Você nunca sabe quando vai conhecer alguém
E todo o seu mundo, muda de uma hora pra outra completamente]

_Ela não podia ter me enganado deste jeito. -murmurou o Uchiha, com a mão no queixo pensativo.Nunca pensou que aquela doce menina tivesse um histórico criminoso tão extenso. E agora ela colocava seus planos em perigo, como enganar alguém com uma falsa princesa desta categoria.

A garota que deveria ser a parte mais simples estava se tornando o maior incomodo. Sakura era procurada pela justiça, corria o risco de ser presa a qualquer momento, e ainda de sobra era famosa no mundo dos mafiosos e ladrões de jóias e bancos.

_Como escolher uma garota mais discreta do que essa? Hun...-murmurou o uchiha sarcástico, que não havia contado a ninguém sobre a descoberta. Nem mesmo a Naruto seu melhor amigo, sabia da verdadeira identidade de Sakura.

Ela realmente estragaria seus planos, estava tão revoltado com isso, por que Sakura tinha que ser assim?

O fato dela ser um problema era apenas a ponta do enorme iceberg, do que era“Sakura Haruno”, na verdade ela bagunçava sua cabeça de uma maneira que ele nem podia imaginar. Fazia o questionar sobre os reais motivos de seus planos, e se realmente se tudo isso compensava?

Usar Sakura como isca, para atrair um assassino. Por simples vingança e para tentar achar uma Princesa perdida. Realmente valia a pena sacrificá-la por seus interesses?

_O que esta acontecendo com você Sasuke Uchiha?Não vai deixar uma garota boba te atrapalhar. -murmurou Sasuke batendo a mão sobre a mesa, repreendendo tais pensamentos.

Mandou Naruto procurar por um certo convidado daquela reunião, sem lhe dizer o motivo.Sasuke tentava tampar os buracos que sua doce esposa tinha deixado, o plano era simples atrair o assassino com ela, mais nunca pensou que manter a falsa identidade da falsa esposa lhe daria tanto trabalho.
Levantou-se da cadeira, e abriu a porta encontrando a turma de vampiros que estavam a seu serviço.

_Qual o problema de vocês? Não conseguem encontrar um misero convidado. -reclamou o Uchiha aos vampiros ali presentes, que nos últimos dias estavam tendo uma versão grátis do inferno.

Sasuke estava impaciente, e revoltado as coisas pareciam escapulir de suas mãos. Não sabia quem era o assassino, não tinha ideia de quem havia descoberto sobre e Sakura e a tinha levado em casa, estava perdendo o controle de tudo.

_VOCÊ!-gritou com o vampiro.

_Eu?-perguntou Lee.

_Você vai fazer uma lista de cada pessoa que esteve na mansão Hyuga nos últimos cinco meses.-ordenou Sasuke.

_Mais eu estou fazendo.-tentou Lee que já estava com uma pilha de tarefas pra fazer

_Eu não quero saber o que você esta fazendo. Faça a lista das pessoas.-ordenou o Uchiha.

Sasuke pegou as fotos das pessoas que eles haviam separado, e lançava elas no ar não o encontrando.As descrições não batiam com a pessoa mencionada, deveria ser ruivo com um amigo loiro de cabelos .Não conseguia encontrar o tal individuo.Levou as mãos a cabeça estressado, podia ouvir a veia na sua testa saltar de tanta raiva, como uma turma de vampiros não conseguiam encontrar uma unica pessoa.

_Sasuke?-chamou Naruto abrindo a porta.

_O QUE È?-gritou o Uchiha irritado.

_Calma cara!- pediu Naruto, vendo Sasuke tão impaciente nos últimos dias.

_O que você quer Dobe?Não vê que esta ocupando o meu tempo. -respondeu o Uchiha, suspirando fortemente parecia querer escapar de algo, de seus próprios pensamentos quem sabe.

_Acho que encontramos o homem. -disse Naruto se referindo ao homem que Sasuke procurava.

_Encontraram!Onde ele esta?-perguntou o Uchiha, se levantando da cadeira.

_Se você quiser podemos cuidar disso pra você. -ofereceu Naruto.

_ONDE ELE ESTA NARUTO?-perguntou Sasuke já furioso, mal deu tempo de Naruto falar o Uchiha já pegou as chaves do carro, e saiu pra fora. Naruto correu atrás dele.

_Eu descubro quem fez isso com ela, nem que pra isso eu tenha que matar cada vampiro desta cidade.

[E você descobre que tudo estava errado
E todas as minhas cicatrizes não parecem importar mais
Porque elas me levaram até você]

Foi questão de minutos Sasuke Uchiha já estava no esconderijo de Sasori, estava com tanta raiva dele, sabia que de qualquer jeito um dia descobriria a verdade sobre ela, mais naquele momento era por causa deste individuo que tinha descoberto, e agora estavam separados. 

Foi questão de poucos minutos, Sasuke ja havia encontrado o esconderijo do ruivo, que era um mafioso.O Uchiha arrebentou a porta da frente do esconderijo e de uma forma devastadora foi matando todos os que entravam em seu caminho.

_Você e Sasori?-perguntou o Uchiha jogando o coração de um dos bandidos no chão, olhou para Sasori.O ruivo só pode ouvir o som de um vento impetuoso passar pela porta, e o arremessar na parede, quando se deu conta do que estava acontecendo já estava preso nas mãos do Uchiha.

_Então você atirou em minha esposa?-perguntou Sasuke com raiva,segurando Sasori pelo pescoço.

_Ela me devia um dinheiro, e a encontrei por acaso. -tentou explicar Sasori.

_CALE-SE! Você não parece ser a altura de uma reunião como aquela. Quem te convidou? -perguntou o Uchiha.

_Eu não sei, ele me ligou e depois recebi os convites. -disse Sasori, confirmando a suspeita do Uchiha, que havia alguém mais por trás desta coincidência de encontrar Sakura naquela reunião, tudo tinha sido armado justamente para desmascará-la.

_Quem te ligou?-perguntou Sasuke, sufocando ainda mais o ruivo.

_Eu não sei o numero no telefone era desconhecido. -respondeu Sasori.

Sasuke pegou o celular em seu bolso com uma das mãos e deslizou as teclas destravando o celular, enquanto a outra segurava Sasori pelo pescoço na parede suspenso no ar. Foi quando ao destravar o celular viu uma foto no papel de parede muito peculiar, que fez o Uchiha ficar ainda mais grilado, Sasuke olhou mortalmente para o ruivo mostrando a foto no celular.

_E serio!-ameaçou o Uchiha arqueando as sobrancelhas devidamente irritado, mostrando a foto de Sakura sorrindo na tela inicial do celular. Só podia ser provocação, que o ruivo era apaixonado pela sua esposa.

_Não e o que o senhor esta pensando. -disse Sasori desesperado em frente a simplesmente do vampiro ciumento mais poderoso a sua frente.

_Eu não estou pensando... -concluiu Sasuke arrancando a cabeça de Sasori com as mãos.

O Uchiha jogou o cadáver de Sasori no chão, e rediscuto o numero desconhecido das ultimas chamadas. Pode ouvir o numero sendo chamado, e no passo de três toques alguém atendeu.

*Telefone On*

_Alô!-disse a voz rouca do outro lado da linha.

_Hun...acho que te encontrei, e o seu fim.-ameaçou Sasuke 

_Não tem medo de me desafiar deste jeito moleque?-ameaçou o vampiro do outro lado da linha.

_Já estive tantas vezes perto da morte, que ate perdi a Conta. -respondeu Sasuke.

_As vezes

_O que eu quero Sasuke, e exterminar a praga que esse Clã.Quero assistir as chamas arderem em seus cadáveres.Quero ouvir o silêncio...de quando você parar de gritar depois que eu enfiar a estaca em seu peito.-ameaçou o homem

_Desculpe a ligação esta ruim. Pode repetir tudo que disse após “O que eu quero”?-curtiu Sasuke, deixando o homem ainda mais com raiva.

_Como vai à falsa princesa?-provocou o homem.

_Seu... -murmurou Sasuke com raiva.

_Uma garota assim, não se acha facilmente. Sakura Haruno assassina, ladra e com um histórico criminal, memorável. Sabia que tem dois mandados de prisão em busca dela?Imagina o que os outros pensariam ao verem a doce Princesa Uchiha sendo presa?

_Você não tem provas. -argumentou Sasuke, frio não deixando transparecer descontrole.

_Eu não preciso de provas Sasuke Uchiha. Ela não e a princesa Uchiha, e uma simples ladra, a própria identidade dela a condena. -ameaçou o assassino.

_O que você ganha em desmascará-la?Como você mesmo disse, ela não e a verdadeira princesa.

_ Eu não quero simplesmente desmascará-la, eu quero matá-la. Afinal quem vai saber se ela era ou não era a verdadeira, pra todos o clã Uchiha vai ser extinto. -ameaçou o Homem.

_Por favor, poupe-me dos detalhes. Poderia deixar de se esconder pra começar, antes de ficar fazendo ameaças sem fundamento. -provocou.

_Eu não estou me escondendo Sasuke Uchiha, você me conhece, estava sentado na mesa com você na reunião. 

_Quem e você?-perguntou o Uchiha.

_Descubra!Você tem uma casa bonita Sasuke Uchiha. -provocou o homem.

_Do que esta falando?-questionou o Uchiha sem saber a que ele se referia.

_Realmente as flores na mesa do centro, dão um ar de família normal. -comentou, fazendo menção as flores no centro da mesa da casa de Sasuke.

_Esta blefando. -disse Sasuke não acreditando que ele estava em sua casa.

_Hun...Qual e o quarto da Sakura mesmo? Há me lembrei o segundo pegando à direita ela fica no seu, não e mesmo!-disse provocando.

_Não esta em minha casa. -respondeu o Uchiha seguro.

_Como tem tanta certeza?-questionou a voz do outro lado do telefone.

_Não teria como você entrar em minha casa, meus seguranças me avisariam se algo acontecesse.

_Hun..Assim como te avisaram quando a levaram pra casa naquela noite? Ah! Ah! Ah! -riu o homem do outro lado da linha.

_Maldito!-gritou Sasuke .

_Sakura?-chamou o homem do outro lado da linha provocando, e logo desligou o telefone.

*Telefone Of*

Ao ouvir a chamada ser encerrada, Sasuke lançou o telefone na parede que se quebrou em milhares de pedaços.

_MALDIÇÃO!-gritou Sasuke com raiva, o assassino não poderia estar em sua casa, o que estava acontecendo com ele, estava perdendo o controle. Sakura estava em perigo, e Sasuke sem nem mesmo pensar não se importando com nada, alem dela naquele momento saiu rapidamente em direção ao seu carro.

_Sasuke aonde você vai?-perguntou Naruto sem entender, e só pode ver Sasuke entrando no carro e dando partida, saindo rapidamente acelerado.

[Minutos depois... MANSÃO UCHIHA]

Em alta velocidade Sasuke, vira o volante para esquerda adentrando a mansão. Puxou o freio de mão, parando o carro em frente à casa.Desceu rapidamente batendo a porta do carro.Subiu as escadas apressados , e abriu a porta da sala.

_Sakura?-chamou preocupado tentando encontra-la na sala.

Um silêncio profundo, Sasuke queria poder ouvi-la, a ouvir chamar seu nome ou somente sua voz, mas não ouvia, o vazio da solidão ocupava o espaço da sua voz.

_Onde você esta?-disse o uchiha angustiado, levando as mãos ao cabelo preocupado. Arrependeu-se naquele momento de ter ficado tantos dias fora de casa.

Como um rápido flash de luzes, Sasuke apareceu na conzinha, procurando-a. Voltou-se ao salão moveu-se para o topo das escadas, a que ponto chegara de ser tão indiscreto nem se preocupava em ser descoberto.

_Sakura?- chamou em um dos quartos, sem ouvir nenhuma resposta. Era possível sentir a brisa do vento, em que Sasuke se movimentava na casa procurando Sakura.

*Music On*

Jamie Scott-Unbreakable

*Music Of*

_Sakura? Sakura!-chamou desesperado, batendo na porta do quarto.

Sasuke acabara de bater na porta do quarto, esperava que ela viesse atender, esperou alguns segundos, e nada. Arrependeu-se “O que esta fazendo Sasuke” pensou o Uchiha, e caminhou para ir embora dali, foi quando a porta do quarto se abriu:

_Sasuke?

Pergunta Sakura o encontrando ao abrir a porta, Sasuke respira aliviado ao vê-la. Nunca mais a deixaria, nunca mais ficaria tanto tempo sem voltar pra casa. 

[Mas eu não posso, não posso parar de pensar em você todos os dias
E você não pode, não pode ouvir o que as pessoas dizem
Eles não te conhecem, amor
Não sabem que você é incrível
Mas eu estou aqui para ficar]
_Sakura eu... Não e nada- respondeu passando a mão sobre os cabelos um pouco nervoso.

_O que você quer? - insistiu sua esposa.

_Eu só queria saber se você estava bem!- respondeu quase em um sussurro, de cabeça baixa era nítido a timidez de Sasuke a sua frente, ele tentava ser forte, transparecer segurança, mais se importava se preocupava com ela.

_Estou bem... -disse ela forçando um sorriso.

Os dois se olharam, era possível ouvir o mais pequeno sussurro naquela madrugada fria, os seus olhos os entregavam, estava estampado na cara, que sentiam a falta um do outro, dois anos de casamento não poderia ser esquecido em alguns meses de separação.

_Sakura me desculpe!-disse em um sussurro quase impossível de ouvir, levou uma das mãos ao cabelo sem graça, seu ego estava sendo massacrado ali.Sakura não acreditava nas palavras que seus ouvidos acabaram de ouvir, ele estava pedindo desculpas, sim ele estava mesmo.

_ Acho que é só isso mesmo!-respondeu Sasuke sem jeito.

Porque insistiam em continuar com esta disputa, porque simplesmente não entregavam os pontos, e admitissem o amor que ambos sentiam? 

[Porque ela é a garota que eu nunca tive
Ela possui o coração que eu tanto quis]

Eles se olhavam sem dizer uma única palavra, a vontade de dizer alguma coisa os incomodava, foi ate que em meio a situação, que a cada momento ficava mais tensa, Sakura resolve acabar com aquele clima tenso:

_ Eu vou então, Boa noite... - disse sem jeito, tentando voltar ao quarto.

A sensação de vela se distanciar de novo parecia inaceitável pra Sasuke.Sasuke se aproxima de Sakura tão rápido, que ela só percebe quando já estava com os braços de Sasuke envolvendo seu corpo e seu hálito a fazendo tremer. que segurou sua mão em um rápido movimento. Sakura o olhou surpreso, uma corrente percorreu o seu corpo,fazendo seu coração deparasse, era incrível a reação:

_Sakura eu te amo... - disse ele confessando, finalmente encontrando a resposta do que tanto lhe inquietava. Sakura só sentiu Sasuke se aproximar de si e lhe roubar os lábios. Ela demorou um pouco a corresponder ao beijo, não esperava em ouvir tais palavras da boca dele. Mesmo depois de tanto tempo juntos ela ainda era tímida em relação à Sasuke e isso era algo inevitável.

Seus lábios encostaram-se aos de Sakura fazendo a menina sentir todo seu corpo tremer e sua respiração parar com o toque doce e molhado dos lábios de Sasuke. A tragédia que poderia tê-los separado apenas os uniu mais do que nunca. 

Ela permite que os lábios dele invadam os seus, em um beijo quente e agressivo, eles caem encostados na porta. Sasuke aperta a cintura de Sakura e com sua boca ele percorre o pescoço dela, fazendo seu coração acelerar e sua respiração voltar de forma ofegante e acelerada. Podia-se sentir o fogo dominar seus instintos.

Sasuke não aguentava mais, e a agarra pela cintura, em seus braços a beijou com ternura, trazendo-a pra cama. 

[Se algum dia você pensar em partir, eu não vou deixá-la ir
Eu juro que vou encontrar seu sorriso
E colocarei meus braços em sua volta
E farei de você inquebrável]
Sakura passa as unhas nas costas de Sasuke o segurando com firmeza, desejando que ele não saísse jamais dali, ele soltava um sorriso sentindo as unhas de Sakura entrarem em sua pele. E lá estava ela, excitando seu desejo por sangue... Mas ele resistiria esta noite. Por um tempo, pelo menos...

Sakura o puxa e o deseja mais do que nunca.Gemidos Altos Fogem Descontrolados no meio de sussurros Selvagens.

As mãos de Sasuke percorrem o corpo de Sakura, analisando-o e desejando-o. Ele tenta por um segundo reagir, mas todo seu corpo gritava por ela, seus lábios imploravam pelo seu beijo. Sasuke a deita na cama caindo sobre ela. 

Os beijos de Sasuke descem do pescoço para a clavícula, onde rasga sua camisola, Sakura que soltava um gemido contorcendo o corpo debaixo dele. O desejo se tornava maior que a razão e Sasuke estava louco de desejo, de fazer Sakura completamente sua. Porém, na medida em que seu tesão aumentava, sua sede ficava ainda maior, fazendo ele não só querer ter Sakura, mas também mordê-la.

Seu rosto muda e seus olhos se fixam na veia. Ele fecha os olhos, respirando o mais profundo que podia, para resistir ao desejo de mordê-la.

Ele queria tanto o sangue dela, suas presas já estavam doendo... Ele a empurrou tentando respirar.Suavemente, ele se afastou e tocou o rosto dela com seus dedos. Primeiro, ela cheirou o cabelo dele quase tocando a nuca, e então ela deu um beijo em sua bochecha esquerda recuando, então ela gentilmente segurou sua mão.

_Não tenha medo...- disse Sakura. 

_Você não entende, eu não quero te machucar... - disse Sasuke. 

_Você não vai... -Ela sussurrou baixinho em seu ouvido como se fosse um segredo que eles compartilhavam. 

Então ela se deitou na cama e o puxou para ela, aproximando sua boca da sua. Ele a puxou para junto de si e as mãos dela se emaranharam em seus cabelos escuros. Ela simplesmente sorriu e se aconchegou em seu abraço novamente. Ele a deitou na cama, os cabelos rosados sobre o travesseiro, e a beijou na boca. Ele queria morde-la , mas resistiu firmemente. 

Sem puxar o tecido, começou a passar suas mãos por todo o corpo. Sakura suspirou e segurou o lençol, mas ele continuou a beijar sua boca enquanto suas mãos possuíam cada centímetro da pele dela. 

[Porque eu amo, eu amo, eu amo, eu amo, eu te amo, querida
Sim, eu amo, eu amo, eu amo, eu amo, eu te amo, querida
E colocarei meus braços em sua volta
E farei de você inquebrável
Inquebrável]

CONTINUA...


Notas Finais


Comentem


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...