História Segredos Obscuros - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Exibições 22
Palavras 678
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Colegial, Escolar, Hentai, Mistério, Romance e Novela
Avisos: Bissexualidade, Drogas, Linguagem Imprópria, Sexo
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas da Autora


A da capa é a de cabelo rosa... Comentem e favoritem a fanfic.
Pessoinhas deem ideias nos comentarios, preciso de ideias para o proximo capitulo... Quem quiser chama no whats 11*97*38*98*116.

Capítulo 4 - Migos.


Fanfic / Fanfiction Segredos Obscuros - Capítulo 4 - Migos.

                      Amsterdã, Holanda 

                      Angel. 

Depois só jantei e fui dormir, amanhã era o dia... 

Acordei e como já tinha o material da outra escola... E também já sabia minhas aulas arrumei a bolsa, tomei banho me troquei. 

Desci as escadas e minha tia tava na mesa comendo: 

-Bom dia, ué tia já acordada? -Perguntei surpresa. 

-Bom dia, eu tenho que trabalhar hoje. -ela trabalha? 

-Onde você trabalha?  

-Sou dona de uma marca de roupa famosa. 

-Ata. -Disse colocando café na xicara e pegando um pedaço de bolo de cenoura. 

Eu estava um pouco atrasa então sai de casa um pouco rápido... E para variar encontrei quem? Sim, o babaca. 

-Ei, quer carona? Você parece atrasada. -Ele perguntou, eu não queria aceitar, mas também não queria chegar atrasada no meu primeiro dia de aula... -Vai responder ou não? 

-É apenas uma carona. -Disse entrando no carro. 

Coloquei meus fones, peguei minha playlist pop/pop rock/ indie pop. 

-Chegamos senhorita. -Ele me encarou e não parava de olhar para minha boca. 

-Obrigada. -Disse meio sem jeito. 

-Não foi nada. -Eu ia saindo do carro quando ele segurou meu braço e me lascou um beijo tão bom mais tão bom que eu fiquei até sem ar. 

-Você não deveria ter feito isso, eu  vi você e a vizinha ontem... Eu não quero ser só mais uma, tchau. 

-Desculpe... Eu... Não queria... Nada. -Sai do carro e via que essas ultimas palavras não passaram de um teatrinho... Só ignorei. 

Essa nova escola era grande então me sentei em um banco e continuava ouvindo minhas musicas e ficava perdida em meus devaneios, até que o sinal tocou e eu fui para minha sala... Não sabia onde sentar... Então sentei na fileira da janela ultima carteira... A pessoinha era da minha sala, mas ignorei ela... 

-Bom dia turma, temos uma nova aluna... Gostaria de se apresentar querida. -Era um professor, mas ele parecia ser gay. -Vem aqui na frente. 

-É... Meu nome é Angel, tenho 16 anos, antes morava em Haia. 

-E por que se mudou?  

-não me sinto confortável para falar sobre isso, posso me sentar? 

-Claro, vamos lá queridos abram os livro de sociologia... -A aula passou num piscar de olhos, com um professor legal como o Caio que aula não passa rápido? 

Fui sair para o intervalo (recreio, hora do lanchinho...) e um grande grupo de pessoas surgiram de Narnia para falar comigo. 

-Eai? Quer ficar com a gente no recreio? -No total eram uns 6. 

-Tá, não conheço ninguém mesmo... -Disse indo com eles para o pátio, eles me enchiam de perguntas. 

-Você tinha namorado ou tem? -Uma menina loira olhos azuis me perguntou. 

-Eu tinha, mas ele me traiu  com uma "amiga". 

-Nossa. -Uma de cabelo rosa falou bem surpresa. -Que amiga não? 

-Pois é. -Respondi. 

-Hoje depois da aula vamos na casa da Anne, você quer ir? Vamos passar a tarde lá. 

-Eu vejo com minha tia... Vou ver se ela responde agora. -Mandei uma mensagem no whats e a Tia deixou então eu vou, nem conheço, mas vou. 

Saimos da escola e a Megan combinou de passar em casa para irmos lá pelas 14:00. 

-Ei, quer uma carona? -Era ele de novo, já me roubou um beijo... 

-Prefiro ir de a pé, melhor que ser beijada a força. -Disse andando. 

-Se você vier agora eu não roubo um beijo seu. -Preguiça de andar só entrei no carro. 

-Então, o que achou da escola?  

-Comum, como todas as outras. 

-Vi que fez amigas. 

-Pois é, e amigos também. 

-Hum, quer sair qualquer dia desses? -De novo, ele é persistente em... 

-Não. 

-Nossa, nem um dia mesmo? 

-Não. 

-Por quê? 

-Porque eu sei que você quer só me usar. 

-Tá bom, se importaria de sair do meu carro? -Ele disse parando o carro. 

-Será um prazer, obrigada pela carona. -Ele me encarou e saiu com o carro em alta velocidade. 

Garoto mimado, acha que tem que ser tudo do jeito dele... Um babaca. 

 Ficar na casa da Anne foi bem legal cheguei em casa um pouco tarde então só fui dormir.


Notas Finais




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...