História Segredos revelados. - Capítulo 17


Escrita por: ~

Postado
Categorias Naruto
Personagens Deidara, Gaara do Deserto (Sabaku no Gaara), Hidan, Itachi Uchiha, Kabuto, Kakuzu, Kisame Hoshigaki, Konan, Naruto Uzumaki, Obito Uchiha (Tobi), Orochimaru, Pain, Rock Lee, Sasori, Sasuke Uchiha, Zetsu
Tags Kakuhida, Kisaita, Leegaa, Narusasu, Orokabu, Painkonan, Sasodei, Tobizet
Exibições 194
Palavras 2.747
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Ficção, Hentai, Lemon, Luta, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência, Visual Novel, Yaoi
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Gravidez Masculina (MPreg), Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Gaara fará de tudo para proteger sua amada Sunagakure
E não negará ajuda a ninguém que conseguir chegar aos seus portões
Ainda respirando.
Curtam babys.

Capítulo 17 - O plano do kazekage.


Fanfic / Fanfiction Segredos revelados. - Capítulo 17 - O plano do kazekage.

Lee estava fazendo uma massagem relaxante nos ombros do Kazekage, Lee se sentia tão bem em fazer seu moranguinho relaxar, o ruivo estava adorando a atenção, principalmente depois de ter se estressado com Orochimaru por ele se recusar terminantemente em fazer um antidoto para a poção, Gaara queria que Orochimaru revertesse à situação caótica que deixou o mundo ninja, mas Orochimaru afirmava que não havia feito mal nenhum e sim o bem mais precioso liberdade.

- vai mesmo falar com o senhor feudal do vento?

- eu não tenho escolha Lee, se eu não falar com o senhor feudal do vento, nunca saberia se Orochimaru está certo ou não, de dizer que essa guerra não é pelo mundo ninja e sim por quatro filhos da puta que querem manter seu poder.

- concordo, só não gosto desse perigo todo que vai correr, não me deixa ir contigo.

- Lee, por favor, entenda que eu sou o Kazekage, e preciso falar sobre um assunto bastante constrangedor e desagradável, Orochimaru pode está totalmente errado, os senhores feudais podem ser totalmente contra á homo afetividade, e se eu levar você comigo, vai ser o estopim para a guerra.

- está bem moranguinho.

- não faz essa carinha triste, tá acabando comigo.

- te amo.

- Lee.

- te adoro, me beija.

Toc! Toc!

- Kazekage-sama, desculpe interromper senhor, mas isso e urgente.

- o que é?

- a Akatsuki e o nukenin Sasuke estão nos nossos portões cheios de bebês que eles dizem ter gerado pedindo abrigo.

- O QUEEEE?!

- sim senhor.

- MAS ISSO E UM ULTRAJE, UM ABSURDO, UM DISPARATE, MANDE EMBORA, TRANQUEM TUDO, QUE MORRAAAAM!

- moranguinho não pode fazer isso, e as crianças?

- você tem noção de quantas pessoas esses monstros já mataram? Lee, não é um camponês me pedindo ajuda, ou um ninja de índole inquestionável me pedindo acolhimento, E UM BANDO DE IMUNDICES MARGINAIS E PSICOPATAS.

- meu amor, são pessoas, sabe Kami o que elas não passaram para virar o que são, todo mundo tem um motivo por trás de seus atos, olhe para nós o mundo determinou que homens que se relacionam com outros homens são dignos de morte, estamos indo contra o sistema, isso e ser um tipo de nukenin.

- Lee, eles são demônios que devastaram vilas inteiras, todos tem a cabeça a prémio, e os valores são altos pela captura de um deles vivo ou morto.

- moranguinho me perdoa, mas quando você entrou pela primeira vez na vila de Konoha, você também era um psicopata.

- Vai jogar na cara, Lee?

- só quero que tenha piedade dessas crianças, ainda que seus pais mereçam apodrecer na cadeia por toda a eternidade, os bebês são inocentes, quem sabe se você tiver esse ato de compaixão não mude o comportamento deles e os tornem homens de bem, o Rikkudo começou o ninjutsu por um ladrão que se aproveitava dos outros que atravessavam uma ponte quebrada.

- puta que pario.

- Kazekage-sama? (Ninja)

- está bem, tá, tá, foda-se, libera a entrada deles, mas quero que o líder da Akstuki venha até mim e Sasuke Uchiha também.

Do lado de fora.

- estão demorando não vão deixar a gente entrar, hn!

- então explode essa porra! (Hidan)

- calma, vamos esperar só mais alguns minutos, daí Deidara coloca a porta abaixo. (Pain)

- Não podem invadir a aldeia do Gaara, ttebayo!

- por que não, usuratonkachi?

- Sasuke, minha vida, se nós invadimos seremos considerados inimigos e Sunagakure vai tentar nos matar.

- matamos eles primeiro, problema resolvido. (Kakuzu)

- mas precisamos dá proteção do Kazekage, ttebayo!

- POR QUE DOBE?!

- Sasuke, pelo amor de Kami, pensa! Se atacarmos o Kazekage quem vai convence os senhores feudais a não acabar com o mundo ninja por causa dos sodomitas, ninguém mais está do nosso lado. (Naruto)

- Naruto tem razão, otouto.

- desculpinha pra ficar do lado daquele maldito ruivo.

- vejam os portões estão se abrindo, hn!

- fiquem alertas por via das duvidas. (Pain)

Assim que os portões se abriram o general Baki e alguns ninjas da areia se fizeram presentes, a postura seria e autoritária do general em nada intimidou a organização criminosa mais procurada do oriente, Yahiko também fechou a cara e mostrou que não estava nenhum pouco nervoso com a situação, qualquer que fosse a resposta estava pronto para o confronto.

- o Kazekage aceitou a entrada de vocês em território de Suna.

- ah! Que alívio. (Suigetsu)

- mas o líder da Akatsuki deve se apresentar imediatamente.

- Pain. (Konan)

- certo, eu irei sem problemas até o seu Kazekage, não tenho medo de nada muito menos de um adolescente de dezessete anos que acha que já é macho.

- meça suas palavras.

- vai me obrigar a retira-las general?

- eu vou com você.

- Tobi. (Zetsu)

- não, Tobi, Nagato morreu por essa organização, eu sou o líder da Akatsuki.

- o Kazekage também ordena a presença do nukenin Sasuke Uchiha.

- o que ttebayo?!

- eu sabia, ele nunca te esqueceu, e pretende me prender, pois bem, eu não sou covarde, eu vou, e vou de cabeça erguida, não tenho medo do seu Kazekage cara de cu.

- eu vou também, ttebayo!

- não você não vai.

- eu vou Sasuke, você é meu esposo, temos um filho, e eu não vou permitir que absolutamente nada de ruim te aconteça, se alguma coisa acontecer com você, vai ter que acontecer comigo também, eu enfrento quem for, mas ficaremos juntos com nosso filho, dattebayo!

- dobe?!

- chega dessa bichice, vamos logo para o palácio Kazekage. (Pain)

No caminho até o palácio Kazekage Pain, Naruto e Sasuke eram a cara da tensão e ansiedade, eles faziam mil deduções em suas mentes sobre o que seria tratado no escritório do Kazekage, Pain estava disposto a revidar qualquer palavra malcriada de Sabaku no Gaara, e Sasuke odiava Gaara do último fio de cabelo a planta dos pés, Naruto só não queria que seu amigo e seu amor brigassem, o loiro entendia o amor de Gaara e respeitava seus sentimentos, mas Sasuke era seu verdadeiro amor e agora com um filho, jamais Naruto permitiria qualquer falta de respeito.

- Naruto?

- Rock Lee?! Como vai amigo?

- bem, mas Gaara quer falar com os dois, você vai ter que ficar aqui comigo.

- Lee, o Gaara está calmo? Ttebayo!

- ele só quer conversar Naruto, vem eu quero muito falar com você.

Naruto deu um beijo nos lábios de Sasuke e foi seguindo Rock Lee para longe da porta da sala do Kazekage, Baki deu espaço para Pain e Sasuke adentrarem a sala e Gaara estava de pé e fez uma reverencia aos dois quando entraram, Pain repetiu o gesto e para não ser o do contra mesmo a completo desgosto Sasuke repetiu a saudação.

- sentem-se, por favor.

- obrigado Gaara-sama. (Pain)

- Pain, eu sei que você é o líder de uma organização criminosa, a mais procurada do oriente inteiro, a cabeça de vocês vale mais que esse palácio, porém tenho certeza que cada homens chega a um destino por caminhos tortuosos que não escolheu, como dizem os filósofos, o homem até pode nascer bom, mas o mundo o desconstrói.

- realmente não cheguei aqui por vontade minha.

- estou dando asilo a Akatsuki por que entendo que dessa vez estamos do mesmo lado, no mesmo barco, e se não nos ajudarmos provavelmente afundaremos.

- com certeza, o mundo virou um caos, chegar até aqui foi muito difícil a uma piscina de sangue e um punhado de mortos.

- Sasuke, sem duvida nós temos nossas diferenças.

- você tentou roubar o meu homem de mim.

- ninguém escolhe por quem se apaixona, eu duvido que Naruto tenha sido sua primeira escolha, porém isso e passado, eu amo Rock Lee.

- isso e o que você diz.

- ele salvou a minha vida quando você tentou me matar, ele mandou a vila dele pro inferno por minha causa, ele está aqui correndo risco de vida todos os dias, apenas para me fazer companhia, Lee merece tudo de mim, e por ele e por essa vila eu estou disposto a tudo.

- por que nos trouxe aqui Kazekage-sama? (Pain)

- prestem atenção, durante esse percurso de dificuldades que chegaram até aqui perceberam um único ninja da folha?

- não, eu até estranhei isso, por que pelo que nós sabemos a Tsunade está do lado deles. (Sasuke)

- em Konoha todos os sodomitas estão sendo presos, eles estão sendo colocados em selas e os enfermeiros e médicos esperam até os bebês nascerem, quando as crianças nascem elas ficam com seus papis por seis meses e são desmamadas, se o papi assinar um documento abrindo totalmente seus direitos em relação ao bebê, eles podem ser soltos, caso o contrário permanecem presos.

- isso é ridículo. (Sasuke)

- o problema não é esse, Tsunade acredita que os outros kages estão fazendo a mesma coisa, eles convenceram a Tsunade que os senhores feudais jamais aceitaram ninjas homossexuais então cortaram a aliança com as nações ninjas e morreremos de fome. Porém o que viram foram apenas prisões?

- não, eles estão matando a rodo. (Pain)

- Tsunade não sabe disso.

- então e um complô, entre o Tsuchikage, a Misukage e o Raikage, eles querem o extermínio dos sodomitas. (Pain)

- eles querem as crianças que tem grandes habilidades hereditárias.

- filhos da puta. (Sasuke)

- espere! Isso significa que eles podem invadir Konoha, se eles estão mentindo para a Hokage, para ela ficar do lado deles e contra Suna, depois de atacarem Suna, atacaram Konoha. (Pain)

- exatamente, meus espiões acreditam que o Tsuchikage, a Misukage e o Raikage querem fazer um novo mapa ninja, com três nações ao invés de cinco, a pedra ficaria com o território do som, a névoa com o território da folha e o relâmpago com o território da areia.

- como é estupida essa velha ela não percebe que está sendo manipulada? (Sasuke)

- Tsunade está com tanto medo dos senhores feudais dissolverem o pacto que não percebe mais nada.

- qual o plano Kazekage-sama? (Pain)

- Orochimaru acredita que os senhores feudais não se importam com o que fazemos aqui, com tanto que permanecemos protegendo seus territórios.

- Orochimaru?! Sabe onde aquele filho de uma puta desdentada está? (Sasuke)

- aqui, eu também o abriguei.

- O QUE? (Sasuke)

- vocês não são melhores do que ele.

- eu concordo. (Pain)

- eu vou até o senhor feudal do vento e comprovarei se Orochimaru está certo ou errado.

- vai jogar a merda no ventilador? (Pain)

- isso e loucura e se Orochimaru está errado? (Sasuke)

- acho que já estamos no fogo, não tem como impedir a guerra, então eu quero pelo menos ter um trunfo na manga.

- precisa de ajuda para chegar até o senhor do vento, ou não vai conseguir. (Pain)

- e exatamente ai que a Akatsuki entra.

- levaremos você até lá, tem minha palavra. (Pain)

- Sasuke, eu quero deixar uma coisa bem clara, não te perdoou, e eu te odeio.

- a reciproca e verdadeira. (Sasuke)

- mas sei que e um grande ninja, e suas habilidades não podem ser ignoradas, enquanto eu estiver fora, você e Naruto protegeram Sunagakure.

- vai deixar a vila na nossa mão? (Sasuke)

- eu amo essa vila muito mais do que a mim mesmo.

- você fala igual o Itachi, eu vou ajudar. (Sasuke)

- estamos conversados?

- essa e a primeira vez que vou aperta a mão de um Kage. (Pain)

- trégua?

- trégua. (Sasuke)

 

No pátio do palácio Kazekage.

- Kiba, Sai,Iruka?!

- sim, eles estão presos Naruto, enjaulados como animais, junto com criminosos perigosos, porém os criminosos têm banho de sol e nossos amigos não.

- não pode ser, não pode ser Lee.

- eu mesmo fui preso, por que a Tenten me viu beijar o Gaara e contou para a Tsunade assim que chegamos à folha.

- Tenten?! Ela dedurou você?

- as meninas mudaram muito Naruto, Tenten não somente me traiu ela disse em alto e bom som que me odeia e senti nojo, Sakura só pega nos meninos se for de luva, ela mesma diz que não quer se contaminar. Ino foi quem denunciou o Sai e a Hinata mandou vasculhar todo o clã Hyuuga em busca dos sodomitas.

- nossa, que horror, dattebayo!

- e terrível a situação que nossa vila se encontra.

- Iruka-sensei.

- o Shino e o seme do Kiba, mas decidiu ficar preso na delegacia somente para ficar perto do Kiba, Kakashi está em prisão domiciliar para não tentar nada em favor do Iruka, e o Sai foi ameaçado pelo pai do bebê, se ele delatar o seme, o cara mata ele lá dentro.

- nossa! Dattebayo! Chega Lee, eu não quero ouvir mais nada.

- tudo se tornou desastroso.

- com certeza Kurama.

- nem Madara fez tanto estrago.

- tenho que dá um fim nisso, precisamos dá um fim nisso Lee.

- e o que Gaara está tentando.

No abrigo dos refugiados.

- nós daremos uma tenda por família, Hidan e Kakuzu, Tobi e Zetsu, Pain e Konan, Itachi e Kisame, Naruto e Sasuke, Deidara e?

- eu posso ficar com você, Konan?

- claro Dei-chan.

- e a gente? (Suigetsu)

- você vai ficar comigo meu filho. (Kisame)

- mas e os meus amigos?

- olá tudo bem por aqui? (Orochimaru)

- SEU FILHO DA PUTA, COBRA DO CAPIROTO EU VOU MATAR VOCÊ, SEGURA ESSE MOLEQUE AQUI KAKUZU QUE EU VOU MANDAR ESSE CHUPA PAU DO CARALHO PARA OS QUINTOS DOS INFERNOS DA ONDE ELE NUNCA DEVERIA TER SAÍDO. (Hidan)

- você não pode me matar eu sou mamãe, e tenho o meu neném pra criar, diga oi Mitsuki. (Orochimaru)

- oi. (Mitsuki)

- oi Mitsuki, sentiu falta da tia Karin.

- Kali.

- Karin, Juugo, voltem para o papai, eu prometo que dessa vez não vou deixa-los para traz.

- não deveríamos confiar nele de novo. (Karin)

- mas eu quero ir. (Juugo)

- venha Karin, papai está arrependido.

- está bem, só por causa do Mitsuki que eu amo.

- Suigetsu fique com o seu pai, mas sempre que quiser aparecer para namorar a Karin, a casa e a decima da esquerda perto do lago.

- ELE NÃO É MEU NAMORADO.

- ELA NÃO É MINHA NAMORADA.

- isso ainda vai dá casamento, Kisame. (Itachi)

- e eu não sei, já consigo até imaginar meus netos.

Durante a noite.

Deidara havia acabado de colocar Daitaka para dormi no berço que Matsuri arranjou para seu filho e de Konan, o loiro estava em seu pássaro observando os casais, Kakuzu estava jantando com Hidan, os dois conversavam sobre algumas coisas e Kakuzu gostava de passar a mão delicadamente no rosto do seu albino, um beijo delicado foi dado pelos imortais, somente quando estavam sozinhos os dois se permitiam tamanha intimidade, depois Hidan lavou a louça e Kakuzu enxugou, o casal foi andando até o berço de seu pequeno Hiro e o observaram por alguns minutos, após isso se deitaram e começaram as cariciais.

- eles parecem tão felizes, hn!

Deidara então migrou para a janela de Tobi e Zetsu o moreno fazia mil caretas para fazer sua princesinha sorrir, Zetsu segurava a pequena em seus braços, a gargalhada gostosa de Kaguya era ouvida até pelos vizinhos que acabavam rindo com ela, a esverdeada era linda, e seus pais eram só alegria com sua amada, depois de rir um bocado Kaguya foi mamar, enquanto dava seu leite para sua garotinha Zetsu recebia carinhos gentis de Obito em sua cabeça, Zetsu parecia querer também adormecer no ombro de seu marido.

- ela é uma gracinha sem duvida, hn!

Deidara então teve a coragem de pousar seu pássaro perto da onde queria ter estado desde a hora que decidiu bisbilhotar a felicidade alheia, Deidara queria ver Itachi, o Uchiha estava tomando banho no lago junto com sua família, Suigetsu brincava com Kazumi e os dois riam, Kurama estava agarrado em Sasuke como um filhote de preguiça, nada o tiraria dali, havia puxado Naruto nessa parte de medo da água, mas o loiro negava com todas as forças essa comparação.

- ele parece tão feliz.

- e ele está. (Kisame)

- Kisame?

- o que faz aqui Deidara?

- eu só fiquei sem sono, hn!


Notas Finais


Gaara quer concerta o mundo
A Akatsuki vai tentar ajudar.
Tsunade está sendo enganada
e os kages filhos do cão estão loucos pra tocar o terror.
o que será que o Kisame vai fazer com o Deidara?!
O Tubarão parece tão bonzinho, mas e o Itachi que está em jogo!!!!!!!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...