História Segredos revelados. - Capítulo 7


Escrita por: ~

Postado
Categorias Naruto
Personagens Deidara, Gaara do Deserto (Sabaku no Gaara), Hidan, Itachi Uchiha, Kabuto, Kakuzu, Kisame Hoshigaki, Konan, Naruto Uzumaki, Obito Uchiha (Tobi), Orochimaru, Pain, Rock Lee, Sasori, Sasuke Uchiha, Zetsu
Tags Kakuhida, Kisaita, Leegaa, Narusasu, Orokabu, Painkonan, Sasodei, Tobizet
Exibições 368
Palavras 2.217
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Ficção, Hentai, Lemon, Luta, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência, Visual Novel, Yaoi
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Gravidez Masculina (MPreg), Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Depois da decepção com Naruto
Somente a recuperação de Lee pode alegrar a galera de Konoha
E aliviar o coração de um certo ruivinho.
Curtam babys.

Capítulo 7 - Recuperando.


Fanfic / Fanfiction Segredos revelados. - Capítulo 7 - Recuperando.

Os Ambus de Suna procuraram por tudo que e canto não achando nem rastro de Naruto Uzumaki, se dando por vencidos os ninjas retornaram a aldeia avisar o Kazekage que não adianta mais procurar o jinchuuriki havia escapado, depois disso Gaara pediu que o time sete viesse a sua sala e então pediu que Kakashi avisasse a Godaime Hokage que Naruto havia fugido da aldeia de Sunagakure atrás do nukenin procurado vivo ou morto Sasuke Uchiha, isso fazia de Naruto agora também um nukenin procurado vivo ou morto, Kakashi abaixou a cabeça entristecido e Sakura não segurou o choro se agarrando ao sensei, aquilo era uma noticia trágica para ambos, pois já haviam perdido Sasuke e agora perdiam Naruto, será que apenas Kakashi, Sakura e Sai conseguiriam suporta todos esses problemas?

- eu preciso comunicar Tsunade-sama.

- mas Kakashi-sensei, Tsunade-sama deixou claro que se Naruto fizesse isso ele seria caçado também.

- Sakura ninguém melhor que Naruto sabia disso, Tsunade avisou pessoalmente para ele, Naruto assumiu esse risco assim que colocou o pé fora de Suna.

- Gaara parecia muito tranquilo para quem vai perder o Naruto.

- Sakura não o julgue, Gaara amou demais o Naruto, um amor completamente não correspondido e unilateral, você sabe como e amar e não ser amado.

- mas homens foram feitos para amarem mulheres e vice versa não existe amor de pessoas do mesmo sexo.

- Sakura não vamos discutir isso agora, precisamos retornar a Konoha imediatamente ou Tsunade pode achar que estamos acobertando o Naruto e não nos permitirá tentar busca-lo.

- então vamos logo, mas e a equipe do Gai?

- Lee acordou há apenas quatro dias, não tem condições de fazer uma viagem de três dias no estado que se encontra, ele ainda precisa de reabilitação, caso a gente venha a tentar força-lo a ir conosco podemos causar algum problema maior em sua saúde.

- e melhor eles ficarem.

- faça um favor ao seu sensei, vá até o hospital veja como está o Rock Lee e diga que precisamos comunicar a Tsunade sobre o Naruto, eu te encontro nos portões de saída.

- está bem Kakashi-sensei.

Kakashi tinha medo de como seria a reação de Sakura quando soubesse a real relação de Naruto e Sasuke, a rosada tinha uma paixão obsessiva pelo Uchiha, desde menina seu sonho era ser a namorada do garoto mais antissocial que já conheceu, de todas as sasuketes que existiam em Konoha, Sakura foi à única que nunca abandonou a ideia de reconstruir o clã Uchiha com o seu único herdeiro, Kakashi tinha medo que o gênio difícil da rosada e o sentimento de traição que possivelmente era sentiria quando soubesse a verdade sobre seu amado e seu melhor amigo causasse mais do que uma rachadura no time sete, mas que Sakura se virasse contra tudo e contra todos. Entretanto como Kakashi poderia impedir esse acerto de contas?

No hospital.

Sakura chegou ao hospital de Suna e foi logo subindo para o andar onde estava o apartamento que Rock Lee foi levado, era o melhor apartamento do hospital geral de Sunagakure o apartamento que ficava apenas autoridades e o próprio kage, depois que Lee saiu do coma e da UTI, Gaara fez questão de mantê-lo num conforto que amenizasse o máximo o incomodo da recuperação das cirurgias que o moreno fez. Quando Sakura entrou no quarto Tenten e Neji que estavam rindo de alguma coisa pararam de rir e seus sorrisos sumiram, era evidente a magoa que o time Gai estava sentindo de Naruto.

- oi Lee.

- oi Sakura-chan.

- como está se sentindo?

- ainda sinto dores aqui no abdômen, mas já consegui pelo menos sentar sozinho na cama.

- eu tenho certeza que você vai ficar curado logo, você é muito resistente.

- e o poder da juventude.

- Sakura (Gai)

- Gai-sensei, eu posso lhe falar?

- claro, venha.

- melhoras Lee, Kakashi-sensei, Sai e eu, vamos precisar ir até Konoha falar com a Tsunade-sama, porém assim que for possível viremos te visitar.

- eu sei Sakura-chan, não esquentem.

Sakura saiu da sala e Tenten a olhava com raiva nos olhos, Neji abraçou Tenten de lado tentando conforta-la e também controlar o seu gênio, Lee não ficaria nada feliz se os companheiros de Konoha começassem a brigar por causa dele, Lee entendia Naruto, entendia muito bem afinal fazia um ano e meio que Lee travava uma batalha intensa contra si mesmo, seu amor pelo Kazekage o estava matando por dentro, Lee tinha certeza que jamais seria correspondido, contudo estava feliz por ter podido salvar a vida da pessoa amada.

- pode falar (Gai)

- Kakashi-sensei, Sai e eu iremos para Konoha avisar a Tsunade-sama que Naruto fugiu, ela provavelmente vai declara-lo nukenin e ele vai ser caçado pelos Ambu, por se tratar de um jinchuuriki e ainda por cima do nove caudas, Naruto será um problema nível S, ou seja, de alta periculosidade, estamos muito tristes Gai-sensei.

- Sakura, eu sei que você ama o Sasuke, mas o que ele fez não tem perdão, e o Naruto não deveria ter ido atrás dele, Sasuke plantou um caminho de dor, vingança e ódio, ele merece pagar por todos os seus crimes, por muito menos pessoas foram condenadas a forca, Naruto e um traidor, ele traiu Konoha, seu juramento shinobe, e o Rock Lee, isso não posso esquecer.

- entendi, nós vamos procurar o Naruto assim que Tsunade nos dispensar, eu sinto muito pelo Lee, mas não vou abandonar o Sasuke e nem o Naruto, tenham certeza disso.

- adeus Sakura.

- adeus Gai-sensei.

Como imaginado Tsunade ficou furiosa com o relatório de Kakashi, ela acionou todos os Ambus contra Sasuke e Naruto, não somente os Ambus mais cada jounnin de elite deveriam recuperar a Kyuubi, Kakashi teve que implorar para Tsunade permitir que ele e o que restou da sua equipe pudesse ir atrás de Naruto, a loira não queria deixar, pois estava magoada com Naruto, todavia Shizune intercedeu conseguindo assim a autorização da Hokage, todos partiram imediatamente, Sakura rezava para que ninguém encontrassem seu amor ou seu amigo antes da equipe sete.

Enquanto isso em Sunagakure Lee precisou fazer fisioterapia e tomar remédios para evitar a rejeição dos órgãos transplantados, o moreno era muito forte um guerreiro com fome de viver, Lee não se abatia por nada, buscava sua recuperação, em pouco tempo já estava de pé caminhando inicialmente com ajuda de um andador. De longe o Kazekage observava seu novo herói, o ruivo tinha medo de se aproximar demais, Gaara estava tentando preservar seu tão maltratado coração, outro Naruto, Gaara não aguentaria.

A hidroginástica foi o que ajudou Lee a conseguir se restabelecer mais rápido, a água por nos passar segurança e parecer ser leve, acabamos por nos entregar em seu exercício acreditando que não e possível se machucar eleva a autoconfiança, em dois meses Lee já estava na natação poli esportiva, o moreno parecia novo em folha, e Gaara o olhava com admiração era impressionante a determinação daquele rapaz tão simples, e nem todos sabiam reconhecer tão grande valor, Gaara estava novamente com seu coração batendo forte, e o desconforto na barriga, as mãos tremulas e suor frio.

- Gaara?

- ah! Temari! Você me assustou.

- deve ser por que você está distraído ai olhando tão concentrado alguma coisa pela janela, o que é?

- nada, eu só estava tomando um ar.

- Rock Lee, esse garoto não e uma tartaruga e um gato por que o tanto de vidas que ele tem.

- realmente e admirável.

- por que não o convida para jantar?

- jantar?

- sim, em casa, o Kankuro vai sair com a namorada, eu com o Shikamaru, você vai ficar sozinho, poderia jantar com o seu salvador, ele quase morreu para salvar você.

- ele pode ter outros planos.

- que outros planos fora da vila dele? Aqui ele não conhece nada.

- vou pensar Temari.

- agora e tarde já o convidei em seu nome.

- você o que?

- me agradeça depois.

- TEMARI!

Se não estivesse sentado provavelmente Gaara teria caído no chão, teria um jantar com Rock Lee, Gaara se lembrava perfeitamente do único jantar que teve com Naruto um fiasco só, o loiro só pensava em Sasuke, não prestou atenção em nenhuma palavra que o ruivo disse, comeu que nem um porco, limpou o ouvido com o guardanapo e depois de Gaara ter passado a tarde toda pensando num jantar especial, Naruto ainda teve coragem de dizer que preferia um lâmen.

Gaara foi para casa muito nervoso chegou sendo recebido pela governanta que cuidava da casa do Kazekage desde o sandaime assassinado por Sasori, o ruivo foi até a cozinha e pediu que a cozinheira preparasse batatas assadas com recheio de requeijão e calabresa, como prato principal salmão com aspargos, grão de bico, alface, tomate cereja e anéis de cebola bem crocantes e por fim um petit gâteau com soverte de creme e cauda de chocolate quente por cima.

O ruivo subiu as escadas e abriu o guarda-roupa achando que não tinha nada para vestir, mesmo tendo roupa pra caramba ali, o coração do kage parecia querer fugir do peito, escolheu um terno preto com a camisa social vermelha e uma gravata de listras preto e vermelho, somente para ficar mais elegante, foi para o banheiro e tomou um demorado banho, depois passou um hidratante por todo o corpo, finalizou a produção com um perfume adocicado mais leve, olhou no espelho e penteou os cabelos, terminou de se contemplar dizendo para si mesmo: até parece que ele vai notar alguma coisa.

Blim! Blum!

- boa-noite Maito-sama.

- boa noite senhora, o Kazekage-sama...

- sim senhor, ele já lhe espera na sala de jantar, me acompanhe.

Lee parecia pisar em ovos, também havia vestido um terno preto com a camisa social verde bandeira e a gravata era verde limão, quando viu o Kazekage já sentado Lee abriu um sorriso bem grandão, Gaara ficou da cor dos cabelos e então os dois se cumprimentaram com uma reverencia de cabeça, Lee se sentou e olhava para o ruivo a sua frente todo bobo, com o coração na garganta.

- obrigado por ter vindo Lee-san.

- eu e que agradeço o convite, jamais imaginei que algum dia me convidaria para entrar em sua casa, na verdade nunca imaginei comer uma pipoca do parque na companhia do senhor.

- você, me trate por você.

- você está lindo nesse terno.

- obrigado.

- fica lindo na roupa Kazekage, fica lindo na roupa de guerra, fica lindo de qualquer jeito.

- Lee, não fale assim.

- vinho senhor? (empregado)

- vinho branco Lee?

- claro, mas eu gostaria de fato e de me embriagar no tinto que está me oferecendo o branco.

- Rock Lee.

- perdão Gaara-sama, vou me comporta.

- a entrada senhor?

- traga, por favor.

Lee olhava para Gaara de uma forma sensual, luxuriosa, mordia delicadamente os lábios tentando seduzir o Kazekage com seu corpo sem dizer nenhuma palavra, Gaara até afrouxou a gravata sentindo o clima esquentar. A entrada foi servida e Lee experimentou saboreando o alimento, não tinha pressa de apreciar algo tão sofisticado e gostoso, algo que talvez ele nunca mais comesse.

- que delicia Gaara-sama.

- são batatas assadas com requeijão e calabresa.

- eu adoro calabresa, e isso está divino.

Depois de comer o salmão e a sobremesa que quase fez Lee chorar de tanta delícia, os dois foram para o telhado do palácio, o lugar favorito de Gaara, o ruivo tentou varias vezes levar Naruto nesse lugar especial para o Kage, mas só conseguiu em sonho, ali Gaara contemplava as estrelas, Lee ficou maravilhado no deserto as estrelas aparecem como se estivessem bem perto de nós, o céu incrivelmente estrelado parecia um planetário de tão belo.

- é lindo Gaara-sama, você vem todas as noites aqui?

- sim Lee, e o meu lugar favorito, aqui eu medito, penso na minha vila, na minha vida, no passado e no presente, aqui eu me acalmo.

- e um lugar de sonho, um sonho que eu estou feliz de ser com você.

- Lee, por que me salvou?

- gostaria de dizer que foi somente por ser a obrigação de um shinobe, mas não é verdade, eu estou encantado pelo senhor, enfeitiçado por sua beleza, hipnotizado por esses olhos verde água, enrijecido por tanto inteligência e autoridade, o senhor e alguém totalmente admirável.

- Rock Lee, o que está dizendo?

- eu sei de sua história, não aguentaria metade do que passou, metade?! Não aguentaria um terço do que passou. Com dezesseis anos se tornou Kazekage, administrando toda uma vila que nunca lhe deu nada em troca, com dezesseis anos eu não sabia nem administrar meu próprio quarto.

- Lee-san.

- sei que não sou quem você realmente queria que estivesse aqui, sei que não fui sua primeira opção, mas se eu puder de alguma forma ser alguém que você nesse momento possa dá uma chance, essa será a melhor noite da minha vida.

- Lee, você e exatamente quem eu queria que estivesse aqui comigo, alguém que eu me vejo nos olhos, alguém que não está ocupado pensando em outras coisas, você me quer?

- eu te amo, moranguinho.

- então me beije.


Notas Finais


Gaara foi bem atiradinho nesse final.
Mas o rapaz esperou pra caramba pelo Naruto, merece um desconto.
Será que Naruto será preso pelos Ambus?
Toda a Konoha agora se volta contra seu herói.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...