História Segunda Temporada - Os 13 Porquês (13 Reasons Why) - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Tags 13 Porquês, 13rw, Baker, Bryce Walker, Clay Jensen, Fanfic, Fic, Hannah, Hannah Baker, Justin Bieber
Visualizações 23
Palavras 787
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Colegial, Ficção
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Sexo, Spoilers
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Aaaaa eai como estão hoje? Esse cap tá bem o que a fic vai ser, vou dividir ela em dois tempos, no atual e no tempo que passou nesses 7 anos kkk O QUE ACHAM?

Capítulo 2 - Where Is Hannah?


Fanfic / Fanfiction Segunda Temporada - Os 13 Porquês (13 Reasons Why) - Capítulo 2 - Where Is Hannah?

Clay POV 

Passamos uma semana em Dubai e eu posso dizer que foi a melhor semana da minha vida. Mas tudo que é bom acaba, hora ou outra. 

Acordei, senti o vazio da cama, olhei no relógio e percebi que já eram 10h, faltavam apenas algumas horas para o vôo. 

Procurei Hannah pelo quarto inteiro mas quando não achei, presumi que tinha ido pedir café da manhã. 

Me coloquei de frente ao espelho, ainda escovando os dentes e parei pra me olhar. 

O tempo não tinha sido cruel, apenas me dera alguns pelos de barba e tirou minhas olheiras, Hannah era grande parte da minha falta de preocupação. Eu a amava e ela estava ao meu lado, nada mais me importava. Abri o armário para pegar a mala e percebi algo faltando. As roupas de Hannah.

Corri até o lobby e perguntei se alguém havia visto ela.

-Ela entrou num táxi por volta de uma hora atras senhor. - Disse a recepcionista. 

Meu coração palpitou. Han, não. 

Hannah POV - 7 anos atrás - No dia seguinte à sua volta pra casa. 

Estava sentada no refeitório comendo o que quer que a escola resolvera servir no dia de hoje. Todos me olhavam como se eu fosse um bicho ou algum famoso, depende da pessoa. De longe eu vi Zach, como o novo capitão do time de basquete e seu novo grupo de jogadores, chamando a atenção de cada garota bonita que passava ao lado deles, algumas sorriam outras ignoravam completamente e seguiam sua vida. 

Senti um beijo na testa e logo vi Clay se sentando ao meu lado. 

-Desculpa a demora, a fila tava grande - Ele disse

-Abriram espaço para que eu entrasse na frente - Eu disse sem muito entusiasmo. 

Clay me deu uma olhada de canto e eu tentei melhorar meu olhar de preguiça. 

-O que pretende fazer no seu primeiro dia completo aqui? - Ele perguntou

-Estava pensando em voltar a trabalhar no cinema, ou tentar tomar um achocolatado depois da escola. - Eu disse segurando a mão dele - Ambos envolvem você. 

-Bem, eu tenho uma hora pra tomar achocolatado, e eu acho que sua vaga está mais que aberta no cinema. - Ele disse sorrindo.

-Pelo menos o achocolatado já está garantido - Eu disse. 

Clay me deu um selinho e me envolveu em seus braços. 

-Alguém falou algo pra você? - Ele disse

-Só algumas perguntas inoportunas sobre como eu fingi minha morte ou como eu pude fazer o que fiz com meus pais. - Eu disse rangendo os dentes na última parte.

-Você não deve nada pra ninguém Han. Não responda. 

-Quem disse que eu respondi? - Eu disse e nós rimos.

O sinal tocou e nos separamos novamente. Fui andando um tanto apressada para chegar em minha sala, até que encontrei Justin no meio do caminho. Vestido sem sua jaqueta de basquete e significativamente melhor do que da última vez que o vira.

-Bom dia Baker. - Ele disse pegando o último livro em seu armário, o deixando completamente vazio. 

-Bom dia. Vai trocar de armário? 

-Vou me mudar de escola, de cidade pra ser exato. - Ele disse - Liberty High não é mais o meu lugar. 

Justin parou em mim e me deu a mão direita, que eu apertei. 

-Foi ótimo te conhecer, mesmo você tendo acabado com muitas das minhas felicidades. Mas obrigado. - Ele disse. 

Ele seguiu o caminho e eu fiquei uns bons 30 segundos parada repetindo suas palavras na cabeça. Eu sabia que Justin estaria um tanto nervoso mas não esperava que ele chegaria nesse ponto comigo.

Me apressei quando percebi que o corredor estava quase vazio e entrei na sala. 

Passei mais um horário me forçando a prestar atenção na aula e ignorando os sussurros ao meu redor. 

O sinal tocou e fui para (finalmente) fora da escola. Encontrei Clay e fomos tomar o achocolatado. Conversamos sobre algumas coisas bem banais (como dever de casa) e depois fomos para o cinema. 

Então é isso que é ter um relacionamento? Alguém que acende sua luz quando tudo parece completamente escuro. Eu não podia dizer, não tinha amigos e o único que tinha era meu namorado. Logo me passou pela cabeça um pensamento que eu tinha antes.

Eu não tinha ninguém, Clay esteve sempre comigo. E eu sempre seria grata por ter o amor da minha vida ao meu lado. 

Clay POV - Tempo Atual 

Depois de ligar mais de 17 vezes no celular de Hannah comecei a aumentar meu desespero. O que está acontecendo? 

Peguei minhas roupas e joguei na mala, encontrando um bilhete no fundo do armário. 

"Espero que me perdoe. Estou fazendo o melhor pra nós dois - H " 


Notas Finais


Eai estão gostando? Me contem POR FAVOR

Love, A


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...