História Sei lá Só Tranzando com Um Amigo - Capítulo 9


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Exibições 53
Palavras 608
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Ecchi, Escolar, Esporte, Famí­lia, Festa, Hentai, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas da Autora


Oi gente,.to desanimando, mas espero q estavam lendo em hahaha

Boa leitura

Capítulo 9 - Notícias


Fanfic / Fanfiction Sei lá Só Tranzando com Um Amigo - Capítulo 9 - Notícias

Arthur e os.outros, ligaram para os pais de Daniela, ninguém atendia, então eles foram até o hospital que a sua amiga estava.

Como não eram os.parêntes de Daniela, entraram em desespero. Deram alguns telefonemas novamente até entrar em.contato com alguém de casa.

"-Alo. Quem é?" -dizia Ana em um canto afastada de todas.

"- Castian. Posso ajudar?" -Castian era o irmão mais velho de Daniela, ele tinha 29 anos estava morando fora, mas sua obsessão por Gabriela cresceu tanto que aonde ela ia ele dava um jeito de ir também, mas após vê-la com outro alguém caiu a ficha que o amor que sentiam não era mais nada para ela. Depois mandou uma mensagem e ligou dizendo que voltaria para casa.

" -Castian? " -Ana franziu a testa pensando, Daniela nunca disse muito sobre a familia dela, pois quando tocava no assunto ela dizia que não importava e era perda de tempo.

" -Eu mesmo, aconteceu algo? "

" - Ah.... Daniela foi atropelada por um caminhão e esta internada no hospital *********** "

" - Não acredito nisso... Estou indo para aí agora" -Castian desligou pegando doritos para comer no.caminho.

Castian chegou no hospital, chegou na mulher do balcão perguntando:

-Procuro por Daniela ******

Arthur ouviu alguem perguntar pela Daniela, onde ele se aproximou devagar ouvindo a conversa:

-Ela esta no quarto 2 do quinto andar senhor. O que você é dela?

-Sou o irmão dela.

-Poderia assinar, por favor, nenhum parente mais próximo chegou ainda -A mulher estendeu um formulário para o rapaz.

-Sim, sim -Castian estava muito preocupada, sabia que a irmã era cabeça dura, mas não imaginava que iria acontecer um acidente.

Castian subiu as escadas, ele.tinha receio demais para ir pelo elevador, onde notou alguns sussurros de Arthur, Ana e João lá no canto.

Encontrou o medico no caminho:

-Então posso falar em particular com você?

-Claro doutor.

Eles iam para um lugar mais calmo, o doutor alto que parecia uma girafa pegou um copo com café servindo o Castian também.

-Ela vai ficar bem...

-Ainda bem... -Castian estava mais aliviado não era tão ruim como pensou.

-Mas, não sabemos quando ela vai acordar -o médico fez uma pausa vendo a expressão de Castian mudar rapidamente -Ela esta em coma, provável.que acorde alguns dias e ouve danos cerebrais , talvez pode ter perdido algum movimento ou memórias.

-Como assim? -alguém entrava na sala que eles estavam Arthur, João e Ana eles estavam bem perturbados, realmente foi a culpa deles por acontecer isso com ela.

-Vocês são os amigos dela certo? -Perguntou o médico impaciente, por vê-los que ainda estavam lá em vez de ir embora.

-Isso mesmo -afirmou João no meio, ele estava meio perdido -Eu não acredito nisso, na verdade ninguém acredita.

-É verdade, ela não ia acabar assim -Disse Ana abraçava em Arthur chorando pela.amiga -Ela não é tão fraca quanto parece...

-A Ana tem...

Arthur é interrompido pelo.médico que diz nervoso:

-Então o levarei a sala.dela, por.favor entrem em 2, ela ainda esta em coma e não reagiu.

Todos suspiravam concordando, seguiram o médico ate o quarto que Daniela.estava. João entrou com Ana primeiro vendo Daniela toda cheia de curativos e com aqueles negócios Do hospital (eu odeio hospitais -.- não vou fazer essa parte ser longa não haha).

Depois que saíram entraram Castian e Arthur.

-One-sama.... -Castian sentiu seu coração se despedaçar ao ver a irmã deitada lá, parecia até sem vida, afastou esses pensamentos rapidamente, não.podia pensar o pior não agora que ela.tanto precisava dele.

-Dani... -Arthur sentiu suas pernas ficaram bambas, por que ele foi tocar naquele assunto justamente naquele dia, podia ter esperado mais um pouco, se fosse mais confiante em si mesmo ele não precisava ter que passar por isso.

O celular de Castian tocou, ele.pediu licença saindo dali com algumas lagrimas descerem e o atendia.


Notas Finais


Gostaram? Bjos até a próxima


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...