História Seja Meus Olhos ... Uma Última Vez - Capítulo 8


Escrita por: ~

Postado
Categorias Vocaloid
Personagens Fukase, Oliver
Visualizações 13
Palavras 1.594
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia)
Avisos: Homossexualidade, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Bem eu gostaria de afirma antecipadamente que haverá na parte final algumas palavras, mas ... Como posso dizer ... Chiques? Eu não sei, só queria dizer que não são de normal uso

Capítulo 8 - Uma Noite De Pensamentos


  “O que vocês acham?”

“Eu acho estranho”

“Confuso”

“Não sei se isso é bom”

“É obvio que é ruim!”

“Não sabemos”

“Será que vai parar?”

“Tem que parar! Ele sente ... Isso ... E nós?!”

Sumimos”

“Exatamente!”

“Ele fica tão...”

“Focado?”

“Distraído”

“A pior parte e que ele simplesmente se esquece do que é”

Uma aberração”

Mas... Não deveríamos pensar nisso”

“Me diz uma coisa, você gosta de desaparecer?”

Não eu...”

Eu não quero!”

“Intenda, não e que eu não sinta algo estranho”

Como os sentimentos dele?”

“É”

“Aquilo é ... Bom em certa parte”

E se a gente ...”

“O que?”

 “Sentir”

“Como assim?”

“Nos passamos a maior parte do tempo tentando deixar ele para baixo... Sempre tentando ‘mata-lo’ de certa forma e no final acabávamos sentindo o que ele sente... A dor... E agora esse sentimento estranho de certa forma bom”

“Onde quer chegar?”

“Não é obvio? Ele quer que ... Sentirmos junto a ele”

“Não!”

“É melhor guiarmos ele com pensamentos positivos do que fazer ele se sentir mal e nos sentirmos junto”

Eu acho melhor...”

“Melhor? Melhor?! Você quer nós tentarmos fazer ele ter uma vida no mínimo normal?! Isso é ... Insanidade. Ele é alguém que não merece bondade”

“Você esta levando para lado pessoal”

“Não estou!”

“Você esta sim! Não percebe só por que aquele cara fez aquilo e as pessoas dizem coisas sobre ele por causa de outro, você fica se ... Odiando”

“Bem sentimentalismo! Eu sou o ódio próprio se esqueceu! Eu não me importo se as pessoas nos jugam por outro, eles estão falando de nós... Isso doí...”

Você disse”

“Você sente”

“O que?”

Você disse nós”

“Você disse que isso doí”

“Q-Qual é o problema?”

“Nós ... Sempre que falamos sobre a gente usamos ‘a gente’ e a gente nunca se integra no mesmo grupo que ele. Você falou ‘nós’ englobando ele...”

Acho que podemos fazer isso, não é?”

“O que?! Dá uma de amigos imaginário?!”

“Olha ele nos hoje .... esta ouvindo essa conversa agora”

“Então por que ele não interrompe a gente?!”

“Acho que ele quer uma resposta”

“De preferência positiva”

“Não ... Eu não”

“Não podemos passar a vida toda dele o influenciando a odiar a si própria! Não podemos esperar que ele se jogue do último andar”

“Podemos!”

“Olhe para o que esta fazendo! Você acabou de dizer!”

“Eu disse, por que quero que a dor dele acabe logo!”

“Você sabe que odeia ele por que odeia ‘ele’”

“Não meta ‘ele’ na conversa!”

“Você amava ‘ele’ “

“E por causa ‘dele’ estamos aqui, não percebeu”

“Traição e a pior coisa do mundo, por que nunca vem de um inimigo”

Exato! Não podemos confiar isso de novo!”

“Você fala como se não lembrasse dos velhos tempos!”

“Aquilo foi só parte de uma lembrança queimada e esquecida que agora só nos traz sofrimentos e rancor! Se você não se lembra e claro”

“Eu me lembro! Lembro de como éramos felizes! Como tínhamos nossos rostos e ... e ela”

“Ela? Não me faça rir”

Não estou falando ‘dela’ estou falando dela”

“Faz diferença, ambas são culpadas de nosso sofrimento”

Escutem o que estão falando! Estão se deixando levar por feridas antigas! Temos que olhar em frente! Para encontramos a felicidade com ele”

“Eu nunca vou confiar o meu rosto novamente! Não me importa se aja um amarelado que nos faça sentir algo! Passamos por muito sentindo isso! Nos destruímos sentindo isso!”

“O escute a gente ... Não pode se juntar a ele”

“Pode! A gente pode ser feliz novamente”

“Ele nem se lembra o que aconteceu! Ele nem sabe por que todos o odeiam”

“Obvio trancamos a memória dele!”

“E nunca vamos abri-la”

´Parem com isso! Vocês falam como se não quisessem sentir aquilo de novo!”

“Obvio que queremos! É obvio que eu quero voltar a falar ‘nós estamos felizes’, voltar a sentir aquele calor no peito, sentir que é amado e ter em alguém para confiar! Mas eu me lembro da dor que vem depois, quando a chama se apaga quando o amor passa a ser ódio e quando a confiança passa a ser traição! Eu não quero passar noites a claro pensando no que poderia ter feito... No que nós poderíamos ter feito ... Por isso a trancamos e recomeçamos”

“Eu sei! Eu me lembro! Eu sei como a dor foi insuportável quando ‘ela’ nos jogou naquele carro preto enquanto difamava nosso nome! Eu lembro das lagrimas que caíram pelo simples fato de ser ‘ela’ a falar aquilo”

“Não se esqueça ‘dele’”

“Não ouse falar ‘dele’ novamente”

“A culpa é ‘dele’ não sei por que teimas em proclamar irracionalidade em difamar o nome ‘dele’! Se não fosse por esse bastardo estaríamos bem!”

“Não ouse disser mais uma palavra”

“Cansei de sua hipocrisia! Fica ao lado de um conjurado de mal senso! Todos os dias fantasio que ele esta a beira da morte a joelhado frente a pedir perdão por todos os pecados malditos que ele fizera em nosso nome! E você que fica a falar sobre ‘ela’ como uma deusa que merece perdão por nos esfaquear pelas costas! ‘ela’ sempre dissera ser algo maior para nos que tal confiança e amor era pouco para se expressar para nós! Energúmena! Mal ousara ouvir o que tínhamos a constar e nos largara como se fossemos imundos de mal nome! Como se nos tocar fosse se infectar com tal doença! Ela sim merece perdão por tais atos, não ‘ela’ que nos largou! Nos seus últimos minutos ela nos defendera e pedira perdão pelos seus altos repulsivos e doentios! Ela tentara ser alguém! Em seus últimos suspiros? Sim, por que para alguma precisão saber que não a mais tempo para seus atos sádicos para entender que o que fazia no final machuca! Seria masoquismo querer que ela sobrevivesse? Seria, pois seus atos continuariam, mas não devemos a culpar por nada! Esses mentecaptos que um dia proclamaram amor e esperança perante uma mesa iluminada e de bom gosto, agora nos tratam como lixo! No final eu posso dizer ... Estou feliz com o sumiço e morte de todos! Podemos recomeçar! E deplorável a situação de intriga e discussão que ambos ficam a dias assados e procurando uma miséria diferença de contraste perante a qualquer sentimento ou ação para poder causar um tumulto acumulado com remelas do passado! Eu pensei que quando todos afirmarão um recomeço seria para um novo começo onde erros antigo não seriam repetidos! Mas não vocês e seus modos simplórios começaram uma guerra fria de palavras enquanto quebravam o pequeno e difundida capacidade mental dele! Sabe agi de modo neutro por tanto tempo esperando que vocês se motivassem para criar uma diferença ou entenderem como seus atos de vingança e rancor com uma mistura de sentimentos mútuos que permanecerem calados percebessem que o que faras é errado e agora deveríamos a acorda para tal situação! Eu permaneci com uma incógnita em mente, mas é como vocês jurassem vingança por atos de tal magnitude! Espero que entendam que não deves estar a intendendo meu vocabulário já que o meu novo eu era algo mais ... Engraçado? Tentei por alguns tempos, mas logo cansei de expelir ignorância! Perante a tais atitudes peço meus colegas ... Já esta na hora de parar de achar que se retiramos a vida dele ficará tudo bem, lembre-se estaremos tirando as nossa em conjunto! E parem de agir como se a vida fosse fases que uma hora todos os sentimentos de rancor e dor passaram! A vida e algo mais, altos e baixos diria, mas acho que a vida esta para mais uma corrente de momentos e memorias que atuam em conjunto, enquanto estiver preso a atos repugnas e de infortúnio as correntes se tornaram espeças e pesadas, mas enquanto se prender em sabedoria, felicidade e amor as correntes serão leves e macias e obviamente se prenderam a aquilo ou quem fez você ter esse sentimento, tanto que as correntes se tornaram algo, uma parte de você e quando ouve alguma traição ou calamidade do outro a corrente será quebrada e como agora por tal proximidade a corrente deveras ser em algum momento parte de seu ser e algo a quebraste ... Você se quebrara, algo faltara e como final desagradável doera... Apenas devemos aprender que esses momentos existiram. Estamos num mundo onde aqueles com mente repleta de pensamentos obscuros comandam e aqueles que tentam ao máximo ser algo que faz o ‘bem’ que vive apenas pelo motivo de ‘felicidade’ serão rebaixados a miséria. Posso concluir então que essas brigas estúpidas com esse modo de fala de baixo calão não serão mais feitas e que daremos mais uma chance. A primeira fora culpa do de foras e a segunda dos de dentro. A terceira, espero eu, que não aja por que ser feito um recomeço. Bem se vocês agora concordam comigo já e um terceiro a parte, apenas espero que suas atitudes mudem e que intendam que eu adoro aquele calor que sentimos no peito e aquele sentimento de não estamos sozinhos traz consigo um prazer indescritível.... Espero que parem de falar ‘a gente’ e voltem a dizer ‘nós’, sabe estou com saudades do tempo em que Fukase participava das conversas”

             Fukase que estava em sua cama apenas ouvindo as vozes se assusta com seu nome sendo citado em tal conversa. Não se lembrara de que algum dirá eles disseram seus nomes, muito menos que já participara de uma conversa com os três .... Bem, ele apenas não se lembrava. Fukase ficou paralisado ate ouvir alguém bater em sua porta.


Notas Finais


Espero que tenham gostado e não esqueçam de comentar o que acharam


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...