História Sem compromisso | Júlio Cocielo - Capítulo 6


Escrita por: ~

Postado
Categorias Júlio Cocielo
Tags Julio Cocielo, Youtuber, Youtubers
Visualizações 209
Palavras 936
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ficção, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Mais um capítulo espero que gostem ❤️

Capítulo 6 - Seis


_Com minhas mãos soltas garanto que vai ser melhor.. _ele para de beija meu pescoço me olha com um sorriso safado e solta minhas mãos.

Assim que ele solta minhas mãos jogo-o pro lado e levanto da cama.

_O loco tiw você é mal falsa. _fala rindo.

_Não vou dá pra você seu estupido. _falo enquanto faço um coque no meu cabelo.

_Eu me satisfazia só com um boquete.

Arremesso meu pincel de maquiagem que estava perto de mim nele.

Ele gargalha e levanta da cama

_Vai só um boquetizinho. _fala me abraçando por trás.

_Vai tomar no seu cuzinho. _falo rindo.

_Prefiro meter no seu cuzinho. _ele sussurra no meu ouvido.

_Vai se foder garoto. _falo rindo e o empurrou.

_Vem comigo. _me puxa pela cintura.

_Para de ser revertido! _o empurro novamente. _Agora chega de gracinha porque temos que terminar de arrumar as coisas pra viajem. _me solto dele.

_Ok ok. Tenho que ir lá no meu apartamento arrumar o que eu vou levar. _fala enquanto calça seu tênis.

_Vamos lá agora? _ele concorda.

Casa do Júlio

_Mi casa es tu casa. _fala abrindo a porta do apartamento.

_É Bonito. _falo olhando toda entrada o apartamento.

_Bagunçado isso sim. _fala tirando umas roupas do sofá e pondo na lavanderia. _Vem vamos pro quarto. _fala e sorri malicioso.

_Cara cê está com abstinência? _pergunto rindo.

Ele gargalha.

_Estou te chamando para arrumar minha mochila. _sorri de lado

_Falso! _dou um soquinho de leve nele.

Fomos até o quarto dele e arrumamos suas coisas.

Tempos depois

Havíamos combinado que encontraríamos os meninos -Amigos do Júlio- lá no Guarujá mesmo, então estávamos indo direto para lá. Estávamos na estrada a uma hora então faltava apenas quarenta minutos e logo chegaríamos.

_Estou com fome. _falo acariciando seus cabelo.

Ele desvia o olhar pra mim ri e volta a olhar a estrada.

_Você acabou de comer quase um saco de balas sozinha. _ele ri.

_Foda-se estou com fome de novo. _falo e ele gargalha.

Ele me dá um selinho rápido e diz:

_Vamos parar ali. _fala apontando com a cabeça para lanchonete um pouco mais na frente.

_Okay. 

Ele para o carro em frente a lanchonete e descemos do carro.

_O que você vai querer comer o gulosa? _pergunta assim que entramos na lanchonete.

Iria responde-lo porém fiquei sem reação com a seu gesto. Ele havia entrelaçado nossas mãos. O pior é que deu pra perceber que ele havia feito espontaneamente. E isso é um dos sinal que o relacionamento está ficando sério, e eu não quero um RELACIONAMENTO!

Desentrelacei nossas mãos um tanto com força fazendo ele olhar pra mim.

Não conseguir decifrar seu olhar mas ele deu um sorriso sem humor algum e desviou o olhar do meu.

_Vou pedir hambúrguer _fala grosso.

Ele passou apresado por mim me deixando pra trás, foi até o balcão e falou algo com o balconista. Suspirei. Andei até o balcão e sentei do seu lado sem o olha-lo.

Logo os hambúrgueres chegaram acompanhado com duas latas de coco-cola. Comemos sem pronunciar nada um com o outro.

Assim que terminamos de comer tirei uma nota de cinquenta do bolso e estendo pra ele.

Ele olha dentro do meu olho e balança a cabeça negativamente

_Guarda essa porra! _fala.

Ele levanta vai até o caixa, paga e sai da lanchonete me deixando pra trás.

Fecho meus olhos por uns segundos e respiro fundo. Me levanto e caminho pra fora da lanchonete.

Ele estava do lado de fora do carro encostado no mesmo, com a cabeça jogada pra trás e olhando pro céu.

Fiz merda?

Fui até onde ele estava e parei de frente a ele.

_Júlio? _o chamo e ele me olha. _Eu.. não.. 

_Eu não quero conversar Amanda. _abre do carro e entra.

Suspiro. Dou a volta no caro e também entro.

Ele liga o carro e volta para estrada.

Olho para ele e ele está com o semblante fechado. Suspiro novamente e encosto minha cabeça na janela.

 "_Tá sujo aqui. _fala limpando minha boca com o dedo.

_Afs, que clichê, me beija logo. _falo e ele sorri safado.

Ele chega mais perto, põe a mão no meu cabelo, me puxa mais pra sí e me beija cheio de desejo."


"_Você sabê que não vai me descartar. _fica por trás de mim, afasta meu cabelo do pescoço e distribui beijos no mesmo, me fazendo arrepiar. _Sabê por que? 

_Hum? _murmuro incentivando a continua. 

_Porque eu sou irresistível."

Sorrio me lembrando.

Eu precisava conta-lo.

_Eu amava ele de verdade. _falo sem o olha-lo porém sinto seu olhar sobre mim. _O conhecia desde meus 14 anos. Ele é filho da amiga da minha madrasta. Eu me apaixonei de cara. Ele foi meu primeiro amor; foi com ele meu primeiro beijo e minha primeiro vez. Começamos a namorar quando tinha 16 anos, era perfeito eu o amava. Porém como eu te contei a um quatro meses ele me traiu. Eu chorei; fiquei com raiva, e prometir não me envolver em um relacionamento mais. _o olhei e ele estava olhando para estrada mas parecia ouvir. _Não quero chorar, não quero quero sentir essa raiva de novo e muito menos me machucar novamente. Tenta me entender.

Ele parou o carro no encostamento e me olhou.

_Cara eu não sou esse otario. Ele é um filha da puta por ter feito isso tá ligado? Cara, do pouco que eu te conheço eu já te admiro. Você é uma garota incrível; brincalhona, tem um papo legar, inteligênte e gata pra caralho. Eu apenas peguei na sua mão, não te pedir e casamento. Esquece esse cara, esquece tudo. Começa do zero. Se faça feliz, deixa as pessoas te fazer feliz e deixa eu te fazer feliz. 



Notas Finais


Comentemmmm


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...