História Sem ele não sou nada! - Capítulo 7


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Exibições 0
Palavras 885
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Musical (Songfic), Romance e Novela, Shoujo (Romântico)

Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Hello!

Capítulo 7 - Assumindo as origens...


Fanfic / Fanfiction Sem ele não sou nada! - Capítulo 7 - Assumindo as origens...

   Ficamos estranhos um com o outro,mas logo voltamos a conversar, passear, e tudo mais, ficamos um tempo numa das arvores da floresta dos espíritos, um vento forte soprou e junto veio uma voz..."A sua origem.." eu fiquei pasma, paralisada e pálida:
   -Índia, o que foi?
   -E...Espírito... Origem....-Cai a ficha- Haaaaaaaaaaa essa origem...-Eu coro um pouco e abaixo a cabeca pensativa.-A dona Kirati ta em casa?
   Ele me olha não entendendo.
   Eu pato na porta da casa dela, ela então abre:
   -Dona Kirati, vim assumir minha origem.
   -Thyngui?!-Ela poe a mao em meu rosto.-Esta doente?
   -Não, eu vim mesmo assumir minha origem.
   Ela da um sorriso e m puxa ora dentro da casa dela, ela então começa me vestindo, coloca uma pulseira em meu braco, e pinta algumas partes do meu outro braco.
    Ela me senta dentro de casa, e chama todos, eu olho a janela e todos estavam lá:
   -Thyngui assumiu sua origem!
   Pude ouvir a dona Kirati anunciando e depois os gritos de felicidade da tribo, eles sempre me avisaram que era melhor assumir minhas origens, eu não sei se estou pronta pra assumir o lugar da minha mae, cuidar da ilha, das pessoas e das crianças, mas preciso vencer o meu orgulho.
   Ela entra e me estende a mao, ela me levanta e me leva ate a  varanda da casa, os olhares encantados e maravilhados das pessoas me deixa nervosa, eu olhava por todos os lados sem ver o Kota, ate que de repente olho um pouco pra trás e pam! Ele com a câmera filmando, eu mudou um sorriso, ele me segura pela mao e me gira enquanto filma, eu fico rindo e me divertindo com tudo isso.
   Fui ate a frente da casa e conversei com todos, o que durou quase um dia todo, eu então tomei coragem e junto com o Kota fui ate a casa que era dos meus pais, eu adendo um pedaço de madeira PR poder iluiminar a casa, a casa estava caido aos pedaços, no chão umas fotos, um berço de madeira com alguns panos dentro, e um brinquedo, eu pego, era um ursinho....Eu me lembro dele.
   -Olha isso índia.
   Eu olho pra trás e vejo uma foto, era meus país comigo no colo:
   -Acho que deveria ver isso mais de perto.-Ele pega a foto e me entrega.
   Eu entrego a tocha pra ele, e me sento no chão, abro o porta retrato e pego a foto, assopro e vejo claramente o rosto dos meus pais, meu coração se desespera, aperta e começa a celebrar, o Kota abre algumas gavetas e me entrega um papel junto com uma foto minha:
   -Não sei o que e isso, mas parece que e pra você...
  Eu olho e na casada estava escrito assim:
  -"Querida Thyngui, queríamos te dizer que te amamos muito, muito mesmo, mas esse amor não e capaz de tirar sua fome, não temos dinheiro e muito menos alimento pra você, filha, você vão ficar aos cuidados da dona Rosa, por favor seja boa com ela, nos perdoe mas não podemos ver você com fome e não fazer nada, vamos pra cidade, e quando tivemos dinheiro o suficiente, viremos te buscar, pra morar na cidade com agente, filha, nunca te abandonamos, por favor não tenha raiva de nos....tudo o que fizemos foi por causa do grande amor que sentimos por você! Voltaremos pra te buscar em breve....Adeus..."
    O Kota me olha, eu me levanto e pego o brinquedo,mas a dor de ter julgado meus pais sem saber foi tao grande, que eu não me aguentei, cai apoiada no berço e com alguns gritos de dor comecei a chorar, meu coração se apertou, eu não sabia o que fazer, meu coração doía, minha alma chorava....o Kota então se ajoelhou e me abraçou, ficamos abraçados um pouco.
   Voltamos cada um pra sua casa, eu tomei um banho e me lancei na cama abraçada com a foto, uma felicidade enorme veio em meu coração, por saber que meus pais não me abandonaram....
   No outro dia de manha o Kota estava batendo na janela:
   -Índia! Levanta!
   -EU JÁ DISSE QUE NÃO....Deixa quieto.
   -Hahaha, você e tao chata!
   -Você também!
   -Enfim.-Eu entro no banheiro.-O que foi que veio fazer auí tao cedo?-Tiro a roupa.
   -Vamos pro rio de novo?-Disse ele sentado na janela do quarto.
   -OK então.-Coloco uma roupa e vou ate o quarto.-Mas antes eu tenho que me arrumar.
   Ele me olha meio sem entender, coloco minhas pulseira e faço algumas pinturas e depois saio.
   Andávamos ate a beira do rio:
   -Então, vamos?
   -Vamos!
   Eu empurrou ele dentro da agua, fico rindo da cara adele :
   -Não vai ficar assim!
   Ele me puxa pra dentro da agua, eu acabo caindo em cima dele, e nos nos beijamos de novo, nos olhamos com paixão e ficamos dentro da agua zuando um com a cara do outro.
  De tarde fomos tomar um banho, cada um sua casa, logico!

   Kota on...
   Fui tomar um banho em casa meu celular tocou:
   -Alo?
   -Filho querido! Que amor!
   -Mae? O que foi?
   -Estou te ligando pra dizer da papelada que ka esta pronta! Amanha a maldita vila vai abaixo!
   -O que? Não mae!
   -Não o que? Ate filho!
   -E agora?!
   Desligou o telefone e me jogo na cama, troco de roupa. levou ate a casa da índia.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...