História Sem limites - Capítulo 18


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Rap Monster, Suga, V
Tags Drama, Romance, Sonho
Exibições 18
Palavras 1.545
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Fantasia, Hentai, Lemon, Luta, Magia, Mistério, Misticismo, Romance e Novela, Sobrenatural, Violência, Yaoi
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oii gente , desculpa a demora... Tava meio difícil essa cap. Mais graças a minha amiga Kathy e minha conselheira rafa, eu consegui espero que gostem😙😙 boa leitura

Capítulo 18 - Tudo por você


Fanfic / Fanfiction Sem limites - Capítulo 18 - Tudo por você

P.O.V.SUGA

Acordo olho para o lado e não tem nenhum sinal de jungkook nem da Nadia ótimo meu dia parece que sera tolerável dou um sorriso de lado com esse pensamento. Me levanto e vou fazer minhas higienes matinais, troco de roupa e resolvo ir procurar jin para saber como vamos nos alimentar, estou começando a ficar com fome e ficar com fome realmente me deixa estressado . Sai e vou em direção a cozinha devo achar jin la... Quando estava chegando na cozinha vejo nadia entrando na mesma, paro de andar no mesmo instante, e começo a ouvir Nadia conversar com a velha da pousada-

Senhora O’Maley – Oh! Menina, que susto você me deu. – disse ela colocando a mão no peito.

    Nádia – Não peço desculpas por isso. – disse ela parando bem em frente à senhora O’Maley que a olhou assustada. – Não diga uma palavra. – disse Nádia a encarando profundamente. – Você vai preparar um chá com essas ervas que eu comprei para a Rebecca. Vai fazê-la beber nem que seja a última coisa que você faça. Entendeu? – A senhora O’Maley apenas afirma com a cabeça nesse momento tae broto das profundezas do inferno e eu quase tive um troço. – É para acalmar. – disse com um sorriso. – E foi ideia sua-

Tae parecia estar confuso com oque as duas estavam falando mais eu já sabia ezatamento oque a Nadia estava fazendo-

Suga-tu que me mata muleke- ouço Nadia andando em direção a porta- tae não fala para Nadia que eu ouvi isso e nem que eu estava aqui ta !- falo baixo para que só ele me escute-

Tae- ta- me olha confuso- mas porque não posso falar ?-

Suga- só cala a boca e faz oque to falando e muito importante - ele concorda com a cabeça -

Saio dali mesma hora, não quero que ela saiba que eu sei oque ela esta tramando.Me sento na sala esperando que Rebecca apareça hoje terei que ficar de olho nela -

Jin- bom dia suga- tomo um baita susto com sua repentina aparição -

Suga- pqp já vi de quem tae pego essa mania de brota do nada? - jin me olha serio-desculpa hyung,mas queria falar com você mesmo ... Você conseguiu sangue para nós ?-

Jin- ainda não- ele faz uma expresso triste- não tem muitos hospitais aqui, não tem muito lugar para procurar-

Suga- temos que dar um geito estou com fome... E quando ficamos com fome ficamos mais fracos se stan nos achar de novo....-Jin suspira-

Jin-  è eu sei irei dar um geito-

Suga- hum... Você viu Rebecca hoje ? -

Rebecca- Estou aqui !- eu tomo outro susto pqp-

Suga-  Mas que porra, toda hora um brota do nada- ta eu estou estressado-

Rebecca- bom dia pra você também - ela me da lingua e eu retribuo com um sorriso-

Nesse momento a velha entra na sala com uma bandeja -

O’Maley- bom dia meus queridos - eu estava de olho nela -

Rebecca e jin- bom dia -

O’Maley- rebecca minha filha eu fiz esse cha aqui para voce, ele deixa a pele macia macia , sua pele e tão linda tem que cuidar dela -

Rebecca- o obrigada mas não precisava se encomodar - eu me levanto do sofá e vou para perto de rebecca, olho para o chá e pelo aspecto e o cheiro era uma erva venenosa que pode nos matar pelo fato de que estamos aqui sem nos alimentarmos e fracos ...-

O’Maley- tome minha filha, fiz especialmente para você - rebecca pega a xícara em suas mãos - droga rebecca -

Suga- Rebecca não tome isso, me de aqui-

Rebecca- não suga sai de perto, eu vou tomar sim e não e você que vai manda em mim - tento tomar a xícara de suas mãos, mas ela e ágil

Jin- suga qual seu problema ? Quer também? Deixe rebecca tomar em paz o chá ! você ta estranho hoje -

Rebecca já levava a xícara ate sua boca, quando em um movimento rápido eu tomo de suas mãos a xícara e por precaução a viro completamente em minha boca, tomo cuidado de beber tudo para que não sobre uma gota se quer desse veneno para rebecca tomar. E assim que tomo a última gota, uma dor enorme toma conta do meu corpo, caio no chão me contorcendo de dor, suando muito, eu gemia cada vez mais, nunca havia sentido uma dor tão intensa quando essa. Quando aprendi sobre essa erva não imaginava que a dor era tão insuportável assim, minha visão estava turva, a única coisa que eu via era o rosto de Rebecca, ela estava agachada com seu rosto perto do meu, estava  chorando a meu amor não chore, eu com certeza vou morrer mas não me arrependo de ter tomado essa veneno no seu lugar nunca vou me arrepender a dor era tão forte tao intensa que não demorou muito eu perder a conciencia.

P.O.V.Rebecca

Suga se contorcia de dor no chão, ele gemia muito e grita coisas como faça parar faça parar,em segundos todos estavam na sala, mas estavam paralizados não sabia oque fazer, cai de joelhos ao lado da cabeça de suga chorando, se não fosse ele eu estaria assim a suga porque você tomou aquele cha -

Namjoon- oque que esta acontecendo?- ele grita desesperado-

Jin- não sei, ele tomou um cha e ficou assim -

Namjoon- jin me ajuda vamos levar ele para o quarto -

Namjoon e Jin levaram suga para o quarto que ele estava junto com Kook e nadia, todos seguimos eles a senhora  O’Maley ficara pedindo desculpas ate que vejo que jimin a chamou em um canto e conversou um pouco com ela aos sussurros depois a hipnotizou e a mandou para ao quarto dela-

Jimin- e agora oque sera que ele tomou?- todos nos olhamos ninguém se arriscava falar, Nadia entra no quarto e quando vê suga ela se desespera e se joga em cima dele chorando -

Nadia- meu Deus como isso aconteceu ? - ela sussurra algo que não consigo ouvir, e fica passando a mão no cabelo de suga-

Rebecca- da para você sair de cima dele que ele não é corrimão para ficar passando a mão- todos me olhando assustados com meu surto de raiva - QUE QUE É NAO TAO VENDO QUE ELE PRECISA DE ESPAÇO!- Nadia levanta enchugando suas lagrimas de crocodilo e vai para o fundo do quarto Rum acho bom mesmo -

Hope- e agora oque fazemos ? Aquilo era alguma erva ?- diz olhando para jin já que era o mais velho -

    Jin – Eu não tenho a menor ideia. – ele encara Nádia que estava mais ao fundo com os braços cruzados. – Nádia...? Sabe o que aconteceu com ele?

    Todos olham para Nádia.

    Nádia – Bom.. – ela suspira descruzando os braços. – Eu já ouvi falar sobre isso. Ele bebeu alguma coisa que envenenou o sangue dele.

    J-Hope – E como o ajudamos?

    Nádia – A melhor chance que ele tem é tirar todo o sangue do corpo dele.

    Rap Monster – Quer dizer dissecá-lo?

    Nádia afirma com a cabeça.

    Jimin – O quê? – disse se aproximando do Suga que estava deitado imóvel – Não! Se tirarmos o sangue dele, vamos ter que repor... é não há sangue para todo mundo.. Talvez eu tenha errado em escolher este lugar... afastado... mas isso não estava nos planos-

    Nádia – É a única chance que ele tem... se ficar assim ele vai morrer... será questão de tempo... e Nós temos sangue de sobra daquela velhinha.

    Rebecca – Mas é claro que não! – disse um pouco agitada. – Você não vai encostar um dedo na senhora O’Maley.

     Jimin coloca a mão no ombro de Rebecca para que ela não dê um passo na direção de Nádia.

    Nádia – Quem você acha que fez isso com o Suga? Foi ela...

    Rebecca – Cala a boca! – disse se aproximando mesmo na inútil tentativa de Jimin a conter. – Me recuso a acreditar que a senhora O’Maley faria uma coisa dessas.

    V – Ah... Rebecca... – disse ele passando a mão no cabelo. – Detesto dizer isso, mas acho que a Nádia pode ter razão. Eu vi a senhora O’Maley preparando um chá e pelo que eu sei... o Suga bebeu.

    Rebecca encara o V indignada.

    Rebecca – Ninguém vai tocar na senhora O’Maley. – disse olhando em volta e depois pousei meus olhos cheios de fúria em Nádia. – E se você tocar nela. Eu te mato!

    Nádia engoliu em seco.

    Nádia – Parece que alguém está colocando as assas de fora. Jin... dê um jeito nisso... ou eu mesma dou.

    Jin – Já chega vocês duas. – disse Jin um pouco nervoso. – E ninguém aqui vai nem ao menos se quer pensar na senhora O’Maley. Vamos achar outro jeito de ajudar o Suga.

    Rap Monster – E se ele bebesse o sangue de um de nós. – disse jogando a ideia. - Acho que poderia resolver por um tempo. Até a gente sair daqui. E ele poder beber um sangue fresco.

    Nádia – Talvez funcione. Quem é que sabe! – disse ela dando de ombros.  

    J-Hope – Tá, mas quem seria o doido que ia fazer isso.

    Todos olharam para J-Hope.

    J-Hope – Por que eu? – disse ele chocado.

    Rebecca – Eu posso fazer. – todos me olharam surpresos. – Dou meu sangue a ele.

    Nádia – De repente se importante tanto, não é?

    Rebecca – Eu faria isso por qualquer um. Menos para você, é claro!

    J-Hope – Não! Eu faço. Vamos começar isso logo. Antes que eu me arrependa-

Continua....

  


Notas Finais


E ai oque acharam?
Já sabem oque a Nadia fez co. A senhora o'maley?
Sera que alguem desconfia da senhorinha?
E agora oque ira acontecer com suga....
Ate a próxima bjuss


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...