História Sem limites - Capítulo 13


Escrita por: ~

Postado
Categorias Naruto
Personagens Deidara, Fugaku Uchiha, Gaara do Deserto (Sabaku no Gaara), Hinata Hyuuga, Ino Yamanaka, Itachi Uchiha, Jiraiya, Kakashi Hatake, Karin, Kurenai Yuuhi, Mebuki Haruno, Neji Hyuuga, Sakura Haruno, Sasori, Sasuke Uchiha, Shikamaru Nara, Temari, TenTen Mitsashi
Tags Sakura, Sasuke, Sasusaku
Exibições 449
Palavras 3.068
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Álcool, Nudez, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Gentee. Novo capítulo para vocês espero que gostem*-*

Capítulo 13 - Entregue


Naquele dia eu não fui para o refeitório e muito menos voltei para a sala para o último bloco de aula. Diferentemente de todos os dias, eu resolvi tomar um caminho diferente e me  dirigi para a biblioteca. Fazia tempo que eu não lia nada, então resolvi ocupar minha cabeça com alguma coisa. Vasculhei todas as prateleiras até achar algum livro de meu agrado.

O lugar era silencioso obviamente. Ali era o lugar perfeito para relaxar.  Por um momento me deixei levar pela calmaria. Apoiei minha cabeça sobre a mesa, fechei meus olhos e voei pelos meus pensamentos...

- Sakura? -levantei o olhar e vi Sasuke sentado à minha frente.

- Esta aí a muito tempo?

- Não.

-Ah...

Sasuke ficou me olhando por um tempo e eu fiz o mesmo. Ele parecia incomodado com alguma coisa, pois balançava os pés em baixo da mesa enquanto me olhava com o cenho franzido.

- Você está bem? - perguntei depois de algum tempo.

- Sim.

- Parece aflito...

Com toda essa história de Suzy eu nem me lembrei de perguntar ao Sasuke sobre "ele" e que havia resolvido com Itachi.

- Sasuke, o que você resolveu com Itachi?

Ele continuou me fitando sem falar nada e eu concluí que ele não ia me responder. Esse era o jeito dele afinal, se eu forçasse íamos acabar em uma briga. Se ele tivesse um mínimo de consideração por mim ele me diria. Sem pressão, quando ele se sentisse a vontade.

Ter sempre que ceder ao modo de vida de Sasuke, estava sendo muito difícil. Mas o que eu sentia por ele era mais forte... eu não aguentaria ficar longe , então estava disposta a sofrer se fosse necessário.

O Uchiha se levantou e quando eu pensei que ele fosse se retirar, senti seus lábios nos meus em um beijo quente... Ele se sentou ao meu lado e suas mãos estavam em minha nuca enquanto nos beijávamos...

Ele estava incrivelmente lindo naquela camisa branca, o que eu achei inédito já que ele costumava usar somente tons escuros. Eu estava com tanta saudade daquele toque... nosso último beijo tinha sido no sábado e eu já estava decadente.

Sem pensar, subi em seu colo posicionando minhas pernas uma de cada lado. Sasuke me apertou forte me deixando ainda mais excitada. Nosso beijo foi se intensificando...mais e mais...

- Minha rosa ? - uma voz nos interrompeu.

Olhei para o lado e vi Sasori nos encarando. Rapidamente saí do colo de Sasuke que por sinal estava irritadissimo.

- Sim? O que aconteceu? - respondi.

- Você esqueceu na minha casa ontem. - ele me entregou meu moletom roxo.

- Ah... obrigada!

- Então... Depois a gente se fala. Beijos- ele me deu um beijo na  testa.

A expressão de Sasuke naquele momento passara de irritado, para super, hiper mega irritado.

- Como você consegue esquecer um casaco deste tamanho? - ele me olhou com o cenho franzido.

- Eu estava distraída...

- Hm... esse cara é muito ousado. Na minha frente, sério ?

- Ele não fez nada de mais Sasuke.

- Se ele te chamar de minha rosa novamente, eu juro que ele não vai falar mais nada pelo resto da vida dele.

Naquele momento eu não sabia se ficava irritada ou se o abraçava ali mesmo. Ele ficava tão fofo quando demonstrava ciúmes...

- Sasuke, por que você pode sentir ciúmes e eu não?

- Porque você não tem motivos para sentir ciúmes.

- Você também não tem motivos.

- Vai começar com isso de novo?

- Não... não quero discutir.

- Hm.

Motivos era o que não me faltava para sentir ciúmes. Aquela Suzy só faltava se jogar em cima de Sasuke. Mas eu precisava confiar nele...

- Eu já vou indo.- levantei da cadeira pegando meus livros.

- Você vem comigo.

Ele me puxou pelo braço até a saída da biblioteca. Caminhamos pelos corredores ,que estavam vazios indicando que o segundo bloco de aulas já havia começado. Sasuke me deixou na porta da faculdade, enquanto se dirigiu para o estacionamento voltando minutos depois com sua moto.

-Coloque. -ele disse.

Encaixei o capacete meio desajeitada e subi em sua garupa. Andar com Sasuke era o mesmo que andar com um piloto de corrida, então agarrei forte sua cintura para prevenir futuros acidentes.

- Não corre muito por favor.

Foi o mesmo que falar "corre muito , eu adoro quando você corre" . Sasuke não deu a mínima para o meu pedido e acelerou tanto que eu pensei que iria morrer ali mesmo. Jurei naquele momento que se eu sobrevivesse iria fazer picadinho de Uchiha. Felizmente a viagem não foi muito longa. Paramos minutos depois em frente a um restaurante particularmente elegante.

- Sasuke, eu não estou bem vestida para esse lugar. - falei olhando as pessoas ao redor.

- Quem se importa?

-Eu. - arrumei meu cabelo na tentativa de parecer mais sofisticada.

Sasuke me olhava parecendo se divertir com a situação. Minha  vontade era de jogar minha bolsa nele mas achei que aquilo iria chamar muita atenção.

- O que foi? - ele sorriu ainda mais com minha pergunta.

A sorte de Sasuke foi que o garçom chegou naquela hora, por que eu já estava pronta para falar algumas coisas com ele.

- O que vão pedir?

- O de sempre.

- Certo, Sr. Uchiha. E a senhorita?

- O mesmo que ele - respondi sem nem olhar o cardápio.

Rezei mentalmente para que o pedido de Sasuke não fosse ruim. Eu não conhecia muito daquelas comidas, então achei melhor não arriscar pedir um prato desconhecido e confiar no bom gosto do Uchiha. Falando em comida, como ele adivinhou que eu estava realmente faminta? Provavelmente ele sentiu minha falta na hora do almoço.

- Sasuke ,você vai almoçar novamente? -perguntei.

- Não almocei ainda.

- Então já estava em seus planos me trazer aqui?

- Talvez.

- E a Suzy...

- Vou buscá-la assim que as aulas acabarem.

Se bem que ele podia deixar ela mofando na faculdade... Seria bom para ela ser mais independente, conhecer outros caras e ficar longe de Sasuke. Não sei porque ela insistia em andar colada nele. Talvez ela estivesse pensando que ainda estavam no colegial ou então ela gostava realmente dele. Não como amiga, claro.

- Você e Suzy já ficaram alguma vez? - perguntei cautelosa.

- Sim.

Aquela era a reposta que eu temia. Eles não andavam pelos corredores da escola como bons amigos. A relação era mais além como eu imaginava. Só me restava saber se aquela relação foi mantida apenas em beijinhos ou se a coisa evoluiu para um nível superior.  O problema era que eu não iria perguntar aquilo para ele... infelizmente se eu quisesse saber teria que pesquisar.

Minha cara de decepção com aquela notícia provavelmente instigou o Uchiha, que me olhava atentamente com a boca em linha reta. Saber que os dois já tinham se relacionado me fazia ficar ainda mais insegura e minha tentativa de parecer indiferente a presença de Suzy estava falhando arduamente. Eu prometi que seria forte e não demonstraria fraqueza, então ergui minha cabeça tentando encarar a situação o mais naturalmente possível.

- Entendo. - foi tudo que consegui responder.

Uma resposta bem idiota na verdade mas não estava com cabeça para elaborar uma frase. Sasuke continuava em silêncio enquanto meus olhos percorriam cada centímetro daquele ser. Não pude deixar de observar que ele usava uma pulseira... a mesma pulseira que eu vi em seu braço no primeiro dia de aula.

- É linda. - disse olhando para seu braço- você tem bom gosto.

- Eu ganhei.

- Sério? Quem te deu?

- Suzy.

O sorriso que estava em meu rosto foi desaparecendo aos poucos. Assim fica difícil né? Se ele estava usando no meu primero dia de aula, quer dizer que Suzy não dera aquela pulseira a ele quando chegara aqui...

- Você a tem faz muito tempo?

- Sim. Ela me deu antes de eu vir para cá.

Minha vontade era de arrancar fora a pulseira e o braço dele ao mesmo tempo. Felizmente o garçom chegou com nossos pedidos interrompendo aquele clima tenso.

- Aqui está. Bom apetite. - ele sorriu e saiu logo em seguida.

A comida a princípio não parecia muito boa, tinha uma aparência meio estranha mas quando provei me surpreendi com o sabor...  Aquilo era maravilhoso.

- Isso está divino.

- Sabia que ia gostar. - ele disse.

***

Logo depois de sairmos do restaurante  passeamos por um parque que havia ali perto , mesmo Sasuke não gostando nada da idéia. Estava tudo tão maravilhoso que nem percebi que já estava anoitecendo. Então o Uchiha me levou para casa e depois de muito tempo insistindo eu consegui fazer com que ele entrasse. Graças aos céus, Ino não estava no local, deixando o apartamento todinho para nós.

- Que tal assistirmos um filme?

- Pode ser.

- Que tal Crepúsculo?

- Nem morto.

- O que? É legalzinho.

- Não. - ele disse se sentando no sofá.

- Argh! Então o que você quer?

- Quero fazer coisa melhor do que assistir a um filme.

- O que?- olhei para ele confusa.

Sasuke me puxou para seu colo e eu senti seus lábios nos meus enquanto suas mãos percorriam minhas pernas... Fiquei surpresa a princípio, mas logo cedi a vontade do meu corpo.  Acariciei seus cabelos e explorei a boca do Uchiha enquanto ele tirava minha blusa... Ele me deitou no sofá, e acabou de me despir me fazendo ficar mais vermelha que a cortina que havia na janela. Ja havia ficado nua em sua frente, mas ainda sim era constrangedor... Ele tirou a sua roupa ficando sobre mim. Sabia o que ele queria, mas eu ... ainda tinha medo.

- Sasuke...

Ele não respondeu. Continuou acariciando meus seios e aquilo estava tão bom que quase me deixei levar...

- Sasuke...

- Hm? - ele disse meio impaciente.

- Eu...

- Confia em mim. Vai ser a melhor noite da sua vida.

Ele ainda estava de cueca ao contrário de mim. Sasuke abaixou a última peça que estava em seu corpo e eu fechei meus olhos enquanto ele se deitava sobre o mim lentamente...

Sentir seu corpo nu foi uma sensação de outro mundo. Ele era quente e seu beijo mais ainda...  cada toque do Uchiha me fazia ter milhares de arrepios e eu simplesmente não aguentava mais... eu o queria dentro de mim.

- Sasuke vamos para o meu quarto.

Ele se levantou e eu finalmente tive coragem para abrir meus olhos... Fiquei me perguntando se depois daquela noite eu iria conseguir andar normalmente por que meu Deus, aquilo iria caber em mim?

Rezei mentalmente para que Ino não chegasse naquele momento, por que isso seria constrangedor. A loira por outro lado iria adorar a situação já eu havia ouvido ela e Gaara em sua intimidade. Sasuke me jogou na cama e fechei minhas pernas em um movimento rápido. Eu ainda estava meio tímida...

- Abra. - com muito custo eu abri e Sasuke me penetrou.

Um misto de dor e prazer invadiu meu corpo naquele momento e eu não pude conter um gemido. O Uchiha continuou me adentrando enquanto aumentava o ritmo mais e mais... Estava doendo, mas era uma dor seguida de um prazer.

- Sa- suke - gemi.

Ele beijou meu pescoço e uma onda de calor subiu pelo meu corpo me fazendo arranhar as costas do Uchiha que por sua expressão pareceu gostar daquilo. Provavelmente eu estava tão corada como antes, mas daquela vez não era de constrangimento... Aquela altura nem me importava mais em estar totalmente exposta na frente de Sasuke. Nada me passava pela mente a não ser o prazer que dominava o meu corpo.

- Sasu-ke- gemi novamente quando ele me penetrou por completo.

O Uchiha pareceu motivado com minha expressão de dor, já que aumentou ainda mais o ritmo...

- Sakura... adoro quando geme assim... - ele disse ofegante.

Sasuke penetrava tão forte e tão rápido que pensei que não fosse aguentar...aquilo doía horrores mas era tão bom ao mesmo tempo...

Sabia que era  normal para uma primeira vez e que nas próximas não iria doer daquele jeito, então me entreguei inteiramente a ele ... Sentir dor para dar prazer a Sasuke, pode parecer loucura , mas era bom demais...

- Sakura...não...

Senti seu corpo sobre o meu quando ambos chegamos ao clímax. Sasuke estava ofegante e eu ainda mais. Ele permaneceu por uns instantes em cima de mim e naquele momento me senti totalmente envolvida a ele... era como se ele me completasse.

Sasuke se deitou ao meu lado e eu fechei meus olhos tentando recuperar o fôlego. Me  sentia estranha, mas não estava arrependida. Aquela noite foi tão maravilhosa que esqueci de tudo a minha volta. Virei para o lado, ficando de costas para Sasuke enquanto os minutos seguintes passaram lentamente. Não sabia o que dizer a ele ,e eu estava um pouco envergonhada então permaneci naquela posição até que Sasuke me abraçou, fazendo uma conchinha.

- No que você está pensando... - ele falou baixinho em meus ouvidos.

- Nada.- falei meio sem força.

Aquela posição estava tão confortável que eu  dormiria ali mesmo, em seus braços. Me sentia protegida, mais do que nunca. Ficamos algum tempo em silêncio, somente ouvindo a respiração um do outro, enquanto eu sentia o coração de Sasuke bater forte contra meu corpo...

- Meu pai quer que eu volte para Osaka.- ele disse e eu fiquei surpresa.

- Então era isso que Itachi queria com  você?

- Sim.

Nem acredito que ele estava me contando aquilo. Pelo visto nosso ato deu ao Uchiha a intimidade que ele precisava para se abrir.

- E o  que ele quer exatamente?

- Quer que eu continue minha faculdade por lá mesmo.

Naruto havia me dito que Sasuke tinha vindo pra cá assim que terminara o colegial, mas não sabia o motivo. Se ele não contou para Naruto, provavelmente também não me contaria.

- E o que decidiu ?

- Eu não vou voltar.

Aquilo foi um alívio enorme. Talvez eu estivesse sendo egoísta mas eu não queria Sasuke longe. Queria ele pra mim... O Uchiha se afastou e eu virei para ele vendo o seu rosto.Passei minhas mãos pelos seus braços e foi inevitável não reparar novamente em sua pulseira. Agora que eu estava perto pude ler o que estava escrito:

Eternal friendship

- Amizade eterna ?- falei.

- Sim.

Então aquela era uma pulseira da amizade... Não pude conter um suspiro de descontentamento.

- Sakura por favor... - Sasuke disse percebendo minha expressão.

- Desculpa. Mas é difícil.

- É difícil confiar em mim?

- É difícil ver você demonstrando afeto por ela... e não por mim.

- Não tenho culpa se você não consegue enxergar minhas demonstrações de afeto por você.

Aquilo foi como um tiro no peito. É verdade, ele havia demonstrado várias vezes, mas nunca abertamente como para Suzy.

- Você é diferente com ela...

- Sakura não vamos estragar esse momento com uma briga.

- Você está certo... Me desculpe.- falei tentando disfarçar minha frustração.

Me levantei da cama e me cobri com o lençol, só então percebendo que nossas roupas estavam na sala. Eu não correria o risco de ir até lá e me deparar com Ino, mesmo sem saber se ela havia voltado ou não. Então abri o guarda roupa e peguei um vestidinho solto que achei. Me cobri e fui até a sala buscar as roupas de Sasuke.

- Vista- se.

- Estou muito confortável assim.

- Sasuke!!- falei dando um sorriso.

- Certo. - ele pegou as roupas e vestiu. - Eu tenho que ir.

- Mas já ?

- Sim, eu esqueci Suzy na faculdade.

Quase soltei uma risada estrondosa mas tive que me conter. Sasuke poderia não gostar daquela atitude. Suzy não teria ficado na faculdade até uma hora daquelas, provavelmente ela teria pegado um ônibus.

- Por que você não liga pra ela e pergunta se ela já está em casa?

- Não.

Suspirei. Eu queria passar mais um tempo com Sasuke ,mas a maldita Suzy sempre tinha que estar no meio.

- Tudo bem então - falei acompanhando o Uchiha até a porta da sala.

- Amanhã a gente se fala.

Nos beijamos pela última vez naquela noite e Sasuke caminhou pelos corredores em direção ao elevador.

- SAKURAA PERDEU O CABAÇO.

A maldita loira inconveniente apareceu na sala assim que fechei a porta.

- Cala a boca! - joguei um travesseiro na cara dela.

- AAA EU NEM ACREDITO.

- INO EU VOU TE JOGAR PELA JANELA.

-AAAAAA. -ela continuou gritando.

- CALA A BOCA OU PELO MENOS FALA BAIXO.

- Tudo bem ,tudo bem. - ela disse com um sorrisinho maldoso.

- Ótimo.

- Me conta, o Uchiha é bom no negócio?

- É maravilhoso.

- Qual o tamanho?

- O que?

- Da perna dele! - ela revirou os olhos.

- Sério?

- Não né sua anta!  Do Sasuke junior claro.

- Ino me poupe.

- Fala!

- Grande o suficiente para me fazer satisfazer.

- Ouuu, Saky o que é isso? Uma noite com o Uchiha e já está falando assim? - não consegui evitar um sorriso. - Vocês usaram camisinha né?

- Não.

- SUA IDIOTA, QUER TER UM MINI SASUKE AOS DEZENOVE ANOS  DE IDADE?

- Eu esqueci...

- VOCÊ VAI SE LEMBRAR QUANDO ESTIVER GRÁVIDA.

- Ino para de gritar!

- ELE GOZOU FORA PELO MENOS?

Não acredito que aquela vaca estava gritando uma coisa daquelas a sete ventos.

- Não! E fala baixo, caramba!

- Olha você tem sorte de ter uma amiga como eu, que sabe se proteger e sempre tem pílula do dia seguinte. E acho bom você começar a tomar anticoncepcional.

- Pra que ?

- Você é idiota assim mesmo ou fez cursinho?

- Eu sei para que serve, sua anta mas..

- Mas o que? Você tem que se prevenir. Ou não pretende transar mais com o Uchiha?

- Sim...

- Então ótimo. Agora eu vou dormir por que minha noite também foi maravilhosa.

- Imagino docinho de leite.- a loira saiu correndo atrás de mim mas eu consegui me trancar no quarto a tempo.

Sentei no chão ainda escorada na porta e olhei para a cama. Aquela noite tinha sido a melhor de toda a minha vida...


Notas Finais


E então gostaram? *-* até a próxima bjinhoss.

E muitooo obrigada pelos favoritos já são quase 100, vocês são demais. ♥♥♥


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...