História Sem palavras... - Capítulo 8


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Drama, Risos, Romance
Exibições 12
Palavras 1.027
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Escolar, Famí­lia, Hentai, Romance e Novela, Shoujo-Ai, Yaoi
Avisos: Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Ooooiiii
B
O
A


L
E
I
T
U
R
A
<3

Capítulo 8 - Hope...


Fanfic / Fanfiction Sem palavras... - Capítulo 8 - Hope...

Deus criou a amizade porque ele sabia que, quando o amor machucasse, ela seria a cura.                 

                  Suga P.O.V`s
Ouvi alguém bater na porta e fui até lá...
  -Você viu a Emily? 
Era Jin, todo preucupado, com o Namjoon ao seu lado.
  -Vi, ela acordou e saiu correndo de pijama gritando NÃO, se você não ouviu era por que estava surdo Hyung.
Falei meio seco.
  -Eu ouvi, mas onde ela está?
Ele perguntou olhando pra dentro do quarto.
  -Eu não sei, ela gritou HOPE, deve estar com ele.
Começamos a conversar e fomos pra cozinha ligando pra vários amigos e vizinhos, quando percebemos já eram 5 horas da tarde.
  - Jin, precisamos encontra-lá, antes que ela pule da janela de um prédio ou...
Namjoon se manifestou.
  -Nam, eu to passando meio mal.
Jin disse colocando a mão na testa.
  - NAMJOON FILHO DA PUTA, NÃO PRECISA FICAR DIZENDO ESSAS COISAS PRO JIN.
Eu gritei e o mesmo me olhou com raiva enquanto Jin olhava pra parede meio pálido.
  -EU TENHO CULPA ? A MENINA FUGIU, ELA PODE ESTAR ATROPELADA, TA NO HOSPITAL, NO HOSPÍCIO E TAL, NÃO TENHO CULPA.
  - MAS PRECISAVA FALAR ISSO NA FRENTE DO JIN ?
Perguntei bravo.
  -Gente...
Jimin veio da sala e chamou nossa atenção.
  -É que eu queria umas informações da Emily. Tipo : altura e peso, vocês sabem?
Jimin falou calmo.
  -Por que você quer saber isso?
Namjoon questionou.
  -O Tae tá ligando pra perícia e pro IML.

Nós nos entreolham meio assustados e ouvimos um barulho, o Jin desmaiou na hora.
  -JIN, JIN, ACORDA !
Nam gritava ajoelhado no chão o chacoalhando. Tae e Kook vinheram correndo saber o que aconteceu. E Tae foi abrir o bocão.
  - E olha que em Dope ele era médico, que falso, so de ouvir falar em IML ele desmaia.
  - Cala a boca V.
E ficamos lá tentando acordar nosso Hyung.
           
                   Emily P.O.V`s

Quando acordei e percebi que eu estava quentinha, fiquei meio assustada, por que eu estava desse jeito?
Quando abri os olhos quase tive um ataque! Que diabos eu estava fazendo na cama abraçada com o Suga? Por que   com ele? O que eu tava fazendo? Eu so me lembrava que eu tinha bebido, nada demais, e...
A ficha caiu, SANTO G- DRAGON, eu dormi com o Suga. Ou melhor, eu transei com o Suga.
Me levantei e sai gritando "Não, não, não." Ai vi o J-Hope dormindo no sofá, minha cabeça doía muito, não pensei em nada acordei ele pulando pra cima dele.
  -Acorda desgraça, vamos bora, vamos sair de casa.
A bixa é tão sorridente, mas tão sorridente que acordou mesmo com olheiras e aparência cansada, ou seja so o bagaço, ele sorriu e deu uma risada, acho que estava rindo do meu desespero.
  -Nos não vamos nos trocar?
Ele perguntou sorrindo (acredite se quiser, por que se fosse eu dava uma voadora em quem me acordasse a essa hora.)
  - Não, vamos, bora rápido.
Peguei um chinelo e ele pegou as suas pantufas de cachorro.(que são mega fofas)
Pegamos o nosso dinheiro e cartão de crédito, com as coisas ainda na mão o puxei pra fora de casa e corremos como dois fugitivos de uma prisão.
Conclusão: Estamos no shopping, compramos roupas por que não era legal ser observadas por um monte de gente estando de roupa pra dormi.
E o Hope está contando o que eu fiz ontem, o que não é pouca coisa, estávamos comendo e já tinha pegado remédio pra aliviar a dor de cabeça.
Hope estava com aquelas máscaras e eu de gorro por causa dos fãs, estávamos na praça de alimentação, sentados comendo salgadinhos e refrigerante.
  -Eu fiz isso mesmo?
Perguntei não crendo.
  - Olha pelo o lado bom, a sua dívida com o micão tá totalmente paga.
Ele riu e eu fiquei o encarando de boca aberta, ainda bem que eu já estava arrumada e maquiada, cheirosa e tal.
Já era tarde, já faziam horas que estávamos fora de casa.
  -Emily, você tá me devendo um celular.
Hope disse do nada e eu me lembrei que tinha estragado o celular dele e o do Suga.
  - Não so pra você ne?
  -Aram, pro Suga também.
  - Vamos vou comprar um pra você.
Me levantei e peguei as sacolas que estavam ao pé da mesa.
  -Eu poderia até dizer que não precisa, mas sabe como é ne? Eu to em crise e tal.

Eu ri do seu comentário, peguei em sua mão, e o afastei da comida, fomos andando até uma loja pra compramos um celular novo.
  -Falando sério, não precisa.
Ele falou sorrindo fofo.
  -Precisa sim, vamos logo, pegue logo o seu modelo e o modelo do celular do Suga e vamos embora.
  -Tá bom, mas so por que to em crise.
  -Idiota, pega logo o celular.
Ri daquele bobo mega feliz escolhendo o celular, eu fui olhar as capinhas, e vi que algumas estavam em promoção, aquelas de fotos, que é uma capinha com uma foto sua ou seu ídolo, na mesma hora pensei naquelas pragas, aí Santo GD.
Tive uma ideia, galinhas compradas, celulares comprados e nos pegamos um táxi e fomos em direção a casa, nossa eu to com medo de chegar lá, e tipo, todo mundo ficar me olhando, mas pelo ou menos posso contar com o Hope pra me acalmar.
  -Cara o Jin já deve ter ligado pra polícia militar e pro FBI te procurando.
Não, eu não podia contar com ele.
  - Depoes desse comentário fiquei mega calma.
Ele so soube rir da minha cara, quando pegamos o elevador, eu estava com o cu na mão, o coração eu já tinha era cagado fora, e poderia dizer que meu fechou e não passava 1 fio de cabelo.
Meu Deus, que falta de ética, doda- se ética, era assim que eu estava me sentindo, era assim que eu estava.
Abrimos a porta, olhei para a sala e :

NÃO TINHA NINGUÉM!!!!!!

CONTINUA...


Notas Finais


O Instituto Médico Legal, mais conhecido pela sua sigla IML, é um instituto brasileiro responsável pelas necropsias e laudos cadavéricos para Polícias Científicas de um determinado Estado na área de Medicina Legal. É um órgão público subordinado à Secretaria de Estado da Segurança Pública.




Tchau beijos de luz <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...