História Sem Pensar! - Incesto (Imagine Jungkook - BTS) - Capítulo 8


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Rap Monster, Suga, V
Tags Army, Bangtan Boys, Bts, Drama, Imagine, Incesto, Jungkook, Kathybmb, Lolicon, Revelaçoes, Romance, Sap
Visualizações 3.274
Palavras 1.238
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Hentai, Romance e Novela, Saga
Avisos: Adultério, Álcool, Heterossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Olá pessoas incríveis do Social Spirit...e nesse domingo maravilhoso (sqn), agora (sqs) PORQUE TEM CAPITULO NOVO...
Como prometido, estou seguido o cronograma certinho ;)
Capitulo novo, gostoso, cheiroso aqui para você <3
Desculpe qualquer coisa, principalmente se o capitulo estiver ruim...estou com um pouco de bloqueio. Mas não queria deixa-los sem capitulo então...desculpe!
Obrigada por todos os comentários, favoritos, exibições...OBRIGADA PELOS 112 FAVORITOS...
Obs: Estou escrevendo uma nova fanfic com a MadnessMoore. Essa fanfic contará a historia de 7 garotos (BTS) passando pela juventude...irei deixar o link nas notas finais ;)
Boa leitura...beijinhos <3

Capítulo 8 - Hailee!


Fanfic / Fanfiction Sem Pensar! - Incesto (Imagine Jungkook - BTS) - Capítulo 8 - Hailee!

 

Taehyung nos encarava sorrindo sacana, encostado no batente da porta.

– Agora entendo o seu ciúme... – Se aproximou entrando no quarto – Estava pegando ela esse tempo todo!

– Não é bem assim, Taehyung... – Murmurou Jeon

– Jungkook, você está pegando a sua filha... – Aumentou a voz. – Você consegue entender...está fazendo umas das coisas mais absurdas no mundo.

– Eu também quis... – Me encarou – Não diga como se ele estivesse me obrigando!

Tae ficou em silêncio, apenas me encarando. Talvez estivesse assustado com o que eu acabei de dizer...

– Vocês são nojentos...

– Você tem idade para ser pai dela, Taehyung... – Riu sem ânimo – Acho que deveria sentir nojo de você também...

– Pelo menos eu não sou o pai dela...não tenho o mesmo sangue!

Jeon e Taehyung se enfrentava pelo o olhar. Sentia que se não acabasse com aquilo, os dois se atacariam. Respirei fundo, observando atentamente cada um dos dois.

– Será que dá pra parar.... – Pedi e os dois me encararam – Não digam como se eu não estivesse aqui. – Respirei fundo – Tae...eu sei muito bem o que ele é meu! Sei muito bem as consequências de tudo...por isso peço que não se intrometa.

– Vai defender ele?

– Não estou o defendendo... – Riu sem ânimo – Apenas não quero que se intrometa...

– Tudo bem... – Suspirou pesado – Não se preocupem...não irei mais me intrometer... – Assenti – E...não irei contar!

– Por que? – Perguntou Jeon baixo.

– Porque somos irmãos, Jungkook... – Respirou fundo – Apesar de tudo isso...ainda somos uma família.

Então ele deu as costas, saindo do quarto. Me levantei correndo, indo em sua direção. Ainda não sabia o que ele fazia aqui!

– Tae! – Se virou – Por que veio aqui?

– Ah... – Riu – Eu vim te convidar...mas vejo que está ocupada!

– Convidar? – Suspirei. Ele estava magoado – Pra quê?

– Eu vou viajar... – Murmurei um “ah, sim” – E iria te convidar para ir junto, mas...

– Desculpe...

– Tudo bem! – Sorriu fraco – Nos vemos quando eu voltar!

Assenti e por último, ele depositou um beijo em minha bochecha, se afastando. Voltei ao meu quarto, encontrando Jeon deitado em minha cama. Me aproximei me deitando junto a ele.

– O que vamos fazer? – Perguntei, o encarando vendo o mesmo dar de ombros

– Continuar...

No outro dia – 14:34 P.M.

Estava sentada no sofá, enquanto Jeon esperava sua querida “namorada”. Havíamos conversado bastante sobre a convivência com ela, mas eu não deixaria barato, se ela me provocasse, iria provoca-la também. Logo a campainha tocou e Jeon se levantou, indo em direção a porta.

– Amor... – Sua voz invadiu meus ouvidos, me fazendo revirar os olhos – Que saudade!

Hailee entrou na casa junto com as malas, me encarando com dúvida. Talvez Jeon não tivesse a contado.

– Hailee essa é a minha filha, ____!

– Filha? – Riu – Quando me disse que tinha uma filha, não achei que fosse tão...crescida! – Sorriu me encarando – Hailee...muito prazer!

– _____! – Sorri cínica. Já não era um prazer te conhecer.

Encarei a figura a minha frente. Ela era bonita. Cabelos escuros, olhos claros, físico bom. É...Jeon sabia escolher. Ficamos nos observando até que ela diz que vai descansar, subindo.

– Em que quarto ela irá ficar? – Perguntei e ele se jogou no sofá ao meu lado.

– O de hóspedes, ao lado do meu...

– Espero que cumpra o combinado... – Me encarou com dúvida, sorrindo em seguida.

– Aguarde até a noite e verá... – Murmurei um “ok” e ele deitou a cabeça nas minhas coxas – Enquanto ela “descansa”, podemos fazer algo... – Mordeu o lábio – O que quer fazer?

– Eu não sei... – Dei de ombros – O que quer fazer?

– Eu... – Pareceu pensar e segurou minha mão – Quer mesmo saber? – Assenti e o mesmo sorriu malicioso – Gostaria de fazer coisas...improprias com você!

Senti meu corpo ficar tenso e minha respiração falhar. Por que ele tinha que dizer essas coisas?!

– Que tipo de “coisa...impropria”? – Perguntei, enquanto seus dedos brincavam com a minha mão

– Do tipo que: você sabe bem o que é... – Me encarou e eu engoli seco.

– Desde quando ficou tão...solto? – Perguntei, dando ênfase no “solto”.

– Desde que você me deu a liberdade... – Sorriu sacana.

Jeon se inclinou um pouco, segurando em minha nuca. Seus lábios tocaram os meus, começando um beijo com ternura. Mas não durou por muito tempo, logo sua mão estava deslizando pelo o meu colo, beijando-me com desejo. O mesmo se levantou, se sentando no sofá, sem desgrudar os nossos lábios. Logo a campainha tocou nos obrigando a nos separar. Jeon deu uma leve mordida em meu pescoço, antes de se levantar até a porta.

– Isso não acabou...

– Não mesmo! – Afirmei e o mesmo sorriu.

Jeon caminhou até a porta, a abrindo em seguida. Jimin entrou na casa, sorrindo assim que me viu. Retribui, o vendo com malas. Logo Jimin se aproximou junto a Jeon, que voltou a se deitar em minhas coxas.

– Por que as malas? – Perguntei, observando Jimin se sentar no sofá ao lado.

– Esqueci de te dizer... – Pronunciou Jeon – Jimin-hyung passará algumas semanas aqui...sua casa está em reforma!

– Resolvi muda-la... – Murmurou Jimin – Espero que não se importe ____...

– Claro que não... – Eu adorava a presença dele. – Pelo menos terei alguém pra conversar... – Rimos

– Mas, enquanto a mim? – Perguntou Jeon e eu revirei os olhos.

– Você ficará a maioria das horas, dias com ela!

– Já disse que vou te visitar... – Sorriu malicioso e eu revirei os olhos

– É estranho vê-los assim – Murmurou Jimin nos observando – Lembro quando chegou. Depois do que fez, ficamos caçoando de Jungkook, até ele se irritar... – Riu. Parecia se lembrar do momento. Sua risada era divertida, me fazendo rir junto.

– Não riam... – Jeon nos reprendeu – Não foi engraçado!

– Claro que foi... – Jeon se levantou, se sentando ao meu lado – Mas e ai ____, já sabe que faculdade irá cursar?

– Acho que... – Pensei um pouco. Fazia um tempo que não pensava nisso. Como só começaria ano que vem, ainda tinha tempo para pensar – Estou entre administração ou medicina...

– Bom... – Sorriu. Jimin era adorável – As duas são ótimas...mas creio que administração seria melhor...

– Por que? – Perguntei curiosa. Talvez seguisse seu conselho

– Vê-la com roupa social, deve ser ótimo... – Abaixei a cabeça constrangida. – Mas vê-la com aqueles jalecos... – Uma almofada atingiu suas pernas – Estou apenas imaginando, Kookie... – Jogou a almofada de volta. – Fica frio aí...

– Se continuar, irei te expulsar da minha casa...

– Não faria isso com o seu hyung! – Fez uma cara fofa, me fazendo querer apertar suas bochechas

– Continue duvidando pra você ver...

Logo Hailee apareceu na sala, se sentando ao lado de Jeon e o abraçando de lado. Revirei os olhos, me levantando e me sentando ao lado de Jimin.

– Hailee – Murmurou tentando a afasta-la – Por favor...não estamos na frente de estranhos ou paparazzis.

– Mas você continua sendo meu namorado... – Por contrato. Se aproximou do rosto dele, o dando um selinho. – Ah, olá Jimin...você está aí...

– Olá! – Respondeu seco, me fazendo o encarar com dúvida. – Não vou muito com a cara dela! – Sussurrou para que apenas eu escutasse

– E por que? – Sussurrei de volta.

– Longa história...qualquer dia te conto! – Assenti e voltamos a observar Hailee, tentando conseguir a atenção de Jeon que assistia TV.

– Bom...acho que irei subir! – Murmurei e todos me encararam.

– Eu vou com você... – Murmurou Jimin e eu assenti.

Hailee se levantou bufando, indo até a cozinha. Jeon se aproximou de mim, ficando bem próximo ao meu ouvido.

– Me espere a noite! – Sussurrou, mordendo meu pescoço em seguida.

– Esperarei...

Então ele me soltou e eu subi com Jimin até o andar de cima. Cada entrou em seu quarto e eu me joguei na cama.

Nunca esperei tão ansiosamente que a noite chegasse logo.


Notas Finais




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...