História Sem querer - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Bts, Crianças, Jikook, Kookmin, Lemon
Visualizações 103
Palavras 1.316
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Famí­lia, Festa, Hentai, Lemon, Shoujo (Romântico), Violência, Yaoi
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Mais uma fic, espero que gostem e Aproveitem!

Capítulo 1 - 1° Feliz dia dos pais


Fanfic / Fanfiction Sem querer - Capítulo 1 - 1° Feliz dia dos pais

Jimin entrava no apartamento, cansado e ao vê a sua sobrinha correr em sua direção, fez uma cara de energético. Quase surtou quando viu, Sook, arrumada. A pergunta é: Aonde ela vai, agora?



-Vou sair, festa da formatura.- Fala colocando o brinco.

- Mais não foi essa tarde? Park Sook! Olhe para mim.- Fala e a loira se vira e o encara.

- Não interressa. -Pegou a bolsa de lado, e foi até a bolsa de trabalho de Jimin, pegando uma quantia razoável de dinheiro.- Fui boazinha.- Fala se referindo ao dinheiro e foi embora.

Bufou e pensou como, dessa vez, esconderá o dinheiro de Sook, Sun Hee estava saltitante no braço do loiro.

- Oque foi pequena... Por que está tão animada?! - Fala e faz cócegas na pequena.- Fale pro seu tio!

A menina recuperou o ar e foi em busca de um papelzinho em cima da mesa. Voltou e mostrou pro loiro, amanhã séria festa do dias dos pais.

Jimin tentou achar palavras certas para a garotinha, ela apenas tinha 3 anos e nunca perguntou sobre o pai, mas a garota parecia animada para festa.

Jimin já tentou de tudo pra saber quem é o pai da Sun Hee. Implorando, explicando que a sobrinha tinha que saber quem era o seu pai, ou até oferecendo dinheiro. Mas parecia que a loira, Sook, prefiria morrer do que dizer o nome do desgraçado.


Jimin se lembrou de sua mãe, aquela velha era tão injusta com o pequeno. O mesmo passava dia e noite estudando, tirando notas perfeitas, Sook? Ela não saia do primeiro dígito. Jimin, quando viajou pro Japão para fazer um teste, onde poderia entrar pra qualquer faculdade que quisesse, o mesmo passou, sua mãe? Nem sequer quis tocar no assunto. Quando Jimin pintou o cabelo aos 20 anos, sua mãe quase teve um infarto, mas Jimin ficou tão bonito com o cabelo laranja. Quando Sook pintou, na época, o cabelo de vermelho, sua mãe babou pela garota, ela tinha 15 anos. Enquanto Jimin saia pro trabalho, Sook saia para festas. Quando Jimin, saiu de casa, aos 21 anos, sentiu que agora, teria uma casinha só pra ele. Mas se surpreendeu quando recebeu sua irmã, com a Sun Hee na barriga.

Só soube que a sua mãe deu um chilique e que expulsou Sook de casa, Palavras da loira.

Sua mãe nunca demonstrou algum afeto por Jimin, e durante esses três anos onde o loiro, trabalhou pra comprar as coisas pra Sun Hee e fazia de tudo para que a irmã estivesse em uma boa escola.


Jimin pensava que Sook não tinha culpa por ser mimada, ela provavelmente não gostasse. Pobre Park Jimin.


Voltando ao bilhete de dias dos pais. A pequena Sun Hee encarava Jimin os olhinhos brilhando. Estava ansiosa demais.

-Por favor Titio Jimin, vá no lugar do meu Appa!- Falou e sorriu ao vê o tio com os olhos arregalados.

-Sim, meu amor. Agora vamos tomar um banho e durmir, por que estou muito ansioso pra amanhã.-Fala e pega a menina no colo levando para o banheiro.

Após o banho cheio de brincadeiras, a garotinha com um pijama cheio de de corações, bocejava enquanto Jimin mandava mensaguens para outro professor de dança, Hoseok. Hoseok era seu amigo de faculdade até o trabalho. Bom, Jimin já teve uma quedinha por ele, mas nada tão profundo. Tanto que ficou feliz por saber que Hoseok era o único, de seus amigos, a não pegar a loira da sua irmã.

-Titio Minie... Estou com sono.- Fala e aperta o coelho de pelúcia que tinha nos braços.- e o Branquinho também.

Jimin sorriu e levou a garota para o quarto, ao colocar a coberta na pequena, Sook havia mandado uma mensaguem:

Sook: Volto só amanhã.

You: Só não volte grávida!

Saiu do quarto da sobrinha e deu uma olhada na sua escala. Ele havia feito muitas horas extras, bom, como sempre fazia. Houve uma vez que Jimin ficou dois dias no trabalho e só saiu por que Sook e Sun Hee foram o buscar. Sook não gostava do local onde Jimin trabalhava, a incomoda.


[<<<< *^^* >>>>]


Na manhã seguinte Jimin foi acordado por uma pequena garotinha que lhe balançava.

-Vamos titio miniiie! Seu piguiça!- Fala e Jimin ri de sua fala.-Vamos! 

O mais velho, correu pro banheiro e deu banho na Sun Hee, que ria quando Jimin tentava pegar algumas coisa fora do seu alcance.

-Ya! Não ria de min! Preciso de alguém alto!-Fala e sorri quando consegue pegar o shampoo que ele queria.

De repente viu Sun Hee sorrir sozinha, lavou o cabelo da morena, enquanto a mesma fazia bico. Ela não tinha nada que parecesse com Sook. Após o banho colocou um vestido branco e fez um penteado na garota que sorria olhando o coelho.

- Agora pequena.- Fala e ajeita a menina no sofá.- Sun Hee fique aqui por que eu vou tomar banho e vamos pra festinha, e se sua mãe chegar não fale com ela, ok? Ela talvez chegue com um amigo ou com dor de cabeça.

A morena assentiu e Jimin foi pro banheiro, o morena precisava de uma banho refrescante, passou sabonete em líquido em seu corpo e seu cabelo estava lavados.

Após 5 minutos, terminou o banho e colocou uma roupa, uma calça preta e uma camisa branca folgada, havia secado seu cabelo e foi correndo pra sala. Sua expressão mudou quando viu um homen do lado da Sun Hee, Sook estava na cozinha, tomando algum remédio.

- Quem é você?- Perguntou Jimin e o cara o encarou. - Mais um dos seus amigos? - Pergunta a Sook que sorriu malicioso.

Pegou o garoto pelo braço e o empurrou para fora, o garoto o olhou bravo.

-Nunca mais volte aqui!-Jimin grita e o cara levantou as mãos até a cabeça, e foi embora.-Vamos Sun Hee!

A pequena passou pela mãe que nunca recebeu algum tipo de carinho. Sook nunca foi carinhosa, ela deixava Sun Hee com Jimin e ia pra baladas, ela adora ser mimada, Sorriu falso pra menina que passava.

Sun Hee pegou na mão de Jimin e foram até o carro que tinha no estacionamento. Colocou a pequena na cadeirinha e foram pra escola. Sun Hee balança os pés enquanto Jimin prestava atenção na pista.



§§§§§§§§§§§§§§§§§§§§§§


O homen que ele havia contratado, estava com o endereço nas mãos. Dinheiro não é problema, mas sim a vadia.

A vadia sempre despista os detetives contratados, mais dessa vez ela caiu como um patinho. O cara em sua frente recebia o dinheiro, enquanto o chefe lia as informações, ele não perderia tempo.

Tem uma vadia pra encontrar.


§§§§§§§§§§§§§§§§§§§§§§§




Jimin batia palmas ao vê a sombrinha cantando uma música na festa. Sorriu quando a garota apontou pra ele, sentiu um sentimento bom nascer no peito. A menina correu e o abraçou.

-Tio, gostou da minha voz?!- Falou e esperou o tio responder.

- Eu não gostei...- Falou e a menina ficou por dois segundos triste.- Eu amei pequena!- Fala e a pega no colo.- Como você é tão boa?!- Perguntou e beijou a menininha.

 O evento estava quase acabando, as crianças brincavam com os pais e outras pintava o rosto deles, Já Sun, penteava o cabelo do loiro, e sorriu quando Jimin reclamou de quando ela puxou o seu cabelo com força. A desculpa de Sun: Sem querer.  E riu em seguida.


Chegaram na porta do apartamento, e ouviram gritos da Sook, Jimin abriu a porta e deu de cara com a sua irmã gritando e sendo apertada.

-Oque está havendo aqui?- Perguntou Jimin e puxou a sobrinha para a cozinha.- Olhe pra min! 

O cara que apertava o braço da sua irmã virou, Jimin não podia acreditar, Sook olhou feio para o moreno.

- Ceo?- Jimin surpreso se pergunta.

-É Jimin!- Fala Sook tentando puxar o braço.- Esse é o maldito! Esse é o infeliz do pai da Sun Hee!- Fala e o olha com raiva.- Parabéns JungKook, Me achou.

Jimin deixou cair o queixo, JungKook seria o ultimo que Jimin apostaria como pai de Sun Hee. JungKook a apertava forte e Sun Hee, Bom a menina se sentou em sofá e encarou a cena.


-P-papai?


Notas Finais


Ya! Gostaram?! Hmnnn espero que sim! 💓💓
Jikookas porfavor não me matem💓💓


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...