História Sem querer amei você. - Capítulo 32


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Personagens Originais, Suga
Tags Bangtan, Boys, Bts, J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, K-pop, Rap Monster, Suga
Exibições 294
Palavras 1.386
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Comédia, Romance e Novela

Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Boa leitura :)

Capítulo 32 - O presente.


Fanfic / Fanfiction Sem querer amei você. - Capítulo 32 - O presente.

Pai e mãe?! O que?! Hope só podia estar louco. Minhas mãos começaram a suar. E como estavam entrelaçadas na dele, ele pôde sentir. Então para tentar me manter relaxada ele aproximou a boca do meu ouvido e sussurrou

  - Vai ficar tudo bem. Eles são legais e vão gostar de você. - E sorriu para mim.

  - Olá, querida. Como você está? - Disse a mãe de Hope se aproximando de nós, abraçada no pai dele.

  - Olá. Estou bem e vocês? - Os cumprimentei como a norma coreana mandava e rezei para que ficasse tudo bem.

  - Ela é linda! - Disse o pai de Hope para ele, orgulhoso pelo filho ter bom gosto.

  - Devo concordar com o senhor! - Hope respondeu sorrindo para mim.

Os pais deles foram bem simpáticos e fizeram bastantes perguntas sobre o Brasil e seus costumes.

  - Então no Brasil vocês podem morar juntos sem casar? - A mãe dele perguntou. Ela me espantou com essa pergunta, e a Hope também.

  - É... Sim -. Respondi um pouco sem jeito.

  - Mas vocês seguirão as tradições daqui, certo? Digo... Em se casar e fazer tudo como deve ser? - Eu a olhei, queimando como uma chama e então ela se apressou em dizer - Não que eu tenha algo contra o lugar de onde você veio. Mas quero que vocês sejam felizes diante de nossa tradição. - Ela sorriu um pouco.

  - Eu acho que está um pouco cedo para falar sobre isso, querida. - O pai dele disse percebendo o meu desconforto e o de Hope também.

  - Me perdoe a falta de limite em minhas palavras. - Ela disse.

  - Está tudo bem, mãe. Agora que já se conhecem, preciso apresenta -la a meus amigos daqui. Já volto para ficar com vocês. - Ele deu um tapinha no braço de seu pai e me guiou para o canto.

  - Me perdoe por isso. - Ele disse parando em minha frente.

  - Está tudo bem. Ela é sua mãe. É normal que queira o melhor para você e alguém que saiba respeitar os costumes coreanos para ser uma boa esposa.

  - Você sempre consegue entender as coisas. - Então me deu um beijo ligeiro na testa - Não sei se notou mas tem pessoas aqui que acho que gostaria de conhecer.

  - Quem? Tem mais gente de sua família aqui?

  - Não. Mas... - Ele me puxou um pouco até chegar em uma das mesas. MEU DEUS, EU NÃO PUDE ACREDITAR EM QUEM ESTAVA ALI. - Xiumin!

  - Hope! - Ele se levantou pegando em sua mão.

Olhei em volta e aí me dei conta que haviam idols ali! MEU DEUS!

  - Essa é a S/N.

  - Oi, fiquei feliz em saber que ele encontrou alguém, finalmente. - Ele brincou e me estendeu a mão. Eu tremia e suava. Por favor que ele não repare nisso. Por favor.

  - Obrigada. Como está? - Tentei parecer o menos nervosa possível. Hope notou meu nervosismo e começou a rir.

  - Estou bem. Infelizmente nem todos puderam vir a sua festa porque esse cabecinha aí avisou em cima da hora. Mas nós estamos muito felizes em poder te conhecer. - Pera aí, nós?! - Sehun, Suho, Lay, Chen... Essa é nossa cunhada! - Ele disse sorrindo. Os meninos se levantaram e me cumprimentaram.

Nada do que vinha do Hope parecia real. Ele trouxe integrantes de K-pop para minha festa!!! Lá também estavam o Wonho, Shownu, Hyungwon, Jooheon, I.M, Young Bin, Dawon e Zu Ho. Todos disseram que os outros integrantes não puderam vir por não terem sido avisados antes. Mas eu estava feliz demais com aquilo que tinha ali. Hope, novamente, me puxou para o canto.

  - Você está gostando? - Ele parecia preocupado com a resposta.

  - Eu estou amando! - Não pude esconder o sorriso e ele sorriu também.

  - Não chamei as meninas também porque não sei se você teria ciúme. - Ele brincou um pouco, passando a mão no cabelo como se estivesse se achando.

  - Eu adoraria conhece -las. Mas você está certo, bonitão. - Eu também brinquei e ele riu. - Está tudo perfeito.

Ele aproximou o rosto mais perto do meu. Fiquei com medo dele ouvir meus pensamentos que imploravam para ele me beijar. Eu já estava sentindo tanta falta de sua boca. Mas como estávamos em público ele só me deu um beijo na bochecha e voltou a se afastar.

  - Eu vou falar um pouco com meus pais. Se quiser pode ir ficar com o Jin e os meninos. Só não sente em outra mesa além da deles, por favor. Principalmente na do Monsta. Ouvi eles de cochicho. - Ele disse colocando as mãos no bolso.

  - Olha! Está com ciúme? - Eu ri.

  - Até parece. - Ele revirou os olhos e saiu. Eu me dirigi até a mesa dos meninos ainda rindo e me sentei.

  - Já está cheio de paparazzi lá fora. - Jimin comentou.

  - E já estão com os boatos, Olhem. - RM esticou o braço com o celular nas mãos. Já tinham várias especulações sobre a tal festa. Umas diziam que era para comemorar nosso namoro, outras diziam ser um pré- casamento e outras diziam ser o meu aniversário mesmo. Acabei rindo.

  - Acostume - se. - Kook disse.

Continuei na mesa com eles. Nós comemos, conversamos e cantamos algumas músicas que tocavam. Depois de algum tempo Hope se juntou com a gente. Ele ria e brincava com os meninos, mas ele parecia estar um pouco desconfortável por estar ali.

  - Está tudo bem? - Eu disse baixo só para ele escutar.

  - Está sim. Por que?

  - Você está com uma cara estranha.

  - É que... - Ele olhou para os lados, ainda sentado ao meu lado, e continuou - Eu sei que é a sua festa, mas já estamos aqui a umas boas horas. Queria poder ficar sozinho com você. - Acabei sorrindo.

  - Nós podemos ir.

  - Não! - Ele se apressou em responder - É a sua festa. Não quero ser egoísta.

  - Hobi, você pode ser tudo. Menos egoísta. Olha só o que você fez por mim! Olha esse lugar como está lindo! Eu já aproveitei aqui. Agora quero aproveitar com o meu namorado.

Ele sorriu para mim e antes que ele pudesse falar algo eu me levantei avisando aos meninos que já íamos. Nos despedimos de seus pais e de boa parte de seus amigos, e então saímos. Como Jimin disse, estava cheio de paparazzi. Assim que pisamos o pé na calçada os flashs começaram. E as perguntas também.
"  Isso foi uma festa de noivado?" " Hope, por quanto tempo escondeu esse namoro com ela?" " S/N, como é namorar um dos homens mais cogitados da Coréia? " E outras milhares.
Conseguimos entrar no carro com a ajuda dos seguranças e o Hobi decidiu ir para minha casa porque teríamos mais privacidade lá. Chegando, subimos as escadas e entramos em meu apartamento.

  - Enfim sós! - Eu disse tirando os sapatos e os chutando para o canto. - fique a vontade. Eu vou tomar um banho.

  - Espera. - Ele segurou meu braço - Eu preciso te entregar meu presente.

  - Eu não acredito que você fez isso! Já bastava a festa! - Eu disse indignada. Mas ele pareceu se divertir com isso.

  - Calma, minha nervosinha! - Acabei rindo. Ele colocou a mão dentro do blaser preto que vestia e tirou algo que podia ser coberto com sua mão.

  - Hope... - Aquilo não podia ser o que eu pensava. Não podia!!!

  - S/N, eu não sabia algo bom para te dar. Então acabei vendo isso em uma vitrine e achei que os brilhos das pequenas pedras pareciam muito com os dos seus olhos. E também é uma ótima forma de dizer que agora você é minha mesmo.

Ele abriu a mão e havia uma caixinha de veludo azul marinho. Eu olhei para ela e depois para ele. Ele sorria e minhas mãos começaram a tremer. Meu coração, como sempre, estava descompensado. Ele abriu a caixinha e então se reluziu um lindo anel coberto por pedrinhas brilhantes. Ainda sorrindo ele segurou em minhas mãos e o encaixou perfeitamente em meu dedo.

  - S/N, eu... Eu amo você.
 


Notas Finais


Espero que tenham gostado.
Conto com seu favorito e comentário.
Até o próximo capítulo :)


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...