História Sem Sentido - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Kuroko no Basuke
Personagens Midorima Shintarou, Takao Kazunari
Tags Daeho, Kuroko No Basket, Midotaka
Exibições 44
Palavras 717
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 12 ANOS
Gêneros: Comédia, Drabs, Musical (Songfic), Slash
Avisos: Homossexualidade
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Essa é uma drabble que eu tinha escrito já há algum tempo (mais especificamente, em agosto ~ XD) e resolvi trazer pra cá agora, porque eu amo demais esses dois. <3

Boa leitura ~

Capítulo 1 - Capítulo Único.


Era mais um daqueles fins de semana absurdamente ensolarados no Japão, e cada uma das pessoas que ali viviam aproveitavam o dia a seu bel-prazer. Alguns — ou melhor, a maioria — ousaram ir à praia, desfrutando da temperatura elevada mas amena, para pegar um bronzeado. Outros se aventuravam pelas ruas, concentravam-se nas praças, faziam programações. A cidade estava bastante movimentada.

Em meio a toda aquela gente, Takao Kazunari também tinha seus planos para a tarde afável. Deu uma última checada no horóscopo do dia e, quando estava prestes a sair de casa, foi interceptado por sua irmã mais nova na sala.

— Você vai mesmo fazer isso? — ela questionou, apontando para a sacola que Takao carregava consigo. Seu tom era curioso, porém havia uma pontada de diversão nele.

Contara seu plano à irmã mais cedo, em tom jocoso, já que ela fora a responsável por lhe conceder a ideia, ainda que indiretamente.

Despediu-se brevemente dela, que conteve um riso ao imaginar o que o mais velho estaria prestes a fazer. Por fim, Takao saiu de sua casa, rumando para a do seu cúmplice — ou alvo, dependendo do ponto de vista —, Midorima Shintarou.

Só de imaginar a cara de Midorima ao saber o que vinha aprontando… Tudo isso o deixava ainda mais ansioso.

Por isso, não tardou a chegar à residência do ás da Shutoku.

— Shin-chan! — exclamou ao entrar, com um sorriso suspeito se alargando em sua face. Era certeiro: na maioria das vezes, o moreno planejava alguma coisa que não fazia o maior sentido para o dia. Porque assim era Takao, tão sem sentido que Midorima já havia desistido de compreender.

O que não significava, entretanto, que compactuaria com cada esquema mirabolante do outro.

Midorima ajeitou seus óculos, observando enquanto Takao mexia numa sacola que ele mesmo trouxera. Pouco depois, o moreno retirou dali um tecido esverdeado cuidadosamente dobrado, esticando-o para mostrar a Midorima numa postura suspeita.

E, sinceramente, aquilo era ridículo.

— O que isso significa, Takao? — perguntou exasperado, prevendo o que viria a seguir.

— Você não gostou, Shin-chan? — o moreno perguntou com a maior cara de pau. — Eu trouxe para te ajudar!

Midorima não entendia como uma fantasia de brócolis poderia ajuda-lo.

Mas Takao explicou-se em seguida.

Um pouco mais cedo, estava em casa procurando algo para comer quando ouvira risadas histéricas de sua irmã — em primeira instância, assustou-se, mas a curiosidade venceu. Aproximou-se sorrateiramente ao perceber que ela assistia a algum vídeo e, com o cuidado de não ser percebido, foi xeretar.

Fora a coisa mais bizarra que Takao já havia visto, então inevitavelmente explodiu em gargalhadas. Era, basicamente, um videoclipe de uma música qualquer, no qual havia duas garotas e… um brócolis.

Ver aquilo acabou o dando uma brilhante ideia. Como tinha visto superficialmente o Oha-Asa naquela manhã, sabia que os respectivos itens de sorte para ele e Shintarou eram uma fantasia e brócolis. Juntou uma coisa à outra e voilà!

E agora simplesmente queria que Midorima vestisse aquela coisa. Simples assim.

— Eu não vou vestir isso — declarou com um traço de irritação, enquanto o menor apenas desatava em risadas.

§

Chegava a ser anormal, mas a fantasia ficara folgada em Midorima. Isso, obviamente, não escapou da percepção de Takao, e ele fez seu devido comentário infame.

Os dois encontravam-se no quarto do ás, e este se perguntava como chegaram àquela situação. De algum modo, o moreno conseguira o convencer a vestir a fantasia. Midorima fora persuadido, de forma que, hum… não o deixava com muitas opções a não ser concordar. Takao definitivamente não tinha vergonha alguma na cara.

— Agora, Shin-chan, nós dois vamos ter sorte. Isso não é genial? — lágrimas de diversão rolavam pela face de Takao, enquanto Midorima estava a ponto de explodir. Porém, antes que pudesse contestar, o outro se aproximou. — Tem mais uma coisa, Shin-chan… Dizem que comer brócolis faz bem para diminuir as olheiras — declarou, apontando para os próprios olhos.

Dito isso, puxou Midorima abruptamente para um beijo rápido. No entanto, ao se separarem, o lançador teve seu lábio inferior imprudentemente mordido.

— Takao! — Com o rosto fervendo em raiva, Midorima observou Takao sair correndo do quarto, praticamente se desmanchando em gargalhadas.

Ele sempre, sempre fazia coisas idiotas e sem sentido como essa. Midorima só não entendia por que tinha que estar envolvido em noventa e nove por cento dos casos.


Notas Finais


A história foi escrita com base num MV da dupla CocoSori, por isso as doses altas de nonsense, hahahaha. Se alguém quiser conferir: https://www.youtube.com/watch?v=X4SGYjRPx1g


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...